Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO AS CRENTRES

Sexta feira passada... Seis e Meia da tarde... Centro da cidade, eu esperando um busum para voltar pra casa... Fazia um pouco de frio e garoava bem...

O ponto de ônibus tava lotado de pessoas que voltavam do trabalho, escolas e outras atividades mais... De repente, eu ví encostar naquela parada de ônibus, um circular da Vila-ilha Evangélica - bairro que fica bem pertinho do meu, aqui em Sampa.

Gente, aquele busum tava tão lotado que nem chegava a fechar a porta. Assim que eu ví uma moça evangélica - morena, cabelos longos, trajando uma saia vermelha colada ao corpo - eu subí atrás dela...

Como mal conseguíamos andar pelo corredor, nás dois ficamos antes da catraca, já que havíamos embarcado pela porta dianteira. Alí dentro do busão tava um calor infernal, pois as portaa a maioria das janelas tavam fechadas, deviod ao frio de fora e à chuva insistente...

Eu usava uma calça moleton sem cueca. Já saí assim, prevendo que aconteceria uma bela encoxada na volta pra casa...

Aquele busum tava cheio de crentes gostosas e rabudas. Tinhma um monte de "neguinho" se arpoveitando daqueles rabos evangélicos. Então, tratei de sarrar no que eu havia escolhido...

Encostei meu caralho duro bem no meio daquela bunda go stosa, carnuda e empinada da tal crente. Logo percebí que ela era casada, pois havia uma aliança enorme em sua mão esquerda. Mue pau queria se enfiar naquele cuzão gostoso. A safada tava querendo se esquivar de todo jeito. Me dava empurrões e cotoveladas. Chegou a olhar-me de cara feia, mas eu não arredava de trás dela. De vez em quando, eu descia a mão direira, fazendo-a tocar no rabo da morena. Sentí a marca de sua calcinha nos dedos. Dei-lhe uym leve beliscão no bumbum. Porra, nessa hora quase que o "tempo fechava de vez pra mim". A mulher reclamou em voz alta - " VC QUER PARAR COM ISSO, MOÇO?"...

Ela conseguiu se virar um pouco, ficando de ladinho pra mim. No entanto, ao fazer isso, ela virava o rabo para um outro carinha tarado que nem eu. Notei que ele tava se deliciando com ela também. Ela tamém olhava para ele de cara feia... Mas nás dois não desistíamos de continuar bolinando e encoxando aquela bunda gostosa e aquelas coxas roliças...

Apás um tempo de sarro insistente na crente morena, eu notei que ela começara a se entregar aos nosso ataques. Claro, ela fazia isso de forma muito discreta. Parecia ter desistido mesmo de fugir dos assédios incensantes sofridos. Daí, eu e meu "colega" encoxador nos revezávamos no rabão dela. Ela mesma parecia controlar o tempo para cada um de nás. Se virava para um, depois para o outro. Sempre deixando-se ser encoxada no rabo. Até que numa certa hora, eu exagerei na medida. Enfiei os dedos no meio do rego dela. A mulher ficou uma "arara". Deu-me um safanão no meio do peito... Voltou a "dar preferência" pro outro tarado...



Bem, percebí que havia uma outra gostosa pertinho de mim. Esta estava aconpanhada de uma Senhora - parecia ser mãe dela. Pelo jeitinho de se vestir e se portar, eu desconfieie que ela também era evangélica. Um rabo delicioso coberto por uma apertada saia jeans. Fui me chegando para trás dela, na base do empurra-empurra. Foi difícil, mas depois de uma feada brusca do busão eu conseguí parar bem atrás dela. Ela sentiu logo minha tora grossa e dura tocar seu rabo carnudo. Deu-me uma discreta olhada por cima do ombro direito, mas não fez nada para fugir. Conituou a conversar com a tal Senhora - a quem ela logo chamou de "Mãe", confirmando minha dúvida. Aquela era bem mais safada e putinha do que a primeira evangélica que encoxei. A vadia deixou-me sarrar à vontade em seu traseiro. Empinava o rabo para sentir-me bem por trás. Dei várias dedas no mei do cuzão dela. Ela sá conversava com a "Mammãezinha". Fiquei impondo um ritmo de vai e vem no seu rabo, como quem estivesse fazendo sexo anal. A safada se deixava levar na onda daquele sarro gostoso. Sem ter mais a mínima condição de segurar o gozo, eu fiz uma meladeira geral por dentro do meu moleton... Gozeu jatos e jatosa de porra, alí mesmo no busum, sarrando no rabo gostoso daquela crente casada e safada... Que delícia de encoxadas...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


historias eróticas com coroa de 80 anosEu e o meu padrasto fotos e imagens de contos eroticosfazendo sexocontos eroticos mulhersibha do papaiminha irmanzinha gost fica olhando eu bater aquela ponheta no banhocontos meu pai me fodecontos eroticos primeiro empregomamae e meu irmao contoscontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhaonto de encesto fui pega minha filinha no preconto lesbica professora dominadaestiquei os peitos da gostosa contoscontos roupa de biscatinhaconto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de conto meu tio morre de ciumes e amor por mimcontos deixando por no cúmulher sendo comida por garotaocontos de corno no cinema com 2 negros bem dotados estuprada esposa loiravoyeur de esposa conto eroticoMeu ex primo viuvo conto eroticotitiatezudacontos eróticos da quarta-feira de Cinzasconto erótico loira casada traindo marido com cadeirantecontos brincando de casinha con minha prima virgemHistórias contos ficticios e reais de sexo com travestisminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero vercontos erotico a 1 de una solterona com um menino de 15contos veridicos por garotas teenscontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgemqero tranzar com a minha enteada ela r muito timidaxvideos gay mostrando a rola pra sala interiratitio viu minha bucetinha e achou linda contosfragrância zoofilia caseiro vídeos de********* pornô da mulher morena que tem os peito grande para batata chupa a goza na cara melada cara tôconto erótico papai obedecercontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexocontos sexo paraíso em famíliacontos eroticos cunhadoconto cachorro tirou minha virgindadeenteada nua contosmeteu a pica gigantesca na passista deliciosacontos eroticos minha vizinha dos sonhosminha mae enfiou o dedo no meu cucontos eroticos de quata feira de cinzaconto erotico caronaconto tomando banho em familiacontos meti na bundinha da irmã do meu amigopoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casaconto padrinho picudoincesto familia unida contochupando buceta com gosto como se beijase uma bocacontos de coroa com novinhocontos comendo a sogracontos eroticos casada pau pequenocontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandocontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadoContos de casadas inrrustidasconto minha noiva foi fudida pelos padrinhos na minha lua de mel no motelvideos porno sobrinha precisando de dinheiro da para o tiogrelo xoxotudaxvidio travesti ta duendoconto erotico de menino com caralho jumentosentei no colo do meu colega no onivus e ele ficou muito excitado contos de mulhercoto erotico transex e novinho teenContos porno minha noiva bebadacontos erroticos garroto comeu minha mulher dormindomeus sobrinhos conto erotico gaycontos de velhos mamando seios bicudoscontos er passando em casaWwwloira casada negro da borracharia na casa dos contoscontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãoVirgem inocente contopau duro na frente da tia contoscasa dos contos erotica me doparamcontos velho comendo novinha casadacontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mimcontp porno: tens estuprafadContos gozei com nerd grandeComtos tia e sobrinha fodidas pelos amigos do tioCOnto leite de cunhadasexo contos amigas e irmao a 3constos eroticos tias bucetudas e sobrinho caseetudoscontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãowww.contoerotico.pai e flha na chacaracontoseroticosdentistacontos coroas as quetascontos eróticos, minha esposa putaBuceta de daniviacontos eroticos vi minha esposa me traindodando banho cacula conto eroticos gay