Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A GRÁVIDA QUE CAGOU NO MEU PAU

Sou conhecido como o Jardineiro-Shameless. Sou de Sampa.

Adoro uma aventura com mulheres casadas, coroas, mães carentes, e, inclusive, com mulheres grávidas. Curto muito sexo anal, principalmente, com as cagonas e mijonas. Já fiz três mulheres cagarem no meu pau. Adoro ter no meu pau o cheiro da dona. Também curto chuva dourada.

Mas, vamos ao fato !!!

Em dezembro, minha vizinha Dona Dalva que estava grávida de 6 meses, me contratou para fazer o seu jardim.

Ela preferiu marcar para um sábado que estaria sázinha em casa, pois com o marido e seus filhos viajando, ninguém nos atrapalharia. Achei magnífico, pois eu tinha muito tesão por ela. A Dona Dalva, 35 anos, é loira, olhos verdes, linda !!! Eu fiquei sá fantasiando se rolaria alguma coisa. E, rolou !!! Assim que, cheguei lá, a Dona Dalva começou a conversar e foi bem direta no assunto. Disse-me que, há tempos, percebia o meu olhar de tarado pro lado dela. Perguntou-me se estava correta em suas conclusões. Mesmo arriscando a perder a sua amizade, e também, aquele serviço, resolví encarar a situação. Respondí que era apenas a uma fantasia. Aproveitei e me aproximei dela. Por impulso ao tesão da conversa, agarrei-a pela cintura e beijei-a na boca. A safada não sá permitiu, como enroscou a sua língua na minha. Em instante, estávamos pelados na sua cama de casal. Fizémos um torturante 69. Fiz a Dona Dalva gozar três vezes na minha boca. Depois, coloquei-a de joelhos na minha frente e falei que antes, iria gozar na boca dela, pois eu pretendia demorar o máximo possível no sexo anal. Estando um pouco aliviado, com certeza, eu conseguiria retardar a ejaculação e ficaria um tempão enrabando-a. A Dona Dalva entendeu o recado. Obediente, ela abocanhou o meu pau e mamou carinhosamente. Levando-me à loucura. Gozei intensamente, enchendo-lhe a boca de porra. Ela engoliu tudo, até a última gota. Sem dar tempo para relaxar, ainda de pau duro, coloquei ela de quatro em cima da cama. Cuspi em seu ânus e no meu pau. Assim que escostei a cabeçona roxa do meu pausão naquele orifício anal marron, a Dona Dalva chegou a peidar de tanto tesão. Fui forçando aos poucos, até enterrar a minha tora naquele cú piscante. Ela apertava o seu anelzinho em torno do meu pau. Apertava, soltava, apertava, soltava. Aquela grávida cagava o meu pau prá fora e eu tornava a enfiar. Enquanto enrabava ela, fui dedilhando a sua vagina. A Dona Dalva chegou a mijar na minha mão e eu começava a soltar aos poucos o meu esperma. Não aguentando mais, gozei fartamente dentro daquele rabo guloso. O meu pau saiu com fezes dela. Depois daquele dia, transamos outras vezes. Se alguma madame querer me contratar para fazer o jardim é sá me procurar. E-mail [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Travesti mijando na cara do freguescontos minha tia anus dilatadoConto erotico minha cunhadinha chupou meu pauConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosocontos casada cago no pau do negraomulhe sora no pau fudedofeira conto heterosocar pasta de dente na vagina aperta.Comtos mae e filha fodidas pelos amigos do paiAtras da casaxvidiovagina que contrai o peniscontos eroticos minha sobrinha meu amor part1comendo minha sogra ruiva de 52 anos coroa mais gostosa do brasilassistir filme pornô mãe então você tá grande meladaporno desmarcada do funkcontos eroticos de putas viciadas em porra gang bangbucetar garnde paresendo. umar. jegar. de negonarContos gay encontro com o estranho da rola grossaContos erotiicos traindo mo resguardomulher escanxa no cachorro e goza gostosocontos eroticos fui cuidado meu sogro e ele viu meus pritoscontos de corno esposa com dois e comendo cu do esposocontos sexo família biesposa taradadpcontos eróticos eu comi minha irmãfoda no escritório contosContos eroticos tia morado na minha casaamigo hetero contohomem gritado de dor porno abertando suas bolastirei o cabacinho do viadinhoconto erotico -comi minha namorada e sua irmã dcontos eróticos minha tia min da banhocontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentefui arrombado contos gaysContos eroticos deixei a garota virge. loucaconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandomorena cor janbro deixan goza dentrocontos flagreii meu subrinho mastubando com calcinhagordinha liberada de mini saia contoscontos eroticos comeu meu cu no onibus e da cobradoracontos eroticos embriaguei meu marido e dei o cuzinho do lado delechupei varios corno contosadomasoquismo relatos comidavivaconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocacontos erotico maridos camaradaGay passiva com dois negoes contoscontos tudo enfiado no cucontos eroticos em ferias em casa de tia gostosa na piscina e marido nao verconto erotico gay meu amigo rasgou meu cutransando ate pedi arregoContos eroticos minha esposa rabuda depilou a buceta e meu amigo chupouconto eróticominha traiu meu pai mulher casada vira putasexo com a irmãzinha contos eróticospiroquinhacontosprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretocontos eroticos 30 cmcontos eroticos comendo a sobrinha no matoconto erotico arrombei o travesti do baile funkenfiei o maior dildo no meu cu contosConto erótico gay caçamba de carro de madrugadaxvideos.porno.sexo.com.japonesas.que.gosta.de.meter.egosar e.jemer na.picacontos eroticos de coronel de rola grande e grossazoofilia brut com cachorrominha madrasta viu meu pau molecontos eróticos só no cu das Coroas crentesfui arrombadaContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosvideo porno minha vizinha mim vizitou aki em casacontos eróticos de un gordo virgemrecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emailcontos dei pro mulequinho de rua