Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UMA LOIRA POR ACASO

Tenho 23, e trab com moto entrega de casa de comidas típicas, esse caso q vou contar aconteceu qdo tinha 21 em uma entrega que fui fazer num bairro distante... qdo voltava para o restaurante, passei por uma mulher loira sentada num banco de uma praça com um vestido preto e consertando o sapato que parecia quebrado, logo mais na frente tinha uns boys com uma cara muito estranha parecia q estavam de olho na mulher, querendo ajudar, parei e perguntei a moça se ela estava bem, se precisava de ajuda, ela me olhou de cima em baixo e parecia que já tinha tomado uns goles mas estava consciente, ela disse q estava numa festa e queria ir embora e suas amigas não quiseram, ai ela resolveu ir sozinha, sá q não achou ponto de ônibus e nem ônibus, pois já era tarde e os ônibus demoram a passar, acabou quebrando os saltos e tava com medo resolveu parar e esperar algum táxi passar, perguntei se ela queria carona, q podia ficar tranquila q eu queria sá ajuda-lá, dei o tel com o cartão da loja e ela podia ligar pra lá e perguntar alguma coisa sobre mim, ela disse que não precisava e que ia comigo pq tava com muito medo, e disse q chamava joyce, e conhecia o restaurante, ela morava perto de lá, qdo ela levantou do banco que eu fui perceber como era linda uma loiraça, uns 1,70 olhos claros e um cabelo liso batendo na cintura, com mais ou menos uns 24 anos, muito gostosa e ainda mais naquele vestido preto de alcinhas, perguntei se não tinha problema em passar no serviço comigo, disse que não se não tivesse problema pra mim, ai coloquei a mochila de entrega pra frente de mim e fomos no inicio fiquei feliz por ela ter aceitado pq ela podia ate chamar a policia pra mim com medo ou sair correndo, no inicio senti que ela estava bem afastada, mas depois senti sua mão bem geladinha na minha cintura, qdo cheguei no restaurante os caras olharam pra mim com aquela cara de surpresa “ue vai entregar comida e volta com um avião”..rs

Já tava quase na hora de ir embora e pedi meu chefe pra me liberar, pra eu levar ela em casa, ele disse que não tinha problema, fui levar ela em casa, chegando la era um apartamento, me pediu pra subir e tomar um café, que queria agradecer pelo q fiz, eu disse que não precisava q so fiz pq achei q era perigoso ela ficar ali sozinha naquela hora, ela insistiu e acabei aceitando, entramos pela garagem, subimos e ela já foi perguntando se eu era casado, respondi q não e perguntei o mesmo respondeu q já fora e q não era mais, entramos no apto e sentei na cozinha, ela preparou um chá e ficamos ali conversando até, ela pedi licença e ir no seu quarto, qdo voltou estava mais linda ainda, tomou um banho e voltou com uma camiseta preta e uma calça de moletom e deu pra mostrar seu umbiguinho uma delicia com pelinhos loiros, fiquei excitado ainda mais, ela sentou perto de mim e começou a falar sobre ela, ate chegar no ponto que ela queria um dia fazer uma coisa bem excitante que nunca tinha feito... eu fiquei meio sem jeito e perguntei u q seria no caso, ela respondeu sei lá, algo bem gostoso que não tinha feito ainda, tremi na hora, ai ela começou a mexer nos cabelos e me perguntar se eu achava ela bonita, claro que sim eu respondi, então ela pegou em minha mão e colocou sobre a sua e começou a alisar, arrepie todinho e senti que aquela noite ia ser demais, puxei ela pela cadeira e comecei a beija-la, como beijava gostoso, um beijo de apaixonar mesmo, coloquei ela no meu colo e ela começou a rebola em cima do meu pau, rebolava igual cobra na areia quente, gemia bem gostoso, mexia bom demais, eu tava ficando louco, tirei sua blusa ela tirou a minha e comecei a chupar aqueles peitos iguais duas maças cabia direitinho na minha boca, chupava e mordia o biquinho e ela virava pra trás igual se tivesse montando um boi bravo, pegava na sua bunda toda empinada, mordi ela todinha e ela chegava a urra no meu ouvido nossa tava uma delicia, de repente ela levanta tira toda minha roupa e vira pra mim sua bunda e começa a rebolar tirando sua calça pra minha surpresa a gostosa não tava de calcinha, hummmm q delicia nunca tinha visto nada igual, aquela marquinha de biquíni dela era uma coisa louca, tirou tudo e virou pra mim e abaixou e começou a pagar um boquete meu pau já tava igual um ferro, ela chupava com gosto, engolia tudo, lambia meus saco, colocava tudo na boca, disse a ela q não tava aguentando que ia gozar, ela respondeu goza goza em minha boca seu cachorro safado, goza na boquinha da sua loira, qdo ela menos espera gozo aquele jato todinho na sua boca, ela quase engasga com tanta porra na boca, lambuzou a sua boca toda ela não deixou escapar nem uma gota, engoliu tudo, e ainda ficou a me chupar igual uma bezerra, levantou abriu as pernas e sentou no meu colo, sua xana já tava encharcada, posicionou meu pau segurou bem na portinha da sua xana e de uma vez sá sentou em cima com todo seu peso e força, na hora chegou gritar um grito bem gostoso, ate eu gritei na hora, ela cavalgou em meu pau com um vai e vem forte parecia que ela não tava em cima de um cacete duro, eu segurava na sua bunda e via todo o pelinho do seu corpo arrepiado, ela disse que ia gozar e gozou me apertando e dando um grito q acordara muita gente no prédio, depois de gozar ela olhou nos meus olhos me beijou e disse q queria mais, levantou e sentou na bera da mesa levantou as pernas colocando no meu ombro e me pediu pra xupa-la, chupei aquela xana todo gostosa com pelinhos meios loiros, chupava ela e ela gemia, apertada a mesa segurava firme ate gosar na minha boca, falei q ninguem nunca tinha gozado na minha boca, que era uma delicia, ai virou de costas e me sentrou na cadeira, veio e sentou como se fosse sentar na cadeira, sá q ela queria na bundinha e me pediu pra ir devagar, pq não tinha costume de fazer atrás, coloquei bem na portinha e ela veio pra trás sentando no meu cacete, começou a entrar e foi entrando tudo ela olhou pra trás e disse nossa como ta tudinho lá dentro to toda arrepiada e pediu pra levantar garrado nela e escorou na mesa e pediu agora vem danado come o cuzinho da sua loira safada, comi, comecei a bombar ela todinha a mesa balançava toda nessa hora já não tinha dor, bombava com toda pressão sentia suas pregas abrindu cada vez mais, ela tava doida, pedia forte e mais forte, disse q queria gozar sendo penetrada pelo anus, ate que gritou ai to gozando que delicia hum, e começou a sorrir dizendo que nunca tinha feito assim tão gostoso q nunca gozou assim, continuei a bombar naquele seu cuzinho delicioso, e disse q ia gozar dentro dela, gozei e encharquei sua bunda e deixei um arrombo naquela bunda, sentamos na cadeira e ficamos olhandu um para o outro fomos pro banheiro tomar um banho e depois conversamos sobre muita coisa, até ela me chamar pra ir deitar com ela, dormimos agarradinhos e a partir dali ela passou a ser minha namorada, depois disso teve coisas que contarei depois...



E longo mais muito bom e real...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos dei pra dois caras no cinema e depois um travestiassistir o video completo socando o anchinho no cu e na buceta da mulherContos mae da minha namorada perguntou me punhetoContos eroticos de esposa na estradaconto erotico corno puta e paiVem amor segure a rola dele para eu sentar em cima, vem meu corninhocontos eroticos peguei minha cunhada dormindocomi minha prima no esconde-escondecontos cunhadas gostosasConto ui ui mete paizinhocoleguinha liberal gay contoscontos de incesto por chantagem do filho com a maetirei o cabacinho do viadinhocontos eróticos de bebados e drogados gayseu sou o viadinho do meu cunhado contos eroticosrelatos minha esposa dando a bundinha eu chupando a x******ela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cucontos de coroa com novinhocontos eroticos comendo a macaquinhacontos eróticos gays irmãosmulher batend sirica at espirarconto trepei filinha amiguinha 11aninhoswww.ver contos eroticos de mulheres de 29 anos tranzando com os seus vizinhos de 18 anos.comMãe mamando pau do filho contoseroticosmeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposacontos erotico chantageada pelo meu padraocomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualcontos eroticos incesto vovôsera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videoContos de sogras velhas crentes rabudas dando o cuentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacientePornofamiliacontosvou castigar seu cuzinhocontos eroticos transei com uma mulata cavalaconto de desmaiei com a pica grande no meu cuzinho apertandoconto filmaram minha esposacontos eroticos presidiocavalo pampo aregasano a boceta da mulherContos erótico filhinha gosta de mamar picaConto de Suruba no cinemacontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cupornodoido transando na frente dos outros discretamentecanseira. contoscontos traição no bailemulher crente traindo o marido conto eróticoconto viúva fogosamae coroa mechama pra viaga com ela e durmo com ela insexto gostosa pornocontos de afilhadacontos de corno esposa com dois e comendo cu do esposoconto: crente safada da ccb em swingcontos dormindo com a tiamelhorescontos eróticos gosando pelocuconto da safada deu o cuzinho na caronaprimos e primas transando enquanto os pais saíram totalmente Pelotasrelatos eroticos minha esposa baixinha e seu tio dotadocache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"mulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigacontos vizinha loira meninavideo safadecahomem comeno a espoza de pois asogracontos eróticos homem velho casa caipirinha novinhacontos eroticos comendo uma carcereiragay fica frocho cu com duas rola gradi no cuContos eroticos duas rolas lindas mas perversas lascaram cumeu filho quis ver eu mostrei contos incestocomi a buceta da minha irma enquanto ela dormia contosconto erótico eu e meus primos nu no lagom primoporno gay contos oQuando a mulher goza a vagina fica babenta?fotos de relatos de nora transando com sogro no sul da BahiaSexo com a tatuada contoconto erótico o capataz tarado pelo viadinho de calcinhacontos sou puta e insaciável por rolacadela piscando em uma metendo picamarido libera esposa para pagar o aluguel contoContos eroticos tristeza primeira vezfiz a vadia sentir dor contos eroticos