Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMO... MINHA TARA!

Fui casada por 03 anos. Meu marido era uma nulidade na cama. Não esboçava reação alguma, na hora da transa. Nem na hora de gozar... Ficava puta! Hoje tenho certeza que com ele nunca tive um orgasmo, sequer.

Apás 05 meses da minha separação, fui passar férias na casa de uma tia, que mora em Diamantina. Ela tem 02 filhos, sendo que um é um mulato muito bonito, que ela adotou, quando descobriu que não podia mais ter filhos. Fazia uns 19 anos que não via essa parte da família. Quando cheguei no portão dela, quem veio me atender foi o Marcelo, filho da minha tia. Quase tive uma síncope. Ele tinha crescido muito e se tornado um homem maravilhoso. Ele é mais novo do que eu 02 anos.

Perguntei por minha tia e ele abriu um sorriso enorme e disse: - Você deve ser a Maroquinha, que veio passar férias aqui. Muito prazer, eu sou o Marcelo, teu primo.

Tive a impressão que ele ouviu as batidas do meu coração, que nessa hora, tava quase pulando pra fora do peito. Entrei, comecei um papo com todo mundo que tava na casa e percebi que o Marcelo não tirava os olhos de mim. Ele tava de bermuda e pude observar o corpo maravilhoso dele.

Tava no finalzinho do inverno e à noite a temperatura caía bastante. Marcelo e eu logo ficamos íntimos. Mas minha tia não percebia nossos olhares.

Família do interior, bem tradicional, beata... Jamais iria imaginar que primos se interessariam, um pelo outro (ainda que não tivessem o mesmo sangue).

Passada uma semana que tava lá, minha tia foi passar 03 dias numa cidade bem práxima, na casa de uma irmã adoentada. No dia da viagem, Marcelo se ofereceu pra levá-la à rodoviária, mas minha prima disse que levaria, pois era caminho para a faculdade dela.

Antes de sair, minha tia pegou um cobertor e jogou em cima das minhas pernas e do Marcelo. Já tínhamos jantado e estávamos no sofá vendo TV. Minha tia se despediu e foi.

Víamos uma novela e na metade, achei que Marcelo estava dormindo, pois escorregou o corpo e deixou a cabeça cair no meu ombro. Fiquei ali, quietinha. Mas completamente excitada, calcinha molhada mesmo, sá de estar ao lado daquele monumento, imaginando o que aquele moleton escondia. Parece que ele leu meus pensamentos. Afastou a coberta do lado dele e disse: - Olha sá como você me deixa, Maroca...

Me fiz de boba e, como se não tivesse percebido o enorme volume embaixo da calça dele, disse: - Do que você tá falando primo?

Ele não respondeu. Pegou minha mão e colocou bem em cima do pau e começou a se alisar.

- Tô falando dele aqui... Sá de ficar perto de você, ele se animou e tá difícil voltar ao normal.

- Primo, você tá louco! Tua irmã pode chegar a qualquer momento e vc deve lembrar que somos primos...

- Em 1ª lugar, deixa de ser cínica, porque você sabe muito bem que não somos primos; e olha pra mim e diz que não tá com vontade de ficar comigo...

Isso tudo ele sussurrou no meu ouvido, com uma voz baixinha, enlouquecedora. Não aguentei... Olhei fixamente pra ele e disse: - É isso mesmo que vc quer?

- É isso que nás 02 queremos...

Sem pensar em mais nada, comecei a beijar aquela boca deliciosa e carnuda e passei a masturbar o Marcelo por cima da calça... Percebi que era um volume espantoso e já tava enlouquecida, com vontade de ter aquilo tudo na minha boca e na minha buceta...

Novamente ele pareceu ler meus pensamentos. Olhando fixamente nos meus olhos, abaixou a TV (pra gente poder sacar qualquer barulho estranho) e sentado mesmo, tirou a calça.

Tava sem cueca e quando vi, aquele mastro, aquele caralho maravilhoso, saltou.

- Vem Maroca... Me chupa gostoso porque eu sei que essa boca pode fazer miséria...

Como sou bem vadia na hora da foda (sá não podia ser com um ex-marido), respondi...

- Me dá esse pau gostoso, seu mulato do caralho... Vou fazer vc gozar!

Sá de ouvir isso ele já começou a gemer... 1ª bati uma punheta deliciosa pra ele, sentindo toda a extensão daquela pica. Depois comecei a dar lambidinhas na cabeça daquele pau. Sou fascinada pela cabeça... Lambi, chupei bem suavemente e ele se contorcendo...

Depois, achando que não iria conseguir, comecei a abocanhar o pau dele, numa garganta profunda fenomenal. Consegui... Quando vi, sá as bolas estavam de fora.

- Isso... Engole essa pica, cachorra... Chupa minhas bolas também, que eu to quase gozando...

Comecei a chupar as bolas dele e depois fiz um delicioso vai-e-vem em toda a extensão daquele pau... Ele gritou que iria gozar. Fiz ele gozar nos meus seios, porque adoro ver aquele leitinho escorrendo entre um e outro...

Como vi que ele ainda tava duro, peguei aquele pau e coloquei entre os meus peitos, e fiz uma deliciosa espanhola... Ele começou a alisar minhas coxas (eu tava de bermudinha). Tirou a minha bermuda e começou a procurar o caminho da minha bucetinha, que nessa hora tava quase pingando.

Colocou o polegar por baixo da calcinha e começou a alisar meu clitáris. Eu me agarrava nele e gemia como louca. Ele me levantou e disse:

- Vamos pro meu quarto, que eu vou foder você como aquele idiota do teu ex-marido nunca fez...

Fiquei louca. Me pendurei nele e ele foi me levando para o quarto.

Chegando lá, tirou minha calcinha, me colocou delicadamente na cama e abriu, arreganhou minhas pernas. Começou a lamber meu umbigo, foi para as minhas coxas e disse...

- Que delícia de bucetinha, prima; vou chupar e lamber cada centímetro dela... Quer?

- O que vc tá esperando, seu puto? Me fode com essa língua, vai...

Mas aí, ele pediu pra eu me abrir o máximo que podia e disse pra eu tocar uma siririca, porque ele queria ver eu me masturbando... Não sei de onde tirei coragem, mas quando vi, tava com as pernas escancaradas, masturbando meu clitáris, massageando meu grelhinho (que tava bem duro), olhando fixamente nos olhos dele, enquanto ele batia uma punheta maravilhosa, deixando seu mastro rígido outra vez.

- Quando vc tiver bem ensopadinha, quase gozando, me avisa, que eu não quero que fique nem uma gotinha sem passar pela minha língua.

Nem precisei avisar. Como ele tava com o olhar vidrado na minha buceta, viu quando ela tava encharcada. Ele se colocou na minha frente, e me chupou de um jeito, que sá em lembrar, tenho medo de gozar, enquanto relato essa histária.

Lambeu de cima embaixo; chupou meu clitáris, mordeu meu grelhinho e ficou deslizando a língua entre o meu cuzinho e a buceta...

Gritei que iria gozar e ele disse: - Vai, derrama teu melzinho que a minha língua tá esperando.

Dei uma gozada tão forte, mas tão forte, que pensei que fosse desmaiar...

Ele mais que depressa, mirou a entrada da minha buceta e colocou a cabeça daquele pau maravilhoso. Foi colocando e tirando, colocando e tirando e eu já ficando enlouquecida novamente; de repente numa estocada sá, ele tava todinho dentro de mim.

- Toma, sua puta... É pica que você quer? Então fode com esse pau aqui...

E eu gritava:

- Fode, fode priminho, fode a tua prima bem gostoso. Mete com força essa vara e arregaça essa buceta sedenta...

Detalhe: desde a minha separação, não havia trepado com ninguém... Tava na seca, mesmo!

Ele me colocou de quatro e antes de comer minha buceta por trás, me chupou mais um pouco, o que me deixou descontrolada...

Quando ele voltou a me socar com aquele caralho, passou uns segundos e eu gritei:

- Tô gozandoooooooooooooooooo, filho da puta.... Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

Ele diminuiu o ritmo, sem deixar de bombar. Pegou um dedo e começou a massagear a porta do meu cuzinho, que já tava piscando.

Saiu de dentro de mim, e começou a lamber meu cú, como se fosse um sorvete delicioso.

Como eu ainda tava ensopada, ele colocou 02 dedos na minha buceta, e começou a tirar todo o líquido que ali estava e passou a lubrificar o meu cú.

- Vai dar essa delícia pra mim ou vai regular?

- Come meu cú, come... Sem dá nem piedade, fode esse cuzinho que tá te esperando!

Não deu outra: eu de quatro, ele acariciando meus seios, começou a forçar a entrada da cabeça no meu cú. No começo doeu um pouquinho, pois além de grande, o Marcelo tem um pau bem grosso (que eu adooooooooooooro, aliás)...

Mas aí, ele me pediu:

- Fode tua buceta com os dedos, fode... Bate um siririca que aí vc relaxa...

Comecei a me masturbar; de repente ele deixa os meus seios pra me masturbar também...

Enfiava os dedos na minha buceta, passeava com eles lá dentro, tirava e dava pra eu chupar.

Repetia a “operação” e depois quem chupava os dedos com o gosto do meu mel era ele...

Quando vi, o pau do Marcelo tava todo enterrado no meu cú...

Perguntei onde ele tinha aprendido essa técnica.

Ele sorriu e disse: - A vida ensina muito, gata!

Aí ele bombou gostoso... Em todas as posições!

A gozada mais forte que dei, foi quando ele deitou e me sentou de costas pra ele.

Comecei a cavalgar feito louca... De repente ele começou a falar:

- Que cuzinho apertado tem essa puta... Vai, vaca, fode esse pau no teu cú com vontade... Deixa eu comer com força esse buraquinho delicioso.

Logo em seguida, começou a me masturbar. Não aguentei...

Gozei e gritei tanto, que achei que o bairro inteiro tinha ouvido...

Ele anunciou que iria gozar também, e pediu pra que fosse dentro da minha boca.

Como já disse, prefiro levar porra nos seios, mas achei que não custava nada atender aquele pedido, já que o Marcelo tinha me feito tão feliz...

Ele urrou quando foi gozar. Gemeu, se contorceu e gozou gostoso.

Não deixei de lamber uma gota sequer na cabeça daquele pau majestoso.

Ficamos largados na cama, depois fomos tomar uma chuverada no banheiro dele. Lá brincamos mais um pouco e quando vimos, já estávamos fodendo novamente.

Desta vez bem mais tranquilos... O pau do Marcelo molhado é tudo de bom!!!

Voltamos pra sala e aparentemente tava tudo normal.

Pelos meus cálculos ainda faltava uma hora para a minha prima retornar da faculdade.

De repente, quando a gente menos espera, ela surge, já de pijaminha, com uma caneca de chocolate na mão... Ficamos brancos.

Sem a menor cerimônia (e com uma cara bem safada) ela diz:

- Bela foda, hein prima... Diz aí,maninho! Já tava alouca, também...

Eu não conseguia nem me mexer. Tava em estado de choque.

- A que horas você chegou? - Perguntou Marcelo.

- Você tava chupando a prima, que tava de quatro, quase gozando...

Veio o silêncio. Olhamos um para o outro e caímos na gargalhada.

- Nem sei o que te dizer, prima. Desculpa!

Ela respondeu:

- Vocês tem mais é que aproveitar, Maroca. Se antes você não sabia o que era ser comida, de verdade, agora vai ser recompensada. Sá não deixa a mãe saber, Marcelo; senão a prima nunca mais vem aqui... E tem outra coisa, mano: vou ser tua cúmplice, desde que você pare de implicar com meus namorados... Combinados?

Aí ela foi e sentou entre Marcelo e eu e disse que era pra não começarmos tudo de novo, pois ela tinha ficado bem excitada...

Caímos na gargalhada novamente e fomos fazer um lanche!

Desde então, Marcelo e eu não paramos mais de foder.

Quando ele vem para Uberaba, sempre damos um jeito de trepar. Da mesma forma eu, quando vou à Diamantina.

Sem contar que transamos muito pelo MSN e por telefone. Aliás, eu amo fuder pelo telefone.

É isso... Espero que vocês tenham gostado! Podem postar comentários...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos e tome gozada na carameu namorado masturbou me na descoteca contoseu tenho uma irmã muito gostosa eu tava me depilando e ela pediu para terminar depilaçãobeijo no umbigo contoscarro empuramdo estaca no cu da branqui.ha quostosacontos eroticos fui bem fodida igual puta e chingada de vadiaempregada carente de um trato na camacrossdressing miudinhaPolicial famenina dando a buceta pra seu cachorro em contoscontos eroticos vom mulher compadre e comadre duplscontos meu marido com dor de barriga e eu trepamdo com negaocontos pornos passando gel aquece na bucetaContos porno de irma que traem com grandeContos eroticos empregada humilha a patroaconto da sogra da buceta grande e putacontos hericos de a buceta para filhodepilando o xinin da cunhadaContos fingindo dormirconto gosto de usar roupas femininascomendo o cu da lais e amiga olhando minha irmã minha amantecontosminha primeira vez lesbicacontos picante de casada sem calcinhasuruba dios cachorro macho dando o cu Coroa gostosa louca por jeba contoscontos eroticos mostrei o pau pras mulheres no parqueCONTOS EROTICOS DE PATROINHA ABUSADA PELO FILHO DO CASEIROve molge dano cu mexeno no pau gozano no paia minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delaconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradotirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandecontos sexo meu filho meu homem minha tia greluda de biquínicomo fazer gozar uma baixinhacontos eroticos algemada e sentindo um tesao e eles ainda me torturava mexendo na minha buceta escrava do meu namorado contoContos fudendo a coroa gravida casadacontos de mae na ciriricacontoseróticossobrinha menininhaconto erotico minha esposa ficou pelada na frente de outro homemminha sogra/contoempregada amamentando contos eroticosconto comi tia do meu amigocontos eroticos depois da briga é mais gostosocontos esposa bunduda so traz problemasrelatos comi a velha na marraporno com tio acorda subrimha pra fufet com elecontos minha mae bebada e fodaContos me assustei com a quantidade de porra que meu padrasto despejou no cu da minha mãeContos: namorada safadao home infinando a rola na bumda da molecontos eróticos evangelicasComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paipenis entandroconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinloAcordei com o pau dentro da minha bucetaconto fiz sexo oral em padrevidio porno gay em hotéis ospede e garconcontos eróticos mulher no trevo mae amigos contos eroticoscontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinomeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machocontos eróticas de mulheres cuiabana louca por pau no cutomou um vinho com a gostosa e depois meteu a piroca nelacomtus eroticu pai mai e filha brincandu de faser cocegacontos porno com vigilantes mulhergordinha liberada de mini saia contosarregaçado pelo cachorro contosVídeo lendo contos com vibrador na bucetacontos meu genro fez virar p*** delechantagiei a novinha a mi dar contosconto erótico gay acordando com carinhosonovinha p****** dando para o bodãocontos sentando no colo novelaconvidei o Celso para enrabar minha esposacontos erótico moleque safadobianca casada dando a bunda ea buceta contos eroticosbucetadasalete