Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
JŠ estŠ liberada a Šrea de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA LINDA JAPONESA ENTROU EM MINHA VIDA

J√¬° contei aqui como Anna entrou literalmente na minha vida, usando e abusando de suas fantasias e de um monte de brinquedos er√¬≥ticos que us√¬°vamos para apimentar nossas transas. Linda e sedutora, ela adorava inverter a situa√¬ß√¬£o, me dominando e se deleitando enquanto me comia de todas as formas poss√¬≠veis. Para ela, nunca houve tempo ruim na cama; tudo era permitido e desejado. Contei tamb√¬©m como foi o final de semana que passamos em uma ch√¬°cara, quando ela me amarrou e me comeu usando uma cinta com um pinto de borracha. Minha surpresa vou ganhar depois um CD com um v√¬≠deo de nossa transa. No v√¬≠deo, que eu guardo at√¬© hoje, mostrava movimentos de c√¬Ęmera, aproximando e mostrando v√¬°rios √¬Ęngulos, deixando claro que outra pessoa estava presente, gravando tudo. A d√ªvida que me perseguiu por um tempo era quem tinha participado da cena preparada por Anna. Quem sabia que eu estava sendo sodomizado por ela. Eu fiquei apreensivo, pois a hist√¬≥ria poderia se espalhar entre nossos amigos ou, pior ainda, o v√¬≠deo poderia cair na internet. Neste caso, eu estaria mesmo fudido. Mas isso felizmente nunca aconteceu. O que me deixou chateado foi ter terminado com Anna, que voltou a viver com o seu ex-marido e est√¬° gr√¬°vida do primeiro filho.



Mesmo n√¬£o estando mais juntos, temos amigos em comuns e nossa rela√¬ß√¬£o √¬© de amizade, pois partilhamos por algum tempo muitos segredos. Anna vive me apresentando suas amigas, inclusive dando algumas dicas para eu me aproximar. J√¬° rolou v√¬°rias paqueras e transas, mas nenhuma tinha chamado muito a aten√¬ß√¬£o, pois Anna continuava imbat√¬≠vel na minha mem√¬≥ria. At√¬© que Mara surgir. Morena bronzeada de cabelos longos e negros, 28 anos, 1,60 de altura, malhada, e com humor ferino, essa descendente de japoneses logo me cativou. Rolou empatia de cara, trocamos telefones, e-mail e marcamos de sair. Fomos pra boate e amanhecemos num motel. Mara √¬© uma del√¬≠cia, tem um corpo lindo, uma boca gulosa e um apetite voraz. Sua buceta parece mel, de t√¬£o doce e cheiroso. E o tempo todo ela ficava olhando nos olhos e conversando sem pressa, deixando a transa ainda mais prazerosa. Foi mesmo um encontro muito gostoso. Passei o dia inteiro pensando naquela japonesa linda e carinhosa.



Na noite seguinte, Mara aparece na minha casa dizendo estar com saudade. Pedimos comida japonesa e ficamos conversando. O saqu√™ nos deixava bastante assanhados e come√¬ßamos a nos abra√¬ßar no meio da comida. Depois de alguns amassos provocantes, quando j√¬° est√¬°vamos sem roupa, ela me empurrou no ch√¬£o e sentou-se sobre mim, na posi√¬ß√¬£o de quem quer dominar o jogo. Continuamos nos beijando e conversando. Ela contou ent√¬£o sentia tes√¬£o em mim antes mesmo de me conhecer pessoalmente. Rindo e me olhando nos olhos com uma serenidade desconcertante, disse que era a melhor amiga de Anna, e que sabia de quase todos os seus segredos e fantasias. E completou dizendo que me conheceu em uma noite especial em uma ch√¬°cara h√¬° cerca de tr√™s meses, mas que eu n√¬£o a via naquela noite. Ela explicou que era s√¬≥cia em uma empresa de filmagem e que havia participado de uma fantasia de Anna. Disse que tinha sido o melhor v√¬≠deo que j√¬° tinha feito, e que aquela noite tinha despertado nela um monte de vontades loucas. Eu estava sem a√¬ß√¬£o, meio que desnorteado. Aquela mulher linda em cima de mim, falando de uma hist√¬≥ria que era muito particular, que era para ser segredo.



Sem tirar o sorriso do rosto, ela voltou a me beijar e a chupar todo o meu corpo. Boca, pesco√¬ßo, peito, barriga. E foi descendo at√¬© achar o meu pau, que passou a chupar com vontade. Ela dominava a situa√¬ß√¬£o com um boquete incr√¬≠vel. Chupando e brincando com sua l√¬≠ngua em movimentos circulares. Depois, engoliu minhas bolas e pressionou levemente, quase me fazendo gozar. Suas m√¬£os percorriam minhas pernas, minha virilha, faziam carinho no meu pau e procuravam minha bunda. Aos poucos, passou a brincar com sua l√¬≠ngua na minha virilha, descendo um pouco abaixo do meu saco. Percebi que onde ela queria chegar e facilitei um pouco, levantando o quadril. A medida que sua l√¬≠ngua ia em dire√¬ß√¬£o do meu cu, ela levantou e abriu bem as minhas pernas. O prazer era tanto que ela me deixou sem a√¬ß√¬£o. Senti sua l√¬≠ngua no meu cuzinho, brincando freneticamente em movimento circulantes ou de entra-e-sai. Depois Mara lubrificou bem meu cuzinho, sentou no meio de minhas pernas e puxou meu quadril bem pra cima. Olhando nos meus olhos e com um sorriso sacana no rosto, enfiou lentamente um dedo no meu cu enquanto me masturbava com a outra m√¬£o. Eu me segurava pra esticar o prazer, pra n√¬£o gozar logo. Em pouco tempo, Mara j√¬° estava com tr√™s dedos dentro de mim. Quando falei que ia gozar, ela abocanhou o meu pau e chupou at√¬© a √ªltima gota do meu prazer.



Depois que recuperei o f√¬īlego, ela me serviu mais saqu√™ e voltamos a conversar. Ela contou que nunca tinha pensado que um cuzinho desse tanto prazer e que nunca tinha transado daquela forma. ‚¬Ä¬úCulpa da Anna, que me convidou para gravar uma fantasia er√¬≥tica‚¬Ä¬Ě, ela disse. A√¬≠ eu disse que era a minha vez de retribuir o prazer. Virei e em encaixei no meio de suas pernas, chupando sua buceta linda e cheirosa. Depois, coloquei Mara de quatro e me encaixei entre suas pernas, fazendo aquela japonesa gozar feito louca. Eu e Mara estamos juntos, ainda descobrindo uma rela√¬ß√¬£o que tem muito sexo e erotismo. E devemos tudo o que estamos vivendo a nossa amiga Anna. Quem quiser trocar hist√¬≥rias, meu e-mail √¬© [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELE«√O DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


travesti dotadu no rnContos eroticos pai q criou a filha sozinha trepando cm a filinha virgemconto meu vizinho travesti comeu meu cuCONTO ERROTICO EU ERRA FUDIDA PELOS MEUS AMIGOS NA ADOLECESIAonto de encesto fui pega minha filinha no preContos eroticos casal lesbicas esperimentando roludotransei com minha irma no banhoContos er√≥ticos cumendo minha m√£eContos eroticos usando botas cano longoxvidio puta arreganha as perna p leva rola no.fundoconto em uma viagem de onibus comeram minha esposasem.kerer.emtrei.no.bamheiro.e.peguei.mimha.tia.peladona.com.a.xoxota.toda.cabeludaputinhasinocenteconto erotico toma leite pra crescer fortemeu filho meteu no meu cu ardeu muitocontos eroticos aventura em resendezoofilia cavalo violentos o ded√£oMesmo contra a vontade da minha familia eu sou mulher do meu primo viuvo conto eroticoconto erotico gay viram minha marquinhasexto de roupas sujas contos eroticosrelato homem chorou com a tora no rabomeu aluno cacetudo contosMinha mulher viu o pau do menino - contoscontos eroticos meu marido me vendeu no bingocasada meu patr√£o me comprou e arrambou meu c√ļ virgemDesvirginando a sobrinha de 18 anospadrinho cuida muito de mim-pornodoidocontos ela da a bundacontos eroticos proibidos meu tio encheu minha boca de porracontos de incestoMinha m√£e e eu no carro 2papai enfia no meu cuzinhocontos eroticos de viadinhos de calsinhacontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandoContos er√≥ticos de gay Comi o filho do meu patr√£osexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reaucontos eroticos novinha coroa ricoContos meu marido me pediu chifrecontos eroticos gays no futebolcom fotosrelato de mae dando a buceta para o filhoconto er√≥tico viadinho vai morar com os tios e tem que usar calcinha e short de laicraarrega√ßado pelo cachorro contoscontos eroticos tive que dar pro homem da funerariacontos er√≥ticos minha bundacontos er√≥ticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoTia de xana peluda e sobrinho metendo conto eroticosenta no colo do seu irmao contoscontos eroticos dando a xota para o meu primo e o amigo dele na casa deleconto viado muito taradovideo de sexo c langerricavalo estocando muito forte na putacontos eroticos de estupros entre primosfui bolinada na.mesa junto.com.o marido.contosfilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorconto trepei filinha amiguinha 11aninhoscomtus eroticu pai mai e filha brincandu de faser cocegameu primo pegou no meu penis de 10cma minha esposa foi a praia de fio dental e o punheteiro vez a festa. contos er√≥ticoscontos eroticos de enteada que transou aos cinco aninhos com padrastocontos er√≥ticos o gringo roludocorno assumido da igreja contos eroticosconto erotico. amigo do meu filho comeu minha mae a forsa3contos eroticos mulheres de 60 anos gostosas fudendo no estupro e gostandocarla doida por roludos contosContos gay pinto pequenocrente reclama do marido contos' pornocontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindocontos eroticos casadas 50 anoscontos eroticosirmazinhameu amigo falou que quer comerminha esposavidio porno um loko da cabe√ßa cumeu a for√ßa uma gostosa na cademiaconto erotico colo do amigo do meu paicavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadacontos eroticos papai me vendeu para um homem me foderpagode porno grelo gosado