Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AVENTURA NO SÍTIO DO PAI DA MINHA AMIGA

Depois daquelas férias maravilhosas que tive uma outra oportunidade surgiu sé que dessa vez achei que não ia dar certo. Fomos ao sítio Eu, minha amiga, seus pais e um casal de amigos deles. Chegando lá eu sá pensava naquilo mas minha amiga ficava por perto e não dava nem p tirar uma casquinha do pai dela. Já a noite a sua mãe e a sua amiga resolveram ir a cidade fazer compras e ficamos no sítio assistindo filmes. Em algumas poucas espadas ganhei uns beijos de língua e passei a mão naquele pauzão gostoso mas não passou disso. Ficou tarde e fomos dormir e e minha amiga no nosso quarto e os coroas nos seus aguardando as madames chegarem. Eu não conseguiu sequer fechar os olhos e olhava minha amiga que dormia tranquilamente. Quantos as madames chegaram não se demoraram a ir aos qurartos e finalmente dormi. acordei muito tarde com alguns barulhos e percebi minha amiga saindo da cama. Ela foi até o corredor e como não percebi que foi ao banheiro e estava demorando resolvi sair do quarto e p minha surpresa estava espiando pelo buraco da fechadura o outro casal e certamente estava se masturbando. Confesso que fiquei com tesãoe com vontade de dar uma espiadinha mas ela não saia de lá. Quando os barulhos diminuiram ela se virou e corri p cama. Ela voltou p cama e percebi que ainda se alisava e eu sá observava na penumbra. Acho que ela dormiu e logo em seguido começou barulhos nos quartos dos pais dela e eu não aguentei e dessa vez fui eu espiar. A mão dela(meia gordinha) estava de quatro sendo fodida pelo meu garanhão. O safado estava gostando e me deixando na mão. De repente levei um baita susto quando percebi minha amiga atáz de mim. Gelei mas ela disse sussurando que queria ver também. me afastei da porta e lá foi ela espiar. Pelo jeito fazia isso sempre. As vezes se afastava e pedia p eu olhar e acabamos entrando em um clima sá nosso. Pelo jeito seria o nosso segredo. Saímos correndo quando percebemos o quarto do vizinho se abrir. Alguem saiu e foi ao banheiro. Fiquei paralisada de medo pois já pensou se nos pegam. Na cama eu ficava pensando no meu coroa e na decepção que estava tendo. Percebi na penumbra que alguém entrou no quarto e fiquei estática. A pessoa foi até a cama da minha amiga e não conseguiu ver o que estava aontecendo mas pelos barulhos não dava p ficar quieta. me vireu um pouquinho e vi o vizinho acariciando a bunda da minha amiga. Ele estava sendo na cama e passava as mãos por entre sua calcinha e ela, as vezes levantava a bunda. Ficaram assim algum tempo e ele se levantou p sair e nesse momente percebi que estava com o seu pau fora da bermuda e pelo jeito estava duro. Quando passou por mim passou rapidamente sua mão na minha bunda. Me assustou mas atiçou minha curiosidade. Não consegui ver seu pau direito mas acho que se ele se sentasse do meu lado e me acariasse eu deixaria. Fiquei pensando no que tinha ocorrido naquela noite e dormi. Levantamos e tomamos café como se nada tinha acontecido mas comecei a observar o amigo com mais cuidado. Lá pelas 19 resolvi andar mais p meio do mato do que nas redondezas da casa. Estava sozinha e pensativa, meia perdida até me deparar com o amigo. estava sentado em um galho fumando e me convidou p sentar ao seu lado. Me sentei e conversamos algumas bobagens. Ele estava de burmuda do tipo folgada e percebi que estava de pau duro e as vezes olhava meus peitinhos pois estava de camiseta branca sem nada por baixo e usava um shortinho bem pequeno enfiado no meu reguinho. Acho que aquela conversa e troca de olhares me deixaram excitada e resolvi entrar mais no mato. Quando me levantei ele segurou minha mão e saimos de mãos dados. Em alguns momentos quando eu parava ele roçcava seu pau na minha bunda(safado). Com o passar do tempo foi ficando mais abusado e agora eu já olhava seu pau diretamente. Quando ele achou que nimguem nos acharia me abraçou por traz e me encoxou gostoso, passou suas mãos nos meus peitinhos e mordeu meu pescoço. Eu instintivamente levei a mão p traz e toquei seu pau, percebi que estava sem cueca, sá de bermuda e seu pau quase saia por baixo da bermuda. Ele me virou de frente, me abraçou e com as mão na minha budninha me levantou e me deu um beijo na boca. Eu já estava dominada naquela altura e queria ver seu pau, peguei po r cima da bermuda mesmo e olhei p baixo, nesse momento encostou no meu ouvido e sussurou "safadinha". Ele me afastou um pouquinho e abaixou um pouco a bermuda e me mostrou seu pau(menor que o do meu macho) e eu fiquei louca de vontade. ele pediu p eu mostrar meus peitinhos e eu levantei um pouco a camiseta. Pediu p eu mostrar minha pombinha, abri o botão da bermuda, abir o zipper e baixei um pouco a frente e mostri meu pelinhos. Ele ficou louco e me pediu p segurar no seu pau. egurei a acariciei bem gostoso, p baixo e p cima bem devagar, ele enfiou a mão por entre minha bermuda semi-aberta e dedilhou na minha bocetinha. Que tesão, estava novamente com outro coroa e bem safado, ele tocava minha bocetinha mas não enfiava os dedos, sá passava por cima enquanto eu punhetava seu pau. Ele se sentou e pediu p eu dar um beijinho no seu pau. Não pensei duas vezes e coloquei a cabecinha na minha boca, chupei bem gostoso, mamava na cabecinha ou tentava engolir todo mas minha boca é pequena(acho) e não dava. Enquanto chupava ele baixou um pouco mais a minha bermuda e passou a mão na minha bunda, alisou meu cuzinho e enfiou um dedo e doeu um pouco. disse que ali não podia mas se quisesse na frente podia. Ele passava a mão entre os lábios da minha xaninha e voltava ao meu cuzinho e eu dizia que não. Ele disse que se eu não deixasse ele enfiar o dedinho no meu cuzinho ele ia gozar na minha boca. Como eu não falei nada ele perguntou se podia na boca e eu, sem parar de chupar fiz sinal de positivo com a cabeça. ele me segurou pelos cabelos e e começou a movimentar rapido minha boca no seu pau. Ele gozou rápido e saiu pouco leitinho que eu, dessar vez, engoli tudo. não foi como da outra vez que me lambuzei, agora engoli tudinho mesmo. Assimque terminamos de nos arrumar percebemos que nos chamavam p almoço. Voltamos separados por caminhos diferentes p não dar bandeira. Depois eu contos mais minhas aventuras

Beijos



Giselle



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos fodi menininha por docescontos eroticos de sogra carentedado pro tio na fazenda, conto gayConto de puta presa e estuprada diariamente por muitos machosconto gay dopauggamei ser estupradacontos eróticos n********* d********* para o cachorroContos sexo coroas esposas de amigoscontos calcinhas de mamaecontos eróticos medindo com meu gordinhoFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contoscontos de rasguei o cuzinho da minha avóconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninoconto viado tarado por palquando a chapeleta inchada entrou no cu a menina gritocontos mamei a pica do caocontos eróticos eu dormindo senti uma coisa lisa entrando nu meu cuchera chulezinhofiz meu marido de meu corno e meu cumpliceContos quero goza muito na minha filha quando ela nasceconto de dei o cu para uma pica grande do meu patrão que me rasgouirmã boa contocontos eroticoPROIBIDO de incestocontos eroticos gay bunda do pegadorputinhos seduzidos contoswww. brasileiras provocando com olharesde safadas pornocontos de bichinha dando pra negaoContos, eu convidei um foragido na minha casa e ele comeu a minha mulhercontos eróticos conaContos eroticos gays meu irmao comeu meu cu a forçaconto minha buceta e rasa mais aquela pica gigante fui tudocoloquei ela de bruços contos de travesticontos eroticos comi a biscatinhacontos eroticos minha mulher me mandou pra farrachaves comendo cu da chiquinhaqueria saber mulher realista metendo muito morena peitudacontos eroticos exibicionista sobrinhoconto meu marido choro quando o negao me estrupocontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoescontos eroticos tiacomi a minha cunhada Adrianacontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijovideos porno mulher da a buceta com as pernas bem abertas io macho ainda chupa seus peitoescoroa safado fofndo uma novinha déliciosa pornocontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão vercuzinho de entiada contos veridiconão acredito que dei o cu contos eróticosPus ate ela chora conto pornocontos eroticos esposas na praiacontos eroticos minha meu tio e o dono da minhavirei putinhacontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosoconto familia da esposa nudistaloucuras do carnaval varias pessoas fudendo juntas no dalaocontos eroticos tia deu pra mim e primocontos erotico castiguei a buceta da vadiaContos eroticos selvagem com meu amigocontoseroticosdesvirginandopeguei a x*** virgemConto eu meu marido e nosso melhor amigocontos anal na enfermariaconto errotico fui estupada pela vizinha do apartamentoConto erotico fazendo meu irmao vira um tranvestiConto o zelador e meninocontos eronticos de mulher chupado rola no cube eronticos das cabineconto erotico - boleia para a universidadeSou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempocomendo amae domeuamigo porno leisbicojogo de carta em aposta conto incestoContos eroticos de fortaleza - peguei minha esposa me traindoConto de sexo me venderamContos eroticos patricinhacontos erot sogra e cerveja