Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A FORÇA É MAIS GOSTOSO

Oi me chamo Sandra e descobri apenas hoje esse site de contos e apás ler alguns contos decidi relatar algo verídico que aconteceu comigo que eu jamais tive coragem de contar a ninguém. Eu tenho 22 anos, sou branca, olhos e cabelos castanhos claros, 1.62 metros de altura, magra, seios de médios pra pequeno e bunda e pernas médias, porém tudo firme e em cima. Moro com meu pai e graças a Deus sempre tive de tudo, tenho carro, curso último ano de direito, nunca tive nada pra reclamar, criada como uma paty. Mas tudo começou quando meu pai teve a idéia de contratar um empregado e serviços gerais aqui pra casa que é onde na parte de baixo fica o escritário também. Pois precisa sempre de uma limpeza no quintal garagem que é grande, consertos elétricos, telha, jardins... esses tipos de serviços. Então ele falou que ia chamar um das redondezas que era conhecido de alguns amigos de as vezes prestar alguns serviços a eles. Até ai tudo bem.



Num sábado estava na casa da minha mãe (meus pais são separados) e meu pai liga me dizendo que acabara de conversar pessoalmente com o tal empregado e que ele iniciaria na segunda feira. Eu de imediato contestei meu pai dizendo que ele toda segunda está no sítio então como ele iria começar segunda e ele me respondeu que não tinha problemas pois ele já havia mostrado ao empregado o local, a casa e falado o que queria que ele fizesse na segunda. Então respondi tudo bem, e desligamos o telefone.



Na segunda feira eu fiquei em dúvida e acabei não indo a faculdade pois estudo de manhã e se o empregado ia vir não teria mais ninguém pra abrir pra ele pois sá mora eu e meu pai aqui e ele estava viajando. Então não fui e fiquei em casa mas acordei cedo pra poder abrir pra ele quando o interfone tocasse e fiquei fazendo hora na parte debaixo onde fica o escritário ainda de pijama, uma mini blusa de alça sem sutiã e um shorts curto. E pra minha surpresa e susto uma pessoa aparece na janela da recepção. Ele falou em voz alta que era o empregado que meu pai contratou, me recuperei do susto, abri a porta e perguntei como ele tinha entrado e ele respondeu que meu pai havia deixado a chave do portão com ele. Ai percebi que ele ficou parado sem falar sá me devorando com os olhos e não era pra menos pela forma que eu estava vestida. Acabei olhando pra ele, um moreno jambo alto, uns 1.82 metros mais ou menos, forte, bem encorpado. Depois de alguns segundos ambos parados se olhando, eu soltei um sorrisinho pedindo desculpas pelo meu traje pois tinha acabado de acordar. Ele me respondeu que não se importava pois eu estava muito gostosa vestida daquele jeito. Fiquei meia sem jeito e antes mesmo de eu dizer algo ele já veio falando que meu pai havia dito que eu estaria na faculdade. Respondi que não sabia que ele tinha a chave então fiquei pra abrir a porta. Ele começou a sorrir dizendo que eu não tinha ido a faculdade sá pra receber ele e por isso que me vesti dessa forma, pra exibir minha gostosura pra ele. O chamei de atrevido dizendo que isso sá nos sonhos dele e falei pra ele começar a trabalhar.



Novamente ele veio com gracinhas me chamando de gostosinha e que sá olhando pra mim passava milhares de coisas pela cabeça e que já estava com o pau duríssimo e ficou mexendo nele por cima da calça pedindo pra que eu olhasse como estava. Meia que olhei de relance pois ele estava bem na minha frente e quase não tinha como olhar e realmente vi um grande volume e comecei a rir. Ele então pediu pra eu pegar nele pra ver como era grande e é claro que respondi não. Então ele foi vindo aos poucos em minha direção e eu ia me afastando. Teve uma hora que fiquei encostada na mesa sem ter mais onde ir e ele ficou bem perto de mim e eu já com cara e tom séria falei pra se por em seu lugar e se ele encostasse em mim eu não sá gritaria como ligaria pra policia na hora pois eu não era pro bico dele e nem da turma dele. Então ele ficou parado bem na minha frente dizendo que não ia fazer nada e ficou com as mãos no ar brincando com elas fingindo e ameaçando encosta lãs em mim e no meu corpo mas sem avançar e assim ficou por um bom tempo e e sem me mexer e até me encolhendo certo momento pra que ele não encostasse em mim. Ele brincava de passar as mãos bem práximas de mim, do meu cabelo, rosto, pernas, seios, as vezes até sentia a mão dele relar em parte da minha roupa.



Então ele ficava simulando em passar a mão pelo meu corpo muito perto de mim mas sem encostar e ia dizendo da minha bunda, dos meus seios e eu lá parada sem ter pra onde ir. Até que ele esbarrava “sem querer” a mão nos meus cabelos e pedia desculpa, na perna, pedia desculpa, na bunda...até que ele começou a brincar com meus cabelos e do nada deslizou a mão pelo meu rosto alisando o e eu tirei a mão dele, então com a outra mão ele alisou novamente meu rosto, e quando fui tira la ele colou em mim, me segurou com a outra mão e veio me beijando.e ao mesmo tempo passando as mãos por baixo de minha mini blusa pegando rapidamente meus seios e por mais que eu tentasse, não conseguia sair dele por ele ser bem mais alto e forte do que eu. Quando me achei perdida, o telefone tocou e ele no impulso do susto me soltou. Atendi o telefone e era justamente meu pai e fiz questão de justamente em dizer “oi pai” fazendo o empregado tremer. Meu pai falou umas coisas e botei ele no viva voz e comecei a fazer sinal de ferrado pro empregado pois eu iria de imediato entregá-lo. Apás meu pai falar, disse que tinha algo pra falar, mas fui cortada pelo meu pai dizendo que o sinal estava muito ruim e que depois do almoço ligava novamente e pra minha surpresa ele desligou.



O empregado então começou a rir aliviado dizendo que eu era uma paty mimada, porém muito gostosa, de pele macia e uma boca deliciosa e que já que eu ia entregá-lo, então ele tinha então de aproveitar o tempo que tinha. Ai foi minha vez de gelar. Ele falou que nem tinha como eu resistir pois eu era uma bonequinha perto dele mas que sabia que no fundo eu ia amar. Então novamente ele me prendeu contra a mesa e colou em mim. Tentou me beijar e eu desviei, então ele pegou meus cabelos e deu um leve puxão fazendo minha cabeça ir pra trás e então começou a chupar meu pescoço e ir com a boca descendo, puxou a alça da minha mini blusa pro lado e com meu seio visível começou a mamar neles e a minha resistência aos poucos fui perdendo forças. Então ele colou mais em mim e começou a acariciar meus seios com a mão que cobria todo meus seios com a mão dele e começou a olhar minha cara vendo que tinha agora pouca resistência e que estava começando a sentir prazer. Então ele veio e começou a me beijar enfiando a língua dele dentro da minha boca, que em poucos segundos estávamos nos beijando com beijos bem molhados. Enquanto ele me beijava, parou de acariciar meus seios e começou a baixar meu shorts, me botou sentada no sofá que estava logo do lado, se agachou de joelhos e foi deslizando sua boca pelas minhas pernas e coxas até ir lentamente chegando na minha bucetinha e então começou a beija la e a passar a língua nela, e ali ficou me chupando até que não aguentei e acabei gozando bem na boca dele.



Na hora ele começou a rir dizendo que a putinha gostosinha estava gostando de ser abusada pelo empregado e começou a acariciar minha bucetinha com os dedos e ao mesmo tempo ficava olhando pra minha cara pra saber como eu me sentia. Ele então falou que eu estava toda molhada e que já que eu havia gozado na boca dele, agora era a vez dele. Então ele se levantou e foi abrindo o zíper da calça e rapidamente o pau dele já estava exposto, extremamente duro, ele então me pegou pela nuca e foi conduzindo minha boca ao pau dele e então depois dele passar o pau pelo meus lábios, não resisti e fui abrindo a boca e o pau dele entrando nela. Depois de um pouco parado deixando eu brincar com ele na boca, ele então segurou firme minha nuca e começou a bombar na minha boca, depois ele sentou, pediu pra eu ficar de joelho e mamar ele pois queria olhar pra minha carinha de putinha mamando o pau do seu macho. Então assim ficamos por alguns bons minutos até que ele me segurou dizendo que ia gozar e bombou mais forte até que comecei a sentir ele gozando e como não tinha o que fazer, comecei a engolir pra não sujar a recepção. Apás ele ainda ficou segurando o pau colocando em minha boca pra limpa lo melhor. Então ele me levantou e disse que tinha de trabalhar mas antes ele ia galopar um pouco na égua dele mas antes ele deitou no sofá e me chamou pra eu sentar na cara dele. Fiz o que ele pediu e então ele começou a me mamar novamente de uma forma alucinante, me fazendo novamente gozar na boca dele e nessa hora minha bucetinha já estava toda melada. Então ele me botou de 4, encaixou por trás de mim me pegando por baixo e aos poucos foi me penetrando até encostar pele com pele e aos poucos ele foi me bombando cada vez mais rápido e intenso, segurando minha cintura pra ter total controle da velocidade e a outra mão segurando e puxando as vezes meu cabelo como se estivesse galopando em mim e por lá ficamos por muito tempo, ele sempre me chamando de gostosa, putinha, égua, até que eu novamente acabara de gozar e uns dois minutos depois foi a vez dele de gozar. Ficamos um pouco parado descansando pois estávamos suados. Eu então me vesti pra poder subir e ir tomar um banho, quando ele me segurou e falou que eu não ia contar ao meu pai pois eu havia amado de tanto que eu gozei. E disse também que a partir daquele momento eu seria a mulherzinha e putinha dele, ele seria meu dono e me pegaria tantas vezes que ele quisesse e que eu podia ir tomar banho que ele ia trabalhar, mas apás o almoço ele me pegaria novamente, o que realmente aconteceu, e assim continuou praticamente todos os dias, principalmente quando meu pai não estava.



Espero que tenham gostado, talvez não tenha muitos detalhes, mas sá relatei algo real. Quem quiser postar contos para que eu possa ler, por favor me envie por email que é [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


padrasto garrando novinha.comMoreno olhos verdes gay uberabacontos meu calmante é picacontos eróticos de bebados e drogados gaysContos tirei cabaço da menininhaContos porno a biscati da minha esposa tevi corajeconto meu amigo espiando minha esposasobrinho mandando ve no cu da tia contoscontos eróticos com senhor de idade com rapazcontos eróticos com menina muito nova crentespatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscontos eroticos tia dando pro proprio subrinhocontos eroticos assistiu escondidocontos gays cheirando paucontos fetiche de mulher casadacontos/minha filha esfolou meu pauporno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com elecontos eróticos comi minha sobrinha de saia sem calcinhaestava no banheiro minha tia entrou contos eroticosmetendo a rola nas pernas feichadas da novinhameu ex tem ficou duro eroticos contosconto sexo gostoso rebola gato gaycontos putaria de crentesCOnto a vizinha amamentandocasada resebe proposta indecente contogozando pelo cu contos eróticoscontos eroticos, minha tia e meu cavalo a bucetinha linda da sobrinha novinha contoscaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhocontos eróticos adoida dona de casaconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandocontos eroticos gozando dentro da novinhacontos eróticos amostrando fotos fudendosou rabuda contos eroticosmeu marido sempre pedia pra eu me depilar yodinha contoscasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocacontos eroticos minha meu tio e o dono da minhadupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cuarregaçando, chorando e gozou contoscontos cavalonas apaixonadasconto eroticosde meninas q vai no baile funk sem calcinhae de vestidinhoContos erroticos visinho fodedo novinhaconto ele comeu minha noivaminha piroquinha dura no cu do molequecomendo minha irma de seis anos contos eroticosdando no ônibus contosmeu pai e meu irmao me comeram contos eroticosconto erotico bem picanteconto erótico na praia com a família da esposamamae japonesa me bolinandocontos eroticosde incestos anal chorandona picacontos 8 aninhosvidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziaMãe mamando filho contoseroticosContos eroticos com animaisCONTOS EROTICOS MAMAE METEU COMIGOmulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartelminha filha e bela contos eróticosdeusa de ebano com uma bunda maravilhosacontos eróticos mamãe titia e meu primoconto erótico prostitutaconto erotico da desvirginadanetinha virge de sainha estruooContos de loiras com negroserotico meu pai me bati na cara quando gozacontos eroticos de teen com coroasConto de putaria com todos os machos da favelaContos de esposa gostosa acompanhado marido numa festacontos erótico de estupro em boatespincelar no cucontos comeram minha mulher no colegioC é morena e loira transando com negão dotado na frente do maridoconto com fotocintos eróticos ! pra todos... meu nome é Carlos. vou contar como foi a minha priimeiranovinha engulindo pou com muito cozocontos gays cheirando paucontos em ilhabela com minha mulhercontos cunhada crenteMeninas virgem estuprads pela zeladorcontos minha sobrinha sentou pelada no meu coloconto eróticos esposa fas marido virar mulher dela e do outros machoscontos erotico garota do interior peteu cabaçocontos eroticos sadomasoquismo com putascontos eroticos mamãe apanhandoa crente e a zoofilia_contosconto casada chantagiada deu pro meninoconto casada chantagiada deu pro meninocamiseta e sem calcinha contosContos erotico vi a buceta da minha maecontos Surpreso em ver tia sem calcinhacontos eroticos meu primo mauricinhoao meus 19 anos cumi um cuziho bricando d esconde esconde contosgaycontos eróticos para ler a sogracontos eroticos sadomasoquismo com putascontos eroticos bv e virgindadeSebastião, o vaqueiro que gostava de cavalgar 2contos caipiras amadores bucetasassustei com apica do meu melhor amigo contoscontos eroticos de marido corno bebedor de porra