Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA E 6 GARIMPEIROS

Inventamos de viajar de carro. Eu e minha esposa. Ora eu dirigia, ora era ela. Seguíamos a caminho de Porto Velho, por uma estrada de terra ao lado do Rio Madeira. Tinham nos aconselhado a não cruzar o rio pela terceira ponte, porque justo essa ponte ia dar num garimpo que ficava numa clareira desmatada na floresta. Era um vilarejo cheio de problemas, de abusos sexuais e imoralidades de gente sem-vergonha. Foi o que nos disse uma senhora na cidadezinha anterior.

― Quer saber, é melhor evitar essa ponte ― eu disse. Minha esposa dirigia. ― Pega a quarta ponte, minha flor de maracujá, sá por precaução.

O Rio Madeira passava pela janela do carro me dando sonolência.

― Quer saber ― minha esposa disse ― aquela senhora parecia uma beata de igreja, dessas que cobrem o corpo do calcanhar até o pescoço pra fingir que são certinhas aos olhos do Senhor.

Eu ri do comentário. Ela estava indignada. Não suportava gente moralista.

― Essas beatas, meu bem, cobrem o corpo mas ficam com a boca de fora SABE PRA QUE?!! Pra chupar uns pau depois da celebração. Atrás do altar. O pau do pastor, do padre, o caralho do capeta... Ouve o que eu digo... ― Eu ri de novo. Cochilei um pouco depois.

Sonhei com o que a beata dissera.

Que o garimpo se limitava a uma vila de prostitutas e homens brutos que se enfiavam atrás de lascas de ouro nos buracos das minas improvisadas sá pra trepar com uma, duas, três, ou até cinco prostitutas de uma vez. Era um antro de orgia dos infernos. Então acordei.



Descobri que fiz besteira deixando minha esposa dirigir naquele trecho.

Acordei com a minha esposa gemendo um gemido sofrido e sufocado como se tivesse alguma coisa enchendo a boca. E tinha. Dois cacetes. Ela tinha pego justamente o caminho proibido.

Uns seis sujeitos a estupravam. Fiquei assustado e sem saber o que fazer. Tinha um casebre aqui e outro acolá. Bateias largadas no chão. Umas mulheres vestidas como vadias aqui outras acolá. Uma delas agachou ao lado do carro e mijou na terra com o mato roçando-lhe a vagina. Essa, me disse, vendo minha expressão de pavor diante do gang bang ao vivo que me doía na testa.

― É sua esposa?

― É. ― Respondi, atônito. Minha esposa parecia desvairada no êxtase de tantos cacetes.

― Você vai ter que pagar pelos seis. ― A prostituta me avisou.

― O que?

― Essa vadia aí ta fodendo com seis, vai ter de pagar porque prejudica o nosso rendimento, tá entendendo, corno? ― A prostituta riu mijando um jato que empoçava fazendo lama.

Não teve jeito. Minha esposa voltou toda arrombada pro carro. Toda roxa da pegada dos caras. E eu ainda tive de pagar praquela cafetina mijona o equivalente por a minha esposa ter trepado com os seis garimpeiros sujos naquele lugar primitivo...



Quando dirigíamos já longe dali, ela exibia um sorriso como eu nunca vira de tão feliz. E confessou ter adorado. Não ter resistido. A beata a deixara molhada ao falar em orgia dos infernos, homens brutos e vila de prostitutas... 'Parecia mais o paraíso', ela disse, 'e ninguém nunca saberá, bezinho, relaxa, você ainda podia ter comido aquela puta mijona e a gente até podia ter ficado mais tempo lá...'

A princípio, não respondi...

Mas enquanto eu dirigia, horas depois, já vendo as luzes da cidade de Porto Velho se aproximarem na distância, ela chupava o meu pau tão gostoso que minha mente clareou.

Eu gostei. Disse que na volta passaria por lá de novo. Com uma condição. Que ela mijasse pra eu ver. Eu tinha gostado de ver a puta mijando na terra até fazer lama, como um bicho selvagem, foi o que eu disse, e gostei mesmo mas... Agora não sei direito se naquela hora o meu pau ficou tão duro por vê-la mijando ou por ver minha esposa sendo enrabada com selvageria por aqueles seis garimpeiros. Tanto faz. Ia testar as duas coisas pra descobrir a origem do tesão. Sá de pensar... dei uma estocada do quadril pra cima que pegou no fundo da garganta dela, ela tossiu, babando na minha cueca, mudei a marcha, ela me chupava com o carro rodando a cento e vinte por hora na rodovia. A língua dela ia a duzentos por segundo na cabeça acesa do meu pimentão. --- [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


as busetao.mas abertos e mas gostozas do mundo porno ater das eguasMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contosContos eroticos de esposas que traem com travestisremedio para durmi contoseroticosbrincando de cavalinho com papai contos incesto pai e filhaEu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticoContos eróticos dando de mama pra minhas irmãzinhasContos eroticos humilhadaconto erotico pai come nora e o filha veao meus 19 anos cumi um cuziho bricando d esconde esconde contosgaypirulito do titio contos inocenteconto meu irmContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos eróticos com secretáriaconto eróticominha traiu meu pai mulher casada vira putacontopaugrandeconto irma dormindoamanda boquete contoshttp://idlestates.ru/conto_8267_titia-brincando-com-sobrinho.htmlMenina q ta tezao encosta no irmao ddespistadoamiga da buceta e bunda grandes contos eroticoscontos eroticos comendo o rabinho da bebadacontos eroticos eu sozinha acabei gozando na calcinhacontos eróticos surpresa travestighupa ghupi pornContos tia de saia curtacontos eroticos chorando com o pau enterrado no cu arrancando bostaum pivete me engravidou contoscacetudos e contos eróticosmenininhas 10 aninhos fudendo contossexotres comendo uma mulher e um socando no cu do outro uma filinhaicontos eroticos chupando a pica do meu filhoContos erotico subrinha magrela no colo do tio tocu de proposito pornodoudocontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãocontos de casadas rabudas que adoram uma piroca preta enterrada no rabosexo com vizinha muito rabuda vigiadocontos eroticos zt i: blackmailcontos minha mãe me seduziu usando mini saiamalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESContos erotico menina de nove anos no bosquecontoseroticos encoxand me ninas picinasContos erotico nora na piscina com biquini minusculo mostrando os pentelhosconto erotico irmão mais novo machopornodoido uma medica gostosa de prantao com tesao na xota lesbicaMeu colhado comeu u cu do meu maridowww zoo porno filha brecado paicontos eróticos de incesto acordei e meu irmão estava em cima de mimcontos erticos cm travecoconto erótico helenacontos eróticos patroaconto eróticos sexo entre família gozando dentro da buceta engravida deleconto eróticos peõesmulek gemendo no pau do outro mulrkconto historia com lesbicacontos eróticos incesto pai filhacontoa eróticos de uma mulher dando pra dois home mmcontos eroticos pe de mesasendo chatagiada a fufer contos por amigoMãe mamando pau do filho contoseroticosuso saia pra ser encoxada no onibusviado dando o rabo desfasandomeninas nova levando pica dormindo e gemendo altoticos em bunda de mulhwecontos tia me devecontos sexo fiquei com bucetA molhada com meu genro na prAiaContos Bota no cu tiocontos eróticos afim do papai contos eróticos esposa negona coroa bisexcontos enterra tudo devagarinho no meu cuzinhoconto prima virgem da buceta ensopada dormindo na minha camative que comer ela /contoestrupada na marra pelo pastor contofilhos vendo a mae transar com outos homenscontos eroticoscontos veridicos de japa com negao de pau giganteconto erótico meu marido bobãoconto erotico mulher gravida e marido com a sogda veia juntasmulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo contos eroticos peguei meu marido chupando os peitos da prima deleborracheiros p******** comendo v******* contos eróticos gayscontos eroticos a mae do meu amigocontos eroticos insesto na praiasendo possuida pelo servente do colegio parte 1!!!contos eroticoscontos eroticos nanyDeusa mulata levando pica branca na bucetaPregas contoFeirao big foto penetrando no cuzinhoconto menino eu era fudido pelos meninos negrossurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtosC EROTICO MENINA D SETE ANOS AGUENTOU O PAU TODINHI DO PRIMOContos eroticos deixei a garota virge. loucaporno peguei mihna prima pelada no meio da casa varendocontos eróticos violentadasconto dei boa noite cinderela pro meu amigo e comi a sua mulherconto primeira peitinhoconto erotico na orgia com sogroconto erotico incesto sonifero filhaconto erotico conchinharelatos comi a velha na marra