Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU AMIGO RAFAEL

Meu amigo Rafael



Encontrei meu amigo Rafael no Shopping e ele pediu que eu fosse passar o dia com ele para ajudá-lo a estudar varias apostilhas, iria prestar um concurso e queria estar bem preparado. Eu o conhecia desde a escola primaria e sabia que eles receberam educação diferente. Desde pequenos eles tomavam banho juntos e ficavam a vontade dentro de casa na frente de seus pais. Chegando lá fomos para o quarto dele e lá ele tirou a roupa ficando a vontade e pediu que eu tirasse também, mas fiquei acanhado e deixei a cueca pelo menos. No decorrer do dia enquanto estávamos preocupados em estudar e fazer consultas na internet, a mãe dª Maria, a irmã Sonia e ate seu pai Sr. Augusto entraram varias vezes, levando suco ou frutas. Eu ficava constrangido por estar de cueca, ate que em dado momento entra Da. Maria e a irmã Sonia, para recolherem os pratos e copos. Ela se assusta a me ver de cueca e pergunta se o que eu estava escondendo era diferente do que seu filho e seu marido têm, pedindo que eu ficasse a vontade aqui todos são iguais e não vemos maldade nisso. Rafael então tomou a iniciativa e puxou minha cueca para baixo, quando eu fui levantá-la a Sonia acabou de tirá-la e pude ver que ela se entusiasmou em ve-lo mole ainda. Acabei ficando o resto do dia totalmente pelado e assim eu andava pela casa junto com eles. A tarde sua mãe vem e chama para tomarmos banho, Rafael disse vamos, depois voltamos a estudar mais um pouco. Pensei que iria tomar banho com ele, pois quando criança faziamos troca-troca todos os dias na volta da escola, mas quando entramos no banheiro sua mãe já estava lá toda ensaboada e pediu justo a mim para esfregar-lhe as costas. Eu estava pasmo ao ver aquela coroa enxuta, nua, sem o menor constrangimento. Comecei a esfregar-lhe as costas e a apreciar seu belo corpo, sua bunda arrebitada, sua xana raspadinha e gordinha parecendo uma almofada, e com esses pensamentos fui traído pelo pau que logo ficou em posição de ataque, eu não queria que isso acontecesse, mas, aconteceu. Ela ao ver o pau duro esboçou um sorriso maroto e disse ao filho Rafa, eu sabia que isso iria acontecer, mas vou dar um jeito, agachou ficando de quatro em minha frente segurou minha vara e a posicionou na sua xana, eu empurrei e a xaninha a engoliu toda. Bombei varias vezes e notei que o meu amigo vibrava com o acontecimento, e eu bombando firme naquele belo trazeiro, não percebi que ele saiu e foi chamar sua irma. Os dois ficaram olhando eu acabar a relação amorosa com sua mãe e a Irma tirou a roupa e falou que ela iria tomar banho agora e eu faria companhia, esperou sua mãe sair entrou e comecei a esfregar-lhe o corpo daquela bela donzela. Ela fazia gestos e apertava meu pau provocando-me para que logo eu estivesse de pau duro, o que aconteceu rapidinho. Rafa e sua mãe saíram, ficamos a sás, ela se mostrou uma formidável parceira, mamava e acariciava as bolas com suas mãos macias, apertava minha bunda, levando-me ao extremo da excitação. Não aguentando mais a encostei na parede abri-lhe as pernas e soquei na xana tudo o que ela queria, mas nessa posição não tem jeito de entrar tudo, então ela se vira, fica de quatro e pede que eu enterre o pau sem dá. Quando ja estava ejaculando enchendo-lhe de leite, ela gemendo de prazer, acabou chamando a atenção do pai, que abriu a porta e viu eu me acabando na bunda de sua filha, e ficou interessado em tomar banho também. Tirou a roupa e disse que Rafa estava dando um trato na mãe lá no quarto e que logo voltaria para tomar banho também. Ela se lavou e saiu, fiquei com o velho Augusto, que pediu que eu o lavasse, comecei a ensaboá-lo e não pude deixar de observar a bela vara que ainda mole mostrava ser respeitosa. Esfreguei seu corpo rapidamente e fui lavar o que mais me chamou a atenção, e comecei carinhosamente a esfregá-la e alisá-la, ela foi tomando corpo, ele me pedia para acariciá-la, eu o fazia com muita boa vontade, meu cuzinho já estava pedindo rola e piscava sem parar. Ele todo lavado e com a verga dura, não pude aguentar e fui de boca naquela bela pica e mamei como bezerro desmamado. Ele se contorcia se mexia, e pedia que eu ficasse de quatro, mas eu não tirava a vara da boca, estava uma delicia grossa, dura e latejando. Quando não aguentava mais, virei ficando de quatro e abri bem minhas nadegas, oferecendo-lhe meu cuzinho, que ele espetou e enfiou, socando-me aos poucos toda aquela vara. Eu gemia e urrava de prazer e ele como mestre socava e batia com força suas bolas em minha bunda. Gemi e urrei tanto que acabei chamando a atenção dos demais, e quando ele começou a ejacular eu fui ao extremo e ao levantar a cabeça, vi os três na porta a sorrir, enquanto o velho dava os últimos retoques no meu rabo. Entraram todos no box, nos lavamos e lavamos o Rafa, que já estava exausto também, por ter atendido aos reclamos de sua mãe lá no quarto. Todos satisfeitos, por hora, fomos tomar um lanche e voltamos a estudar no quarto, aonde sua Irma veio e não saiu mais de perto de mim. Mas depois eu conto mais

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eu e minha nora vomos enrabadas na praiacomi egua nova contocontos eróticos cadela e putona famíliasconto transformado travesticonto erotico esposa trilhacontos eroticos sou coroa viuva e dei minha buceta pra um muleque roludoidoza caseta toda gozadaxerequinha juvenil de perna abertao meu padrasto me arrastou pro matagal contosconto erotico novinho gay calcinha dormindoele grito e choro enquanto dava bucetaContos eroticos casais e pintudos fantasiascontos eu minha esposa e a empregada na praia de nudismoContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteitraveco roludo patendo puenta derepente chega a mulher bem gostozacontos peguei maninha virgem dormindocontos de rasguei o cuzinho da minha avóchupei mas nao dei que pena contosContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos corno arregaçadas no cinema pornôcontos mulher x travestitanga contos eróticoscontos eroticos deixando titios chupar minha bucetinhacontos eróticos bem depravado de bem picantecontos de sexo gay minha esposa viajou e dei com sua calcinhamilhares de contos eroticos pai maeContos mae da minha namorada perguntou me punhetosou puta do meu cachorroarrombado; contos gayvideo conto traiu marido punhetacontos goza nenemconto eroticoo implora q doucontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anoscoroa dona de banca em teresina dando bucetaConto a tia vadiacontos eroticos minha mae puta e filho viadocontos eróticos tatuadoconto gozando na fraldacontos eroticos a primeira vez da minha mulhercontos de coroa com novinhocontos eróticos comi a bundinha da mulher do meu amigo com ele dormindo realconto gay velhovideo de cunhadoxcunhadaas coroa metendo a casa do corpo da pulsocontos erotico vestido tubinhovirei uma sapeca bem safada do travesti roludo casa dos contoscontos eróticos filhinha bobinhacontos eróticos caderamte analnojentocontoscontos eroticos namorado e amigo mesma camacontos erótico fudi uma cabritinhaContos erotico ubatuba telMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,contos hericos de a buceta para filhoPorno conto ponheta da casada buzContos erotico orgia no meu cucontos eroticos o dia que comi a novinha gordinhacomi muito minha irmãconto engravideiconto erotico mamae viu eu comendo o papaimae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornomeu vovô me coloca no colo contos eroticos de incrstocontos comi minha alunacontos erotico na prisãocontos eroticos sem pudor com coroasFoto pirocudo rasgando bucetinhacontos minha mulher vendo meu tiochantageada contosContos minha nora enfiou o vibrador no meu cuviadinho de cuzinho apertadinho contos eroticos eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticogozada na boca suelibochechas da bunda da minha irmãCasa dos Contos Eróticos humilhando a sogracache:9sPphOOPSSEJ:https://idlestates.ru/m/conto_2200_corno-manso-e-viado.html conto gay de pai com vaqueiroestuprada na lanchonete contosconto estuprado na febemdona rita a crente tímida contos eróticoscontos sexo minha esposa nossa vizinha travesti novinhacontos eroticos d filhotes mando mulheres