Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DANDO BEM GOSTOSO A XANA PARA UMA COLEGA DE SALA.

Meu nome é Letícia moro em uma cidadezinha muito pequena do interior, tenho 23 anos e a histária que vou contar aconteceu já a um bom tempo.

Bom, sou de família tradicional e religiosa, cresci muito reprimida e recatada, cheia de modos e de culpas.

Mas já na adolescência, comecei desenvolver interesses em coisas chamadas fora do padrão. Sempre fui uma morena bonita, de corpo normal, nem magro e nem gorda, mas tenho uma bunda grande e arrebitada, por isso gosto de usar calça apertada, minha xana também é bem grande. E sempre que conseguia usava um decote para valorizar meus peitos, uma prima me dava saias curtas, que eu carregava na bolsa para usar na escola. Minha adolescência foi sempre assim e era uma “aventura” viver escondendo isso de meus pais, se descobrissem essas roupas eu estaria acabada. Não demorou muito e comecei ser notada pelos rapazes que não disfarçavam as olhadas desejosas em meu rabão. Isso levantava minha auto-estima e eu andava rebolando. O que eu também não disfarçava é que eu gostava muito de olhar o volume deles também, várias vezes eu ficava imaginando como seria o pau dos garotos e tinha curiosidade de ver um ao vivo. Quando eu cursava o 3ª ano colegial, minha mãe colocou internet em minha casa, aí foi bom porque eu ficava até tarde navegando em sites pornôs, amava olhar fotos de pica dura e de sexo, eu dormia sonhando em trepar gostoso como via nos sites. Sentia minha xana dando ‘sinalÂ’, mas nunca tive coragem de me tocar. Uma colega de escola, de nome Jane, 3 anos mais velha que eu, me pediu ajuda em uma matéria, porque as provas se aproximavam e ela estava fraca. Fui para a casa dela com planos de passar a tarde toda estudando. Cheguei e fomos para o quarto dela, em vez de estudarmos começamos a conversar e não demorou muito o assunto caiu em sexo contei do que eu via na internet e demos muitas risadas, daí ela me contou de sua preferência, ela ficava em sites pornôs também, mas vendo xoxotas e mulheres fazendo sexo, ela me disse que era interessante e um pouco engraçado, me disse que se eu visse uma transa entre mulheres eu não deixaria de ver. Perguntei o que ela sentia ao ver ela me disse que não contaria, que eu teria que sentir. Daí ela me contou em detalhes como as mulheres gozavam juntas,percebi que ela se empolgava à medida que contava.Naquela noite não consegui dormir direito,eu ficava sá imaginando e o estranho é que imaginava eu e Jane nos tocando,comecei a pensar no corpo dela,ela é alta,corpo de gostosona,coxas torneadas e roliças,bundinha durinha e tinha uns peitos pequenos e impinadinhos.Me imaginei passando as mãos no corpo dela e tocando sua xoxota,não resisti,e levante para ver algo desse tipo na internet,entrei em uns sites e vi fotos.A cada foto eu imaginava como seria a xoxota de Jane,achei muito estranho porque estava tudo muito rápido e repentino,para quem nunca havia pensado no assunto,até que eu estava me envolvendo demais.Na manha seguinte Jane foi a primeira pessoa que vi ao chegar no colégio,à caminho do banheiro ela me acompanhou e perguntou se eu havia seguido a dica dela e eu disse que sim,daí perguntou se gostei ao que falei que sim.Ela entrou em uma das portas do banheiro e abriu o zíper da calça,pela primeira vez tive vontade de ficar olhando,ela sempre usava o banheiro com a porta aberta se tivesse conversando comigo,fiquei receosa e virei rápido,por um momento tive a impressão de que ela sabia o que pensei a noite toda.Pelo espelho eu a observei um pouco mais e não pude deixar de olhar os pelinhos ralinhos da xoxota dela,ai que delícia,senti uma pontadinha na minha xana,ela lavou as mãos e me perguntou se eu iria usar ou se já poderíamos sair eu não respondi e fui saindo rápido.Na sala ela me disse que eu estava estranha.Passei o tempo todo assim.durante o intervalo eu não conseguia parar de olhar para os seio dela.

No fim da aula, Jane me perguntou se eu iria voltar em sua casa naquela tarde eu disse que sim, mas fui em casa antes almocei e entrei no site da internet de novo,dessa vez vi fotos de mulheres se masturbando e parecia ser átimo,quando fui tomar meu banho,não resisti e me toquei,friccionei meu grelo com vontade, mas não enfiei nada nem o dedo. por não sentir nada muito especial achei que não estivesse sabendo fazer.Saí do banho e fui para a casa de Jane,cheguei lá e ela estava sozinha em casa,fomos direto para seu quarto e ela me disse que queria que eu visse algo junto dela,daí colocou um filme de lésbicas,sem dizer nada eu sentei no tapete para assistir e ela que estava sentada na cama sentou do meu lado já nas primeiras cenas do filme me excitei e ela também,fiquei quieta,notei que Jane acariciava os práprios peitos fiquei dividida entre olhar para ela e para a televisão.Daí ela deslizou a mão pela barriga e abriu o botão do short,não consegui olhar mais para a TV nessa altura minha xana já começava latejar,vi que os peitonhos dela estavam arrepiados sob a blusa e os meus também.Ela pegou o controle remoto e desligou a TV,não entedi nada,mas estava gostando muito daquele joguinho de sedução,eu estava de saia e comecei a esfregar minhas coxas de tanto tesão,Jane acariciava a sua xania por cima da calcinha e eu na expectativa de que ela tirasse.

Ela voltou a passar a mão pela barriga e tirou a blusa, tive uma visão linda daqueles peitinhos, a vagabundinha pegou os dois e apontou para mim me oferecendo, me aproximei e beijei os dois mamilos, hummmm que delícia, apertei um peitinho, durinho e apetitoso, cai de boca, mamei os dois peitinho, enquanto isso senti a mão dela subindo bem devagarinho entre minhas coxas até pegar minha xana daí ela disse: Hummm, você ta toda molhadinha!Que delícia! Ainda por cima de minha calcinha ela forçou o dedo médio brincando com minha xana quente, depois foi para minha bundinha e apertou-a com vontade. Eu disse: Quero ver sua xana,tira a calcinha e deixa eu ver.Ela,deu um sorriso safado e me propôs a tirarmos juntas assim fizemos,ela me disse: deita de barriga pra cima e arreganha as pernas pra mim vou te fazer minha putinha putinha.Eu disse que era virgem e não queria que doesse ela riu e pegou minhas pernas com força abriu minhas pernas e começou passar a mão na minha xana me alisava e acariciava: Que xana lisinha e gostosa,e eu é que vou desbravar,você vai ser minha puta depois disso,cachorra safada. Falando assim ela meteu a cara na minha xoxota e começou me lamber, lambeu toda a extensão da minha xana, e falava que meu melzinho é uma delícia. Brincou com meu grelho falando que ele tava duro e prontinho,eu sentia minha xana estourando e meu grelho estava realmente duro.ela chupava-o com vontade e a língua quente dela acabava comigo no vai e vem,alternava os movimentos entre chupar com força e lamber.Com os dedos ela procurou meu cú e depois virou minha bunda e começou dar tapas com força eu gritava e ela falava: Grita vadia,era isso que você queria empinando essa bunda pro meu lado esse tempo todo. Depois ela mordeu minha bunda várias vezes, abriu minha bunda, cuspiu no meu cuzinho e enfiou 2 dedos de uma vez, sentiu dificuldade, mas forçou-me gritava e ela amava,passou a lamber meu cuzinho e enfiar os dedos e me perguntava se eu estava gostando. Ela me disse para virar de novo e abriu minhas pernas e voltou a beijar minha xana subiu me beijando até chegar nos meus peitos,e começou a mamar.Daí me avisou que iria me fazer gozar.Voltou até minha chama e chupou meu grelho com muita força fazia movimento com a cabeça pra cima e para baixo com meu grelho na boca,e socou o dedo, fez vai e vem e colocou mais um,eu urrei e ela abria minha xana e beijava,me lambia me pentrava,me chupava,

cheirava,mordia,me chamando de puta,gostosa e safada.Eu apertava a cabeça dela na minha xoxota e apertava meu peitos,eu gemia dizendo:Me fode com vontade.Hummm,

delícia, eu quero, eu quero, eu sou sua puta, engole minha perereca lisinha que é sua.

Hummmm,que delícia!Fode essa sua puta. Nisso eu já estava no auge ela se levantou e ficou ajoelhada em cima de mim de abriu minha xoxota mais com uma mão com a outra ela abriu a dela e sentou em cima de mim,se esfregou como se quisesse que nossos grelhos se encostassem se esfregou várias vezes e minha xana sentia a dela querendo me engolir ela estava afoita e falava muita putaria,cavalgou gosotso.Ela gritava:-Vou afinar esse seu grelhão de tanto esfregar,hoje sua xoxotona é minha, então eu avisei gemendo que iria gozar aquela hora,a safada voltoua abocanhar minha xoxota arreganhou minhas pernas de novo e me disse que eu sá podia gozar de fosse na boca dela me chupou e eu gozei,gozei,gozei e gozei.A safada chupou e lambeu tudinho.Que delicia! Humm seu melzinho é doce!Ela dizia com voz manhosa.Me lambeu até limpar minha xoxota por completo.fiquei deitada olhando para ela do meu lado que vlotara a passar a mão em seus seios lindos.Então ela ficou bem na minha frente e abriu as pernas colocou a xoxota dela na minha frente e começou abri-la e me mostrar com se tivesse se exibindo e se oferecendo pra mim,abriu a xana e brincava com o práprio grelho durinho e parecia me chamar,daí soltou: Vai ficar sá olhando?Mete a cara e me mostra o que essa língua sabe fazer. Não perdi tempo passei os braços por baixo das coxas dela agarrando e subindo a xana até minha boca,beijei,cherei os pelinhos dourados,ralinhos,lambi e chupei a xana dela que estava inchada,dei vários tapinhas no grelho e ela dizia: Isso piranha,você sabe como é então faz.Não demorou nada,nada e ela gozou,já estava quase mesmo.-Lambe meu mel todo.Dizia ela se contorcendo.Depois de esfregar minha cara na xoxota dela e lambuzar minha cara toda com seu meu.Me perguntou: É doce não é?

É isso que você queria? Eu balancei a cabeça que sim e beijei a xoxota dela de novo. E Disse : Sua perereca branquinha é toda doce minha querida.Que delícia! Ficamos uns minutos ali depois levantei para lavar meu rosto.Quando voltei já a encontrei de toalha ela bateu na minha bunda e disse :Que delícia de trepada!Você deu show,nem acredito que era cabacinha!Da práxima vez vou comer sá seu cú, rabuda safada! Eu a beijei longamente na boca, apertei meu corpo contra o dela e senti os peitinho de novo e respondi : Não vejo a hora minha gostosa!Você é minha dona agora e vou arreganhar esse rabão para você do jeito que quiser. Chegou uma pessoa na casa dela quando ela ainda estava no banho,nás conversamos mais um pouco,”guardamos os ‘livros’” (rsrsrs...) e fui embora.

Apesar de minha primeira vez ter sido com mulher,é claro que gosto de homens também,e muito aliás.Minha iniciação com homens também foi fantástica,senti muita vontade,medo e tesão,no dia que realizei meus sonhos de ter uma pica dura me desbravando,mas isso é outro conto.

Bom pessoal, esse foi meu primeiro conto.Espero que tenham gostado e me mandem comentários que eu escrevo mais.Meu e-mail é: ( letí[email protected]).



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico fazia tudoque meu tio mandavaminha mulher grávida chupou minha pica cm leite condensado contos eróticosconto afoguei com galacontos de coroa com novinhoamanda casamos grande cabeçudo contosestoria porno o sonho do meu marido e cornoconto de comi o cuzinho do garoto dando aula particular em minha casa fazendo chorar na pica grandeFilmei minha chupando estranhos na porta do carrosocontos eroticos de traicao com vizinha gostosachupando coroa contocontos eróticos mostra logo filhoirmãozinhos safadinhos fazebdo safadesamagrelas grelludas liga das novinhascontos eroticos fui com meu sobrinhoconto sexo meu cunhado meu donoMinha filhinha conto eroticoDividi namorado comeu buceta contospeguei minha enteada contos eroticoswww.contos eroticos porno eu meu marido e o nosso cachorro fazendo dp zoofiliaminha mulher se exibiu pra váriosminha mae transando contoscontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornocontos janaina safadinhaconto erótico gay usei calcinha e sai na ruacontos eroticos nylher do meu patrao carentevídeos pornô Santa Rita taxistacontos eróticos de pequenininhos dando para grandõescontos sexo estorando cucontos eroticos nordesteconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigacontos eroticos como meu irmao me comeu o meu cucontos bi minha tia me pegou dando pra o meu tiocontos eróticos de travestistaradofamílias se encontram em praia de nudismo contos eróticotiradp o cabaso da novimharapazes peladoes se exercitando na academiaconto erotico batendo sozinha minha siririca gozandohomem comeno a espoza de pois asogracontos eroticos.de coroa.de 47anos.fudendo com gordinh.de.20contos eroticos sou casada ,eu sobrinho pedrinho parte 4contos eroticos de pau gigante arregassando bucetaContos namorada e o velhomae acorda de fio dental vai na varandaConto erotico de ginecologista lesbica seduzindo paciente heterometendo devagar na buceta da minha irma dormindo no escuromarido mostra esposa rabuda de fio pra amigos contos gang bangminha esposa e sua namoradinha contoConto so caminhoneiro dei carona uma freira loiraconto porno enfiaram um ovo no meu cuprofessor de natação metendo a vara na colegaconto porno meu irmao me comeu eu dormindoconto minha madrasta me transformou em mulhercontos eroticos me encostou na paredeContos na lua de mel o corno lambeuContos casal pelado na praiacontos comendo mulher do amigo meia noitebuceras com paj giganti dentrocontos eróticos brincadeirasIncesto com meu irmao casado eu confessoAi tira tira, aguenta sua cadela so vou parar quando eu quiser e quando eu tiver satisfeito piranhaGoiás borracheiro endereço conto gay de calcinhacontos eroticos tio sobrinho gaymamae japonesa me bolinandocontos eroticos exibi minha mulherContos casal peladoMeu irmão chupa minha maecontos eroticos minha esposa da bunda gostosa dando pro mendigo do pau enorme eu vendo tudoContos de corno com fotosdei para meu genro na praiamassage ando a cunhada contofilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dordeserto conto heteropotranca de mini saia fodendoconto erotico gay motoqueiro marrenticonto porno mulher adora novinhocontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anosfiz ammor com minha irmacontos eróticos manausaprimeira coroa que transei vou contar como aconteseucontos eroticos de cornosminha mae foi curradacontos erotico gay quando mim focarao a bebe leite de variosConto erotico minha sogra so anda de roupas curta