Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEU ERASMO PARTE 2



Continuação do conto Seu Erasmo.

Passei o dia pensando no que havia acontecido na casa de Seu Erasmo. Eu era sá um garoto, que horas atrás não sabia o que era sexo e em apenas uma tarde um homem que eu praticamente não conhecia havia enfiado os dedos em mim e, principalmente, havia comido a minha bunda. Não que eu não tivesse gostado. Eu gostei muito, principalmente porque não doeu tanto, o pau dele não era grosso, então eu senti mais prazer do que dor. É que eu não sabia, sequer, que a gente podia enfiar alguma coisa na bunda. Eu era bem inocente nestes assuntos.

Logo no dia seguinte, depois que saí da escola, passei na frente da casa do alfaiate, e estava fechada. Quando já me distanciava, ouvi um “ei, menino, vem cá, que tua roupa ta pronta!”. Olhei e vi o velho da janela, me olhando meio sorrindo e me chamando. Quando cheguei à porta ele já estava abrindo, deixou eu entrar e me interrogou:

- Contou pra sua mãe?

- Não.

- Nem pra ninguém?

- Não.

- Gostou do que eu fiz contigo?

- Não sei – disse encabulado.

- Como não sei? Não gostou? Não gostou do meu pau?

Eu fiquei calado. Ele me puxou para um sofá, onde ficavam restos de tecidos e mandou eu tirar a roupa. Eu tirei a camisa e a calça e desta vez estava de cueca.

Seu Erasmo se aproximou. Baixou minha cueca e alisou minha bunda. Ele me dominava, eu não sabia como, ficava meio hipnotizado com o que ele fazia. Seu Erasmo me deitou no sofá velho, de bruços, massageou minhas costas e pernas, depois, com calma, abriu minha bunda. “Cuzinho lindo”, ouvi ele dizer, enquanto começou a lamber meu rego. Passava a língua de baixo pra cima no meu rabo, esfregava a barba rala e enfiava a língua bem fundo, mas bem fundo mesmo. Aquelas carícias me alucinavam e em poucos momentos eu estava empinando a bunda pra que ele metesse a língua até onde quisesse.

Depois de me excitar bastante, Seu Erasmo mandou que eu chupasse o seu pau. Embora excitado, naturalmente que me recusei, porque jamais tinha feito aquilo. Ele não reclamou e passou a cuidar de novo da minha bunda, melando de saliva e enfiando dois dedos nela. Dei um gemido fundo, tentei escapar daquela dedada profunda, mas ele segurou meu corpo e meteu os dedos até o fim. “relaxa”, ele dizia no meu ouvido. E os dois dedos eram socados com calma no meu rabo, indo até o fundo e depois saindo quase que totalmente, para depois entrar novamente com firmeza. Sem tirar os dedos do meu rabo, seu Erasmo foi aproximando o pau da minha boca, sem falar nada, sá aproximando.

Os dedos continuavam a brincadeira na minha bunda. Meu prazer estava concentrado ali. Eu sentia os movimentos que ele fazia e nem percebi quando seu pau encostou em meus lábios. Abri a boca instintivamente e seu pênis entrou na minha boca. Ele metia com cuidado. “sente o gosto”, ele dizia, e eu sentia o gosto do seu pau. “mete mais na boca”, e eu deixava o pau entrar mais, molhava com saliva e ele gemia. Eu gostava quando ele gemia, sentia que ele também estava gostando.

Depois que eu chupei bastante, seu Erasmo me colocou no braço do sofá, de costa pra ele, cuspiu na mão e melecou minha bunda. Eu respirei fundo, prevendo o que viria e senti o seu pau na entrada. Como da última vez ele enfiou fundo até o fim. Eu gemi, tentei escapar, mas o pau alojou-se em mim lenta e firmemente. Seu Erasmo me segurou pelos quadris e começou a socar lentamente no meu rabo. A dor ia passando e o prazer percorrendo todo o meu corpo. Eu respirava fundo e já empinava a bunda para receber o seu pau totalmente. Desta vez ele ficou mais tempo dentro de mim, me fudendo com firmeza, arrancando gemidos. Quando dei por mim estava gozando em cima do sofá. Seu Erasmo percebeu e enfiou mais fundo ainda, passando a socar seu pau com força no meu cu. Eu gemia e aguentava o tranco, sentia o corpo pesado dele, o pau enfiando-se dentro de mim, até que ele gozou. Senti um líquido quentinho entrando e ele relaxando sobre mim. Passou alguns minutos ainda nesta posição, apenas respirando, e depois levantou.

“bundinha gostosa”, sussurrou, enquanto me dava uma palmadinha e ia para o banheiro. Com poucos minutos voltou, já vestido, me entregou as roupas que minha mãe havia encomendado pra mim e novamente perguntou se eu voltaria.

Na segunda-feira eu venho, confirmei. O velho sorriu e disse que ia me esperar. Eu contou como foi na terceira parte deste conto. Contato: [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


zoofilia contos eroticos homem fudendo co éguas.brConto porno coroa e netiacontos de mae sedutoracontos eróticos as amiguinhasgozando pelo cu contos eróticosmeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçodominador pé gostosocontos eróticos casadas safadascontos eróticos gay comendo o cu do garoto oferecidocontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhaDei meu cu pro meu tio pra ele se alegrarwww.meu filho mim comeu com doze anos contoconto peguei meu marido estrupando a vizinhaconto erótico sequestro relampagocontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maeconto erotico minha mae chupava minha bucetianha deus de pequenaContos eróticos à força de negros brutoscontos prima batendo uma pro primocontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorcontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contosMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gayscontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãolevou boquete da irmã caçula dis que gosta de chuparcontos minha cunhadinha da bucetinha bem pequenamim mastrudo dia sou mulhe contosFicaram satisfeio com meu Cuzinhoa filha da minha empregada vive me provocando contossogra metida a santa contos eróticorealizei meu sonho transar com um cavalodp swing buracoContos o carcereiro comeu minha bucetawww.flogdesexo.compauloelizabethdeixei um mendigo de rua comer minha bucetinhacuzinho doido por pica cdzinha contoesposinha chorosa: contosContos eroticos travesti iniciantecontos eróticos longos viagemzoofilia casada conto xacraporno abuzeis.comvou contar como realizei minha voltade de trepar com dois e der duas rolas na bucetaTenho um caso com policial contos gaygozando pela primeira vez conto gayvi minha esposa dando mole contosdando pro namorado da mae contos eroticosgaycottos. curmir minha enteada novinhaconto erotico gay colo tioeu meu caseiro e minha filha e suas amigas contoscontos eroticos sou viciada na pica do meu filhoconto erótico menina zuando pau pequenodei o cu pra varios homensrelato comendo a casadanossa que putona gostosa deliciaminha mae me fez gozar contosrelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentevoyeur de esposa conto eroticocontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anoscontos minha filha olhou em dandomulherbrasileira conversando putaria contoscontos espiava minha tia velha peladacontos eroticosgosto de mulher mais velhasozinha com meu sobrinho deixei ele me foder Conto erótico mãe filha cachorraemprestou a esposa e ela ficou grávida contoah e. mist traSado no chuveiroIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eróticos coroas na casa de repousocontos eroticos tapou a bocacontos porno travesti com menino inocentepedreiro enfiando a língua na patroaxcontos eroticos.com peguei minha cunhada vendo revista de homens do pau grande vou contar pra meu irmaominha mae é a mulher do meus amigos contosConto goza pai ui ui no cucontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhaEperiencia zoofilia beijo babadoconto erotico chupando pau desde cedosenta no colo do seu irmao contos