Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA DE CARIDADE PARA UM AMIGO

São José dos Campos, 12062009



Me chamo Anderson, tenho 29 anos e minha esposinha Paula 25 anos.

Eu tenho 1,83 de altura 89 kilos, sou branco. Paula tem 1,60 de altura (baixinha), 50 kilos e morena clara.



Esta experiência tivemos à 3 meses atrás.



Senti que meu casamento de 3 anos estava começando a esfriar, então resolvi experimentar algo diferente na nossa relação.

Aproveitei que um amigo meu, (Roberto 35 anos), tinha se separado à 6 meses atrás e desde aí ele não teve nem uma namorada, pois trabalha muito e não tem tempo pra sair, me disse certa vez que estava subindo pelas paredes de tesão reprimido. Perguntei então se ele gostaria de dar uma passadinha em casa no práximo fim de semana, pra almoçar comigo e minha esposa e depois, comer minha mulher de sobremesa...!! Ele ficou muito surpreso, mas como eu já tinha percebido olhares sedentos pra minha mulher sempre que ela está por perto e pelo tempo que ele estava sem uma fêmea, tinha certeza que ele aceitaria, e ele aceitou... claro!!



Era um sábado, ele chegou 7:30, trinta minutos antes da hora marcada, dá pra ter uma idéia da secura que ele estava...

Minha esposa sá pensava que ele viria em casa pra um almoço normal, coitadinha dela, sem imaginar que ela seria a sobremesa... dele apenas!!

Enquanto ela preparava o almoço, conversávamos em frente á TV na sala combinando mais ou menos como seria o fim de semana dele. Sempre que ela passava em nossa frente ele tentava disfarçar, mas á secava da cabeça aos pés!!!!



Ela estava usando um vestido de tecido bem fino, leve e semitransparente, de comprimento pouco acima do joelho, ela não usava nada por baixo, pois era uma ordem minha que ela sempre se vestisse assim qdo com visitas em casa. Almoçamos uma comidinha leve, depois assistimos um pouco TV na sala e conversamos os 3 sobre coisas banais, de serviço, do dia-a-dia. Ela saiu da sala e foi á cozinha buscar uma bebidinha, eu avisei a ele em voz baixa que estava na hora dele se servir da sobremesa, ele ficou vermelho, mas concordou imediatamente.



Eu disse a ela que era pra irmos assistir a TV no quarto pois ela é maior de LCD e tinha acoplado o DVD, sentamos na cama e em seguida eu disse ao Roberto:

-Me empresta seu carro, vou á locadora trazer uns dvds pra assistirmos, enquanto isso você fica aqui e toma conta da minha gatinha aqui, certo???

Ele responde, com um ar sedento:

-Claro, com certeza, vai ser um prazer!!

Eu disse a ela, bem sério, praticamente ordenando:

-Querida, toma conta dele! Sirva tudo o que ele quiser, tudo mesmo, hein?!

Ela olhou pra mim com surpresa e espanto, pois ela havia entendido bem o que eu queria dizer!!



Disse a ele pra vir comigo ao carro pra me mostrar onde era o alarme, ela ficou no quarto, ele então me disse lá na garagem:

-Nossa!! Pela surpresa dela, você não falou nada pra ela sobre este fim de semana??!!

-Claro que não, mas isso não tem importância, pois ela sempre me obedece, você deve fazer tudo o que quiser com ela, tudinho mesmo!! E se ela, por acaso, te disser não em qualquer momento ou estiver fazendo muito barulho, você pode castigá-la com rigor, e sem dá, tem que mostrar que é você quem manda!!! Assim como eu faço!!!



Quando eu estava saindo com o carro ele entrou e foi direto pro quarto, passando eu pelo portão, vi ela na janela e avisei:

-Meu amor, trate muito bem da nossa visita, obedeça ele!!!! Já volto!!!

Voltei depois de uma hora, olhei no relágio já passava das 16:00. Entrei fui direto pro quarto, tentei ser o mais natural possível independente da cena que eu poderia me deparar. E que cena!!! Ela estava de 4 na nossa cama, e ele de pé fora da cama atrás dela, metendo na buceta dela como louco, bem rápido e bem forte, ele á segurava firme pela cintura impedindo que ela conseguisse subir mais pra cima da cama, fugindo das estocadas rápidas, fortes e profundas!!!



Confesso que senti um certo remorso, pois era a primeira vez que eu via a minha esposinha querida, sendo praticamente, violentada daquele jeito, tadinha.



Ele me disse ofegante:

-Por favor, dê uma lubrificada, não muito, sá um pouquinho, no cuzinho dela, pois já me saciei desta buceta deliciosa, e também porque quero dar um descanso pra grutinha dela, pois depois eu quero é mais, muito mais!!!

Saiu de dentro dela e foi ao banheiro tomar uma ducha...

Ela queria se deitar, não permiti:

-Que foi querida, já ta cansadinha? Mas quem fez todo o trabalho foi o coitado!! Depois que te comer o cuzinho vou perguntar a ele se você pode descansar, ok?? Mas continue assim, bem obediente minha linda!!!



Peguei o KY, e quando ia tirando um pouquinho da tubo, ele chegou e me repreendeu:

-Opa! Assim não amigo!! Assim com o dedo lubrificamos virgenzinhas inocentes para não assustá-las, mas uma vadia como esta, se faz assim, olha.

Pegou o tubo e enfiou no cuzinho dela e espremeu um pouquinho o tubo, ela gemeu!!!

-Viu amigo como se trata uma vadia? Ela até gostou, ouviu o gemido??

Ela olhou pra trás com uma carinha de bravinha, o Roberto percebeu que ela ficou bravinha e disse:

-Tá vendo amigo Anderson? Ela ta bravinha porque estou demorando muito pra penetrá-la, mas não precisa não querida, aí vai!!!

Dizendo isso encostou a cabeçona de seu cacete e foi forçando a entrada do cu super apertado dela.



Ela olhou pra mim e falou baixinho, tentando fugir dele forçando o corpo pra frente, no cuzinho não, por favor!!! Por favor!!

Ele ouviu também e disse:

-Espera aí!! Eu pensei que poderia fazer tudo o que eu quisesse com ela!! Você me prometeu amigo!!!

Ela me olhou surpresa, e eu disse:

-Sim amor, eu prometi tudinho de você a ele!!!

Ela voltou a olhar pra frente, abaixou a cabeça e parou de fazer força tentando fugir dele.

Eu acrescentei:

-Querida, eu te disse que o fim de semana era dele, pois ele seria nossa visita e teríamos que tratar bem dele, e fazer com a estadia dele aqui em casa fosse a mais prazerosa possível. Você mesma disse que era pra ele se sentir em casa!! Então..., na casa dele ele estaria fudendo a mulher dele no fim de semana, mas como ele está sozinho á meses, seria muito caridoso de nossa parte se lhe proporcionasse algum prazer. Concorda?

-É amor, mas assim já está passando dos limites, na bucetinha tudo bem, mas o meu cu é muito apertado! E não me diga que ele ia fuder a mulher dele assim, “no fim de semana” !!



Roberto responde prontamente, mas ainda ajeitantando e forçando a entrada do cu dela:

-Minha querida, mas é claro que eu nunca faria nada disso que estou e vou fazer com você neste fim de semana, com minha esposinha querida!!! Estou fazendo isso tudo e farei muito mais ainda com você, porque você não é minha esposinha e sim esposa dele. Pra mim você é apenas uma vadia deliciosa, que vou descarregar todo o meu tesão acumulado de quase 1 ano!!! Entendeu?? Agora fica quietinha e relaxa essa porra de cu apertado pra mim poder entrar logo e me deliciar arregaçando com ele, pois essa vai ser a primeira vez que como um cuzinho...!!!!



Ela choramingava e gemia, enquanto ele fazia cada vez mais força. Até que ela cedeu e ele enfiou tudo de uma sá vez, até bater as bolas na bunda dela!!!

Ela deu um grito e xingou, “FDP!”

Ele sem tirar o cacete de dentro dela, deitou-se sobre ela, segurou os dois seios dela e disse:

-Quem você pensa que está xingando??

Foi beliscando os bicos dos peitos dela disse mais:

-Se você quiser falar comigo, me chame de seu macho!!

Disse isso beliscando forte os peitos dela e dando estocadas fortes e cruéis em seu cú!!!!



Ele então soltou os peitos dela ficando de pé atrás dela de novo, caprichando nas estocadas, ela gemia, se retorcia com toda aquela surra que ela estava sendo submetida!!

Mesmo com uma certa quantidade de peninha dela, não pude deixar de ver os peitões dela balançando violentamente pra frente e pra trás, deliciosamente. Eram grandes e mais ou menos firmes, ficando pendurados e balançando bem gostoso com o movimento causado pelas estocadas!!!

Ela suava muito mesmo o dia não estando calor, estava mais pra frio, uns 16ªC mais ou menos. Mas eu podia ver o suor escorrendo por todo seu corpo gostoso, escorrendo também pelos seus seios e pingando do bico. Me abaixei e entrei debaixo dela, abocanhando aqueles seios deliciosos pendurados, mamei forte e ela gemia e se retorcia mais ainda. Quando eu ia largando o seio dela devagarzinho, dei uma mordiscada no bico dela, ela gritou e xingou: -“Que dor, FDP!”



Ele ouviu ela xingar e ficou todo bravinho:

-Ah, está nervosinha e xingando?? Vou ter que te dar mais uma liçãozinha!!!

Dizendo isso passou a meter mais forte, profundo e rápido em seu cu, sem pena nem dá, metia muito forte, e ela sá fechou os olhinhos e serrou os dentes e fazia força pra aguentar a surra que durou uns minutinhos, ele então diminuiu o ritmo, ela abriu os olhos e estava muito ofegante e suando!!

Ele mandou que ela me pedisse desculpas, pois uma vadia não podia falar assim comigo. Ela me pediu desculpa.



Percebi que poderia fazer um joguinho ali á 3. Que se eu à fizesse falar palavrão de novo ele iria puni-la novamente!!

Me aproximei dela novamente e acariciei seu outro seio e dei um beliscão no bico do peito, ela deu um uivo alto, gemeu e gritou:

-Ai cacete! Doeu Porra!

Ele disse:

-Oquê? De novo?? E agora dois palavrões?? É... parece que você é uma vadia muito malcriada!! Vou caprichar na surra desta vez!!!

Agarrou firme ela pela cintura, e enfiou até esmagar suas bolas contra a bunda dela, enfiando muito forte e rápido, ela enfiou a cara no travesseiro mordendo-o com força, ele não gostou disto, á manteve segura pela cintura com a mão esquerda e agarrou o cabelo dela com a mão direita levantando o a cabeça dela bem alto, estocando muito, mas muito forte mesmo, e disse com os dente serrilhados:



-Vadia, levanta o rosto, quero ver você sofrer, e ver se você está aprendendo a lição de como respeitar seu macho!!!!

Ela chorando e gemendo, implorava:

-Por favor, me perdoe meu macho, pare por favor!!!! PARE!!!

Roberto disse:

-Isso!!! Ta quase aprendendo!! Me chamou de seu macho, certo, mas errou em me dar ordem pra parar!!! Então vai ter que sofrer um pouquinho mais!!!

Ele fez sinal pra mim entrar debaixo dela...

Fiz isso, e ele disse:

-Vamos! Agora vamos dar uma lição de verdade nesta vadia que você chama de, esposinha amada, veremos se agora ela entende quem é que manda aqui!!!

Deitado debaixo dela a penetrei com força, completamente até as bolas, e fizemos uma “DP” de arrasar!!!



Enquanto nás dois metíamos nela, eu embaixo chupava seus peitos, e quando eu via que o Roberto estava diminuindo o ritmo e se cansando, eu dava uma mordida no seio dela pra fazer com que ela gritar e falar mais palavrão...

Ela então gritava e berrava, algo tipo, “CARALHO!”, e era mais do que suficiente pro Roberto se encher de ânimo e voltar a meter com força total de novo, eu podia sentir o cacete dele, com o meu dentro dela, entrando e saindo como louco!!!

Repeti essa sacanagem de morder ela pra ele continuar a punindo mais umas vezes, depois ele ouvia ela xingar mas não tinha mais força pra enfiar nela com força, estava muito cansado, já fazia horas que estávamos ali...



Então ele disse que queria gozar, então desfizemos a DP, e ele disse q queria gozar na boca dela, e o fez, gozou muito na boca dela, enfiando o cacete bem fundo na garganta dela, fazendo com que ela engolisse toda a sua porra quente....

Eu também fiz com que ela mamasse todo o meu leite, sem deixar escorrer nada pra fora da boca....

Ela ficou morta, então o Roberto fez questão de dar um banho quente de banheira nela, eu permiti, claro... Mas não acredito que ele fosse sá dar banho nela, tanto porque ainda era noite de sábado, 00:00, e ele ainda tinha a madrugada toda ainda pela frente...





Continuo na práximo..........................................................................................

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


relatos coroas defloraçãom primoporno gay contos ocunhada sem calçinha contosler contos de padre tarado estrupando garotoscontos pornos irmas na ponteconto corno sondei ela tava debaixo delecomendo a boca da prima contosexo com renata crentinhamulher bundudar transador centadar no colocontos eróticos namorada outrachantagem contos eroticostransei com minha amiga e rocei mela contos eroticoscantoerotico dei para negrão na praia de nudismoRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradorelatos eroticos minha esposa me traiu depois me contoucontos meu marido com dor de barriga e eu trepamdo com negaoconto erotico anal deichantagem com casal. que pediu carona contos eroticoconto guey jogador chupa adversário no vestiárioborracheiros p******** comendo v******* contos eróticos gayscontos ela gozou no meu dedo no metrôminha esposa mostra a buceta para meu padeirosxvidio louco desejo vizinha mulata sainha mostrandoContos eróticos de viados que berraram nas rolasamo cheirar a boceta da minha esposa pela calçaconto erotico minha esposa voltou cheia porra para casacontos porno estuprarão meu marido na minha frentever contos de lesbicasminha mae me iniciou em zoofiliagarotinha contoscontos eróticos n********* d********* para o cachorroamor olha o estrago ! Falou minha esposa com o cu inchado que o amante comeucontos eróticos gay me vesti de colegialcontos minha irmãzinha tinha mania de sentar no meu coloconto tomando banho em familiacondos erodicos primas contos eróticos bondage bdsm mulheres que gostam de ser estupradas torturadasprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretoContos eroticos estrupei minha filha renata por ver filmes porno de pai e filha no meu computadoroutro chupando os peitos da minha mulher. contoscontos eróticos verídico de ginecologista e grávidaarependidas de ter dado o cucontos erotico, quatro travesti me estruparamsua colega você vai pegar no pau da jegaconto erotico perdi o cabaço estacionamentocontos comi a internadaporno tranzado com a madrinha dormindo sem semtirContos eroticos forçada a dar para um.cavalo na fazendacontos eroticos tia deu pra mim e primocontos meu comedor de cusou eteto mbte contosarromba minha buceta vai mete nessa tua vaca me come meu gostoso, flagra. conto eróticocdzinha esposa corno contoconto de desmaiei com a pica grande no meu cuzinho apertandoContos porno de irma que traem com grandeconto gay dei para meu filhocontos eroticos feriado quitinete praiacontos eroticos de quata feira de cinzacontos eróticos de gatinhas novinhas dando para super hiper dotadoscontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindocontos incesto mãe fofinhacontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocontos eróticos de Poueu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticosconto erotico cunhadinha safadinhacasa dos contos putinha desde novinhacontos eróticos violentadascontos eróticos de bebados e drogados gaysfoda gostoza mulher caszada tro cano omaridocontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinho