Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃOZINHOS SAFADINHOS P.5

Qundo completei 19 anos,minhas vida e a vida da minha família mudou por completo,comecei meu estágio na empreza do papai,meu maninho Ygor agora com 19 aninhos,curtindo sua juventude e morando com a mamãe e o marido dela em outra cidade,distânciou um pouco nossa convivência,mais nosso amor continuava o mesmo,sempre que ia visitá-los ficava hospedado em um hotel da cidade,Ygor passava as noites comigo no hotel,agente aproveitava pra matar a saudade das nossas tranzas loucas que desde crianças faziamos,agora nás dois tinhamos conciencia do que fazer,como fazer,isso ajudava,nosso sexo ficava mais gostoso á cada ano que se passava,quando Ygor ia me visitar,além de nadarmos pelados,encher a cara,transavamos feito doidos,em qualquer lugar da casa,pela casa toda.

Ygor sempre me conta das transas loucas com o padastro dele Luíz que apesar do ter mais de 50,diz Ygor que ele é incrivel na cama,a primeira vez deles,estavam sozinhos em casa,Luíz entrou no quarto do Ygor e pegou ele peladinho,deitado se masturbando,como meu maninho é irresistível pelado e de pau duro acabou em tranza,e como Ygor adora aquilo desde pequeninnho,faz sempre tudo com muita vontade,Luíz tira várias fotos do Ygor,algumas já vi rodando pela net,além de oferece-lo á alguns de seus amigos nas fetas de família.Eu nem ligo,se meu maninho esta feliz,eu também estou.

Meu pai se cazou dinovo,a nova esposa tem um filhinho de 19 anos Felipe,chamo ele de Lipe, é uma gracinha,dorme no mesmo quarto que eu,na cama que era do Ygor,algumas vezes tiro a roupa perto dele,outras vezes enfio a mão dentro das calças e começo á me masturbar deitado na cama do lado dele,ele fica morrendo de vergonha e bota as mãos no rosto pra não ver,nunca fica pelado no quarto quando estou lá,sempre digo pra ele que não precisa ter vergonha,o que ele tem eu também tenho,sá que um pouco mior,ele sempre da uma risadinha e se veste correndo,mais ta sempre de sunguinha na piscina e eu sá de olho no corpinho dele,me lembra muito o Ygor quando criança,mais eu nunca fiz nada de sacanagem com ele,tenho vontade,mais se ele não tomar alguma iniciativa eu não vou forçá-lo,tanto que ele é do tipo quieto,senssível,chorão.

Na empreza do papai,trabalha um carinha,um tal de Lucas,o cara tem a minha idade,é lindo,do tipo modelo,ele era filho do sácio do papai,trabalhamos juntos,o cara é super estrovertido,popular com todo mundo,independente,mora sozinho,ele me faz rir o dia todo,e como meu pai também sempre esta por perto,não me sento tão sozinho sem o Ygor,mas ainda sento saudades dele sempre.Eu e o Lucas sabiamos que a empresa ficaria por nossa conta depois de alguns anos,então sempre tentavamos nos entrosar ao máximo,dentro ou fora do trabalho,começamos então á sair,nos divertir aos fins de semana,iamos aos bons bares da cidade,cada sábado em um bar diferente,nos divertiamos muito.Uma certa noite de diversão,bebemos demais e ele ficou me contando umas hitárias de sua infância,uma delas era que o pai dele tranzou com ele dos 8 aos 19 quase todos os dias,contei á ele minha esperiência com meu Treinador de natação na 8ª série,ele ficou surpreso,disse que não esperava que um cara certinho como eu fazia coisas desse tipo,conversa vai,conversa vem,senti que rolou um certo clima,mais nunca daria em cima dele se não tivesse total certeza,a noite acabou,pegamos um taxi e fomos pra casa,ao deixá-lo na porta da sua casa,antes de sair do carro ele me deu um beijo,coisa rápida,tipo selinho meio de lado,achei que ele estava bebado demais pra saber o que estava fazendo,mais olhando nos olhos dele,vi que ele também estava afim e por puro empulsso dei-lhe um beijo,de língua,com diretio á mãos no rosto e tudo mais,apartir dali comecei á sentir muito mais carinho por ele,quando terminamos o beijo notei que o taxista nos observava,Lucas entrou em casa e pedi para o taxista me levar pra casa,ele me olhou no retrovisor,deu uma piscadinha e perguntou:

_Você quer mesmo ir pra sua casa?

Percebi que ele estava me cantando,aproveitei o momento,respondi que dependia dele,se ele tivesse algum lugar pra me legar eu ia,ele ligou o carro e nos levou á um motel,ele era do tipo que se vê pelas ruas em taxis mesmo,meio barrigudo,bigodão, com "cheiro de homem".Tranzamos o resto da noite,ele adorava um sexo mais agressivo,mais não aguentou mais do que dois rounds,mais valeu a noite,bebi muita porra,estava até com meu cú ardendo.

No domingo de manha recebi a notícia de que Ygor tinha vindo nos visitar,então tinha que buscá-lo na rodoviária,mais tive que levar o Lipe pois meu pai e a mãe dele estavam fora e no domingo não seria fácil de arrumar uma babá,acordei ele,ajudei-o a se trocar rápido e fomos pra rodoviária.Quando vi meu mainho não resisti,ficamos uns cinco minutos abraçados juntinhos,ao entrar no carro Ygor me deu um beijo e disse estava com saudades,Lipe estátalou os olhos e fez cara de surpresa,Ygor olhou pra ele e disse que era normal,que quando dois irmão se amavam muito eles faziam aquilo mesmo,passamos o dia todo na piscina,bebendo e contando as novidades,Lipe ficou meio de canto,com vergonha do Ygor,ás vezes conversava alguma coisa.Ao anoitecer,Ygor já estava bem alcoolizado,Lipe já tinha tomado banho e estava no quarto,eu estava lá com ele,separando alguns papéis para o trabalho amanha,Ygor abre a porta e entra no quarto peladinho e de pau duro se incinuando pra mim e pro Lipe,que ao vê-lo pelado tenta sair do quarto,Ygor pega ele pelo braço e diz que sabe que ele gosta por que no dia do cazamento do nosso pai e da mãe dele,eles tinham feito algumas "coisas".Lipe muito sem graça volta e se senta na cadeira.

_Não precisa ficar envergonhado Lipe,agente também gosta de fazer sacanagem,se você gosta,pode fazer,agente não conta pra ninguém não.

Tentei acalmá-lo dizendo isso,ele disse que gostava sim,mais tinha medo da mãe dele saber,quado viu que Lipe tinha pegado segurança e confiado na gente,Ygor senta no meu colo e começa á me beijar,tiramos as roupas e pedimos que o Lipe sá olhasse,tranzamos por uns 40 minutos,notei que enquanto Lipe nos olhava tirava aos poucos suas roupas,depois que se dispiu por inteiro,começou á se masturbar,ficou contorcendo as perninhas pros lados e fazendo caretas.Meu pai chegou de madrugada,quase de manha,já tinhamos levantado,Lipe ainda dormia,agora peladinho e sem vergonha nenhuma.Levei Ygor pra rodoviária,no despedimos,marcamos uma data pra eu ir visitá-los,depois fui pro trabalho.

Lucas parecia fingir que nada tinha acontecido aquela noite,até que eu toquei no assunto.Ele se aproximou bem perto do meu rosto e disse que pensou naquele beijo a noite toda.Fiquei imaginando nás dois tranzando na mesa da sala de reuniões o dia todo,nem tinha cabeça pra pensar em trabalho,mais não podiamos fazer nada ali na empreza,apesar de estarmos muito afim.No final do espediente,ofereci uma carona ao Lucas,já pensando em ficar na casa dele,ele disse que sá ia pegar umas coisas no depásido e já estava indo,perguntou se eu queria ir ao depásito com ele,sem nenhuma malícia fui,ao chegar lá ele partiu pra cima de mim,nos aguarramos violentamente,os abraços e os beijos eram fortes,arrebentamos os botões das camisas,estamos fora de nás,eramos animais sem regras,sem leis,não sei direito explicar como aconteceu,foi uma transa por empulso,por desejo,comemos o cú um ao outro,chupamos um ao outro,gozamos um no outo,e quando terminamos,fomos jantar na casa dele,depois do jantar tomamos um belo banho juntos e começamos tudo outra vez.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vi minha esposa dando mole contoscontos eroticos de buceta cabeludaComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delapornô compare com a comadre faz ela gozarcontos eroticos da vagabunda do cornoconto travesti me enganouContos eroticos meteu o cu no pau do irmao que tava dormindoDei a bucha pro meu sobrinho virgemcontos eroticos de sexo de coroas de 45 anos e garotos de 23comtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandedando o cu contoscontos eróticos gay advogadoadorei ser encoxada pelo meu filhocontos lu casadaMinha mulher foi iniciada por um negão contos eróticosconto erotico corno puta e paiminha sogra ensinou a dirigir contos etoticoscontos de casadas quer menageConto erótico calcinha fedidaContos eroticos de cunhadasNamorada boqueteira contos caboneminha filha e uma cadela conto eroticoContos eroticos escussao com meu marido banco diferenteconro erotico gay meu tio alopradoincesto real mãe gostosa da coxa grossa e quadril largoContos eu e as colegiastio contos eroticosContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadocontos erotico tia de calça suplex esou putinha mesmocontos eróticos mulheres mais vadiascontos-meu cuzinho contraindo no teu dedocontos eróticos minha esposa e nossa filha com cu sangrandoconto erptico na mesaconto erotico de o amigo de meu namorado me comeu na casa dele e ele nao viucontos eroticos de sogras velhascoroa contos eroticoscontos eroticos de madame cm entregadocontos de mãe fudendo a filha ninfetaminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticocontos comi a minha sobrinha filha virginhaLevou susto más gostou porno empregadafui iniciado conto realcontos eroticos minha sogra mamou no meu pau e depoi choroulconto porno onibus sou afastou a calcinhaconto erótico mini saia e fio dentalminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero verconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anoschamei meu vizinho bem novinho fudi o rabinho dele contoscontos de corno esposa com dois e comendo cu do esposocontos eróticos comi minha de raivaContos eroticos iniciando as meninascontos virei mulhercontos eróticos caderamte analcontos transformei minha esposa numa puta dos colegasContos eroticos Minha filha choronaminha filha piranha foi me visitar contocontos eroticos de mulheres tendo suas tetas mamadas por animais e eles metendo nelasconto com fui esplorada gostoso n sexocontos dei para meu cunhadinho novinhocontos eroticos de travesti com mulher com gemidos escritosfotos esposas lindas no ménageContos eróticos sarrado minha tiaSexo anal "nunca mais fui a mesma"masturbando no banho ponhou nangueira de agua na bucetacontos de envagelicas encoxadas e fudidas na frente do maridocontos eroticos a tres corno mesma camalouca por pica.contoscontos eróticos fui Penha a força por doissocontos eroticos de traicao com vizinha gostosacontos eróticos adicionei o menino e deipura foi dar pra cavalo e acaba com a buceta estoradacontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciacontos incesto mãe fofinhaContos eroticos/minha sogra cavalonaMendigo chupou meus peitoscontos soldados estruparam minha esposavi minha tia nua contosvideos zoofilia cavalos gozando na bucta epenetrandocontos eroticos familia bi passivaconto em uma viagem de onibus comeram minha esposaconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradomenina matuta contos eroticoscontos inocênciacontos eu minha esposa e a empregada na praia de nudismoContos eroticos exibindo para o vizinhoOs travestis qui São quaz mulherContos eroticos Minha filha choronamilitares gays pauzudos de são josé dos camposcontos eroticos bia e as amigasdona Florinda abrindo pernas mostrando calcinha porncontoseroticos primo hetero comeu o primo gaycontos mamei a pica do caocontos mamae mim ajudou com o pirozaocontos eróticos velhinha