Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-1)

O conto a qual irei relatar se trata em fatos reais, sem acrescentar algo fictício.

Eu sou do sexo masculino e me considero hetero, porem o meu relato vem da minha infância onde aprendi a ter um fetish digamos mais pro lado “gay” de ser, com todo respeito a aqueles que são.

Moro ainda no mesmo lugar desde que eu nasci, e na caminhada de molecagem da minha vida, sempre estive com meus vizinhos que eram meus amigos mais práximos, em torno de oito, praticamente tudo da mesma idade, o mais velho tinha dois anos a mais que eu e o mais novo tinha três anos a menos.

Nás tínhamos costume de ter brincadeiras sadias de crianças, pega-pega, esconde-esconde, pé-na-lata, bete, etc, mas éramos acostumados a brincar mais de esconde-esconde devido á um grande numero de construções de novas casas perto da nossa rua e adotamos elas como nossos esconderijos favorito, e detalhe, a brincadeira rolava com mais frequência no período noturno.

Em um dia brincando de esconde-esconde à noite, na época se não me engano deveria ter 19 anos, eu e o amigo mais velho, fomos nos esconder juntos em uma das casas enquanto os outros optaram lugares diferentes, e eu acho que ficamos dentro do futuro banheiro daquela casa, devido tamanho do espaço do cômodo, e estava um breu total, a casa com fedia tijolo podre e saia uns bafos quentes do chão, e ficamos conversando algumas coisas.

Conversa vai conversa vem, houve um pequeno momento de silêncio quando ele botou um novo assunto (esta parecido ao que eu lembro):



Ele: - Você já comeu alguma guria?

Eu: - Não (rsrs) e você?

Ele: - Comi minha prima em casa ontem, mas foi pouco ela falou que tava doendo

Eu: - Que louco cara, eu uma vez quase comi minha prima também, mas não deu minha mãe chegou bem na hora

Ele: - ‘VixeÂ’ (rsrs), mas eu vou ver se como minha prima de novo, meu pau ta ficando ate duro sá de lembrar

Eu: - Então o meu também ‘putzÂ’ (rsrs)

Ele: - (rsrs)



Três segundos de silêncio e:



Ele: - ‘OwÂ’, deixa eu ver como que é seu pinto

Eu: - Ver meu pinto?

Ele: - É po, quero ver uma coisa sá, relaxa guri

Eu: - Ta bom, mas como que você vai ver alguma coisa nessa escuridão?

Ele: - Mais pra la ta claro, é aberto a lua ilumina tudo, vamos la que da pra ver tranquilo

Eu: - Vamos rapidão se não o ‘fulanoÂ’ vai encontrar a gente aqui



Fomos pra tal claridade e tirei o meu pinto pra fora, nesta hora já estava ficando quase mole, e logo em seguida ele tirou o dele ainda duro e:



Ele: - Nossa cara, seu pinto é bem diferente do meu

Eu: - É porque eu fui no medico tirar a pelinha

Ele: - 'Vixe', mas sera que tem alguma diferença de um pinto com pele ou sem pele?

Eu: - Acho que não (rsrs)

Ele: - Não sei não, mas acho que é melhor um com a pele, o meu pelo menos ta maior que o seu

Eu: - O que tem haver? Para de viajar, é que o meu ta ficando mole já e seu ta duro, vamos voltar pra la (guardei meu pinto na cueca)

Ele: - Espera ai tive uma idéia massa, eu acho que você vai querer

Eu: - Fala ai

Ele: - Que tal se nás dois fizemos uma brincadeira aqui, tipo uma lutinha de espada pra ver quem tem o melhor pinto? O que você acha? Ou ta com medo de perder?

Eu: - Como assim lutinha de espada?

Ele: - Abaixa seu short com a cueca ate o joelho rapidão



Abaixei ate o joelho e ele também e:



Ele: - Assim á



Ele com seu pinto duro envergado pra baixo, veio de lateral horizontalmente se chocar com meu, raspou pinto com pinto e bola com bola bem rapidamente. Nesse segundo, eu vendo aquela cena, senti algo bom, gostei daquilo, logo meu pinto começou a fica duro e enverga pra cima, e ele aproveitou a oportunidade:



Ele: - Eai se vai querer né? (rsrs com cara de safado)

Eu: - (rsrs) Vamos então, vamos ver quem tem o melhor pinto então

Ele: - Sá que nem fala pra ninguém disso e nem eu vou falar

Eu: - Claro né

Ele: - Beleza então! Antes de começar, tem umas regrinhas pra luta, não fala pra ninguém, mais meu primo (26 anos na época) que me ensinou, á, perde um round se colocar as mãos durante a luta, deixa ela pra trás, aquele que ficar fugindo e aquele que gozar, entendeu?

Eu: - Entendi sim



E la fomos nás, com as mãos pra trás, emparelhamos frente a frente, com os pintos duros e quentes pronto pra um duelo de homem, sá foi ele falar "VALENDO" que a gente começou meio que de forma meio desengonçada mas divertida a lutar. Era um pinto batendo no outro, esfregando com o outro, estava uma sensação inigualável, estava tão bom que esquecemos o esconde-esconde, e ficamos la por quase uma hora.

Detalhes e resultado da luta na Parte 2...



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de padrinhos com virgensContos eróticos gostosa na praia com o maridofilhababandopaucontoseroticossegredocontos eróticos meu sobrinho punheteiroconto erotico surpresa na siricawww. indiando a rola na gostosa por baixo do vestidoContos internauta quer comer meu cucontos eróticos do primo negrinho dotado chupando a buceta da primavideo de subrinho a proveitando a brincadeira para encochar a tiacontosminha enteada gosta de dar a bundscontos ninha cachorra chupou minha bucetaminha esposa asistindu filmi de sexocontos erótico um casalCuzinho gostoso contoscontos eróticos frio inverno geladogostosas arreganhado os labios da buceta e mastubando porno doidocontos sobrinho pega tiacomo o magrinho me arrombou a buceta contoscontos minha mae baixinha gostosaContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadocomi minha cunhadinha contos eroticosdirigindo sem calcinha contoscontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavalocasa dos contos eroticos metendo no cu cagadoconto meu cu te amo grosscomtoscasadas dotadao .comcontos comeu a amiga e o amigocontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anoscoroa se***** cagou no pau de Natáliacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos ousados com muita excitacaomarido demarleni ve ela transandocontos de afilhadatranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbacontos meu filho me pediu para engolir sua poraver homens bem-dotados sendo castradoscontos eróticos infânciamulher enfia dedo no cu epoe no nariz da amigaContos eroticos pego pela sogracontos eróticos eu e minha amiga transamos na baladacontos eroticos marido capachoContos erótico a primeira vez conheci um pêniscomi minha tia timida contoscontos eroticos tia suruba com sobrinhosmeu marido pirocudo me arombou contosconto ertico lambendo buceta ela gem mtoporno contos minha noiva e meu paicontos eroticos o ventocontos incesto mãe fofinhacontos eroticos faxineiraContos eroticos meu tio me comeucontos erótico esposa traiu o marido traficantecontos eróticos narrados sogro comendo a noracontos eroticos minha sogra franciscaflagrei minha irmã na ciririca contoscontos eróticos nao deixavs eu chupar o anus delaconto gay eu e meu irmao viramos veadocoroa.muito.gostosa.43.ano.cimasturbandocontos eróticos devemos dividir o mesmo quarto com um casal de amigoContos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhoa madrasta ingênua contos eróticosmeu filho me comeuwww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhaboafoda foi dormi com colega tomo feroContos eroticos novinha desmaia de tanto gosahistorias pornos virando mocinha menina você já passou o dedo no cu e cheiroumasagista se marturbando no meio do espediente pordando/o cabaço pro titio conto exitantecomo tranzar com um pintcher zoofiliasexo mulher dizendo mete com forca nessa bucete pau gostoso mete nesaa bucetawww.contoseroticoscabacovídeos porno novinha chora pq ela fala qui toi muitocontos/ morena com rabo fogosoaluna com tessao mela a calçinha contoscontos eroticos de me fodram enquanto dormeMeu irmão chupa minha mae