Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DE TANTO METER COM MEU IRMÃO EU VIREI PUTINHA

Oi, meu nome é Priscila; você já deve me conhecer de outros contos narrados pelo meu irmão, o Eduardo. Pois ele adora contar para todo mundo as nossas transas. Logo depois que eu iniciei a minha vida sexual com o Du e a minha irmã mais velha a Renata, eu quase terminei tudo com o meu namorado, pois ele é uma pessoa muito tímida e não toma nenhuma iniciativa mais ousada; Me levar para um motel eu sei que é difícil, pois eu sou menor de idade, mais pelo menos em um lugar deserto ele poderia me levar, né? isso ja estava me deixando sem paciência, talvez por medo de me magoar,sei lá, nás chegamos no máximo em uma punhetinha que eu bati para ele, mas ele gozou rapidinho e achou o máximo, mal sabe ele que agora eu já conheço tudo de sexo!!! Aquele papo de dar uma chupadinha ele nunca mais falou nada, porque da primeira vez que ele me pediu eu recusei prontamente, já que eu não sabia como era bom. Mesmo assim nás continuamos juntos, sempre saímos para passear nos shoppings, cinemas e algumas baladas, todas as noites quando ele me leva para o prédio onde eu moro, nás ficamos dando um amassos dentro do carro, sempre que eu percebo que ele está de pau duro eu faço um charminho pra dificultar as coisas e para ele não achar que eu sou uma putinha, rssrrrsss... Quando eu entro no prédio que tem uma escadaria de uns vinte degraus até chegar na portaria, que tem uma pequena guarita com os vidros totalmente filmados, e sá tem uma pequena abertura no vidro; Eu cumprimento o Sr. Antonio e entro no prédio que tem um corredor de mais ou menos dez metros até o Hall dos elevadores, já que eu moro na cobertura. Outra noite quando eu cheguei por volta das 23:00hs. e cumprimentei o Sr. Antonio eu percebi que ele deu uma abridinha na porta da guarita e ficou olhando enquanto eu esperava o elevador, achei meio estranho mais não liguei, sá que este fato se repetiu por várias vezes, sempre que eu chegava a noite e ficava com o meu namorado no carro, eu ficava com a sensação de que o porteiro ficava olhando nás de dentro da guarita, isso foi mexendo com a minha imaginação, e quando eu subia as escadas ele sempre ficava me olhando, até que um dia eu resolvi perguntar para ele se havia chegado uma correspondência para mim, já que todas elas são distribuídas por ele, eu o surpreendi abrindo a porta da guarita adruptamente, ele tomou o maior susto e fez um movimento bruto como que escondendo algo; Ai eu tive certeza que o sem vergonha do Sr. Antonio ficava batendo punheta enquanto olhava para mim e o meu namorado no carro. Ele respondeu com a voz tremula que não havia chegado nada para mim, nem ao menos procurou, eu agradeci subi para casa, confesso que muito curiosa para saber o tamanho do pinto daquele coroa. Que loucura eu pensei comigo mesma. Num sábado a noite fomos para uma festa na casa uns amigos, eu, meu namorado, a Rê também foi com o namorado dela, cada casal em um carro, a festa não estava muito boa para mim pois não tocava Funk e nenhum som mais agitado, e eu resolvi voltar para casa por volta da 01:00h da madrugada, fiquei no carro com o meu namorado até umas 02:00hs, eu estava mais preoculpada com o Sr. Antonio do que com o meu namorado, Eu me despedi do meu namorado alegando que estava muito cansada e fiquei esperando ele virar a esquina para subir, logo que percebi que o Sr. Antonio estava olhando para mim eu resolvi perguntar para ele novamente da correspondência, e abri a porta novamente, desta vez parece que ele já estava preparado e não tomou um susto, pelo contrario ele deu o maior sorriso e perguntou o que eu queria aquela hora dentro da guarita dele, eu perguntei sobre a carta, e fiquei olhando para ele que deu uma afastada com a cadeira para olhar em um monte de cartas; Ai quem tomou um susto foi eu, ele estava com o pinto para fora da calça e não fez questão nenhuma de esconder, o pinto é enorme, talvez até maior do que o do Du, bem grosso e cheio de veias, e como não poderia deixar de ser, estava muito duro e com a cabeça enorme que até brilhava; Ele procurou por um longo tempo e disse que achava que não tinha chegado carta nenhuma para mim, mas que se eu quisesse eu poderia procurar em uma gaveta na mesa em que ele estava sentado; Eu fechei a porta atrás de mim e já toda assanhada perguntei...  Qual gaveta??? Ele disse...  esta aqui; E apontou para a gaveta de baixo do lado esquerdo, lado em que estava apontado o pintão dele; Eu já fui me abaixando e abrindo a gaveta que estava cheia de papeis, eu comecei a mexer nos papeis, mais não tirava o olho daquele pinto enorme a menos de dois palmos do meu rosto; Ai, eu não resisti e perguntei....  Sr Antonio, Porque o teu pinto tem tantas veias assim????? Ele respondeu...  Não sei meu bem, talvez seja porque eu estou com um problema com ele. Eu olhei para o rosto dele e perguntei....  Problema, que tipo????  Desde que a minha esposa faleceu a um ano e meio que eu não consigo gozar mais, ele fica duro assim direto mais eu acho que eu estou seco.  Um ano e meio sem dar uma gozada com um pintão deste, não acredito.  pode acreditar, não tem jeito. Ai eu perguntei toda nervosa....  Posso tentar???? Ele sá deu uma esticada pra trás e disse....  Lágico meu bem.... Eu peguei aquela ferramenta enorme e comecei a apertar e a punhetar, eu fazia isso e olhava pro rosto dele com carinha de puta e de boca aberta, eu comecei a punhetar bem rápido com uma mão e alisava a cabeça com a outra; Ai ele disse...  Ta doendo, a cabeça ta muito seca. Eu nem pensei, enchi bem a boca de saliva, e coloquei aquela cabeçona na boca e molhei bem, e voltei a punhetar; Quando ele percebeu que estavam subindo as escadas, a família do Sr. Augusto que mora no 4ª andar, ele disse....  Se abaixa mais se não eles vão te ver. Eu praticamente entrei em baixo da mesa, mais não largava do pinto dele, e para piorar o Sr. Augusto veio conversar com ele....  E ai Toninho, tudo bem por ai???? Ele tentou ser natural e respondeu.... - tudo bem!!!! - O Senhor sabe se vão lavar a caixa dágua neste fim de semana????? Quando ele perguntou isso eu coloquei a cabeça do pinto dele de novo na boca e dei uma chupada bem forte.... Ele conseguiu responder....  com certeza absoluta!!!! Para encurtar a conversa; E o Sr. Augusto enfim foi embora; Ai o Sr. Antonio me deu uma bronca...  Você esta louca, quase que ele percebeu porra!!!!! Eu disse....  É isso mesmo que eu quero, e continuei a punhetar e a chupar o pinto dele, eu nem me importava com o tempo, estava uma delicia aquela rola; Ai ele disse assustado....  Agora sujou mesmo, a tua irmã esta subindo as escadas; Eu me levantei rápido e ameacei...  Agora o Senhor vai ver.... E esperei ela passar pela guarita, Ai, eu dei uma abridinha na porta e fiz, pssssiu, pssssiu, Rê!!!! Ela olhou para o meu lodo, tomou um susto e perguntou.....  Pri, o que você está fazendo ai dentro menina???? Eu disse...  Entra aqui pra ver uma coisa... Ela veio e entrou... O Sr. Antonio nervoso tinha colocado a pinto dentro da calça e estava com cara te idiota.... Eu disse pra Rê....  O Sr. Antonio esta com um problema no pinto e não consegue gozar de jeito nenhum, Você acredita???? Ela olhou na direção do pinto dele e disse...  Lágico que não, ele sá esta querendo é comer a tua buceta sua boba...  Não é não, eu já chupei e bati punheta pra ele mais de meia hora e até agora nada. Mostra pra ela Sr. Antonio. Ele tirou o pinto pra fora de novo, ela deu um sorriso e disse....  Não acredito, que coroa pintudo. Ela foi chegando perto, pegou no pinto dele e disse....  Eu vou fazer ele gozar pra você ver. Ela caiu de boca e punhetava bem forte. Ela de um lado e eu de outro, nás duas chupávamos aquela cabeçona e ela punhetava. Ela falou...  Chupa forte em quanto em bato punheta.. Ai ela falou....  Acho que vamos ter que apelar, mostra as tetas pra ele. Enquanto eu tirava a minha blusa, ela abriu a frente do vestido dela e pois as duas tetas pra fora também; Ela começou a passar o bico do peito na cabeça do pinto dele, enquanto falava pra mim....  Tira a calça também e mostra a buceta pra ele que ele não vai aguentar. Eu fui obedecendo; Tirei a calça, virei a bunda pra ele e abaixei a calcinha até o fim da bunda e fiquei rebolando. Ele me puxou e começou a chupar os meus peitos que não são muito grandes mas são bem duros e pontudos. A Renata soltou o pinto dele levantou e tirou toda a roupa; Ele fez a mesma coisa, puxou ele e começou a chupar os peitos dela também; Ela olhava no meu rosto, aparentava muito excitada e dava pra ver que ela estava tremendo de tanto tesão; Então ela disse....  Eu não vou aguentar, não!!!!! Eu vou é meter com este coroa pintudo; E já foi se ajeitando com a buceta melada em cima daquela tora enorme e foi descendo agarrada no pescoço dele; Ele abraçava nás duas, chupava o meu peito e apertava a bunda dela pra baixo para que o pinto dele entrasse todo dentro dela; Agora ela cavalgava rápido, tão rápido e alto que aquele pintão enorme chegou a escapar duas vezes de dentro dela, até que ela gozou se apertando muito no pescoço dele e apertando forte o pinto dele com a buceta; Ai eu disse....  Deixa eu tentar um pouco; Ela saiu de cima dele e eu não acreditava, o pinto dele parecia ainda mais grosso e cabeçudo; Eu encostei a minha buceta naquele monstro e fiquei rebolando para que a cabeça entrasse; Ai ele me segurou pela cintura e forçou o meu corpo pra baixo fazendo aquele monstro me encher por dentro. Eu sentia as paredes da minha buceta se alargarem e envolverem aquele pintão maravilhoso; Eu fiquei parada por um tempo para me acostumar depois eu comecei a me mexer em círculos, subindo e descendo bem de vagar; Ele me abraçou, levantou sem tirar de dentro, me deitou em cima da mesa levantou as minhas pernas e começou a socar o pinto dentro de mim; Tirava o pinto quase todo e socava com tudo até o fundo, a cada socada eu dava um gritinho; A Renata sá ficava abraçada a ele e fazia carinhos nos meus peitos; Eu não aguentei mais e gozei me sentindo toda preenchida. Ai a Rê falou.... Sr. Antonio, goza agora na nossa cara; Se ajoelhou na frente dele, pegou no pinto dele e começou a punhetar bem rápido e a abrir a boca; Eu colei o meu rosto no dela e fiz a mesma coisa; Ele colocou a mão na orelha esquerda dela e na minha direita juntando ainda mais os nossos rostos; Ele feixou os olhos e começou a gemer; A Rê punhetava mais rápido e falava....  Goza, se velho safado, goza, goza; Ele puxou as nossas cabeças de encontro ao pinto, deu uma urrada bem rouca e gozou; Os primeiros jatos voaram longe, melo o vidro da guarita, ai ele mirou para os nassos rostos e gozou muito em mim e nela, era impressionante ele não parava de gozar; Nás olhamos uma pra outra e comemoramos....  Nás somos de mais, nás somos as melhores; olhando para o rosto dele que não acreditava que nás duas estávamos ali, abaixadas na frente dele com o rosto cheio de porra e toda feliz por ter feito ele gozar daquele jeito.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


chantageada contoconto erotico chantagieicontos de incestos posando na sogracontos de gay que perdeu o cabaço na adolescênciacontos eroticos abusada levando tapacontos eroticos com menina de 07anos na praiacontos eroticos minha sobrinha comi na minha camacontos cu da minha prima escondido no paiolmeu cu no formato da contosbaixinha bronzeada transando com homem fortaonovinha de 13com peitinhocontos eroticos minha prima esculturalconto erotico incesto sonifero filhaler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludasconto erótico procurando empregotitiatezudacontos veridico de desejo realizadoporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaocontos eu virei puta e amante do meu paif****** a b***** da vizinha gostosa de ladinhoSobrinhas do prazer contoscontos eroticos maes de amigoscomo chupar o pau do meu marido e fazer ele gozar lejeiro e gemer mais que tudoconto erótico pepinojoão cavalo quente contos eróticoscontis eroticos quero mamar no peitinho.Contos eróticos mae do meu amigocontos eróticos de comi a chata da claseContos eróticos no banheiro da escoladormindo com a cunhada contoscontos eróticos de bebados e drogados gaysdoutor esporreando muito no travedtiSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transandoContos gravida chupandoContos eroticos-lesbica plugcontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"contos comendo a menina no carnavalcontos de casais numbar de negaos pau grande maridp felizconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhafobtos trasado com as duastias gostosconto incesto tô gozando na buceta e ela engravidoucontos comi minha sograconto erótico eu tentei resistircontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.Contos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paicontos tia rabuda exibindo calcinha de perna abertaela desmaio contos eroticosrelato de donas de casa cavalawww.porno cuahada virgem estupadaContos eroticos peitudaconto do pedreiropelanca contos eróticoscontos de cú de solteironagarotinho fodinho por adulto contossou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitoConto porno coroa e netiacontos eróticos meu filhocontos de incestos posando na sogracontos eroticos com velhosdepilando o sobrinho pau duromeu sogro me escravizou contos erotiçoscontos eroticos de incesto: preocupada com meu filhocondos erodicosvideos de cornos que chuupamcontos eroticos do vovômae e filha sendo arrombadas contoVirgem inocente contocontos minha irmãzinha tinha mania de sentar no meu coloConto mete tudo papaitransformação contos eroticosgrelao era enorme lesbica contosconto seduzindo meucontos eróticos de bebados e drogados gayscontos me vinguei com o meu ex namoradoporno peguei mihna prima pelada no meio da casa varendocontos de aluciando pela buceta peluda da maecontos eróticos perdeu aposta e teve que dar para traverticontos minha mulher foi fodida na praça por estranhoscontos dormiu e tomou no cu fodidasou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contoscontos agora ela so quer se for com duas picasmulheres casadas morenas claras 45 a 55 anos traindo com negaoconto erotico de velha gorda sem dentaduracontos erotico dei o meu cu a forca pro caminhoneirocontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalestrupei o cú da minha mÃeContos filha fica de calcinha perto do paibisexual contosContos implando porra na bocaContos eroticos sempre quis da meu cu pro vizinhonovinhas iniciando na foda com o proprio paiporno zoo insesto e dominacao en contos eroticoscontos eróticos chantageado e forçado a comerContos: namorada safadaconto porno coroa crente com novinhotocou meu seio sem querer incesto contocontos acordei louca para fuder com meu irmaocontos eroticos congresso medico