Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONTO REAL (O DIA QUE MINHA MULHER DEU Á UM ESTRAN

Era um domingio eu e minha mulher fomos viajar para a casa de sua mãe, moramos no Rio e a minhasogra em Belo Horizonte.O Ônibus saiu ás 22 horas e tinhamos oito horas de viagem, Sentamos nas duas últimas poltronas e começamos a conversar sobre coisas que á muito não faziamos,ou seja tranzar dentro de um ônibus, a viagem estava traquila, apenas uns trinta passageiros e atras sá eu e minha mulher.

Lá pela meia noite vi alguem se aproximando do banheiro,era um rapaz de uns 20anos quando ele fechou a porta comentei com minha gostosa que era a chance que estavamos esperando,ela foi para a poltrona do corredor e cruzou as pernas, estava com um vestido colante preto,acendeu as luzes e começou a ler um livro.Eu virei para o lado e fingi estar dormindo.

Ouvi o ruido da porta abrindo e senti que o rapaz não saiu do lugar.

A minha esposa pra puxar assunto perguntou em qual cidade estávamos passando,ele educadamente respondeu e começaram o papo,foi quando ele elogiou as pernas da mineirinha .Senti que naquele momento começava a realização de mais uma fantasia .

Perguntou se podia sentar ali por perto e não voltou mais,conversaram uns trinta minutos e vi que a minha esposa saiu do meu lado e foi sentar na outra poltrona ao lado do rapaz.

Ela acendeu as luzes do outro acento exatamente pra eu não perder nada e começaram um beijo longo recheado de car´´icias e afagos.

Ele levantou ovestido dela afastou aquela calcinha minuscula e começou a esfregar sua mão lentamente sobre seus grelos.

Abaixou a boca abrindo suas perna e mamava ardosamente aquela buceta sem pelos e deliciosamente cheirosa.

Ela não perdeu tempo abriu seu ziper e começou a mamar aquele caralho enorme e molhado batia uma punheta maravilhosa naquela pica com as mãos e com a boca,dez minutos depois estava sentada naquele cacete cavalgando como uma prostituta,ele ainda a colocou de quatro e ficou no corredor metendo sem parar naquele cuzinho delicioso,

Ouvi apenas os gemidos tímidos para não fazer barulho ela queria gritar mas continha para que não fosse percebido o que estava acontecendo ali.

De repente senti que ele gozou na bunda da minha mulher roçou sem parar aquela pica nas cochas dela deixando-a toda enxarcada,

Despediu-se e voltou para o meu lado.Orapaz que estava viajando com os pais voltou para o seu lugar.Já passava das duas da manhã quando ele saiu, ela sentou do meu lado e agradecida por eu permitir aquela foda maravilhosa com4eçou a me presentear com um boquete me masturbou com a mesma eficácia de sempre recebendo mais uma gozada na boca,e dessa vez uma gozada merecida,pois não via a hora de chegar em Bh e nos encontrarmos com um amigo que conhecemos aqui na internet.,mais esse encontro eu sá vou contar na proxima vez que nos encontrarmas aqui.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos casal nu praiarealisando sonho eu emas duas mulher contosver conto veridico minha baba abusado por minha babaviadinho tapas esposa dedos no cu conto marido consolocontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"conto erotico bi com atendente de hotelconto adoro cu de casadaminha esposa tem 1.60cm d bunda enorme contosvalesca chupando e o namorado olhandocontoseroticos anal brital no acampamentoContos meu prefeito me comeu com fotossou uma mulher crente mas quero picaconto meu amigo espiando minha esposacontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludaeu e minha sogra coroa conto eroticocontos eroticos de travesti com mulher com gemidos escritosNegras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetacontos eroticos a travesti segurou em minhas bolas e empurrou 23cm no meu cucontos fiz o cuzinho da mamãecontos de coroa com novinhocomtos eroticos..carona i sexominha namorada perguntou se eu era gay contocoroa 46 anos cabelo curto enroladinho dando a buceta grandeConto Erótico ninfeta Fio Dentalperdendo a virgindade com o pai-contos eróticoscontos. papai da leitinhoContos eroticos dois macho chupando minhas tetasContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3Contos reais de sodomialésbicas chupando sopinhasvoyeur de esposa conto eroticovizinha trai marido com cunhadinho contoscontos gay me depilando e pego no flagrao subrinho do meu marido falo q queria comer uma buceta peludinhaminha mulher explorando meu cu contocontos eroticos, venerava meus mamilosconto erotico incesto sonifero filhachupando o pau e.lambendo o cinema caracontos eroticos brincadeira relconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem doquero ver no boa f*** de mulheres com shortinho todo enfiado no raboContos irma mais velhatanga contos eróticosgarota no cio brincando com cachorrocontos meu primo me estrupo quando tinha oito anoscontos eroticos de oncesto de sogra com derromulhe vais boguete em bebudocasadas safadas me deu a calcinha usadas contos eroticoscontos de sexo rapidinha com a cunhada na cozinha enquanto meu irmão tomava banho no banheiropincelar no cuconto erotico me mentiu e me comeuChantageei amiga lesbica da minha mae bdsm contoEdna A tia da minha esposa contos eroticosminha professora nao usa calcinhas contos eroticoscontos eróticos adicionei o menino e deiconto erotico comendo a massatorepeutahistorias de meninas safadinhas que tem casos com padrastosninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocacontos eroticoso titia chupa sobrinhacontos eróticos dezoofilia menina mora no sitio real amadoconto erótico maltrato minha mãeContos eroticos dediaristAcontos eróticos gays incesto fui estupradocontos eroticos cavalo leitecontos eroticos meu marido me vendeu no bingocontos gay meu filho gostosoconto erotico a buceta enorme da minha esposaconto erótico menina zuando pau pequenotentando comer a sobrinha contosAbuzei a menina contos eroticosContos eroticos de travestis louco par bumdas.mega rolas mega bucetas mega gozadas profundas