Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

"MARIDO" ESCRAVO PERFEITO IV

Em pouco tempo Carlos chega da locadora com o DVD que escolhera com a esperança de passar mais algumas horas acariciando e beijando ofegantemente os pés de sua linda, amada e dominadora esposa.

Quando entra em casa escuta um barulho vindo do banheiro, provavelmente sua esposa resolveu tomar um banhou pensou ele; Carlos acertou, Kely estava realmente tomando banho, mas a finalidade não era simplesmente porquê ela estava com calor ou mesmo porquê queria ficar mais confortável para assistir o filme e sim pra sair e fazer coisas que seu maridinho talvez pensasse mas que nunca tivera a conclusão. Carlos ainda pensando como seria agradável passar aquele dia aos pés de sua linda mulher é surpreendido com o chamado de Kely, quando ele se aproxima do banheiro ela sem qualquer serimônia ainda sem abrir a porta do banheiro ordena a ele que passe ferro em seu vestido vermelho, que limpe suas sandálias de salto transparente com tirinhas e que esquente o carro pois ela iria sair em pouco tempo, Carlos fica um tanto que perplexo com as palavras de sua esposa, ele já desconfiava que ela o traia, mas aos poucos aquela desocnfiança ia se tornando uma certeza, aquilo que sua mente estava pensando a tanto tempo ia tomando forma e se concretizando, ele não sabia o que fazer em relação aos entimentos que o perturbavam naquele momento; acabando a perplexidade de Carlos ele se vê em frente ao guarda-roupas de sua esposa pegando o vestido que ela tinha ordenado que ele passasse a ferro, sua mente está a mil, um monte de coisas acampam em sua cabeça; apás alguns minutos sua esposa termina seu banho e vai em direção ao quarto do casal, lá ela vê seu maridinho empenhado em deixar seu vestido impecável, ela encosta na parede e fica olhando seu devotado marido cuidando com a maior delicadeza do vestido que seu amante dali a poucas horas não terá cuidado algum em tirar, em cada ruga do vestido que seu marido consegue tirar ela vê um pouco da submissão de um ser-humano que ha algum tempo reclamava apenas em saber que ela iria sair com suas amigas, ela dá um sorriso sarcástico e fica satisfeita por ter adestrado corretamente seu maridinho; Carlos percebe o sorriso de sua amada esposa e levanta a cabeça tendo assim uma visão perfeita do lindo corpo desnudo de sua esposa que deixara coscientemente a toalha que encolvia o seu lindo corpo cair, sá moravam os dois naquela casa por isso ela podia se dar o luxo de ficar com a roupa que quisesse em casa ou mesmo ficar sem roupa se assim desejasse, Carlos fica estático tendo em sua frente a visão de um corpo tão belo, com bumbum tão bonito, seios lindos com biquinhos apontando pra cima, rosto de uma verdadeira princesa, sua vagina era um objeto de desejo a parte com aqules poucos pêlos tão bem aparados, o transe de Carlos acaba bruscamente com uma repreenção autoritária de sua esposa:



Kely: a minha roupa não vai se passar sozinha sabia seu imbecil?

Carlos: perdoe-me Kely já estou quase terminando.

Kely: já limpou minhas sandálias?

Carlos: não meu amor logo que terminar o vestido irei limpá-las é rapidinho.

Kely: mas você é mesmo um idiota incompetente, que demora é essa!!

---Kely se aproxima de seu marido e percebe uma ereção....

Kely: está gostando de ser humilhado por mim não é mesmo meu capacho?

Carlos de cabeça baixa fica em silêncio.

---um forte tapa é desferido por Kely ao rosto submisso de seu marido.

Kely: quando eu lhe perguntar alguma coisa me responda seu idiota, me entendeu?

Carlos acena com a cabeça de forma positiva.

---Kely dá mais um sorriso sarcático e com sua mão direita pega por cima da cauça nas genitais de seu marido.

---a reação é imediata, se bem que ele já estava ereto desde que começou a passar a roupa de sua esposa.

Kely: você já está aceso capacho? Vejo que fiz um bom trabalho em adestrá-lo!

---Carlos de cabeça baixa não ousa falar nada.



Kely se afasta de seu "marido" e se direciona a penteadeira para cuidar de sua maquiagem enquanto Carlos termina de cumprir suas ordens.

Apás uns 25 minutos Carlos de cabeça baixa se aproxima de Kely e diz que já está tudo pronto.

Kely: já era hora mesmo, pensei que fosse passar o dia inteiro.



---pegue minha calcinha branca e meu sutiâ, ornda Kely que até aquele momento esta completamente nua.

Carlos obedece imediatamente a ordem de sua esposa e como um submisso fiel e obediente leva pra Kely a calcinha e o sutiâ.

---ela veste e se olha no espelho vendo suas lindas formas, ela sabe o quanto é bonita e desejada.

Veste o vestido que seu marido delicadamente acabara de passar, senta na cama e ordena que carlos lhe calce as sandálias que por ele foram limpas, ele imediatamente se agaixa em frente a Kely que está de pernas cruzadas e com carinho começa a calçar aqueles lindos e delicados pés, ela percebe o quanto ele olha para seus pés, ela sabe o quanto ele a deseja, ela sabe que basta apenas um estalo de dedo para que seu marido se jogue em sua frente para servir de tapete, mas ainda falta alguma coisa, e ela sabe o que é... falta ele ter conhecimento total dos belos enfeites que ela tem posto na cabeça dele ha muito tempo, falta ele aceitar sua nova condição de corno-sumisso, mas ela tem planos e estes planos não incluem apenas ela e seu marido, mais um sorriso sarcástico acende no rosto daquela linda mulher.

Agradeço aos que tem me enviado e-mails parabenizando os contos que estou disponibilizando aqui.

Apás 3.000(três mil) acessos a continuação será postada ou a cada 400(quatrocentos) e-mails que me forem enviados, vale o que acontecer primeiro. Desde já agradeço.

[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos meu 1anal quase morricontos de lambidas gostosaContos eroticos empregada humilha a patroacontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudaContos gays fui de fio dental no cine porno e fui arrombadocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosconto bebado fui fodidoprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemaPorno contos brincando irmao deixar chupar pintinho gostinho temcontos eróticos mulher no trevo convencimeu marido a ser cornozoofilia negao comenorme pau deixando putia loucacomo minha esposa aguentou 23cm no rabocontos eroticos Minha namorada me contou como perdeu a virgindade com seu ex e fiquei exitadoContos supreendida pelo novinhocontos eroticos jovem transando com a negra escrava parte 1começando se transformar travesti .. encarando pau enormecontos minha mae baixinha gostosacontos aprendendo o que e uma buçeta com a mamaebarrigudos barbudos velhos contoscontos eroticos cherei cocainacontoseroticosgordinhaapostando com mamãe contos eróticosconto erotico casado se apaixonou por um afeminadocontos eróticos morando com filhotirando a caucinha eo cabacinho da menininha de chiquinhaconto de encesto filho vetido de noivinhaconto erotico mae negra coroa dando cupadastro. com. a. filhaxvideo. bxxcontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhoEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticolésbicas infia arma gelada na ppk até gozarComtos casadas fodidas pelo patraoConto erotico cdzinha me deixou loucocontos eróticos de cunhadas e subrinhasContos eróticos novinha de bikeporra minha secretária tem a bunda deliciaContos punheta duplasuruba dios cachorro macho dando o cu Contos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhotransei com um colega da salaSentei na pica e cavalguei gostoso com a pica dentro parei prazerconto porno xixi padrinhoContos eroticos gays sendo arrobados virgens contos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavamContos eroticos cunhada safada jeovacontos entre mãe e filho picudo no banheirocontos er deixa que levoele era cheirosinho conto gaymulheres secando bêbadas cheias de tesaocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gay chorei na pica do meu irmão violentopau expulsa pau do corno da buceta contosContos.eroticos traindo marido na.sala ao ladoo que sua esposa achou do menage femininocontos eroticos abusada levando tapawww.flogdesexo.compauloelizabethtravesti arrombou meu marido contocontos erotico eu minha mae e meu amigo e dona martacontos eróticos debaixo da varacontos vi pai xupando paueu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucavi ele comer ela/contocontos na barraca traiContos gay saindo de carro a noite vestido de mulherMelhores contos eroticos sobre bem.dotadocontos eu e minha nora vomos enrabadas na praiaTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticocontos sadomasoquista mais uma gorda dominada parte 2chupando buceta com gosto como se beijase uma boca home pelado com nome ketlyncontos cunhada mora nos fundo de casacontos erotecos de esposa de espartilho no metroOs travestis qui São quaz mulheregua.ficou com a buceta meladaConto ertico. Minha adrasta. Bebiawww.flogdesexo.compauloelizabethconto erotico fui no banheiro da estrada mijar e me assustei com o tamanho do pauzao do negaowww.contos comendo a tia de sainha curtacontos eróticos novinha no ônibussafada pediu pro tio pauzudo gosa dentromulheres violadas contos eroticoscdzinha esposa corno contoconto erotico pedi e minha mulher fez massagem emminha bundaO pau que eu sempre quis contos eróticosContos Eróticos abusada todos os dias por estranhoshistoria porno dando o cu pro porteirocontos de professor e alunaprimeira vez em fraldas tesãofilme porno tia gostosa faz uma viajem dormi com saudade do sobrinho da cuMaurinho com pênis grande transando com mulherConto eroutico espora come maridocontos erroticos garroto comeu minha mulher dormindocontos chupei o cu do cachorrodepois do chopp me fodi contosconto eróticos podemosa tia casadaconto real meu vizinho me estuprouminha mulher me fez corno e viado ao mesmo tempo eu adorei