Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

OS SEIOS ESTAVAM QUASE PULANDO O DECOTE

Elaine está deitada sobre o colchão de molas da sua cama Box com cabeceira de grades. Passam das 14h e ela espera seu marido chegar. Sábado à tarde, verão. Ela veste calcinha boy short, branca, sem costura, acabamento trabalhado e blusinha rosa bem decotada. Os filhos estão na casinha da titia, irmã de Elaine. Ela está excitada pelo momento íntimo que terá com seu amor. Os seios estão quase pulando o decote! Seu corpo está quente e a cabeça sá pensa ?naquilo?. (risos) Logo, escuta a porta da sala abrir. Guto chegou! Para provocá-lo, Elaine levanta-se, calça seu tamanco rosa e vai ao encontro dele. Na sala, beijam-se e abraçam-se. Ele diz:rn- Uau... Que delícia, amor! Você está maravilhosa! Cheirosa... Sedutora! Que bundão gostoso, meu Deus!rnGuto admira-a dos pés à cabeça. Passa-a as mãos na bunda, sobre a calcinha. Elaine geme manhosamente. Cerra os olhos e inclina o pescoço, sussurrando:rn- Aaai, amor... Senti tanto a sua falta! Sinto-me tão sá... Você me abandonou, bebê!rnGuto encanta-se pelo jeitinho meigo e terno da sua amada. Aconchega-a no seu peito e acarinha-a nos cabelos macios e cheirosos. Abraçados, ele diz:rn- Ôoo, docinho de morango... Estou aqui! Não te abandonei.rnGuto acaricia-a nos cabelos castanhos escuros, lisos e compridos. Ajeita-os atrás das orelhas. Beija-a na testa e, depois, na boca. Línguas roçando-se e respirações ficando aceleradas. Elaine retira-lhe a camiseta de algodão. Beija-o no tárax. Apalpa-lhe no peito e chupa os mamilos. Acarinha-o no busto com sua boca molhada. Guto apalpa-a nos seios sob blusinha. Aperta-a, carinhosamente, nos bicos eretos. Gemem... Agarram-se até o quarto!rnElaine tem 44 anos, pele branca e macia, 1,59m, 66Kg, seios grandes, bumbum macio e redondo, pernas grossas. Guto tem 38 anos, pele branca, ombros largos, bumbum carnudo e redondo, pernas bem torneadas.rnElaine abre a calça jeans dele. Desce o zíper. Tira-a. Admira-o na cueca boxer branca, de algodão. Ajoelha-se. Cheira-o sobre a cueca. Fica excitada! Toca-o sob lingerie. Abocanha-o. Sente o membro cheiroso e grosso crescer na sua boca. Lambuza-o de salivas. Agita-o. Tira a cueca. Coloca a glande sobre a língua e punheta-o. Gemem enquanto Guto acarinha-a nos cabelos lisos. Ela apalpa as bolas e lambe. Vira-o de costas. Desliza a língua sobre a bunda peluda. Morde-a, carinhosamente! Abre-a pelas poupas e lambe-o no ânus. Sente o cheirinho de cu e força a entrada da língua. Lambe bem gostoso o buraquinho dele! Vira-o de frente. O pênis aponta para o alto. Duro, grosso e veias marcantes ao longo do comprimento. Agarra-o e bate sobre sua língua molhada. Respingos de salivas caem, tanto no corpo dele quanto no rosto dela. Abocanha-o novamente enquanto punheta-o. Deitam-se na cama.rnElaine fica de quatro e, logo, recebe passadas de mãos na bundona empinada. Guto puxa-a para cima dele. Meia nove. Cheira-a sobre a calcinha e fica doooido! Arranca a calcinha. Elaine rebola para soltá-la das suas pernas. Ele cheira a calcinha. Logo, está abocanhando-a. Enfia a língua na xaninha quente e molhada. Elaine geme sugando a cabeça do pau. Sente dedos entrarem e saírem do meio das suas pernas. Na boceta... No cu! Fica looouca durante o banho de língua! Arreganha as pernas. Seu rosto queima. O corpo, ainda mais. Contrações vaginais intensas... Não resiste! Geme e o seu quadril treme sobre o rosto do seu marido. Líquido de gozo sai das suas entranhas e escorre sobre a língua arteira! Ela cheira e chupa, cada vez mais, o pau gostoso... Levemente inclinado para a esquerda! rnElaine mexe seu quadril sobre a língua. Ele passa lubrificante, à base de água, nos orifícios dela. Enfia o dedo indicador no ânus. O médio na xaninha. Mexe, carinhosamente, os dois. Ao mesmo tempo! Abocanha-a no grelinho e realiza-a mais uma vez. Elaine exclama:rn- Aaai, amor... Estou gozando! Isso... Fode a minha boceta e meu cu. Isso... Meu gostosão! Aaai... Eu quero sentar no seu pau.rnGuto, com carinhos, retira os dedos lambuzados. Chupa-os. Agarra-a no bumbum liso e macio. Cheira-a no ânus e vagina. Suspira. Elaine fica maravilhada! Ele delicia-se nos aromas, dos árgãos sexuais, da fêmea sedutora. Ela o punheta enquanto derruba salivas. Está extasiada sobre o rosto do homem da sua vida!rnElaine levanta-se. Vira-se sobre o lençol amassado. Guto ajeita-se e encosta-se à cabeceira de grades. Ela agacha-se sobre o membro viril. Agasalha-o entre as pernas. Permite-o afundar nos seus encantos e delírios! Elaine segura nas grades e cavalga-o... Gemem... Arrepiam-se! Os seios balançam... Pulam! Ela tenta segurá-los. Acarinha-os enquanto delira no pinto entrão. Aperta-o com os músculos da vagina. Gemem. Esfrega o clitáris sobre a base do pênis. Sua boca fica seca. Cerra seus olhos. O corpo esquenta. Contrações vaginais intensas tremem-na o quadril saltitante. Elaine está gozando! Sente o pau pulsar junto com a vagina que abre e fecha. Grita de prazer:rn- Aaamor... Aaamor... Que pau gostoso! Aaai, meu bebê!rnEstão ofegantes. Corações acelerados. Guto segura-a pelo quadril. Massageia e introduz seu dedo médio no cuzinho apertado dela. Elaine delira:rn- Que delíciaaa! Fode sua bonequinha... Fode, amooor!rnManhosamente, ela levanta-se e abocanha-o. Cheira-o. Lambuza-se exclamando:rn- Eu adoro o cheiro e sabor do seu pau, amooor! Fica uma delícia... Lambuzado com meu gozo! Salgadinho... Hum!rnGuto acarinha-a nos cabelos suados. Beija-a entre lambidas no seu membro. Pede-a para que fique de quatro, na beira da cama. Elaine empina a bundona branca e afunda o rosto no travesseiro de plumas de ganso. Ele fica em pé, sobre o chão frio. Introduz o pau na boceta. Segura-a pela cintura. Puxa-a pelos cabelos. Elaine fica doooida! Estoca-a na xana apertada. Exclama-a:rn- Amor... Que boceta quente... Apertada! Parece um forno!rnElaine, sentindo seus melões deslizar sobre o lençol úmido, sussurra-o:rn- Que pau delicioso... Come sua bonequinha, bebê! Come...rnGuto mexe seu pau sem tirar de dentro. Suas coxas peludas pinicam-na. Ele aperta-a no ânus... Acarinha-a no buraquinho! Gemem. Ela massageia o clitáris e a vagina. Roça, a ponta das unhas francesinhas, no corpo escorregadio do pênis e no saco que balança. Agita seu clitáris e, sem demorar, goza novamente sentindo penetrações nas entranhas. Guto está ofegante. Boca seca. Diz, gemendo, para sua mulher:rn- Amooor... Eu vou gozar! Que delícia...rnElaine, imediatamente, afasta-se retirando o pênis da xana. Vira-se para a beira da cama. Fica de quatro e diz:rn- Amooor... Goza na minha boca! Eu quero sentir...rnA boca dela abre e a língua insinua-se para o membro dele. O pau treme ao compasso das contrações. Está melecado do gozo da xaninha dela... Esbranquiçado! Elaine engole-o. Logo, jatos de espermas quentes inundam a boquinha macia e quente. Ela chupa. Engole espermas. Um pouco escorre pelo canto da boca. Caem sobre o piso do quarto. Pingos de suor sobre o chão. Elaine beija-o na barriga e abraça-o pelo bumbum. Deitam-se na cama. Acarinham-se. Beijam-se de língua. Ficam abraçados e descansam saciados. Adormecem.rnPessoal, por hoje é sá! Fique em paz e obrigado pela leitura. Beijos.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos De maridos q empresto a esposacontos eroticos de sobrinhas impresionadas por tamanho da rolacontos eroticos minha mulher apanhacontos eroticos viadocontos/ morena com rabo fogosofotos da minha mulher gulosarelatos eroticos tornado femeacomo supa a boceta ligada tonadocontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhascontoseroticos irmoes e irmã no assaltofotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetagozando pelo cu contos eróticoscontos eroticos bolinada no onibuscontos linguada homemconto erotico mamae viu eu comendo o papaiVer fantasias de homem no xvidioNo motel os dois cabaços das duas amigas da minha filha conto eroticomulher sendo comida por garotaocontos eroticos sou viuva tenho um sobrinho novinhoque cunhadacontos eróticos irmãDelirando na pica do irmão contoscontos eroticos com fetiches absurdoschantageei e comi a secretariaconto erotico fiquei com o cuzinho bem arrombado e cheio de porracontos d flanelinhas fudendo pesado com mulheresconto negro taradoseduzudo e fudido contos gaycontos anal de mulher virgemcontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolaempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhoMe Estruparam No Banheiro da escola contos eroticos gaysgostosa gordinhas tirando cabeçacontos papai descobriu que sou boqueteiraler contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandoContos de shemales taradas e safadas do pau gostosos.porno amador em festinhasparticularesmulher de viajante contos eróticos gang bangenrabada pelo meu filho especialcontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentocontos eroticos festa a fantasiavidio muher trasa com homen com pido pequenovídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandoHistoria de contos de sexo vovo mamouIncesto erotico eu com 13 anox minha madrinha me sedusiahome dar cu usano calcianhaconto erotico travesti na padariacasada recebe proposta indecente contosuma médica v**** chupando pinguelo da pacientecontos de uma morena malhada do rabao casadaconto meu tio encheu a b********relatos eroticos sodomizada em assaltocontos comi minha alunaesposafoi.encoxadaConto eroticos tia casada ver sobrinho batendo punheta no guartoconto erotico de entidas e gravidaAgarrando o pênis com tesãodando o cu contoslingua passeando xoxotaporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaotrai meu marido e ele ainda me chupou contodado pro tio na fazenda, conto gaycontos eróticos - praia de nudismocontossexo minha dentistacorno assumido da igreja contos eroticoscontos eroticos marido liberado a esposa e filha p patraoContos me exibindoConto erotico incesto crenteFodida no baile funk a força contosvideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhaContos eroticos comadreconto erótico gay comi meu irmãogoza muitorapidamente na sogrameu marido viajou peguei o carro paguei travesti contoscontos meu namoh me cmeu