Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOJA DE DEPARTAMENTOS

Loja de Departamentos, cerca de 19 horas. Eu estava lá de bobeira, pois o que eu tinha pra fazer já tinha feito, que era pagar uma fatura de compras. Porém, fiquei por ali, dando uma olhada numas blusas e tentando encontrar algum short ou bermuda.

Não sei há quanto tempo eu estava ali, quando notei que era observada insistentemente por uma mulher morena, alta, cerca de 40 anos. Devido às nossas alturas acima da média, era possível a gente se observar por sobre as gôndolas cheias de roupas.

Começamos a uma dança de gato e rato. A loja era muito grande e eu fiquei dando voltas entre as fileiras sem perder a morena de vista.

Como eu não tinha mesmo intenção de comprar nada, peguei uma peça de roupa qualquer e me dirigi ao provador, certificando-me que era seguida por ela.

Lá chegando, me encaminhei para um provador vazio, não sem antes olhar pra trás e ver que ela ainda me seguia. Entrei e deixei a porta entreaberta. Ela parou à porta e apás breve hesitação, entrou e fechou a porta com o trinco. Hesitou mais um pouco. Esperei. A iniciativa tinha que ser dela. Mas não demorou muito.

O provador não era muito apertado, então ela deu um passo e seu rosto ficou a milímetros do meu.

Ela era um pouco mais alta que eu. Então eu fiquei olhando pra boca dela, não conseguindo olhar pra mais nada.

Ela percebeu isso, deu um leve sorriso e tocou seus lábios nos meus, de leve a princípio e depois, com uma sede insuspeitada, sua língua lambia e chupava a minha, enquanto ela tentava enfiar sua mão por dentro de minha calça jeans. Era um pouco difícil e eu resolvi facilitar desabotoando e abrindo o zíper.

Sua mão deslizou por dentro da minha calcinha e ela ficou mexendo no meu grelo e deslizando os dedos por minha buceta molhada. Gozei em um minuto. Ela retirou a mão e lambeu os dedos.

─ Venha comigo – disse numa voz rouca.

Saímos da Loja e eu a segui meio tonta em direção ao carro parado no estacionamento.

Em silêncio seguimos para o apartamento dela, que era bem perto do Shopping, onde chegamos em poucos minutos.

No elevador, voltamos a nos beijar. Ela bolinando meus seios sob a blusa.

Entramos no apartamento. Me ofereceu um drinque e perguntou se eu queria ouvir música. Disse que sim e enquanto ela preparava as bebidas eu liguei o som e coloquei um CD (Diana Krall).

Provei o dinque, mas o que eu queria mesmo era sua boca. Disse isso a ela, que sorriu e me agarrou outra vez. Caímos sentadas no sofá.

Ficamos nos beijando por um longo tempo e tiramos as roupas uma da outra.

Depois, ela me pegou pela mão e me levou pro quarto dela.

─ Aqui é mais confortável e eu vou lhe dar o que você merece – murmurou no meu ouvido, lambendo o meu pescoço.

Não era propaganda enganosa. Do meu pescoço, sua boca desceu, sem escalas, direto pra minha buceta. Sem mais demora, passou sua língua lentamente de baixo até em cima, no grelo, que ela abocanhou, prendeu e passou a chupar e estocar com a ponta da língua. Gozei rápido outra vez, mas ela não parou. Apenas abandonou meu grelo, que estava sensível demais, e ficou lambendo toda a minha buceta, bem devagarinho, saboreando.

Eu estava excitada de novo. E ela beijava e lambia minhas coxas, subiu por minha barriga, chegou aos seios que ela mamou, e voltou à minha boca.

Ela estava deitada sobre meu corpo, me beijando, enquanto eu enfregava minha mão na xoxota dela. Úmida.

Falei pra ela, bem baixinho no ouvido, como ela fez comigo, que eu também queria sentir o gosto daquela buceta carnuda que ela tinha.

Consegui ficar por cima dela e passei a dar um banho de língua. Comecei pelos seios que eu lambi e chupei um por um, deixando os bicos duros, descendo pela barriga, me concentrei no umbigo por alguns instantes e desci mais.

Senti que a respiração dela estava mais ofegante, então resolvi prolongar um pouco mais passando direto pras suas coxas, ignorando sua buceta molhada. Lambi a parte interna das coxas com movimentos em direção à sua virilha. Ela gemia. Olhei pra cima e vi que ela me observava com um olhar quase transtornado.

Fechei os olhos e mordi seus grandes lábios. Ela gemeu mais alto. Com as mãos, abri mais sua buceta e comecei a alternar mordidas nos grandes e pequenos lábios com lambidas no seu buraco. Ela estava quase gozando e movia os quadris pra cima e pra baixo. Meti dois dedos nela e dei o golpe final passando a ponta da língua, dura, no seu grelo. Ela gozou gritando e puxando meus cabelos. Continuei lambendo suavemente até ela se acalmar.

Depois, enquanto ela ia à cozinha preparar um tiragosto, eu tomei uma ducha e voltei pra sala enrolada numa toalha. Quando ela me viu, me disse que ainda não tinha acabado e perguntou se eu esperaria que ela também tomasse um banho. Eu disse claro que sim e fiquei dando olha olhada nos seus CDÂ’s.

Estava nessa, distraída, sentada com as pernas cruzadas quando ela se abaixou atrás de mim, e começou a beijar meu pescoço. Abriu minha toalha, e suas mãos, outra vez, começaram a trabalhar numa siririca lenta. Enquanto eu me deitava, ela me beijou e passamos a nos masturbar mutuamente.

Entre beijos, me disse que o nome dela ela Simone. Estamos tendo encontos semanais há quatro meses. Não sei quanto tempo vai durar.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos mae desnaturada 2netinha virge de sainha estruoocontos eróticos traveco emrabado a negona coroa casadaContos mae anda nua na frente de amigos do marido e filhosmeu marido me arombou a xoxotacontos chantagiei minha mae e mi dei bemcontos eroticos casal e filhos bi passivosContos gays amante do tio velho desde de pequeno adoro vpu casar com elecontos eroticos de duas irmcontos gay pai bebado suadocontos eroticos coroa carenteContos eroticos detesto camisinha gosto de sentir o calor da rola dentro gozando dentro traicaoContos de incesto com sobrinha gravida do tio e se casaraomolestando a amiguinha no meu colo pornoliberei minha noiva loira pra dois contosmulher melancia de cinta liga e espartilhoContos eròticos teens incesto pai e filho novinhos curiosoContos de sacanagem com patroas e religiosasparticipei de uma suruba contoscontos eroticos na praiabucetas lindasmeu irnao mas velho dormiu bebado bitei i pau na bunda deleContratei um travestir e ele comeu meu cucontos eroticos meu amigo e minha mãegordinha conto eroticocontos gozei pelo cucontos de corno acampandoporno travesti rosadinha menininhatomando injeção com fio dentalContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestocontos putinha do matagalvendo mamãe transar no cine porno contos eroticoscontos depilaçãorelatos cuzinho na marrameio das pernas uma pica dava inveja grossura esposadei para o comedor do bairro filhos contovidios reais tias curiosas punheteiraschupando uma bct de novinhas dormindo indefesashomem fudeno acachoradaconto gay "agradece" machocontos eroticos segundas intençoescomi um a menina de 14 contoDesvirginando a sobrinha de 18 anosasfantazias das mulher de pornocontos de zoofilia sobre eguas e jumentasConto erótico me deu sonífero comeu minha bucetaconto gay meu primeiro cucontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãomulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo as.gatas.mais.gostosas.cimasturbandicontos eroticos sou casada realizei o desejo do meu sobrinhocarla dando a buceta ora o seu filho de 18contos eroticos - alta grandona bundudacontos eróticos t******* na beira da praiachupando buceta soltando fumaçaconto eróticos dominada e inocenteincesto meikilamotoboy gay contorodolfo era meu vizinho me chamo ana contos erótico contos eroticos padastro com indiadaso punhetinha contosconto lesbica professora dominadacontos novinha e o velho roludocontos eroticos timidas coroasnem peitinho teen grita na pau do voVer vidios porno de exetos e contos eroticos somente de pai chupando a bucetinha propria filha, pequenininha da filinha caçula que e pequena de tudo que nem tem penugem na bucetinha ele chupa na mara:) Conto erotico vizinha gravidacontoseroticosmetrovemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidiowww.contos eroticos de trindo sendo leiloada.comcontos eróticos patroa da mãecontos erotico gay negro dando pra brancocontos enfiei tudo a minha picona nele e ele reclamou muitoconto os peitos bicudos de maecontos eróticos afim do papai contos de traicao anal,postados no facebookcontos sobrinho pega tiagostosas de saiascurtinhas de perna pra cimaabri as coxa da minha esposa e.gosei. dentro da buseta gostosa delaputinhas inocente contosconto gaguei mas gostei de dar o cucontos arrombei minha mae com mega rolaosogras e madrasta fazendo boquetes rapidosA rainha que dava a bunda para os strapon contos eróticos marido cornopinto duro pra tu noivachupei varios corno contoIncesto com meu irmao casado eu confessofui forcada a chupar papaicontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelaparticipei de uma suruba contosler conto pornô de i****** ajudando minha filhauma travesti usou camisinha colocou na boca da mulher no filme pornôMenina Má tava dormindo sem calcinha eu penetrei meu pau na b***** delacontos eróticos: aposta com o amigo bundudoMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente deleconto sexo de madrasta fazendo fio terra no entiadoenchi a cara e dei para meu primo porno gayComendo a amiga de da mamãe uma coroa casada conto erótico