Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU LOURA GOSTOSA NA AFRICA 4

EU LOURA GOSTOSANA AFRICA 4 rnrnBom, como eu contei antes, eu estava oliando os caras jogando futebal: detesto futebol, mas gosto de ver os jogadores suados e correndo atraz daquela bola. Fiquei alì mais ou menos 19 minutos quando um cara me perguntou se eu nao quercia ir ver o jogo sentada. Aceitei e me sentei em um bar onde sa tinha homens. Uma maravilha! O jogo estava demorando muito e eu disse quei ria para casa. O cara me perguntou se eu nao quercia beber uma uotra cerveja e depois ele me levaria para casa. Eu disse que sim e continuamos a beber a cerveja. Na berdade ele era o dono do bar e o filho dele trabalhava là tambem. Antes de acabar a cerveja ele jà percebeu que eu estava querendo cacete atè porque eu nao escondo o meu eterno desiderio de ser fodida. Ele me pegou pela mao e me levou para ver o ?deposito? de bebidas. Chetando là eu mesmo fechei a porta e abraçei ele. O cara jà estava de cacete duro. Nãs nos beijamos e ele logo logo passou a mao na minha bunda e rasgou a minha calçinha. Comprei muitas calçinhas na Africa! ME ajoelehi e chupei o pau del eque nao era muito comprido mas era muito largo e bem gordo mesmo, mas era super duro. Eu nao conseguia fechar a minha mao quando eu segurava o pau dele. Depois ele me colocou coma s maos emcima das caizas de cerveja, mandou, puxou meus cablos e com o mesmo braço ele empurrou a minha coluna para baixo. Fiquei com as costas doendo e a bunda bem empinada. Abrir as pernas e ele começou a pincelar a minha bucetinha molhadinha e rosa com o cacete dele. Senti que ele parou bem na entrada da minha rachadura e devagarinho foi deslizando aquila raiz preta dentro. Eu sentia a minha xota abrir e senti uma dorzinha gostosa. Ele entrava devagar, mas nao parava. Eu começei a suspirar de dor e de tesao. Quando ele chegou atè o fim colocou os dois braços por debaixo dos meus e me segurou pelos ombros e ai empurrou mais ainda atè que nao tinha mais nada para entrar. Começou a foder gostoso e devagarzinho e a passar a mao nos meus seios bem branquinhos. Aquelas maos super negras no meu corpo me deixou com um tesao tao forte que eu pedi a ele para foder mais forte. Ele me respondeu que era ele que comandava e que ele fazia o que ele quercia. Fiquei mais louca ainda. Homem tem que ser assim. Eu estou alì para isso e quero ser usada mesmo. Quando ele me alargou bem, ele começou a foder mais rapido e forte. As caixas de cerveja começaram a se mover pois eu nao consegui ficar em pè direito e me apoiava nelas. Ele me segurou pelos quadris e mandou ferro na filandesa. Porra que pica gostosa. Que macho. Que animal do sexo. Eu ali aberta para ele e ele me usava come quercia. SegurandoPelos meus cabelos ele me madou outra vez abaixar a coluna e eu obedeci logo. A minha bucata ficou mais esposta e mais aberta para ele sem nenhuma defesa. O cara ai ficou bem aggressivo do jeito que eu gosto e fudeu com toda força. Eu jà tinha gozado no pau dele e estava para gozar outra vez. Ele percebeu e me disse ?goza nesse caceter preto sua puta branca. Eu vou te enche de porra africana.? Me disse isso bem no meu ruvido colocando a lingua dentro e eu nao guentei. Dei uma gozada tao forte que a minha bucata doeu! Ele percebeu que eu estava gozando porque quando eu gozo eu tremo toda e ai ele gozou tambem. Me enche a bucata de porra cremosa. Tirou o pau da minha xaninha e mandou eu limpar ele. Me ajoelhei na frente dele e começei a chupar. Comecei a recolher com a mao o gozo dele que saia da minha bucata e colocava no pau dele para eu lamber. O contraste do pau preto com o gozo branzo è lindo. Um cheiro de macho da zorra! Lambi todinho, lambi minhas tambem. Atè quando ficou mole eu ainda estava lambendo. Depois coloquei o pau dele na cueca, ele deu um sorriso e eu me vesti sem calçinha. Ficamos conversando um pouco no ?deposito? e eu perguntei se o carina trabalahndo là era o filho dele pois paremia come le. Ele disse que era e me perguntou se eu queria transar con ele tambem. Eu eu certamente nao posso dizer que nao. Puta nunca diz nao! Ele me disse para esperar. Eu entri num banheiro super sujo, me lavei e esperei o carina que era alto 190cm. Jà me imaginava a ppica dele esperei que fosse gorda como a do pai e comprima como ele.rnO carina era muito jovem e nunca tinha feito sexo. Quando ele entrou me disse muito educatamente: ?Meu pai disse que a senhora quer falar comigo.? Eu disse a ele que hostaria que ele me fizesse um favor. Ele estava de short. Cheguei perto dele e me abaixei. Tirei o short dele e o pau estava mole. Meti o pau dele na minha coba e em 2 segundos o cacete do carina jà estava durissimo e nao cabia nem a cabeça do pau dele na minha boca. Um sonho! Ele nao disse nada. Eu fiquei lambendo ele e tentando meter aquila cabeça na minha boca em menos de 1 minuto o carina deu uma gozada cremosa cor perola na minha cara e eu tomeu um banho de porra. Deu atè uma gozada bem na minha garganta. Lambi tudinho, deixei tudo limpinho. E perguntei a ele se ele gozava sempre assim tao rapido. Ele disse que nao mas era a primiera vez que ele fazia sexo. Ai eu disse a ele que hostaria que ele fizesse uma segunda e uma terçeira vez. Ele concordou. Depois de 5 minutos o carina jà estava pronto. Eu eu tambem. Eu nasci pronta e vou morrer pronta! Eu me deitei no chao e disse a ele faça o que voce quizer. Ele abriu minhas pernas com agressividade e enfiou tudo dentro. Deu um gritinho e ele me disse que era isso que ele queria. Ele queria violentar uma mulher branca. Eu disse a ele para bomber com toda força. O cara me comeu como um animal selvagem. Eu gozei e ele tambem encheu a minha bucata. Continuou a metter na minha bucata mesmo depois que jà tinha gozado atè quando o pau ficou mucho e saiu de dentro como o pau do cavalo sai da cavalla. Eu estava contente e ele tambem. Fui me lavar e ele tambem. Depois bebi mais uma cervejinha e depois de meia hora ele entrou outra vez no « deposito ». Eu segui ele e quando ele me viu me disse logo. Vou comer seu cù abra a bunda. Eu passeu um lubrificante poi o cacete dele era enorme e ele sem pensar duas vezes foi enfiando. Doia como a porra mas ele era mais forte e meteu tudo. O cara pareceia estar com o diabo no corpo. Eu estava com certeza! Ele me comia em todas as posiçoes e me dizia que eu era gostosa e que queria o meu telefone. Quando ele me colocou no chao coma s pernas nos ombros dele eu pude ver aque corpo meio muscoloso mas naturalmente malhado fiquei louca. Abri minhas pernas 180 graus e ele meteu o cacete. Me senti como uma egua dando o cù para um elefante. Ele gozou no meu cù e como sempre continuou metendo atè eu gozar. Nos lavamos e eu prometi a ele que ligaria para ele. E ele me prometeu que me faria conhecer uns amigis. Sai de la toda arrebentada e cheia de dor, ams muuuito [email protected] rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos meu genro me comendocontos eróticos di mulher tou com fome.di picadistraida de calcinha mostrando os pentelhocontos siririca praiaapalpadinha na bunda.contoRex dando o cucontos eroticos lua de melConto erotico vizinha bobinhacontos eróticos gay esfregacao entre pai e filhocontos de adolecentes escultando.adultos tranzacontos eróticos minha bundacontos erticos de ninfetascontos Surpreso em ver tia sem calcinhacontos eróticos esposa queria descobrirconto erotico mendiga carentecontos eroticos com giuliaContos estupros esposa e maridodona redonda arreganhado o cuzaocontos pornôs enteada vira égua da madrastacontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negroscontos meu marido com dor de barriga e eu trepamdo com negaodepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalTia chupou todinha de pernas abertasconto fudendo minha comadriContos e fotos de gozadas nas calcinhascontos esposa com velhoGozei dentro da xereca peluda da minha vizinha coroa enxutamae desfilando de calcinha fio dentalConto ui ui mete paizinhosarrando na pica com short cavadoconto irma dormindomoleque no ônibus contos eróticos gaycontos gays - sou escravo doMulher trepano so com caralhudoscontos sodomizada por dinheirocontos eróticos, gosto de sentir o esperma escorrendo dentro do meu cupornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadasconto meu cu não voltou normaljogo de puta buçetadacontos ela da a bundaconto erotico chantagiei a esposa do meu funcionárioconto minha esposa fez a minha cunhada virar nossa escrava de sexocomi minha cunhada fabiana - contos eroticoscontos eróticos, esposa safada, puta dos patrõesIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eroticos peguei meu marido chupando os peitos da prima delecontos eroticos com coroa taradoiniciando um cuzinho virgem contosConto erótico mãe filha cachorracontos porno.vendeu o cucontos eroticos anal iniciando minha filhinhanovinha.da.favela.com.amiga.olhando.homem.tocar.punhetacontos pornô casal fudendo com a empregadinhacontos eróticos ela me odiavavelhos acabam com as tetas da vadia de tanto mamar contosconto eu so queria que minha mae batese uma punheta pra mimContos er no carro do papaiarrombou minha bunda contosContos eroticos chamo vitoria dei pro meu cumhadoconto erotico sentado no colo baicha saiaconto em uma viagem de onibus comeram minha esposatravesti Juliana de primo metendocomendo e falando sacanageme gozando contoscontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicopresenciei minha esposa me traindoeu conto Meu marido saiu meu cunhado me comeucontos de mulher transando com negão p******chupando o patrão contos eróticosbucetinha virgem bem pequenininho viscosacontos servente de pedreirocontos eroticos meu primo mauricinhoconto a velha bundudadia dos namorados incesto contoConto cafetao de madame casadacontos de coroa com novinhocontos eróticos mamãe titia e meu primosogra morena dos peitinhos pequenoscontos com filha da esposaconto gay fodi o namorado da minha irmacasa dos contos eroticos/padresMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,mulher gozando a um metro de distansia e mijandocontoincestocolo