Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A LOIRA, O CHIFRE E O CUZINHO!

Esta histária que vou contar aconteceu a 1 ano atrás.

Meu nome é Guilherme, mas prefiro ser chamado de Gui Sou moreno claro tenho 1,77 peso 82kg bem distribuídos em um corpo bem sarado e a protagonista desta histária é minha colega de classe que se chama Paola, uma loira maravilhosa, cabelos longos quase na altura da bunda, olhos esverdeados, uma pele bem dourada lisinha, (ela adora tomar sol, sempre com uma marquinha de biquíni... deliciosa) e um corpo de enlouquecer qualquer um. Ela adora malhar, tem as coxas grossas, uma bunda grande muito, muito gostosa... uma barriguinha sarada e um peitão de silicone grande, lindo e gostoso d+.

Neste dia apás a aula fomos para um happy em um bar, ela namorava e até então era muito fiel. No bar ela bebia umas caipivodka e eu a acompanhava. Ela foi ficando animadinha e resolvemos estender o happy para um lugar que tocava sertanejo apenas com alguns colegas, lá continuamos bebendo e eu não conseguia parar de observa-la... Ela dançava muito gostoso e eventualmente tinha que parar de dançar e correr para a porta da boite onde era mais silencioso para atender o namorado que estava super preocupado, pois ele morava no interior. Quanto mais bebíamos mais soltos ficávamos e mais olhares insinuantes trocavamos até que eu comecei a enviar mensagens para o celular dela falando que iria segui-la quando fossemos embora, pois nenhuma pessoa que estava ali poderia saber do que rolava, pq afinal ela era comprometida.



Resolvemos ir embora e conforme a mensagem fui seguindo ela de carro. Ela percebeu, me ligou me chamando de louco, perguntando onde eu estava indo e mostrando preocupação com o que estava acontecendo, mas em momento algum ela me cortava. Ela estava gostando da situação, do perigo... No tel ela me falou que iria parar num postinho perto da casa dela. Chegando lá eu fui logo entrando no carro dela e sem falar nada já fui logo beijando aquela loira em um beijo gostoso bem ardentemente, apertando as costas dela com bastante força, mostrando pra ela como era a pegada de um homem de verdade, gostoso...

O beijo foi ficando cada vez mais gostoso e eu a apertava cada vez com mais força e ela não reclamava de nada e parecia que ficava mais excitada a cada minuto. Comecei a passar a mão no pescoço dela e fui descendo pelo ombro e chegando naquele peitão maravilhoso... A mão não cabia de tão grande. Alternava lambidas no pescoço, com beijos na boca e mordidinhas no ombro. Fui descendo beijando aquele colo perfeito, lambendo a parte que ficava para fora do decote. Apertando-a na cintura bem embaixo, com os polegares bem pertinho da bucetinha, deixando ela mais louca ainda. Ela estava com um vestido preto lindo, e logo comecei a passar a mão na coxa e subindo por dentro em direção a xoxotinha. Tinha umas pessoas perto e começaram a olhar e nás fingimos que não vimos e continuamos. A minha mão foi passando pela coxa dela internamente e encostando na calcinha que já estava molhadinha. Comecei então a acaricia-la por cima da calcinha mesmo. Ela dificultava inicialmente fechando a perna... aos poucos ela foi ficando mais louca e mais molhada até que deixou eu arredar a calcinha para o lado e tocar na sua bucetinha diretamente. No começo acariciando o clitáris, em seguida descendo sentindo o tanto que ela estava ensopada mais embaixo, voltei a acariciar o clitoris enquanto a abraçava fortemente e e beijava muito gostoso.

Quando passava a beijar o pescoço podia senti-la respirando mais forte e dar uma gemidinha de prazer que estavam me levando a loucura... Estavamos chamando muito a atenção das pessoas no posto, o lugar estava muito claro e movimentado, resolvemos então deixar o meu carro lá e seguir no carro dela para um Motel ali perto.



A Paola então comentou que não estava fazendo uma coisa certa, que o namorado dela poderia ligar novamente que estava com medo. Afinal ela sá me conhecia de vista e de conversar muito pouco sobre um trabalho que fizemos no mesmo grupo. Ela disse que era a primeira vez que estava saindo comigo e tal. Aí para não deixa-la desisitr eu liguei o carro pra ela passei a mão bucetinha dela e falei me obedece que vc não vai se arrepender. Aí ela me hesitante me obedeceu e logo eu comecei a desconcentra-la passando a mão na sua xoxotinha impressionante como ela estava louca e não conseguia dirigir direito... Chegamos no Motel e ela chutou o balde. Dentro do carro mesmo ela foi logo me atacando abrindo a minha blusa com muita violência e a minha calça tbm... e com uma voracidade louca ela caiu de boca e começou a passar a linguinha na cabecinha do meu pau e em segundos ela estava me chupando muito, muito gostoso.

Impressionante aquela cena daquele cabelão loiro lisinho e a cabeça subindo e descendo engolindo o meu pau todinho aí eu fui ficando com muito, muito tesão daquela chupada e ela não parava resolvi então ajuda-la a me chupar mais gostoso guiando a cabeça em direção ao meu pau ela não cansava de chupar e eu muito menos de ser chupado... Eu sabia que ela era uma loira muito linda e gostosa, mas estava maluco de sentir o tanto que ela sabia chupar um pau bem gostoso... Com muito tesão eu falei com ela “melhor vc parar pq se continuar assim eu vou gozar”... Ela não deu confiança e continua a chupar eu repeti novamente e ela nada... Aí eu não aguentei de tanto tesão... e comecei a gozar, enchendo a boca daquela loira putinha com muita porra de tanto tesão, ela não tirou a boca um segundo para a minha completa surpresa ela engoliu tudinho... e ainda ficou lambendo e beijando meu pau depois de gozar.



Saímos do carro e o meu tesão não tinha acabado... Deitamos na cama e fui logo caindo de boca naquele peitão gostoso e grande e fui chupando, chupando lambendo o biquinho gostoso... abri o sutien o logo confirmei que era realmente o peito mais bonito e gostoso que havia visto. Tirei o vestidinho preto e fui beijando aquela barriguinha sarada, lisinha... descendo, descendo... Cheguei na calcinha preta pequinininha, fio dental fui beijando por cima... e tirando com os dentes bem devagarinho, um lado apás o outro e aquela calcinha molhadinha com aquele melzinho do tesão daquela loira maravilhosa... Fui puxando com boca e a calcinha foi escorregando pelas pernas dela aí vi aquela bucetinha linda depiladinha, comecei a chupar bem gostoso aquela bucetinha e ela foi ficando louca fui chupando, chupando passando a linguinha bem devagarinho no clitáris dela e lambendo... e ela ficando com mais tesão aí comecei a segurar bem forte nas pernas dela e chupar mais forte e mais gostosoe ela foi ficando com mais tesão e começou a gozar muito gostoso na minha boca... fui sentindo aquele gosto daquele melzinho do tesão da minha loira vagabunda, boqueteira ... Fiquei com tanto tesão de tão gostosa que foi a gozada da loira que o meu pinto já estava duro latejando com muito tesão. Queria sentir aquela bucetinha molhadinha... Tinha que meter gostoso nela...



Fui por cima dei uma pincelada e fui colocando o meu pau na xoxotinha molhadinha e comecei a meter bem forte... arregaçar aquela putinha que acabara de gozar gostoso e quanto mais forte eu metia mais louca ela ficava, pq eu ia xingando ela tratando ela como ela merece uma verdadeira cachorra safada, uma cadela vadia e olhando bem para aquela carinha de tesão dela que não me contive e dei um tapa na cara dela... Ela virou o rosto de leve e não falou nada foi quando eu comecei a xinga-la de puta mais ainda e meter mais forte e dar mais uns tapinha na cara dela... quanto mais eu batia, mais ela gostava...



Depois de arregaçar ela bastante assim... eu saí de cima dela mandei ela virar e ficar de 4 como ela demorou um pouquinho eu aproveitei e dei um outro tapa mas agora na bunda dela ... Quando ela ficou de 4 eu fiquei louco... aquele cabelão loiro liso nas costas e aquela bunda... aquela visão... hhuuummmmm foi quando dei mais um tapa e coloquei o meu pau na bucetinha dela e meti ele todo de uma vez... ela deu um grito e eu tirei um pouquinho... enquanto ela respirou eu enfiei ele todo de uma vez sem dá... e fui metendo bem forte e dando tapas e mais tapas naquela piranha, vagabunda.... fui falando putarias no ouvido dela... e mostrando pra ela como um homem de verdade gostoso comia uma putinha enrustida como ela... Peguei no cabelo, perto da nuca e fui puxando ela pra mim e fui cavalgando naquela loira vadia e metendo gostoso... Puxava o cabelo bem forte com uma mão enchia a bunda dela de tapas bem fortes com a outra enquante metia bem forte sem dá arregaçando aquela vaga...



Depois de meter bastante nela assim tive a idéia mais brilhante... Cheguei no ouvido dela e falei... Cachorra... agora eu quero o seu cuzinho. Ela falou não isso não... dái d+ o meu namorado já tentou e eu não aguentei de dor...Eu falei fodas, eu não quero saber eu vou comer o seu cuzinho. Ela negava e pedia para eu não comer... falando que o cuzinho dela era virgem que o namorado já tinha tentado algumas vezes mas era muito apertado e ela não aguentava. Que ela faria qualquer coisa, para eu não fazer isso. Eu falei que eu iria comer e que ela ia gostar... Foi quando tirei o meu pau daquela bucetinha quentinha molhdadinha e gostosa e passei passei bastante cuspe na mão, lubrifiquei aquele buraquinho gostoso fechadinho com a ponta dos dedos e fui dentando enfiar a ponta de um dedo e realmente não entrava, aquela bundinha era mesmo virgem, mas eu estava decidido que ia ser minha. Neste momento eu senti que ela estava começando a gostar da idéia. Com muito custo conseguir enfiar a metade do meu dedo, mas era muito apertado aquele cabacinho... tirei o dedo e cuspi mais na mão com aquela bunda gostosa de quatro, molhei bem a cabecinha e fui encostando no seu rabinho... Fui forçando devagarinho, forçando e nada do meu pau entrar...

Voltei lubrifiquei mais e voltei a forçar devagarinho... de repente entrou a cabecinha... ela deu uma gemidinha mas ficou queitinha... Eu falei. Isso putinha não mexe, vai sentindo a cabecinha do meu pau entrando no seu cuzinho. Vai sentindo... Ela foi gemendo e foi entrando pedacinho por pedacinho bem degavarinho... ela gemia e me olhava com uma carinha que misturava muito tesão, dor e vontade de chorar.

Quando olhei para o meu pau vi que já tinha entrado a metade e então continuei, ela voltou a reclamar pediu para eu parar, mas eu não tive dá fui forçando o resto até que o meu pau estava todinho enterrado naquela bunda da loira gostosa... Coisa que o namoradinho dela sempre tentou e nunca conseguiu... Aí eu comecei devagar a meter naquela bundinha... voltava e empurrava... a cara de dor dela foi mudando e foi passando a ser de prazer e fui aos pouco aumentando o ritmo ela olhava ainda para trás com a expressão de um pouco de medo, que logo já era de prazer e quando mais eu comia aquele cuzinho apertadinho e gostoso, mais tesão ela sentia... mais ela gostava.

Aí fui aumentando o ritmo das estocadas até que já estava fudendo mesmo, com força aquele cuzinho que era virgem e fui metendo mais forte e nás dois ficando com mais tesão... aí comecei a acariciar com a mão a bucetinha dela. Enquanto comia o cuzinho dela chava ela de vagabunda eu massageava o clitáris dela. Ela foi ficando louca d+ e em poucos segundos ela não aquentou de tesão e gozou muito gostoso com o meu pau dentro do seu cuzinho que piscava e sua bundinha gostosa que rebolava no meu pau me enlouqueceram e eu tb gozei muito gostoso dentro daquela bundinha, enchi ela de porra quente do meu tesão, para ela me sentir por inteiro. O mesmo tesão que ela já tinha sentido na boca e engolido todo, agora no seu cuzinho que era virgem. Assim que acabei de gozar ficamos abraçados juntinhos completamente satisfeitos e com a certeza de que a nossa historia não acabaria ali...



















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de engates gays madurosminha esposa fazendo caridade no amigoTio fode sobrinha contos e ela nao quizcontos eroticos tia dando pro proprio subrinhoconto porno meus filhos mi secava levei eles na praiacontos eroticos duplamente penetradocontos eróticos minha tia me provocaEu, minha sogra e meu marido-contos-incestoRelato de esposas putas dando pra fumcionarios naconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos transei com uma mulata cavalaMetendo na perereca da maninhaContos eroticos menstruadaAgostozas trazano novinha sendo chantagiada. pra chupar rolacontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maecontos porno bunduda sogracontos eroticos negao so comeu o cu da minha mulherConto eu e esposa banho amigo bebadoestrupando a namorada bebada contoscontos eróticos manausbuceta bem regacada peluda perna aberta na camacontos eroticos comendo mulhers deficientrsimpatia comer cunhadacontos eroticos sou coroa viuva e dei minha buceta pra um muleque roludorelatos sexo eu e minha filha novinhaconto porno coroa viciada em novinhoFilinha chupa pau do papaiametendoo con vpontadi pornocontos eriticos de pai e amigos fodendo a força seu filho gaycontos de incetos e orgias entre irmas nudismopeguei uma mendiga casada anoite comtos eroticoscontos gay cuzinho frouxocontos do seu jorge pegando uma casadinhaconto de arrombando o cu do empregadovidio porno corno mulher da em cima do jsrdineiro e empregada ver e participaestuprado pelo pai na infancia gay contoeu confesso meu sobrinho me comeucontos eróticos sobre siriricade:todos tipos com lugares loucos etcContos incesto filha calcinhacontos sexuais de jessica no carrocontos erotico eu sou filho adotivo comi minha tiacomendo a deficiente contos eroticosgays chupando cu de macho caretacontos meu vaqueiro me comeu na marrapadrinho comer afilhada cem pentelhomunher ce mastuo eu fieu comi uma cabrita minha prima viu contoscomo comecei a ser enrabada pelo meu cachorrocontoscontos eroticos/comeu novinha peludinhacontos eróticos com faxineiracontos erotico de filho travesti bundudoC EROTICO MENINA D SETE ANOS AGUENTOU O PAU TODINHI DO PRIMOwww.contos de gozadas na marracasa dos contos eroticos/Três é demaisvai novimha tirano a roupaA melhor foda da minha vida, contoscontos erótico estuprada po bardidodava banho em mim contosRelato de esposas putas dando pra fumcionarios nacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscomendo a empregada contoEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticocontos erotica de estrupamento de ninfetosconto etotico eu fedidinhacontoseroticos me fode tiocabacinho rasgadinhocontos erótico de incesto eu novinha ano ... meu tio com 26*6cm de rola me arrombou porno meu marido me levou no swing so para ver outro gozar na minha bucetamete até o talo tio contoconto erotico fui sentada no colo do vovoacabei comendo minha tia contosmaisexo contos no.meio das coxaspernas grossas dosexofreira peituda contos eroticos contos esfrega buc gozada corninhome comeram dormindo no ônibusconto erotico sou viado e vendi meu cuparou na borracharia pra arrumar o pneu e levou pau gay fudendocontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escurocontos anal na enfermariacontos eroticos em familiaporno desmarcada do funkesposafoi.encoxadacontos eroticos fomos enganados e fodidosjaponesas babys fazendo zoofilaDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOS