Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOUCURA COM O COLEGA DE TRABALHO

Sempre fui mulher de um sá homem. Tive dois namorados antes de casar e por pouco tempo. Sou loira, 1,68m, 58kg, absolutamente branquinha, seios pequenos para médios, mas coxas grossas e uma bunda que sempre chamou atenção de todos os homens. Me incomodava e me deixava feliz ao mesmo tempo. Sou bonita e sei disso. Meu marido me ama e eu a ele. Ele sempre me disse que sou linda, gostosa, é maluco pela minha bunda (mas nunca dei pra ele), sempre fica passando o dedo no buraquinho e me incomoda.

O que acontece é que, embora sempre tenha sido travada no sexo, ainda que me liberado muito com o tempo, hoje com 44 anos novas fantasias surgiram. Um colega de trabalho nunca disfarçou seu tesão por mim. Me secava direto. Comecei a gostar dele olhando meus seios, ia até minha mesa, por trás, e sabia que estava me secando. Almoçava comigo, mandava mensagens, mas nunca ia além. Mal sabia ele que eu estava gostando de tudo. Passei a usar vestidos com a calcinha mais marcada na bunda e dispensar o sutien no final do expediente (ia ao banheiro e tirava). Ele ficava maluco, via mas não dizia nada.

Acontece que este moreno de 1,88, de 35 anos, ia fazer aniversário no dia 19 de abril. Combinamos de comprar uma cesta de café da manhã para presenteá-lo. Como era necessário enviar à casa dele, fiquei sabendo seu endereço e uma idéia maluca não me saia da cabeça. Pensei muito porque sou casada e tenho 3 filhos. Mas me decidi. Eu chegaria antes da cesta à casa dele. Combinamos que seria entregue às 7h30. Acordei às 5 da manhã, tomei banho, coloquei numa sacola uma roupa para trabalhar. Em mim, uma calcinha preta e uma capa (tipo aquelas de chuva, amarradas na frente), sapato de salto preto e sá.

Seis da manhã estava em frente a casa dele. Na portaria pedi para ser anunciada. Subi. Quando cheguei ele abriu a porta vestindo calça de pijama, sem camisa, escabelado e surpreso.

- O que houve, que surpresa é essa?

- Nada, apenas queria ser a primeira a te dar um abraço, um beijo e teu presente.

Abracei, beijei uma bochecha, passei pra outra olhando nos olhos dele e quase encostando minha boca na sua. Senti que ele agora estava espantado com a situação. Olhei pra ele e disse:

- Não vai abrir teu presente?

Ele entendeu tudo de vez. Lentamente começamos um beijo de língua enquanto ele abria a capa. Me abraçou com força por baixo da capa e me beijava, lambia o rosto, meu pescoço, enquanto explorava a bunda, as coxas, os seios que sempre sonhou. Estava de pau duro. Parecia uma pedra. Mandei ele sentar no sofá, tirei a capa e ofereci minhas tetas (agora eram tetas) à sua gula. Ele chupava e arretava minhas coxas, minha buceta molhada e com um pouquinho de pelos apenas. Não aguentei e cai de boca naquela pica maravilhosa e que babava de tesão por mim. Me senti uma puta. Coloquei a calcinha bem enfiada na bunda e virei pra ele. Imediatamente iniciamos um longo 69, primeiro com depois sem calcinha. Rebolei na cara dele como uma cadela enquanto chupava aquela vara. Levantei, mandei que ele sentasse no sofá e olhando firme pra ele sentei na vara. Rebolei como nunca, era a puta que meu marido sonhava dando pro colega de trabalho. Ele agarrava com força minha bunda fofa enquanto cavalgava seu pau. Ao mesmo tempo ele chupava minhas tetas. Sá que começou a passar o dedo no meu cuzinho virgem. Dessa vez não tinha jeito. Com ele ainda sentado, levantei, fiquei de costas e em pé, passei a chupar seu pau e ofereci a bunda que todos querem a ele. Ele chupou minha buceta e começou a lamber meu cu. Fui à loucura. Dizia pra ele comer a puta que era sá dele. E ele me botou de quatro e passou a lentamente enfiar aquela vara no meu cu. Quase morri de dor, mas ele teve paciência. Depois que entrou, suávamos, ele enfiava em mim feito um cavalo numa égua. Socou bastante na minha bunda, me chamava de puta, cadela, gostosa e eu gozava como nunca. Enquanto era enrabada, me tocava com a mão. Minha xana estava jorrando gozo, até que o pau dele estava pronto pra jorrar. Eu estava entregue. Ele me virou, apontou o pau pra minha cara e jorrou porra no meu rosto, tetas, barriga, cabelos, tudo. Sempre tive nojo de tudo, mas naquele momento abocanhei aquele pau e deixei limpinho. Foi uma loucura. Depois tomamos banho, chegou a cesta e tomamos café juntinhos, nos beijando sem parar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


como brexar a cunhada no banheiro menina de bicicleta contos eroticomulheres a mijar por cima da casste grossa do marido contos o sindicocomtos arrobadaTrepadas no caminhao cabinevideos chupando a xoxota uma da outra o clitores bem lisinhoConto porno dotado no vilarejoconto erotico de lesbica xupa a força o cu da garota boasuda heterosexualCrossdressing contos eroticocontoseroticosarrombandovou começar com Vanessa bucetacontos cuidando da minha irma casadasuco de uma magrela trepando em pornô famíliasexo aos14 pornodoidohistorias eróticas com coroa de 80 anosfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto eróticos esposa fas marido virar mulher dela e do outros machosconto erótico maltrato minha mãecontos eroticos gay enrustidoconto eróticos menina pobreminha esposa de shortinho na obraconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhoscontos eroticos o garoto perdidocontos eroticos perdendo avirgindade encesto compadreconto guarda roupa da lingeriepapai me fudeu gostoso e eu gozei no cacete delcontos casal com jamaicanocontos eróticos pequenaContos eroticos transei com uma porcacontos eróticos meu filhocontos eroticos mae filho morando sozinhos na kit netcontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhoContos eróticos engravidei na primeira trepadapeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelacumil minha vizinha gostoza fimepornocomtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosLambuzada de mel pro cachorro lambertiradp o cabaso da novimhacomigo vamo mulher do meu irmão meu irmão viu como um laser transar entre família comigo a mulher do irmãoconto titio me fudendoxvideo subril comedo atinaconto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiucontos eroticos -FILHA tarada pelo Paicontos cornos forumcontos eroticos meu padastro mim estropo no onibusAtraido pela garotinha contos eroticoscontos/ morena com rabo fogosoconto gay muleke do cuzinho raspadinhoContos eroticos chupei o grilo da netinhaacontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos paguei mais comi a putameu marido liberou também conto cuabaixei e vie a calcinha da minha por baixo da mesa contosMetendo na perereca da maninhacoroa me fudeucontos eróticos mulher de traficante dando pra galera todacontos eroticos infanciacomo dopar uma mulher e fazer sexo contoConto minha enteada safada se insinua pra mimxvidei a novissa possuidaContos vovó no banhoxvidio.esfregando o pau so no short vermelinhorelatos comi a gorda na marracontos eróticos e fetiches paguei boquete no meu irmãoo maravilhoso mundo das bucetas tesudas gostozissimas ufa que deliriominha amiga me levou p suruba contos eroticoscomendo minha irma de seis anos contos eroticosconto erotico - boleia para a universidadecontos er matagaltive que dar contos eróticoscontos eróticos do tio malvadocontos eróticos Patrick amiga comeucontos eroticos minha prima esculturalcontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenacontos porno incesto esporradelas e beijos bocachupei varios corno contosubrinho ve tia fazendo sexo araz da portaconto tio agarrou a moça e comeu elacontos eroticos deixando titios chupar minha bucetinha