Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MULHER MIJONA

A vida da gente é mesmo uma caixa de surpresas temos que estar preparados pra tudo e pra todos nunca saberemos o que iremos encontrar pela nossa frente principalmente na parte sexual.



Deixe eu me apresentar antes de narrar o que me aconteceu há 2 meses atrás.

Me chamo Vagner, tenho 34 anos e sempre adorei uma aventura sexual gosto do imprevisível é por isso que não para de buscar sempre novas aventuras é muito gostoso acordar no outro dia lembrar e dizer não acredito que fiz isso ou que ma aconteceu aquilo isso me faz sentir mais vivo.



Estava em casa sem fazer nada até porque minha mulher estava de férias pro interior. E foi quando uma amiga colorida que tenho me ligou me convidando pra ir num barzinho com mais sua colega e já que estava sem fazer nada topei de imediato

Foi ai que ela me apresentou Mara desde a primeira vez que a vi fiquei fantasiando mil coisas Mara é loira, 37 anos, 1, 63, 48 kilos uma mulher num corpinho de menina e isso bastou fiquei com um tesão enorme.



Nos apresentamos e fomos para um barzinho Country, eu como não sei dançar fiquei sá assistindo Mara e minha amiga dançando, até que Mara de tanto insistir acabei topando dançar, foi o que eu precisava para me aproximar mais dela, meu tesão era tão grande que acabei ficando excitado ao sentir sua mão encostada em minha costa foi quando abaixei pra pedir pra para mas com a proximidade de nossas bocas o beijo foi inevitável e incontrolável, deixamos nos tomar com nossas bocas úmidas e quentes aquele beijo também revelava uma atração de Mara que mais tarde seria revelada.



Bebemos e beijamos durante um tempão, até que minha amiga nos disse que tinha um motel bem na rua de trás do barzinho, olhei para Mara e com um olhar de cachorro vira-lata disse.

- Vamos, e ela meio sem graça aceitou.

Chegando ao quarto pude percebe que Mara estava com muita vergonha

Fui tomar banho e a convidei para ir também, a vergonha dela era tanta que eu mesmo a ajudei a tirar sua calça.

Mara me disse que estava meio sem jeito porque apesar de me achar interessante, jamais pensou em ir comigo pra cama no primeiro dia e que pra ela era tudo assustador mais excitante também, foi quando já estava terminando de tirar sua calçinha e me deparei com uma bucetinha toda raspadinha, com os lábios bem grandes e rosados era uma gracinha de buceta.



Tomamos aquele banho gostoso, peguei Mara no colo e a levei até a cama, retirei sua toalha e ela mal podia me olhar tamanha era sua vergonha, pedi pra ela relaxa senão não iria conseguir aproveitar.



Cai de boca nos seus seios que eram perfeitos e fui descendo com a língua passei pela sua barriquinha, onde percebi que ela sentia um grande tesão e foi quando cheguei à sua bucetinha onde chupei por uns 20 minutos pra ver se ela gozava na minha boca, mas pelo seu nervosismo ela não iria conseguir, partimos para um 69 foi quando me deparei com um cuzinho lindo todo lisinho mandei minha língua nele percebi que Mara se torcia de tanto tesão e me pedia pra parar. Começamos num papai-mamãe e fomos para na mesa, me tesão era tão grande que acabei deixando vários hematomas de tanto apertar Mara, foi quando percebi que ela queria brincar um pouco me jogou sobre a cama e me mordia inteirinho sentada em meu cacete num movimento continuo subia e descia até que percebi que seu gozo escorria pelo meu cacete, e Mara não parava de gozar foi quando percebi que ela também alem de gozar estava fazendo xixi ao mesmo tempo.



Tentei me levantar mais a sensação era estranha que ao mesmo tempo era gostosa foi quando Mara aumentou seus movimentos e ao olhar sentir uns respingos em meu peito que chegavam até meu rosto foi ai que me dei conta que ela já tinha me dado um banho de xixi e gozo misturado e gozei alucinadamente.



Ficamos uns 5 minutos nos recuperando do nosso êxtase, pois eu não acreditava no que tinha me acontecido foi uma sensação tão indescritível que pedi a Mara que da práxima vez queria que ela fizesse xixi no meu rosto.



Tivemos que retirar todas as roupas de cama pois, todas tinham sido molhadas, foi quando pedi para comer seu cuzinho e Mara me revelou que seu cuzinho era virgem e que seria melhor deixar para a práxima vez. Mas isso eu conto no práximo relato.



[email protected]









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos meninas rabudas e rabudoscontoseroticoscommaridoleitinho do padrinho contos gaymeu corpo que era devastado pelo seu pau ainda duro contos eróticos contos amante travestihetero dando a bunda contomamando no titio contos gaycontos de fingindo dormirna buceta da velhinha contos eróticoseu sempre quis,contos eroticosContos eroticos cheirando calcinhas de vendedores no banheiroContos de Puta que pra ela so dava rolao cavaloxvidio travesti ta duendoMeu Rabo me fazvideos de garota sendo desvirginadas do cu e buceta elas chorando e gritandoeu confesso incestocontos safadezas com a tia casada inrrustidaeu confesso incestovídeo de pornô do metendo vendo a sua beleza ela me chamehome acordo de manha com uma bela chupada do pauO reencontro entre prima e primo minha paixão conto eroticocontos eroticos casal voyeur sem quererConto papai mg fudeu de jeitoContos bct larga adoroonora dando pro sogrocontosminha tia se masturbano emganto eu durmome cumera porque tava sem calcinha negros cotosporno com homens vestindo as calsinhas abertas em baixo de rendas brancas ese mastubado com elascontos eroticos primeira vez de coroa rabuda de cornomeu pai na minha buceta contos novoscomtos eroticos o velho tarado do elevadorContos minha doce sobrinha melcontos eroticos submissa meu dono cortou meu grelogostei de ser enrabadoContos escrava sexual do patraosadico estrupo prima contos reaisRespira fundo e relaxa que vai entrar no seu cucontos virei cadelinha assumidiContos me bateu e comeu minhaconto minha mae e eu e seu cu que bundaContos supreendida pelo novinhoPorno conto filha mama pai desde pequenatransei com meu sobrinhoContos quanto o cu quentaconto erotico mae coroa tia coroa filho novinho juntopelada e o cu melado de manteiga no corpo inteirootitiu comendo a sobrinhacontos transei com minha mae gostosa peituda no banhocontos gays meu cuzinho me chamava de festacontos eroticos com fotos travesti pausuda arromba loira casadacomer um cu contos eroticoscontos eróticos dei ele chupar meu seio no meio da pista de uma boatecontos vizinha feiatendo orgasmo de havaianas contoscontos minha mulher transava e me beijavaviciada em boquete chupo pau mole contoscontos gays adoro cheirar uma rolaamor olha o estrago ! Falou minha esposa com o cu inchado que o amante comeucontos de comi o cuzinho da irmã na banheiraContos a amiguinha fielContos eroticos iniciando as meninascontos eróticos no elevadorcontos de incesto de maes treprando com filhosPeguei o amigo d meu esposo cheirando minha calcinha meladinha,contos eroticoswww.contos de gozadas na marracontos pego batendo punhetasurra vaginal amordaçada contoconto erotico arrombei o travesti do baile funkContos erotico menina de nove anos no bosquecontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinhocom jeitinho meu filho me convenceu a chupar seu pauestrupei minha tia-contoseroticos