Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O IRMÃO DO MEU MELHOR AMIGO ME ENSINOU A DAR O CÚ.

Amados leitores, sou Fabio, e vou relatar um fato diferente e ousado em toda minha vida, fato este que começou quando eu estava na casa de Diego, amigo de escola, ele é muito simples e simpático, somos muitos amigos e daí ele me convidou para ir à casa dele jogar vídeo game.



Desta forma jamais havia ido ate a casa dele e daí aceitei e nesta bela tarde de sol estava eu e ele na sala, sua casa é muito bonita, bem decorada e desta forma juntos sentados ao chão jogando, eu totalmente distraído com o jogo, porem algo me chama a atenção, ao olhar na minha frente uma pessoa totalmente de toalha se aproxima, um corpo forte, braços másculos, coxas bem torneadas, uma beleza na boca e no olhar, nossa eu estava perplexo e ao olhar de baixo para cima a cena estava mais ousada.



Andando vagarosamente aquele homem, jovem, garoto de uma beleza única estava diante de mim, eu o olhava e via nele algo ousado e diferente jamais sentido antes, ele também de certa forma fixa seu olhar e percebe que outro homem o olha, outro garoto o olha.



Ele parecia ter entendido meu complexo de desejo e espanto e continuava a me olhar, tendo de certo modo tentando disfarçar e ao olhar para o Diego ele me diz que é chato do irmão dele, eu respiro fundo e minha mente sai do jogo e vai para o que nunca havia sentido antes.



Era um desejo ousado, na minha idade seria algo anormal, diferente e ao mesmo tempo uma descoberta, perguntei se sua mãe estava e Diego diz que somente o Ricardo estava e eu estava totalmente perplexo, pois jamais havia sentido desejo por homem algum.



Contínuo a jogar com Diego e de repente entra na sala de calção e sem camiseta o tal Ricardo, seus braços fortes, seu olhar de homem e seu jeito de menino me faz olhar meio de lado e me fez ver que ele sentou no sofá totalmente de pernas abertas para ver o jogo.



Eu estava tremulo, tinha uma sensação de frio e calor, olhava de lado e o via me olhando, o via reparando o Diego e eu logo ficava a mercê do desejo, me sentia deferente meu corpo suava,,,



Ricardo então ordenou para que Diego fosse a casa da tia dele pegar uma conta de mãe deles, logo Diego exclamou, mas se deixou levar pela idade, no entanto ficou eu e ele, e o medo, o corpo e a voz suava diante de uma pessoa que meu coração via tamanha beleza.



Ricardo me olhava, me levantei e logo ele me perguntou minha idade, disse e ele com voz de macho me respondeu q tinha 19 anos, e me perguntou se curtia futebol, se jogava muito o game, e eu bobo disse que não, no entanto ele para meu delírio levantou e caminhando sentou se atrás de mim e com suas coxas grossas e corpo malhado me fez realmente tremer todo.



Eu suava e ele atrás de mim sentado no chão pegando em minhas mãos e me ensinando macetes do jogo, eu jamais pensei que sentiria tesão, prazer, medo por um outro homem, porem Ricardo não era somente um homem, era um desejo, bonito, musculoso e gostoso e carinhoso, porem a minha idade era um tabu, minha falta experiência era o místico da historia, talvez ele seria apenas mais um aproveitador, mais um cara afim de aprender o que já sabe e eu mais um inocente do nada.



Loucamente Ricardo em um ato de vontades acaricia minhas mãos, eu tremia, mas ele logo me dizia no ouvido que viu meu olhar e que iria me ensinar algo novo e diferente, mas teria que ficar entre nos dois e o Diego não poderia saber, e assim foi eu logo estava diante dele, ele lambia meu ouvido e me fazia tremer de desejo, aquele homem, forte, másculo estava comigo, me fazendo sentir um prazer diferente, ousado, me ensinando a se auto descobrir.



Naquela sala havia uma duvida um medo e acima de tudo muitas vontades, eu se deixava levar pelos olhares daquele macho, pela mão forte que me agarrava e pelo gentil dizer de suas palavras.



Então diante disto ele se levanta e me pede para marcar uma saída a noite, iríamos a uma chácara da sua família, e se a minha mãe deixaria, eu logo disse que seria complicado, mas logo disse que a convenceria e diria que iria dormir na casa do Diego.



Dito e feito, minha mãe depois de muito insistir me deixou dormir na casa do Diego, e desta forma avisei o Ricardo que logo marcou horário para me pegar em uma praça da cidade com seu carro.



Neste momento o medo estava a flor da pele, e ele estava diante de mim com seu carro, me mandou entrar, eu com muito calor e medo de tudo aquilo entrei e o abracei, logo saímos da cidade e eu totalmente quieto, com medo de tudo e ele me dizendo como seria nossa noite e que eu podia confiar nele.



Depois de duas horas na estrada exatamente as nove da noite chegamos a tal chácara que por sinal era linda, muito verde, muita beleza e enorme, lá estava tudo trancado e Ricardo me dizia que seia somente para visitas nos finais de semana, e logo muito simpáticas disse que tinha trazido nossa janta.



A noite passa e logo estava eu em uma cama de casal linda, em uma casa confortável ouvindo barulho do chuveiro e lá dentro o garoto que iria me fazer sentir um desejo alem pior que isto ele estava diante de mim, somente de toalha e molhadinho para meu prazer e desejo.



Loucamente o abracei e me deixei ser jogado contra a cama, aquele corpo másculo, aquela pegada forte logo me jogou e subiu em cima de mim, sentia seu cheiro suave de sabonete e seus braços fortes, sua boca carnuda e umas pica enorme sinalizando que iria realmente dar gostoso.



Ele era meio estranho, machão, me pegava com força, me fazia sentir uma menininha a ser estuprada por um homem picudo de plantão, eu estava diante do irmão do meu amigo de escola, de um machão, de um cara gostoso que não beijava faz suas mãos fortes me fazia tremer na base.



Aquele homem,, aquele olhar e eu estava diante dele, em uma cama diante de uma chácara perdido ao meio do nada, prontinho para sentir tremer meu cuzinho, pronto para perder a inocência.



Aos braços daquele homem eu era dominado, logo minhas roupas foram saindo dando abertura para seus lábios me chupar tudinho, ele me fazia gemer com aquela língua gostosa que caminhava em direção do meu rabinho, e totalmente virado de bruços o sentia abrir meu rego com sua mão e meter gostoso aquela língua.



Era eu diante daquele macho que aos poucos me fazia gemer prazer, ele lambia meu rabinho que nesta altura piscava de desejo e de vontades ao sentir aquele lábio carnudo abrir passagem para meu desfrute.



Eu o sentia, ele era macho, tinha uma pegada forte e logo me fez gemer de prazer, um corpo gostoso, um olhar de homem e uma boca gostosa, ele se recusava em me beijar, mas não necessitava, pois seu corpo e sua beleza era total.



Sua rola grossa, fazia toda a diferença, seu olhar meigo e sua voz forte pediam para eu mamar gostoso o que eu fazia com muito gosto, totalmente deitado estava ele com aquela picona apontada para o alto e eu loucamente o sentia, aquela cabeça grossa, veias lindas e uma pica de macho de verdade, eu totalmente me deliciava com ele, e ele ao mesmo tempo gemia e me chamava de viadinho.



Eu jamais pensei que iria fazer aquilo, pois estava com uma pica atolada na boca que chegava à garganta, era uma delicia e eu me sentia realmente uma bicha, um viadinho novinho e ser descoberto e atolado por aquilo que jamais pensei receber.



Ele e aquele macho sentindo o que realmente um homem pode proporcionar para outro, jamais pensei que o pecado que as igrejas pregam fosse tão gostoso e realmente era, ter um pinto, uma rola, uma pica na boca e ser acariciado por mãos fortes era realmente delirante, um pecado gostoso.



Ele me colocava novamente ao seu domínio e eu naquela cama, naquela chácara totalmente de quatro na cama sendo mamado, e chupado pelo cuzinho, coisa gostosa e delirante, o sentia enfiando seus dedinhos, nossa estava indo ao delírio...



Eu um moleque, um garoto estava totalmente dominado na cama com um homem, estava sentindo pela primeira vez o prazer de um sexo entre dois machos, sentia um delirio gostoso, sentia ele enfiando lentamente seus dedinhos e gemia de dor e prazer, sentia meu cuzinho sendo aberto e chupado ao mesmo tempo.



Eu delirava, gemia e sentia o calor na pele e na alma, eu me sentia o menino mais sortudo e prazeroso do bairro, ele, aquele meninão me fazia tremer e gemer gostoso, porem ele me disse que iria me comer e eu com muito medo era acalmado com chupadas gostosas no ouvido.



Eu me deixava seduzir e estava quase pronto para ser comido pela primeira vez, ele gostosamente me acariciava e dizia que estaria fazendo gostoso e se doer ele iria parar e me respeitar, eu logo me encantava com aquele homem, ele logo conseguia fazer com que minhas pregas sejam abertas com muito carinho.



E totalmente pronto e depois de muito gel estava deliciosamente preparado para ser atolado, ele devagar me acaricia e com muito prazer em cima de mim apontava aquela rola grossa e grande, devagarzinho sentia aquela cabeçona abrir meu rego e deslizar vagarosamente meu cu, ele deslizava e a dor era muito ruim, parecia me rasgar todo, mas eu sedia a delicia do prazer diante daquele homem, diante daquele prazer.



Minhas pregas estavam se rompendo, a dor era maior de tudo, e eu gemia de dor, mas era totalmente seduzido pelos carinhos de Ricardo que se fazia mais do quem um trepador, ela uma pessoa gostosa.



Sua pica deslizava cada centímetro e meu rego estava totalmente aberto, gostosamente com sangue e com gel em uma mistura de deleite para Ricardo que neste momento já tinha toda sua rola dentro do meu rabo, esperou alguns minutos e soprou sobre meu ouvido que iria começar a fazer movimentos devagar e que eu iria gostar.



Eu respirava fundo e sentia gostosamente um vai e vem daquela rola bambear dentro de mim, suava forte e sentia-o meter devagar e gostosamente.



Era um vai e vem de dor e gemer, mas era bom, era gostoso sentir tudo aquilo dentro de mim, era gostoso amar aquele homem que pela primeira vez tirava minha inocência e logo me comia com força e prazer.



Ele beijava meu ouvido, lambia meu rosto e sua rola bombardeava meu rabo, ele com seu corpo forte totalmente em cima de mim, sentia a beleza e o tocar de suas bolas em mim, ele metia e começava a ficar mais forte.



Eu tremia e gostava daquilo, o sangue era substituído pelo prazer e as pregas era sinal de virgindade arrombada, era sinal de pureza gostosamente trepada.



Ele metia com força e me colocava de quatro na cama, segurava minhas ancas com sua mão forte e metia com força, gemia e gritava de prazer, eu também me sentia dominado, gozado e totalmente aberto por uma pica, por uma rola gostosa.



Gemia, gemia, gemia, gemia, de tanto gostar, de tanto se dominar, de tanto ser comido e fudido por um homem que antes era desconhecido, eu gostava e totalmente peladinho e de quatro era tomado por uma rola grossa dentro de mim.



Era uma delicia e em poucos tempos o sentia derramar seu leitinho quente dentro do meu rego, escorria gostosamente e o ouvia gritar de tanto prazer, sua pica parecia uma mangueira ligada de leite e eu parecia estar totalmente suado e aberto de tanto ser fudido.



Era gostoso, era uma delicia ver que uma rola tão bonita e grossa gozava dentro de mim e despejava um leite quentinho no meu rabo.



Ele logo me fez deitar e me acaricio meu cabelo, me fez sentir seu carinho e me agradeceu por proporcionar um momento de prazer, disse em meu ouvido que era nosso segredo e eu era agora a mulherzinha dele, eu com o ar totalmente abalado respondia que sim.



Ele então se levantou, me pegou pelos braços e me levou como uma putinha dominada para o chuveiro, me deu banho gostosamente, viu o arrombo que ele me deixou e ainda chupou meu cuzinho novamente totalmente aberto e vermelho de prazer, e eu logo o abracei e senti que ele, o Ricardo era mais que o irmão do meu melhor amigo de escola, era meu HOMEM, meu desejo, meu garoto, dono de mim e do meu rego, dono das minhas pregas perdidas.



ASS – Thiago Wasley –



MSN: [email protected]



---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Acesse:



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



AGORA ESTAMOS TAMBEM NO TWITTER-



http:twitter.com#!THIAGOWASLEY1



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto o Pastor me comeumulheres peladas com muita manteigaZoofilia contos menininha chega do colégio animaiscontos gays ordenhando papaicontos eróticos mulatacontos eroticos de incesto mae massagista faz massagem no filho adultocontos eròticos gay virou minha negacomi a crente ccb contosocontos eroticos de traicao com vizinha gostosaconto erotico negras escravas dos brancosmenina matuta contos eroticoschupei o grelo da minha amante contos eroticoscontos eroticos gay meu pai me comeumeu subrinho enfiou o dedo no meu cu contocontos tias putascontos eróticos miha mulhere fica masturbando vendo travesticonto porno teen gay free mulato favelalevou boquete da irmã caçula dis que gosta de chuparcom amigo na praiaconto eroticocomendo a empregada contohistorias eroticas de onibus lotadosconto de quarentona a fuder com desconhecidocontos comi a irma gravida gostosa rabuda peludaContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadoContos eroticos deixei a garota virge. loucaconto xota cu irmãoContos esposas se peidandoComendo cu de mulher dormindo conto eroticotransei com casada que encontrei na pracinhaconto eroticos esconde escondeMeu sobrinho me fez gozar no rio contos eroticos de gayspeguei ela cimastubando eu como ela secocontos incesto engravidando a propria tiacontos eróticos meu tio cego mim. fudeuCaralhogigantedentrowww.contos eroticos cavalgado no vovocontos-você vai devagar no meu cuzinhocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrosgarotada vem bucetinha pela primeira vezporn corno contos eroticos amarrada e usadacontos gays adoro cheirar uma rolaContos eróticos gay meu amigo da bumda grande sempre deu o cuconto minha esposa rabuda deu pra familia todo na salalouca por pica.contoscontos eroticos putinha famíliacontos de tiosmae ficadoida comdo ve pau do filho e bate pueta nelemeninha fata zofolia buntuda sexosexo mulher dizendo mete com forca nessa bucete pau gostoso mete nesaa bucetacontos eroticos menina com pedreiroviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*contos eroticos feminino cunhadorelatos de ninfetas q foram arrombadas no carnavalContoseroticosenganadodoutor esporreando muito no travedticontos casada titio me comeu. na marracontos eroticos estupradacomi minha filhinhaContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicousexo com vizinha muito rabuda vigiado"minhas filhas" "richard" conto eróticoultimo contos eróticos transando com tio acontoseroticos irmoes e irmã no assaltoconto madrasta fudida a forçavidio.da meninas do corpiho gostozucontos eróticos com mulatascontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiConto meu marido me devorou na madrugadagostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidiopeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhaPorno maes pais iniciando suas ninfetinhas no incesto contosestrupada na marra pelo pastor contocontos erotico gay quando mim focaraocontos eróticos do tio malvadoContos de ninfetas que gostam de andarem nuasComi minha filhacontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cucontos eroticos namorada casa de praiacontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiacontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhoporrnodoido interacialcontos dando no banheirocontos sobrinha veio cuidar da sogracontos eróticos minha amiga jogadora dormiu na minha casaBucetas virgemdas das adolecentes doidocontos eróticos gay surubacontos traiçao punhetaeu tinha 13 mas comeram meu cu muitas vezesContos eróticos gostosa na praia com o maridocontos gay gordinho calcinhavadia de sutia e calsiha fio detalContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiContos eroticos estrupei minha filha renata por ver filmes porno de pai e filha no meu computadorContos eròticos teens incesto pai e filho novinhos curiosoContos gays o colega pauzudo