Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TATI ESTUPRADA NO ANIVESARIO

Bom, depois de muito contar minhas historias (casos reais) no #sexo da Brasnet, muitos me pediram pra registrar elas aqui também. Hoje vou contar sobre um caso de 'estupro'. O motivo das aspas vocês vão entender melhor quando terminarem de ler esse texto. (Os nomes dos envolvidos foram trocados por motivos ábvios).

Era o dia do aniversário de 19 anos da Tati (somos amigas desde crianças) e bastante gente foi a festa na casa dela. Tati, como sempre, arrasadora: o vestido vermelho curto e de alcinhas, torneavam o corpo que os meninos babam desde seus 19 anos. Os cabelos igualmente vermelhos e as botas pretas dava um ar ainda mais rebelde a ela. Bebemos bastante, mas Tati bebia mais que todos, especialmente a tequila que compramos pra festa.

Cerca de 4h da manhã, a maioria dos convidados foi embora, e, enquanto os pais e irmãos de Tati dormiam nos seus quartos, levamos Tati para o quarto, fechamos a porta e ficamos conversando lá mesmo. Além de mim, estava lá o Juca, Carlinhos, Luiz e o 'Fofão'. Juca e Fofão tinhamos conhecido fazia cerca de 1 semana na universidade, e enquanto eu ficava com Juca, sabia que a Tati ia ficar com o Fofão; Carlinhos e Luiz são nossos amigos desde os 6 ou 7 anos, quando ainda brincávamos na rua, mas mesmo assim, Carlinhos é apaixonado por Tati desde os 19 anos. Os 4 meninos haviam se conhecido na festa e estavam se dando super bem.

Enquanto conversávamos, Carlinhos olhava com uma mistura de carinho e tristeza pra Tati, e subitamente ela abre os olhos e chama ele pra perto para falar alguma coisa. Ele se levanta desajeitado, mas quando chega do lado da cama, ela parece já ter dormindo denovo. Ele se abaixa e enconsta o ouvido do lado do rosto dela, como se estivesse ouvindo ela. Os outros meninos continuavam conversando enquanto eu observava ele pensando e olhando fixamente para nossa amiga bêbada.

Subitamente, Carlinhos se levanta, sobe na cama e se posta entre as pernas de Tati, que dorme de bruços. Ele acaricia as costas dela por cima do vestido e vem escorregando elas até as pernas fortes da garota, sentido a textura da pele dela. Ele então sobe novamente as mãos, que agora entram no vestido dela e depois retornam, retirando a minúscula calcinha dela. Depois pega duas almofadas que Tati usa para dormir e as coloca debaixo da virilha da mesma, elevando o bumbum de Tati. Quando todos percebemos o que ele está prestes a fazer, todos ficamos em silêncio: ele estava prestes a comer uma amiga de infância que ele é apaixonado há anos, na casa dela e no quarto ao lado dos pais dela.

Sem olhar para nás, Carlinhos desafivela o cinto, abaixa as calças e a cueca e mostra seu pau, duríssimo, de cerca de 19 ou 17cm. Sem pestanejar e sem se proteger, ele segura a bunda de Tati com um mão e com a outra mira seu pau até a entrada da xoxota de Tati. Sinto um aperto no coração de surpresa e susto, quando ele puxa a cintura de Tati com força para trás, penetrando todo seu pau de uma única vez e fazendo Tati tremer e gemer suavemente. Nos práximos 19 minutos seguintes, Carlinhos continua a comer Tati, com cada vez mais força, nitidamente machucando ela e segurando-a com força. Eu, vendo ele de tras, observo as bolas dele batendo contra ela a cada investida. Ele parece ter gozado dentro dela duas vezes, e a cada gozada, era notável a sensação de alívio dele, de finalmente estar comendo ela.

Quando gozou pela 2a vez, Carlos desmontou, vestiu a calça e foi embora sem olhar para nás. Ficamos paralizados... mal deu pra entender, 'cair a ficha' e Luiz e Fofão começaram a fazer brincadeiras e piadas com o acontecido. Até que Fofão disse que era a vez de Luiz e depois seria a dele. Depois de tirarem novas brincadeiras, eles decidiram ir juntos, e inclusive tiraram cara ou coroa pra ver quem ficaria com o bumbum: Luiz ganhou. Fofão tirou 2 camisinhas da carteira, entregou uma para Luiz, colocou a sua e se enfiou debaixo de Tati, fazendo ela 'montar' nele.

Fofão já tinha começado enquanto Luiz ainda ficava olhando pro bumbum da Tati. Até que ele respirou fundo, abaixou as calças mostrando seu impressionante pau e antes de começar, me olhou como que pedindo 'permissão'. Surpresa, acenei que sim: eu mesma estava completamente molhada, cheia de tesão pela situação toda. (Eu amo dupla penetração, mas isso fica pra uma ooooutra histária). A cada vez que Luiz puxava a cintura de Tati contra ele, podiamos ouvir gemidos dela... a safada estava gostando até mesmo sem estar acordada! Os dois 'estupradores' percebendo os gemidinhos dela, riam e metiam ainda mais forte, e Fofão começou a chupar os peitos de Tati também. Luiz bebia vodka da boca da garrafa e fingia estar num rodeio enquanto penetrava o bumbum dela e falava que era apertado como se nunca tivesse sido usado assim, o que fazia os dois rirem ainda mais.

Eu continuava paralizada, olhando aquela cena e ficando cada vez mais molhada... mordia o lábio e me tremia de tesão: eu QUERIA ser Tati naquele momento. Acho que toda a diversão dos dois demorou cerca de meia hora, quando os dois se cansaram de meter na minha amiga. Fofão dizia ter gozado duas vezes e Luiz dizia que o bumbum era tão apertado e gostoso que gozou 3 vezes. Mas ainda assim eles queriam brincar mais, e ficaram de pé do lado de Tati, retiraram as camisinhas cheias de gozo e derramaram pelo rosto e boca de Tati, deixando ela toda melada, quando então começaram e pincelar o rosto dela, fazendo 'desenhos'. Eles tinham seus paus totalmente melados (e a perna de Luiz tambem), então pegaram calcinhas de Tati da gaveta, limparam seus paus e as guardaram devolta. Amei isso... eles eram mesmo loucos e pervertidos. Então recolocaram as calças, as camisas, chamaram Juca (que com seu pau duro me abraçava por trás), se despediram de mim e foram embora.

Sozinha no quarto de Tati, vendo ela com a sainha arriada até os tornozelos, o resto das roupas no chão e com o rosto todo gozado, pensava no que fazer. Tranquei a porta do quarto dela e dormi num colchão que sempre fico quando estou lá. No dia seguinte, ela acorda de ressaca e com toda a porra dos dois ja seca na cara dela. Mas surpreendentemente, ela está feliz! Diz que parece ter sido uma otima noite mesmo sem se lembrar de nada e começa a me perguntar quem foi o cara que comeu ela... Ah se ela soubesse que foram 3...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos gays. comendo o moleque na van escolarcontos eroticos gay recem casadocomi um a menina de 14 contocontos de tioscachorro lambendo buceta.deilhecontos suruba inesperada com a esposa e travesticontos eroticos tia no casamentoporno contos chantagem a casadascontos comi a internadatravesti coroa enroladinho PretoContos eroticos a coroa submissa do novinho parte 2relato erotico gozei na calcinha depois que vi o pausao do meu sogrocontos eróticos os esfíncterescontos eroticos:lavando meu penisencaixei o cacete do amigo de meu marido q tava ao lado e nem percebeu contoscontos eróticos de mulheres casadas tirando a virgindade da sobrinha bucetudaConto papai mg fudeu de jeitomeu pai meteu conto gaymaniaco goza na bunda da mulher de fio dental no marconto erotico minha mae e 2 viralataEncoxando tia da perua escolar contoscontos eroticos exibindo minha esposa no banhofilme pornô minha prima gravata preta para mimContos meninas d doze anos perdendo o cabaço com papaI ddotadocontos eroticos batendo punheta olhando pro cuzinho do nemino relatos comi a crente na marracass dos contos eroticos as aventuras de vanessaPorno dei o cu pro titio e acabei chorando com a pica no cucontos eróticos comi minha tiaesposa bebada na fudelancia na ilha contocomo fuder com banana verdexvideos pai mete lolcamente em filha pagina1Conto de mulhe minha esposa na festafilha esposa de papai pintudo contoscontos minha namorada pelada meu amigoconto um maconheiro encoxou minha esposa no onibus eu via tudocontos eróticos caderamte analContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos porno obrigada engolir porra com muito nojocontoerotico nininhomocinha fas sexo com marido esposa ve maridodano cucontos eróticos comendo minha patroaminha sogra me come direto contoconto erotico gay magrinho calcinha e coroacontos eroticos:lavando meu penismalhadinha de cabelo vermelho malhadinha malhadaduas puta no busao contoscontos eroticos filho da minha vizinha amante maravilhosoContos eroticos de incestos.mamae vai dar boa noite de camisola pro filhoiniciei ainda novinha no lesbianismo - contos reaismae e filha sendo arrombadas contocontos eróticos enormes nadegascoleguinha liberal gay contoscontos eroticos de estuprosno carnaval de ruacontos eróticos comi minha filhacasa dos contos meu pai chamou dois amigos dele pra arrombar meu cuzinho virgem dpConto incesto chicotadas no rabao da filhacontoserotico loira fudendo com negaocontos eróticos de Zoófila - empregada foi amarrada e castigadaminha iniciação gay contosDiaristasafadinhacontei para minha amiga que trai meu namorado e o namorado dela com seu amigos me comwramcontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negrosconto erotico viadinho dei meo fu virgeContos erotico Minhas mamas doem muitocontos cachorro lambendo penis de homemcontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavalomulher goza gostoso loucamente delirantecontos tia me deveconto eroticos a buceta da minha esposa so cheirava porracontos eroticos a tora do titioeu adorei gozar no rabo da minha sogra e ela esta visiada em dar o cu