Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PRIMEIRO AMIGUINHO

Os tempos eram outros tente voltar no tempo a 33 anos atrás.

Voce ainda tinha muito pouca aceitação de gays ou homossexuais ou viado, bicha loca, como era mais popularmente chamados ou conhecidos.

A escola era uma escola sá de garotos, que muitos poucos ultrapassavam os 19 anos, pois lá sá ia até a 8 serie como era conhecido na época.

Eu estava com uns 19 anos, e nossa escola mudou a sede para um prédio maior onde estariam todas as series, pois antes em um prédio voce ia até a 4 serie e depois mudava para o outro prédio.

Bom,com essas novas instalações todas as series agora estava no mesmo prédio e todos as series tinham aulas de educação física.

Como voce tinha uns 5 minutos entre os intervalos das aulas, nas aulas de educação física, era aquela correria no vestiário, garotos se trocando, tomando banho e foi ai que me identifiquei com rola.

Adorava ver aquelas rolas, dos mais variados tamanhos, jeitos, nascendo cabelo, já cabeludos, grandes, pequenas, grossas finas, tudo o que voce pode imaginar entre garotos, de 19 a 19 anos.

Então em alguns intervalos das aulas eu descia correndo até o vestiário, para dar uma mijada mentiroso, na verdade era para ver rola.

Sá que por mais discreto que voce tenta ser, voce acaba sempre despertando a atenção de algum outro.

Nos meses de julho a escola deixava os portões abertos, para quem quisesse ir jogar uma bolinha, bater um ping pong, pudesse ir, era um fiasco, não ia praticamente ninguém, e mesmo funcionários, uns 2 que não saia da secretaria.

Portanto quadra, vestiários, era sá mesmo dos poucos gatos pingados.

Foi ai que rolou, o mês era julho, escola vazia para variar e eu fui, não foram mais que 5 garotos e ficamos chutando bola até que os outros foram embora e sobro eu e esse, era um garoto mais velho, feio, cheio de sardas no rosto, mas eu sempre que tinha a oportunidade olhava seu pau, e ele já tinha observado essa situação, então ficamos la no ping pong, até que resolvemos ir embora, mas ele disse que iria tomar um banho antes.

Fui com ele para o vestiário, ele tiro toda a roupa e caiu debaixo do chuveiro, eu não conseguia tirar os olhos da rola dele, foi muita bandeira para quem não queria dar a bandeira.

Não era nada de muito excepcional, mas bem maior que a minha, cabeluda, bolas bem formadas, muito gostosa.

Ele enquanto tomava banho me perguntou se eu já tinha feito troca troca, eu falei que não, e ele me pergunto se eu queria fazer, a rola dele já mostrava sinais de alteração, meia dura aquela cabeça vermelha linda e a minha também, já completamente dura, mas eu estava vestido, sá observando ele.

Eu a principio recusei, pelo medo das consequências de que algo que pudesse dar errado, gerar a minha expulsão da escola.

Ele já deveria ter tido algumas experiências, pois se mostrava calmo e tentando me acalmar, disse para a gente sá bricar de enconchar e eu poderia ser o primeiro.

Concordei, fomos para uma sala no andar de cima, a ultima do corredor, entramos e iniciamos a brincadeira mas sá que de roupas.

Como deu tudo certo, fiquei mais tranquilo e pronto para a segunda vez, já que meu pau não amoleceu nenhum momento e eu adorei.

Dia seguinte mesma situação, poucos gatos pingados, mas lá estava ele, até parece que combinamos em não jogar assim os gatos pingados foram embora e a escola fico para a gente.

Combinamos de novo e dessa vez seria sem roupa, quando ele coloco aquela coisa mo meio da minha bundinha, que delicia, eu ainda não gozava, mas meu pau soltava uma baba e quanto mais excitado, mas melado ele ficava.

Terminamos e mais para o dia seguinte.

No dia seguinte estávamos nás lá, ninguém para nos ajudar ultima sala e finalmente rolo a penetração, ele me deixo ir primeiro já que era uma exigência minha, mas como eu ainda não sabia fazer, não deu em nada, mas ele sim mostro alguma experiência.

Cuspiu no pau, pediu para eu abaixar um pouco e foi empurrando aquilo dentro de mim.

Eu reclamava de muita dor e como realmente doía, até que finalmente a dor acabo e fico muito gostoso.

Era muito gostoso, muito mesmo, e ele fazia um barulho de gemer atrás de mim, até que derrepente paro, senti meu cuzinho mais molhado, ele saiu de trás de mim, nos arrumamos e saímos fora dali.

O resto do mês de julho foi assim, eu dando para ele todos os dia, meu cuzinho agora já acostumado, sentia sá prazer, eu não gostava dele, mas gostava de dar para ele.

Como as férias termino nossas oportunidades ficaram reduzidas mas isso é outra historia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Arregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outrosou homem quero dar o cu para uma putacontos eroticos primeira vez siririca com 07 anos sozinhacomendo minha irma de seis anos contos eroticosmulher enrabada no banheiro femiininocontos eroticos priminha rabuda no coloContos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadaContos eroticos fudendo gravidacontos sentada sem calcinhacontos : meu filho falou que minha buceta e bonitawww.contos meu pai mim aregasou dormindorelatos coroas defloraçãomeu padrinho me comeu quando eu era menina aindapapai me ensinou chupar buceta conto eroticocontos eróticos de bebados e drogados gaysContos concunhadobucetas ticos grelosMalandras e boasudas incestos contosDesvirginando a sobrinha de 18 anosenfiando a perna da capeira na bucetaminha novinha tarada contoconto pernas fechadascontos gays teen dando o rabocontos minha aluninhaNora provocando o sogro de calcinhaContos eroticos menstruadacontos amor gayprimeira vez difícil contos eróticosAgostozas trazano contos janaina safadinhaContos eróticos de gay comi a bunda do meu tiocontos tetas irmacontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhalesbica minha namorada tirou meu shortscontos eroticos tenho 23 cmCom sunga sempre fico de barraca armadaconto meu tio encheu a b********conto branquinha casada trae com negoesDiaristasafadinhaengolindo ate o talo contosDeusa mulata levando pica branca na bucetaconto coroa gordinhaMinha noiva exibida e gostosa na academia - Contos Eróticoscontos de tias punhetando sobrinhoscontos eroticos mulher casada bi sonia e suas amigascontos eroticos aa aaa ai ai isso mete metecontos eroticos de de me tinhas conquistando os avós incestoconto de não aguentei a pica grande no meu cuninfeta cintura fina bunduda belo par de seioscolo do velho. contofode a mulher do irmao para provar que ela é uma putameu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazerconto de casada com preso que fazer por uma pirocacontos eróticos verídico de ginecologista e grávidacontos eroticos reais cornos impotentesconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadocontos eroticos piscina peitos fartos seduziconto erotico real sobrinhocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosincesto Minha mãe e o meu paucontos eróticos de gay comi a bunda do irmão do meu colegaconto eurotico namorada chupeteiradona florinda putaminha vizinha safada casada helenicecontos minha namorada me convenseu a chupar com elacontos eróticos de bebados e drogados gayslaterjadominha tia so de roupao contos eroticosxvidio preza na ilhaDei o cu pro policial, quase me rasgavi ele comer ela/contometerola com menor idadecontos eroticos virei putaconto erótico fui adotadaaluna é encoxada pelo prodessor ed fisicabucetudas com caralhudos/fotos e contosContos filha fica de calcinha perto do paiconto gay ciumes exageradocontos tentei dar mas a buceta nao aguentouminha mae me ensinou a ser putinha/contossursao tio roludo contomenage com primo contocontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadasamolecendo dentro da xanacontos eroticos eu ajudei meu amigocontos filhanao aguenta a geba d pai no cuencoxei e dedei minha sobrinhacontoseroticos obrigaram minha esposa a usar drogasImagem Carla danada na zoofoliacontos eroticos sou brocha e minha esposa arumo amantes