Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DUAS PICAS PARA MIM

Eram por volta das nove da oito horas da noite quando Fatima foi se tomar banho novamente e se preparar para aquilo que esperávamos tanto. Em alguns minutos ela saiu do banheiro com um conjuntinho preto de seda bem curtinho que deixava suas formais ainda mais sensuais, sua bunda é um encanto, as pernas gostosas que ela tem realçavam bem entre a cor de sua pele e a fina seda do seu short. A parte de cima deixava que por baixo do tecido estavam seios maravilhosos, durinhos e bem proporcionais ao seu corpo e que pelos biquinhos mostrava que ela estava excitada com tudo... o seu cheiro é inigualável, esse cheiro que eu conheço bem e que com certeza não tem outro que me deixe com mais tesão.

Ela passou pela sala me deu um beijo e foi pro quarto acabar de se arrumar e eu fiquei pensando enquanto ela não voltava “sou um cara de muita sorte, ter uma esposa como essa não é pra qualquer um não, ela é única. Tudo nela é perfeito, alem do mais sua personalidade, seu caráter, tudo enfim e é por isso que a cada dia eu sou mais apaixonado por ela”. Voltei a realidade com minha gatinha chegando perto de mim, a peguei pela mão e puxei-a suavemente para o sofá, onde lhe dei um gostoso e demorado beijo e ficamos ali como o casal de namorado que somos, trocando caricias e palavras de amor que vem dos nossos corações.

Era indisfarçável o tesão que tomava conta de nos cada vez mais e mais, a razão já tinha saído pela janela fazia tempo e quem estava nos comandando era o tesão, a vontade irresistível de nos darmos o prazer de viver uma experiência a mais no nosso amor. Fatima tinha os olhos brilhando de tesão, sensualidade e ansiedade... Imagino que aquela bocetinha já estava toda molhadinha como eu sei que fica, doida pra levar pau, sua respiração já estava alterada, assim como a minha e eu também estava de pau duro de tanta vontade de comê-la, com certeza se não tivéssemos algo planejado para aquele momento nos iríamos fazer amor ali mesmo.

Foi quando finalmente tocou a campanhia, sabíamos que era o nosso brinquedo que havia chegado. Pude sentir o coração da Fatima bater de tão forte, ela me olhou ansiosa e eu a dei mais um beijo tanto para tranquilizá-la quanto por merecimento, se ela já merecia todos os beijos do mundo apartir de agora ela era merecedora de muito mais, ela me perguntou:

-E agora-o que eu faço?

-Vai para o quarto e fica deitadinha esperando, fica tranquila que não vou avançar os teus limites, te amo.

-Confio em você

E assim ela fez, foi para o quarto e ficou lá. Eu abri a porta para receber nosso brinquedo. Era um cara ate bonito, simpático e tinha uma boa educação. Mandei-o entrar e sentar, fui na estante e tirei de lá um embrulho que havia preparado para esse dia, entreguei a ele e disse que ele teria que usar até sair do quarto ou então ate ela pedir para ele tirar. Era uma bala-clava sem a abertura dos olhos, ele não iria vê-la, tinha apenas abertura para o nariz e boca. Mandei ele tirar a roupa e ficar sá de cueca e dei as instruções aonde iria posicioná-lo e o que ele deveria fazer. Tinha tudo em mente porque queria deixar minha gatinha o mais à-vontade possível, ela já estava fazendo muito por mim e eu tinha que ajudá-la.

Terminados os preparativos entramos no quarto, eu por trás dele o guiava, pois ele não estava enxergando nada, alem de que o quarto estava na penumbra, sá a luz da sala o iluminava fracamente. Posicionei o nosso brinquedo ao lado da nossa cama voltado pra nás e ali ele deveria ficar ate segunda ordem. Apás isso deitei ao lado da Fatima e lhe dando um beijo falei:

-Olha ai amor o nosso brinquedo erático de hoje, não fala nem vê nada, esta aqui sá pra ser usado.

Ela respondeu com um sorriso gostoso:

-Você sempre pensa em tudo né?

Abracei-a carinhosamente e lhe dei mil afagos, beijava sua boca e dali fui descendo para seu pescoço e orelhas, ela já delirava. Coloquei-a de costas e chupava seu pescoço por trás, mordia seus ombros demoradamente e sentia aquele calor de tesão aumentando ainda mais em nos dois, ela já se contorcia, apertava os travesseiros e eu continuava beijando suas costas, fui descendo até chegar em sua magnífica bundinha, tirei o seu short deixando-a apenas de calcinha preta bem sexy, lambi aquela bunda todinha, dava mordidinhas em suas nádegas e minha mão não parava de percorrer seu corpo, com uma afagava seus cabelos e a outra enfiei por baixo dela e acariciava levemente a boceta por cima da calcinha, que já estava molhada.

Novamente subi trabalhando gostosamente com minha boca e a virei para mim, seu rosto estava irradiando tesão, sua boca entreaberta e seus olhos fechados, sua fisionomia de gata doida pra levar pau não deixava duvidas que ela estava totalmente entregue aquela atmosfera de prazer, assim como eu. Seus gemidos iam ficando mais altos a medida que eu ia descendo com minha boca e alcançava seus seios, novamente estava eu ali sugando-os, dando-lhes o carinho que eles merecem, tirando deles todo o prazer que eles me oferecem, chupava-os ora leve ora fortemente, brincava com os biquinhos entre meus dedos e minha língua, ela segurava minha cabeça, querendo puxar-me e ao mesmo tempo forçando minha boca contra seu peitinhos.

Continuei a descer lambendo sua barriguinha gostosa, chegando até a sua boceta tesuda, passei a boca ainda por cima da calcinha e vi o seu corpo estremecer de cima abaixo, tirei delicadamente a calcinha e fiquei cara a cara com aquela boceta linda que eu adoro chupar até gozar em minha boca e não resisti e cair de boca naquela grutinha de prazer, a cada chupada era um gemido mais gostoso ainda que eu ouvia. Adoro olhar a carinha gostosa dela quando estou lhe chupando e ainda mais quando ela esta acariciando seus seios, quando eu a olhei estava com os mamilos entre os dedos masageando-os, tinha hora que parecia que ia arrancá-los de tão forte que os puxava. Minha esposa tesuda estava delirando e eu não estava por menos.

Ao olhar para o nosso brinquedo vi que ele obedientemente se mantinha parado ao lado da cama, sá que sua mão alizava seu pau por cima da cueca e acredito que ele já estava com tesão também pelos gemidos da Fatima, podia-se ver o volume do seu membro por cima da cueca. Vendo aquilo eu fiz sinal para que ela olhasse também, e continuei a chupá-la agora com mais intensidade. Pude então perceber que ela não tirava os olhos do pau do nosso brinquedo e isso aumentou ainda mais o tesão que eu estava sentindo, de forma que abri a boceta dela com uma das mãos e com a outra enfiei dois dedos ate o final enquanto chupava e passava a mão em seu grelinho, foi a gota dÂ’água, ela não resistiu:

-Chupa amor, chupa forte gostoso, enfia esse dedinho e deixa ele paradinho, chupa mais que ta vindo amorzinho, vai, assim vai, ta vindo amor, ta vindo... agora amor agora, agora...

E assim ela gozou como uma louca, seu corpo tremia, ela mordia os lençáis, gemia gostoso, se contorcia de tanto prazer, mas nem enquanto gozava ela parou de olhar para nosso brinquedo que por sinal apertava ainda mais seu cacete.

Abracei-a bem apertado lhe dando carinho por uns cinco minutos, e quando ela recuperou seu fôlego a coloquei de lado, levantei um pouco sua perna e coloquei meu pau na portinha mágica da sua gostosa bocetinha...

-Já vai meter?

-Vou sim, sei que essa bocetinha ta doidinha pra levar esse pau.

-Ta sim, então mete meu cachorrão safado, mete devagarinho que eu quero sentir cada centímetro dele entrando todinho dentro de mim.

Fui atolando meu pau naquela grutinha encharcada com seu mel, empurrando devagarinho ate ele se acomodar todinho dentro dela e fiquei paradinho somente sentindo meu pau ser mastigado por aquela boceta gostosa. Apás alguns instantes comecei a movimentá-lo para dentro e para fora, devagar do jeito que ela gosta no inicio, e aos poucos fui aumentando as estocadas, de forma que em pouco tempo já estava socando minha rola com força na minha cadelinha gostosa que estava com o rosto a dois palmos de distancia do nosso brinquedinho.

Metia gostoso e minhas mãos percorriam seu corpo, apertando seus seios, sua bunda, suas coxas:

-Mete gostoso, mete na tua cadelinha no cio vai

-Toma minha cadelinha vadia e gostosa, toma o pau do teu macho toma.

-Tomo sim, gosto de tomar esse pau todinho em minha boceta, me da vai, me da ele todinho

-Gostosa, adoro foder você, adoro te arrombar, adoro te dar esse cacete todinho minha putinha gostosa, minha putinha que eu amo... ta olhando o pau dele é?

-To sim, to olhando.

-Ta gostando de ver ele de pau duro?

-Adorando, é bom demais...

-Ele ta assim porque você ta gemendo gostoso, você gosta de deixar ele assim?

-Gosto sim... é gostoso!

-Gosta de ver um pau bem duro enquanto teu macho te arromba é?

-Hum hum, é sim...

-Quer passar a mão nele quer? Sentir o que você ta fazendo?

-Quero, quero sentir como ele ta.

-Então passa vai, passa a mão nesse pau que eu vou meter bem forte agora...

Fatima estendeu o braço sem esforço porque estava muito perto e pela primeira vez tocou em outro cacete sentindo tesão de verdade. No inicio ela somente alisou com as pontas dos dedos, e continuou alisando cada vez mais e mais, e eu cada vez metia mais gostoso em sua boceta, metia, agarrava seu corpo, lhe chupava o pescoço, as orelhinhas, apertava e acariciava seus peitinhos gostosos. E aquele alisado foi se transformando de forma que ela já estava estrangulando aquele pau por cima da cueca.

-Ta gostoso ta minha tesuda?

-Ta gim, ta gostoso...

-É bom apertar o pau dele é?

-To adorando amor, muito gostoso!

-Então aperta bem muito, alisa, sente esse pau em tua mão

-Adorando, um na mão e um na boceta, que maravilha...

-Ta com mais tesão é minha cadelinha?

-To sim, mete mais que tua cadelinha vai gozar de novo

-Então toma vai, toma mais pau vai minha cadelinha, sente esse pau na tua mão enquanto teu cachorrão te fode.

-Isso, fode cachorrão, fode!

-Toma o pau do teu macho esfolando essa boceta, arregaçando ela todinha!

-Vai meu macho, ta vindo de novo...

-Então vem minha gostosa, vem que vou encher essa boceta de leite...

-Enche vai, goza comigo vai!

-Gozo sim meu amor, agora, agora...Toma leitinho toma!

-Agora amor, agora, isso, me dá esse leitinho amorzinho...

Uma gozada fenomenal, uma gozada recheada de amor, tesão, prazer, uma gozada que trouxe tudo que estava escondido ou guardado dentro de nás, uma gozada pra ficar na historia. Não tem como definir aquele orgasmo. Fodê-la vendo ela segurar aquele pau com tanta vontade foi indescritível e ela disse que o prazer dela foi muito maior gozar sendo fodida e apertando outro pau duro de tesão em sua mão.

Apás aquele orgasmo desfalecemos abraçados, e assim ficamos por mais uns minutos, eu a acariciava e naquele momento eu pude sentir o quanto Fatima significava pra mim, era mais que maravilhosa, eu a enchia de carinhos e beijos, afagando seus cabelos, e aos poucos minha filhinha foi fechando os olhos e adormeceu saciada e com a bocetinha cheia de leite. A única coisa que pude dizer em seu ouvido ainda foram as palavras que podem traduzir um pouco os meus sentimentos por ela:EU TE AMO!

Levantei-me e encaminhei o “brinquedo” para a sala, lá nos acertamos e trocamos algumas palavras e ele foi embora. Eu voltei e deitei ao lado de minha esposa maravilhosa, joguei um lençol por cima de nás e abracei-a, adormeci ao seu lado agarradinho com essa mulher que é tudo pra mim.







Envie email para contato



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos anal de mulher virgemfui fazer uma vizita e perdi as pregas video pornocontos gay chorei na pica do meu irmão violentocontos eróticos Bombeiroloira louca por pau gg contosminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticoconto erotico: meu desejoContos eroticos escussao com meu marido banco diferentena quarta feira de cinzas contos de sexoprovoquei o velho e fui fudidacontos eroticos promessaContos eroticos duas rolas lindas mas perversas lascaram cupoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casaConto erotico dotado no vilarejosuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos erótico com viuvasusando uma calcinha pequena e morrendo de tesaiContos eroticos drogada cucontos eroticos seduzi uma mulher e roubei elaconto: conheci um caralhocontos eroticos formatura da secretariacontos dormiu e tomou no cu fodidadeu pro vizinho trans e ficou grávida contosconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada xvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negracontos eroticos comeu meu cu no onibus e da cobradoracontos eroticos aventura em resendevesti as roupas da minha mulher por curiosidade fui flagrado pelo vizinho e virei sua putinha gaycontos eroticos de mulher traindo o esposo com o montador de moveisContos eroticos incesto casos reais pag 170contos eróticos do primo negrinho dotado chupando a buceta da primaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadormenina assanhada contoscontos eroticoscalcinha algodaominha xana piscavaparticipei de uma suruba contosconto garoto esperimentei da cuCasadas com tio contoscontos de lambidas de cachorro em bucetas mulher casadaposisoes para transa no acanpamento conto eróticovidio de mulier xupanocontos fui acampa e virei cornoContos tarados por cu de bundudaconto erotico minha mim deixado de castigocontos eroticos me encostou na paredecontos de incestos eu estava dançando funk De vestidinho curto e meu pai viu e não aguentou e comeu meu cuzinhobucrtinas novinhascontos me fuderam atraves de chantagenscontos eróticos priminha caçulazoofilia contos eroticos homem fudendo co éguas.brconto erotico de sobrinha nova e tio gostoso fodendo gostsocontos eróticos meu marido tomando chimarrão e o amiguinho do meu filho cuidando minha bucetinhacontoseroticostesaocontos-teu pau entrando com força no meu cuzinhochantageei e comi a secretariacontos eroticos casada pau pequenoxv leke dormindo .com madrstacontos esposa olhos vendados fudendosoofilia.quando meu marido viagoucontos eroticos com padrasto negro gozando dentroa gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaocontos fudendo vizinha novinhaboceta. vibrado grande. alagadaboquete no filho contoscontos eroticos pivetesComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocomi minha filhinha contos eroticosconto cavala loca por sexoa minha mulher engole me o pauandreia baixinha tranzando e tamirisconto comedo que meu filho virasse gay dei pra ele