Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU E MEU PATRÃO

Meu nome é Lara, tenho 41 anos e sou casada a 8 anos. Sou secretária de uma pequena empresa a 5 anos e desde que comecei nesse emprego achei meu patrão um gato, mas jamais pensei ter coragem de relatar o fato ocorrido abaixo.

Era apenas mais um dia de trabalho como outro qualquer até o momento em que Eduardo, (assim é o nome do meu patrão) vaio até minha mesa e me disse que teria que fazer uma viajem de urgência no dia seguinte e que iria se ausentar da empresa por uns 3 ou 4 dias. Com a voz forte e segura de sempre falou bem práximo ao meu ouvido.

-Lara, você se incomoda de ficar um pouco além do seu horário? Pois, preciso reorganizar minha agenda; Desmarcar alguns compromissos e ramanejar outros para outros diretores.

Respondi que não havia problemas, mas confesso que fiquei um pouco desanimada, pois estava morta de cansaço e doida pra chegar em casa e tomar meu delicioso banho. Enatão ele foi pra sua sala e não demorou a retornar, pois já estávamos nos aproximando do fim do expediente. Ele puxou uma cadeira e sentou-se ao meu lado e fomos vendo cada compromisso que havia.

O tempo foi passando até que o último funcionnário foi embora e nás dois ali até meio descontraídos, o que não era de costume, pois Eduardo sempre foi um homem bastante sério dentro da empresa.

De repente ele se levantou e saiu da sala, eu continuei digitando concentrada em meu serviço, tão concentrada que me assustei ao sentir uma mão segurar meu ombro. Era Eduardo que havia voltado trazendo-me um cafezinho. Nem sei o que senti naquele momento, devo ter olhado pra ele com uma cara de assustada e até gaguejei ao agradecer; Na hora sentir minhas pernas tremerem e ele parecia perceber isso em mim, pois olhava-me nos olhos com seu olhar penetrante, com ar de dono da situação, o que era a mais pura verdade, pois eu naquele momento já estava totalmente entregue ao desejo. Ficamos nos olhando fixamente por alguns segundos, que pra mim parecia uma eternidade. Quando ouvi sua voz dizendo:

-Lara, seu café vai esfriar.

Ao dizer isso ele terminou a frase com um sorriso de cafajeste que sá fez aumentar meu desejo.

Peguei o café na mesa e ia bebendo olhando em seu olhos e terminei dizendo...delícia.

Nesse instante eu já não controlava aquela coisa que me queimava por dentro, e sentia que minha xaninha já estava encharcada de tesão. Percebi também que um volume apareceu em sua calça, já que ele estava de pé ao meu lado e aquilo ficava bem práximo da minha visão.

Éramos dois vulcões prestes a entrar em erupção e os dois sabiam disso.

Ele então acaricou meus cabelos e e colocou sua mão em minha nuca. Foi me acariciando até me deixar completamente mole, sem reação pra nada, e quando percebi me pegou pela cintura e me pôs sentada em minha mesa dando-me um beijo delicioso que roubou o que ainda poderia haver de racional em mim, e alternando entre minha boca e meu pescoço, fez com que eu me soltasse e o entrelaçasse a cintura com minhas pernas. Ele ia me beijando o pescoço e desabotoando meu vestido, e eu dasabotoando a sua blusa e beijando seu peito delicioso. Logo eu já me encontrava completamente despida em cima daquela mesa e ele sentou-se na cadeira e ia lambendo minha xaninha enquanto tirava suas calças. Como lambia bem aquele safado, eu ficava me contorcendo de tesão naquela mesa enquanto ele delicadamente lambia e passava os dentes em meu grelimho que parecia em brasa. Já completamente louca de tesão escurregui pela mesa até ira parar no chão de joelhos segurando aquele intrumento enorme que eu tanto queria. Eu lambia e chupava aquele pau duro ouvindo os “urros” de Eduardo que parecia não caber em si. Cada frase que ele soltava parecia esquentar ainda mais o meu desejo e sei que ele percibia isso pois ia falando pra eu chupar sua pica e me chamava de piranha deliciosa. E eu agia como uma mesmo, olhando aquela cara de homem safado enquanto chupava e lábia seu pau inteirinho.

Então ele me pegou novamente pela cintura e me colocou sobre a mesa e tratou de pôr aquele corpão em cima de mim.

Não estava acostumada com um instrumento tão grande e tinha uma mistura de curiosidade e medo em mim; Mas eu estava tão molhada que logo na primeira estocada ele enfiou tudo de uma vez, arrancando-me um grito de prazer que eu nunca havia dado. Ele tinha o completo controle da situação e ia me conduzindo pra fazer exatamente o que ele queria, e ele era maito mais gostosa do que qualquer fantasia que eu já havia tido com ele. Logo tratei de ficar por cima, queria ver seu rosto ao me ver sentar naquele monumento.

Ele fazia uma cara de safado que sá me deixava mais excitada e fazia com que eu rebolasse ainda mais rápido e fui sentindo aquela coisa inchando dentro de mim e então me entreguei ao prazer, gozamos juntos e eu acho que nunca havia sido tão intenso pra mim. Ficamos ali abraçados sentindo aquele momento.

Depois fomos para sua sala onde tem um sofazinho, ele me pôs de quatro e começou a me penetrar novamente. Eu sentia aquela coisa enorme em mim e me deliciava de tanto prazer. Ele alisava minha bunda e dizia que era deliciosa enquanto me fodia deliciosamente.

Em um determinado momento ele encostou o seu instrumento em meu anus, mas tive medo por causa do tamanho e recuei. Ele deu mais uma peincelada e eu pedi pra que tivesse paciência comigo...

Então ficamos ali alguns minutos abraçados e fomos cada um pra sua casa felizes e exaustos.

Desde então sempre que podemos, ficamos depois do horário fazendo um cerãozinho.

Na segunda vez ele conseguiu o que queria, mas isso é uma outra histária que conto pra vocês depois...



Adoro trocar experiências com mulheres que me entendam e tenham vivido alguma fantasia na vida real.

Me add no seu msn.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com sogro e sograsainha olhava lesbicas contoseu e minha mulher somos moreno meu filho loiro sou corno ?estuprada na lanchonete contoscontos eróticos de virgens com irmãoconto gay metemos todo diaContos de deu o cu por drogasconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegado"contos eroticos" duas cunhadasPapai derramo leitinho na minha cara contos eróticosconto de rasguei o cu da minha avómoreninho hetero marrento contoContos eróticos arregacei o cú da noiadaarrombado cu de subrinha contocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto erotico tarado abusou de mimcontos tia de 57 anosadorei ser encoxada pelo meu filhoZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorcomi a minha filha contos eroticosconto erotico peguei as meninas do playgroundcadastro dormindo e Thiago chupando seu pauContos erotiicos traindo mo resguardoconto erótico Minha mãe mandou meu pai me engravidar bem novinhacontos comeram a.bunda do marido e esposapapai reformo a casa eu novinha e gordinha dei pros pedreiro a força contosconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandoPorno dei o cu pro titio e acabei chorando com a pica no cuContos eroticos home xupno xanaContos eroticos meu tio me comeuestuprado pelo pai na infancia gay contominha tia esfregou/a/bunda/dee/vestido/no.meu/pau.conto erotico reconciliaçãoconto minha mulher cheia de porratitio me estuprou. tinha 7 aninhos incesto. analconto comedo que meu filho virasse gay dei pra elecontos eróticos gays irmãosContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadoouvido no quarto a irmã transandocontos cris super dotadofilme pornô em português bem gostoso com a p*** bem fogosa que nunca fodeu dirigircontos eroticos pauzao do papaiconto guei dopei meu irmáo chupei a rola delemulher de viajante contos eróticos gang bangconto guei dopei meu irmáo chupei a rola deleContos comi a menininhaconto erotico catador de papel comendo.buceta da novinhatrans bunduda deixou marido rebolando contoconto erotico de orientadoras gorads dando cuamiga lésbica tira a calcinha da amiga com Statecomi minha mae na varanda contosContos eroticos de netas novinhas teenacordei com a minha enteada Camila com a b******** bem molhadaputa entra em desepero ao gozar esegerada mentenão acredito que dei o cu contos eróticoscoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçacontos eroticos real a primeira vez q gozeicontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau durogostosas de saiascurtinhas de perna pra cimaContos eróticos minha prima dica qué seu namorado não dava contafiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibuscontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motoDesvirginando a sobrinha de 18 anosContos marido mandando os caras arrebentarem a esposaconto erotico teen sendo enrabadacontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhacontos fui criada na pica do vizinhocontos eróticos meu primo minha mãe e tiaCasada Amigo do meu filho sexo contostoco siririca na madruga contos de casadascontos de coroa com novinhoconto gay fodi o namorado da minha irmacomendo cusinho da baba da minha.sobrinhacontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciaconto erotico gay magrinho calcinha e coroameu pai e meu irmao me comeram contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysGravida do papai contos