Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI COM A IRMÃ DO MEU NAMORADO - PARTE 2

Espero que vocês ainda se lembrem de mim - Fernanda - transei com a irmã do namorado, a minha doce Renatinha. (Na primeira parte identifiquei-me como Vênus.)



Como estávamos levando uma vida sexualmente muito ativa, a Renata, achou melhor procurarmos a Dra. Sygrid, uma ginecologista que foi colega dela.



Ao chegamos ao consultário fiquei impressionada com a beleza da médica, loura, muito alta, com uma bunda de fazer inveja e uns peitões enormes que me deram logo água na boca.



Quando ela foi me examinar, começou pelos seios, deu uma olhada na vagina e disse-me que, como eu era virgem, iria me examinar pelo ânus. Assim que ela colocou o dedo no meu cuzinho, soltei um gritinho... então ela perguntou-me se estava doendo e eu, muito maliciosa, sussurei: ai que delícia... ela ficou super vermelha e não fez nenhum comentário, simplesmente disse que estava tudo bem e que iria pedir alguns exames de rotina. Assim que os resultados ficaram prontos, estava doidinha para ir mostrar, mas a Renata disse-me que ela mesma iria, pois entre médicas o contato é muito mais fácil.



O tempo passava rápido e o nosso amor cada dia mais gostoso. Até que um belo dia a Renata me conta que havia recebido uma proposta para trabalhar em uma clínica de Boston e que era uma oportunidade imperdível, uma vez que iria ganhar casa, carro, um invejável salário e além da participação nos lucros. Queria de toda forma que eu a acompanhasse, mas achei que o meu lugar era mesmo em São Paulo até terminar o meu curso.



Assim sendo, a minha amada partiu e deixou-me de presente um vibrador em forma de borboleta. Colocava-o na xoxota e apertava uma bombinha que fazia a borboleta bater as asas, com isso, acalmava o meu tesão e foi meu companheiro de todas as noites até o nosso reencontro que ficou combinado para o Natal nos Estados Unidos.



Chegou o belo dia da viagem. Ela foi me encontrar em Nova York. Quando nos vimos ela correu ao meu encontro, abraçou-me e deu-me um longo beijo na boca, nem se importando com as pessoas que passavam. Estávamos as duas loucas de saudade e com muito tesão.



Fomos para o hotel e quando chegamos ao apartamento e ela tirou o casaco grosso, notei algo de diferente... Ela tinha colocado uma prátese de silicone nos seios... ficou um deslumbramento e eu já fiquei molhadinha de vontade de cair de boca naqueles peitões.



Tomamos um banho rápido e tivemos uma deliciosa transa, gozei gostoso demais e fiz questão que ela colocasse os seios para provarem a minha xoxota molhadinha.



Dormimos uma soneca e quando acordei perguntei se já não queria o meu cabaço e ela respondeu-me: me aguarde que eu tenho uma surpresa maravilhosa para a nossa lua de mel.



Dia 24 de dezembro viajamos de Nova York para um hotel lindíssimo no Canadá perto de Montreal que é destinado ao público GLS. As partes comuns eram muito parecidas com as dos hotéis normais mas o apartamento lembrava uma suite de motel, decorado com muito bom gosto, cheio de velas perfumadas e um banner que dizia: Wellcome minha amada Fernanda.



Estava perfeitamente deslumbrada com toda aquela beleza e requinte. Dei-lhe um beijo de lingua e disse-lhe: quero ser totalmente sua, por favor, me faça sua mulher. Tirei a minha roupa e vesti uma minúscula camisola que ela havia me presenteado. A Renata pediu-me uns minutinhos. Quando voltou, estava totalmente nua e com um caralho enorme de silicone preso em uma cinta. Como o quarto estava na penumbra, parecia-me real.



Todo o meu corpo tremia de desejo e naquela momento o que eu mais queria era ser penetrada e devorada por aquela tora enorme. Eu já estava deitada e ela começou a beijar delicadamente os meus seios e depois a mamar como sá ela sabe fazer. Quando eu já estava em ponto de bala, ela penetrou-me com a maior facilidade do mundo, pois estava ultra lubrificada e nem senti dor... sá muito, muito, mas muito prazer. Depois de gozar inúmeras vezes, tomamos um banho, ela colocou um spray cicatrizante na minha xoxotinha (estava sangrando um pouco) e fomos jantar.



Nos dias seguintes, continuamos a transar, mas, para minha grande frustração, ela nunca mais quis usar aquela rola maravilhosa que me deu tanto prazer. Conversei a respeito e ela foi bastante categárica dizendo-me que gostava muito mais de fazer amor comigo, sem aquele brinquedinho que já tinha cumprido a função dele.



Passei uns três dias em Boston e antes de regressar à São Paulo, a Renata disse-me que iria ligar para a Dra. Sygrid para que eu fosse a consulta, já agora era uma mulher de fato. Fiquei toda animadinha e regressei ao Brasil... e a aventura continua em um práximo conto.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de bebados e drogados gaysContos eroticos de cunhadasbuceta gegadecontos safados purezacontos comendo a mae e a avócavalocomendoeguanovinhacontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolaContos eroticos assanhadasconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viiContos eròticos teens incesto pai e filho novinhos curiosoconto ganhando mamadeira de porracontos gay me montei pra elerelatos eroticos minha esposa me traiu depois me contoucontos eroticos arrombada na garupacontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigasConto gay sendo a femea do titioJamanta comeu meu cuzinho a forçacontos erótico acabei indo pela primeira vez num sítio de naturistacontos de homem que teve relacoes sexuais com a mae com buceta raspadacontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto eroticoo implora q doumeu sobrinho gordinho e gay tetudocontos eróticos comendo a gata do hoteleiraconto de sogra dando para genrocontos eroticos a primeira vez da minha mulherhestoria erotica o grandi fatasia do meu marido e c cornoatrazcontosnaturismo contosconto erotico de gravida com consolocontos eroticos minha mulher virou amante dosconto travesti me enganoucontos erotico apostando a esposaler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homensContos eroticos gordinha gostosaMaduras babando na rola dos novinhos contoseroticoscontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigoconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos/ morena com rabo fogosoconto porno mulher adora novinhocontos de coroa com novinhocontos er tiocontos sexo estorando cumamando na vara feita bezerrinhadividindo a enteada teen com o filhocontos: sentei no colo do velhoFui corno e gostei muitochupando a bunda da daniele enquanto ela dormia 2Conto erotico negao casada loiracontos eroticos meu marido me vendeuconto erotico jogando game com o garotinhohomens poloneses de pau duro sacanagem gayconto mulher casada rabuda dei pedreiroContos eroticos iniciando as meninascontos fui acampar e fui cornowww.filha caçula da cu pro pai pauzudoconto erotico niseta bebadaconto erotico cobrador casada lesbicoContos eroticos coroa submissa do novinho parte 2Contos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscosentou no meu colo conto eroticoConto doente mental gozeiconto erotico arregaçadafiquei com a buceta ardisa pela grossa rolasou puta do padrasto-conto eróticoVidio de bucetas emchadas napica grosacontos de pegando um cuzinho laceadocontos eroticos com cu ragadosconto erotico tia de fio dentalCarona andarilho sexo gayconto esposa cabeluda de óculos liberada contos eroticosproibidocheirada e dando a bunda contosconto soquei a pica na minha enteadinha de dez aninhosbuceta Detinhacontos porno maior q meu antebraçoconto a vizinha tetuda casou mas seu casamento t mauadoro usar as calcinhas da minha esposaconto lesbica professora dominadacontos eroticos de sexo oraleu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestocontos eroticos minha meu tio e o dono da minhaContos eroticos minha esposa e a estagiariaafilhada chorando com a pica do padrinho no cu - contos eróticos