Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MULHER CASADA



Era eu o funcionário de um pequeno supermercado em meus 19 anos. Ela, senhora de boa fama e de cheiro de flores chamava a atenção de todos os funcionários e clientes quando entrava de vestido e cabelos escorridos e loiros até a cintura. Tinha seus 36 anos mais aparentava bem menos. Era casado com um homem bem mais velho, professor de Filosofia. Seu nome era Sophia e sua poesia era caminhar com seus quadris largos pelos corredores daquele pequeno mercado, me fazendo pensar em tela, me dedicando a meus pensamentos por horas e horas, num show sucessivo de masturbação. Há Sophia... Sei que já escrevi sobre seu cheiro, mas sá de lembrar ele volta a mim...

Ela comprava sempre as mesmas coisas, não me deixava gorjetas, mas me deixava um sorriso, eu até ousava em não pensar nela em minhas noites de adolescente, mas me era tão tentador, tão gostoso... Um dia Sophia comprou mais do que podia carregar, e eu estava ali pra auxiliá-la. Me ofereci para levar até o carro, ela pensou por três segundos e me respondeu?

- Nossa, eu estou levando o carro pra lavar, você bem que podia levar até minha casa

“Você bem que podia”... Mas é claro que eu podia, queria e faria! Fiz todas as entregas e deixei a sua por ultima, meu capricho particular. Sophia me recebeu em sua casa com um sorriso, amarrou o grande doberman e me pediu pra entrar com a compra. Ela estava com uma saia um pouco mais curta, e me foi impossível não ter uma ereção imediata, a qual o jeans e a camisa uniforme escondiam bem. Eram duas caixas empilhadas na bicicleta cargueira, quis lhe impressionar levando as duas, não aguentei e ela correu ao meu socorro, pegando por baixo da caixa, encostando o braço em meu pau. Eu a vi ficar vermelha e os pelos do seu braço arrepiarem, ela disfarçou dizendo? “Cuidado pra não deixar cair, menino.”

Ao seu toque meu pau ficou ainda mais duro, agora dava pra ela ver, e eu já não mais escondia. Entrei na cozinha com uma caixa e fui até o portão buscar a outra. Descarregava devagar a caixa, deixando as compras na mesa, pois eu não queria que aquele momento acabasse nunca!

Ela parece que tremia, passou a mão na testa, dando a impressão que um calor a dominou. Nada aconteceu ali, nada fiz por respeito, não queria me complicar. Ela apenas me ofereceu um suco, tomei e fui embora, com os ovos doendo tanto que mal dava pra andar com a bicicleta cargueira.

Na outra semana lá veio ela de novo, fazer as compras. Ela olhou para meu patrão e disse?

-Se eu soubesse que era tão cômoda a entrega não teria levado mais as compras. Podem me entregar às 7hs?

Lá fui eu de novo, levar as compras pra ela.

Nem preciso dizer que meu pau explodia. Ela estava com uma saia ainda mais curta e uma camiseta mostrando a barriga. Barriga tão linda que era impossível de acreditar que ela havia gerado dois filhos! Estava com os cabelos molhados e um cheiro ainda mais gostoso. Levei a primeira caixa, e quando fui descarregar na mesa ela disse?

-Melhor não, se não for incomodo, pode me passar as compras que guardo direto no armário.

Ela se abaixou pra guardar os produtos de limpeza, e eu em pé, lhe passando os produtos, tive uma visão privilegiada de seus grandes seios. Meu pau explodia e vazava tesão. Ela ia guardando tudo, a menos de um palmo do meu pau. Então, esticou propositalmente a mão pra pegar o detergente, o acertou em cheio e disse?

-Nossa! O que você tem ai?

Fiquei vermelho, azul e voltei a ficar vermelho. Ela me olhou com cara de safada e me disse?

- Por acaso esta escondendo alguma coisa ai de mim, debaixo da sua camisa?

Eu gaguejei?

-N-não Senhora Sophia...

Ela fez cara de desconfiada, aquela sedução tava me matando, eu já estava tonto de desejo, ela me disse?

-Num sei não, hem... Deixa eu ver isso ai!

Ela ergueu minha camisa abriu o botão e desceu o zíper. O pau estava babando de tesão. Ela fez cara de impressionada e disse?

-Nossa menino! Eu pensei que você escondeu alguma compra minha ai! Me desculpa, vou abotoar de novo pra você!

Quando ela levantou a mão de novo não aguentei, goze bem em sua testa. Ela fez cara de assustada, limpou a testa, me olhou e disse?

-Nossa, seu putinho! Me melecou toda!

Ela ainda ajoelhada com uma mão segurando meu pau ainda duro limpou a testa com uma das mãos e a lambeu.

-Nossa, se é gostoso assim imagina da fonte.

Então ela abocanhou meu pau... Sua boca pegava fogo, e ela mamava como um bezerro... Gozei de novo, fazendo até sair pelas beiras de seus lábios. Ela se engasgou e tossiu, a porra pingou em sua saia e ela a levantou, mostrando seu minúsculo fio dental?

-Olha como você deixou meu vestido!

Sua boceta pingava pela calcinha, ela pediu pra mim me ajoelhar, o que fiz de imediato. Levantou a beira do fio dental mostrando a boceta mais linda que já vi. Cai de boca sem pensar duas vezes. Ela gozou uma, duas... Três vezes na minha boca... E eu ainda mais louco de excitação, e inexperiente nem sabia o que fazer. Ela então se ajoelhou na cadeira de costas, deixando aquela buceta linda totalmente a mostra. O convite não poderia ter sido melhor. Ajeitei meu cacete na porta e o empurrei, sem dá nem piedade, ela gemeu e gozou na primeira estocada. Pedia pra eu meter com mais força eu o fiz e explodi num gozo que nunca esquecerei. Meu pau ainda estava duro, ela se admirou e o levou até seu cuzinho, que não era nada apertado. Eu empurrei e ele entrou, ela pedia pra morrer e pra mim enfiar os dedo na sua boceta, eu o fiz, os ensopando de tal forma que entrou quase toda a minha mão. Sophia gozou novamente e eu também. Ela se recompôs me pediu pra ir se limpar em seu banheiro e eu o fiz. Ela parecia estar arrependida de tudo o que fez, descarreguei rápido a caixa na mesa, ela mal olhou pra minha cara, e eu fui embora, satisfeito por ter satisfeito Sophia.

Nunca mais fiz entregas pra ela e a vida continuou como estava, mas desta vez, tive eterna inspiração ara minhas punhetas, me recordando da cheirosa e Gostosa Sophia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos real a primeira vez q gozeivai novimha tirano a roupatia s***** rebola bem muito Encosta a bunda no pau do sobrinho dançando funkDei a bucha pro meu sobrinho virgemfilho bate xinga e faz a mae rebolar na pica dele feito uma cadela conto eroticomeu irmao bate punheta na minha frente contos eroticosConto de homem de deu para Fabiola voguelvou rasgar sua boceta vagabundacontos eroticostransei com meu amigo gayscontos encoxando minha avoPegando a prima logo cedo contotirou as pregas dela contoshistoria erotica meu enteado novinho e bem dotado me arregaçou todanamorada deixou cara de pau duro contoszoofilia mulheres beijando e transando com cachorros contos eróticoscontos espiava minha tia velha peladapunhetando filho contos eróticoswww.contos de estuprei a gordinhaxvidio mocinhacomo enraba uma colega. de trabalhovoyeur de esposa conto eroticocoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorroconto gay meu cunhado comeu meu rabo e virou meu namoradocontos erotico fis a filinha pequenininha adolecete do amigo meu chupo meu cacetemulher mostrando partes intimas meladafuder com padrasto contoscontos eroticos gays adoro ser humilhado por um coroa dominadorconto gaguei mas gostei de dar o curelatos eroticos casadas com negao e velhovoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos marido capachoconto real casada moro na casa do fundoacontos de coroa com novinhocastigando a patroa na ruacache:BEpQkv0OPJUJ:idlestates.ru/conto_4507_eu-o-namorado-corno-e-sua-namorada.html Contos eroticos casada na excursãoliga contos de loirinhaContos, casada mal comidacontos eroticos comeram minha noiva e transformaram ela emmaisexo peituda goza no oralmijei na minha sogra contosvídeos de donas de casa sendo violentadas opor cassetudos tarradosconto erotico submissa gozei choreiflagrei minha maé com socio de meu pai contosvideos de morenas q botou atanguinha de lado e deu o rabovi meu cunhado na praia de nudismoDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãonegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelgozando pela primeira vez conto gayMeu genro quer me comer e agoracontos eroticos atração enteadocastigando a patroa na ruaconto eroticos com velho vizinhoacabei comendo minha tia contosmarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexocontos eroticos de senzalasZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorgostaria dever filha cupano apica do pi dorminoConto irmaos gemeos de 15 outro 18 novinhossandra trasano com amigo na casa deleDei meu cuzinho- conto ii relatoscontos eroticos zoofilia tava bebada e deichei meu cachorro me comerconto erotico viadinho dei meo fu virgecontos meu pai me fodecontos eróticos pai e amigoseu ja comia Minha filhinha decidir compatilhar ela contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos de corno depois que voltaramcontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mimO primo do meu marido é meu machofilme pornô em português bem gostoso com a p*** bem fogosa que nunca fodeu dirigircontos eroticos fodir ater perde a vondecontos de mae sedutoraputa de todos da familia conto"gozei tudo na boca"conto erotico mendiga carentetomando banho de rio com titio contos gaycontos eroticos de cdzinhaContos eroticos de pai estrupos de andiada gratiscontos eróticos adoida dona de casaBebendo porra do filhinho contoseroticosComendo o cu da tia e ela chorando e se cagando em contos eroticosmulher depravada