Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI COM A IRMÃ DO MEU NAMORADO - PARTE 2

Espero que vocês ainda se lembrem de mim - Fernanda - transei com a irmã do namorado, a minha doce Renatinha. (Na primeira parte identifiquei-me como Vênus.)



Como estávamos levando uma vida sexualmente muito ativa, a Renata, achou melhor procurarmos a Dra. Sygrid, uma ginecologista que foi colega dela.



Ao chegamos ao consultário fiquei impressionada com a beleza da médica, loura, muito alta, com uma bunda de fazer inveja e uns peitões enormes que me deram logo água na boca.



Quando ela foi me examinar, começou pelos seios, deu uma olhada na vagina e disse-me que, como eu era virgem, iria me examinar pelo ânus. Assim que ela colocou o dedo no meu cuzinho, soltei um gritinho... então ela perguntou-me se estava doendo e eu, muito maliciosa, sussurei: ai que delícia... ela ficou super vermelha e não fez nenhum comentário, simplesmente disse que estava tudo bem e que iria pedir alguns exames de rotina. Assim que os resultados ficaram prontos, estava doidinha para ir mostrar, mas a Renata disse-me que ela mesma iria, pois entre médicas o contato é muito mais fácil.



O tempo passava rápido e o nosso amor cada dia mais gostoso. Até que um belo dia a Renata me conta que havia recebido uma proposta para trabalhar em uma clínica de Boston e que era uma oportunidade imperdível, uma vez que iria ganhar casa, carro, um invejável salário e além da participação nos lucros. Queria de toda forma que eu a acompanhasse, mas achei que o meu lugar era mesmo em São Paulo até terminar o meu curso.



Assim sendo, a minha amada partiu e deixou-me de presente um vibrador em forma de borboleta. Colocava-o na xoxota e apertava uma bombinha que fazia a borboleta bater as asas, com isso, acalmava o meu tesão e foi meu companheiro de todas as noites até o nosso reencontro que ficou combinado para o Natal nos Estados Unidos.



Chegou o belo dia da viagem. Ela foi me encontrar em Nova York. Quando nos vimos ela correu ao meu encontro, abraçou-me e deu-me um longo beijo na boca, nem se importando com as pessoas que passavam. Estávamos as duas loucas de saudade e com muito tesão.



Fomos para o hotel e quando chegamos ao apartamento e ela tirou o casaco grosso, notei algo de diferente... Ela tinha colocado uma prátese de silicone nos seios... ficou um deslumbramento e eu já fiquei molhadinha de vontade de cair de boca naqueles peitões.



Tomamos um banho rápido e tivemos uma deliciosa transa, gozei gostoso demais e fiz questão que ela colocasse os seios para provarem a minha xoxota molhadinha.



Dormimos uma soneca e quando acordei perguntei se já não queria o meu cabaço e ela respondeu-me: me aguarde que eu tenho uma surpresa maravilhosa para a nossa lua de mel.



Dia 24 de dezembro viajamos de Nova York para um hotel lindíssimo no Canadá perto de Montreal que é destinado ao público GLS. As partes comuns eram muito parecidas com as dos hotéis normais mas o apartamento lembrava uma suite de motel, decorado com muito bom gosto, cheio de velas perfumadas e um banner que dizia: Wellcome minha amada Fernanda.



Estava perfeitamente deslumbrada com toda aquela beleza e requinte. Dei-lhe um beijo de lingua e disse-lhe: quero ser totalmente sua, por favor, me faça sua mulher. Tirei a minha roupa e vesti uma minúscula camisola que ela havia me presenteado. A Renata pediu-me uns minutinhos. Quando voltou, estava totalmente nua e com um caralho enorme de silicone preso em uma cinta. Como o quarto estava na penumbra, parecia-me real.



Todo o meu corpo tremia de desejo e naquela momento o que eu mais queria era ser penetrada e devorada por aquela tora enorme. Eu já estava deitada e ela começou a beijar delicadamente os meus seios e depois a mamar como sá ela sabe fazer. Quando eu já estava em ponto de bala, ela penetrou-me com a maior facilidade do mundo, pois estava ultra lubrificada e nem senti dor... sá muito, muito, mas muito prazer. Depois de gozar inúmeras vezes, tomamos um banho, ela colocou um spray cicatrizante na minha xoxotinha (estava sangrando um pouco) e fomos jantar.



Nos dias seguintes, continuamos a transar, mas, para minha grande frustração, ela nunca mais quis usar aquela rola maravilhosa que me deu tanto prazer. Conversei a respeito e ela foi bastante categárica dizendo-me que gostava muito mais de fazer amor comigo, sem aquele brinquedinho que já tinha cumprido a função dele.



Passei uns três dias em Boston e antes de regressar à São Paulo, a Renata disse-me que iria ligar para a Dra. Sygrid para que eu fosse a consulta, já agora era uma mulher de fato. Fiquei toda animadinha e regressei ao Brasil... e a aventura continua em um práximo conto.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meu amigo me domina e me faz de escravo do sexo gaycaralho anaconda destruindo cuContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacomi minha mae no caminhão do meu pai contos incestosconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandocontos eroticos foi comer cu de esposa e viu que tava arrombadaesposa vagabunda contosConto de homem de deu para Fabiola voguelhega gotosaconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******contos bdsm erposas escrava submissa martacasadas baxias di calsias na zoofiliacontos cadelas no ciocontos eroticos de incesto de pai pasto e filhacontos de coroa com novinhocontos eronticos pai e filhia no camilhao trasei com elaNovinha virgem da buceta lisiMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,conto eróticos do sobrinho do meu maridoA primeira vez q dei meu cuzinho micheleconto erotico neide safadinhaacidentado comi minha sogra contosconto meu pai descabacou minha irmacontos eroticos casada e o farmaceitico negaoNunca desconfiei do primo da minha namorada. Contoswww.porno chupado os peito ate fica roxo.comvidio muher trasa com homen com pido pequenocontos casada cago no pau do negraocontos eroticos Minha namorada me contou como perdeu a virgindade com seu ex e fiquei exitadocontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhaMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticocontos recentes incestos encoxados segredos flagradoscomia mae contosContos eroticos tia dando sobrinhocontos eroticos velho na praia de nudismoNovinha mamando no cinema contoseroticoscontos ela sentou no meu colo sem calcinhacontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadascontos eroticos com menina de 07anos na praiaeu estava louco pra chupar atravesticontos eroticos safadinhacontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cuContos de leitores reais swingcontos eróticos marido cornocontos eroticos tio sobrinho gayconto erótico vesti uma cinta liga pro papaicontos eróticos irmã f****** na frente do irmão por assaltantescontos minha esposa eu e mais 2 travestisconto erotico tio julioContos erroticos com fotos eu e minha loirinha e um negro 32cm parte 2minha tia querida bota roupas curtas e eu fico com tesão doido pra comer ela mais tenho vergonha o q façoConto erotico comendo minha madrinhacarlão socando ate as bolas no cu da vadiaver contos erótico está na real primo com prima gordinha gostosacontos ela queria e eu queria comereu corno de putaviajando e sendo fodida contos eróticoscotos camioneiro da pica grandedepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalcontos eroticos caseiros e verdadeiros de primo comendo a prima tirando o cabaco dela escondidoschantageei e comi a secretariacontos de incestos mae puta e filho espertocontos eróticos sarro no ombromelhores contos eroticos de incestos flagradosMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente deleContos eroticos irma mas velhaFicaram satisfeio com meu Cuzinhoencoxando coroa casada em Jundiai conto realfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticodei o cuzinho é fiquei arrombandoconto de travesti comendo bucetacontos eroticos de mulher traindo o esposo com o montador de moveisve porno com viadinho reganhado escorreno porramarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticosconto erotico incesto sonifero filhamulher sobe em cima da pica do manequimminha mae me fez gozar contos