Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA HISTORIA É ASSIM

Quando eu tinha uns 19 ou 19 anos, comecei a brincar de troca-troca com um vizinho mais velho, era meio desajeitado; Tudo não passava de esfrega-esfrega de pinto e pegadas.



Isso rolava em minha casa, meus pais trabalhavam, eu ficava sozinho com meu irmão, e minha irmã, 2 e 3 anos mais velhos, que não saiam da rua brincando de pique e queimada; E eu aproveitava para descobrir brincadeiras novas com Paulo, o vizinho.

Adorava brincar de papai e mamãe, sempre fazia a esposa, vestia as roupas da minha irmã, e Paulo fazia o marido machão.

Um belo dia Paulo chegou falando que tinha visto o irmão dele metendo na namorada e que viu direitinho como era e queria fazer igual comigo. Explicou-me tudinho, até então sá ouvia os gemidos de mamãe e via as galinhas no quintal serem montadas pelo galo e nossa cachorrinha engatada com os vira-latas da rua.

Eu fiquei com medo, disse que alguém podia ver.

Mas ele estava decidido a comer minha bundinha, ate então sá brincávamos de roça-roça, ele deitava em cima de mim, me beijava e fazia movimentos iguais aos que víamos nossos pais fazerem de roupa, o maximo era esfregar pinto com pinto.

Ele me convenceu e começamos a brincar, vesti uma saia bem curtinha jeans e uma camiseta da minha irmã.

Ele disse que ia chupar meu pintinho, lamber meu cuzinho, afirmando que tinha visto o irmão fazer isto com a namoradinha.

Desta vez foi levantou minha roupa, abaixou meu shortinho e foi esfregando o pau na minha bundinha, o deixei fazer tudo que tinha aprendido como se eu fosse sua namoradinha.

Depois me colocou ajoelhado na beirada cama com o vestidinho levantado. Ele se posicionou abriu minha bundinha e começou a passar a língua no meu buraquinho. Fiquei arrepiado, nunca tinha sentido “coisa” tão gostosa. Comecei com um “rizinho” nervoso e ele me mandou aguentar quietinho. Depois pegou meu pintinho e saquinho por traz e começou a chupar. Foi tão gostoso que pulei para frente. Paulo, disse que a namoradinha do irmão também ficou doidinha com a chupada do irmão.

Paulo era mais velho, talvez tivesse 19 ou 19 anos era bem alto e forte, quando tirou o pinto para fora para que eu o chupasse reparei bem que era grandão, muito maior que meu, o dobro.

Chupei pela primeira vez, comecei desajeitado, mas, rapidinho gostei e me deliciei. A primeira porra na boca veio rápida, apás uns 5 minutos de mamada, delicia.

Nesta hora ouvimos o barulho de gente chegando a casa, despistamos e fomos para a sala.



Dias depois Paulo, veio contando que tinha visto outra vez seu irmão com a namorada e que desta vez ia me ensinar mais. Começamos como da ultima vez, ele lambeu meu cuzinho e mamou no meu pintinho, desta vez demoradamente, fui ao céu, em seguida mamei naquele pintão; Paulo não gozou desta vez, queria penetrar a bundinha. Relutei, ele me encorajou e me posicionou na beira da cama, encostou seu pintão no reguinho e muito afobado tentava me penetrar. Ardia e doía, eu tentava sair fora, mas ele insistiu. Num movimento mais forte começou a entrar, doía, comecei a sentir aquela “cosquinha”, entrou a cabeça, Paulo empurrou o resto com força, gritei. Paulo parou assustado, pulei para frente, o pauzão saiu de uma vez. Deitei sentindo uma dor forte, Paulo ficou sem graça... .

Outro dia e tudo recomeça, desta vez no quartinho de despejo do quintal, me debrucei sobre uma caixa e apás uma lambida que lubrificou meu buraquinho senti o pinto me forçando; Desta vez, a mando de Paulo, relaxei e entrou a cabeça e em seguida tudo. Foi muito bom. Comecei então a sentir uma sensação de que queria evacuar, - hoje sei que quando alguém recebe um pau no cuzinho pela primeira vez tem esta sensação, pois o reto enche com o cacete e transmite a vontade de evacuar -. Disse para ele. Fui ao banheiro e não era nada. Sá mesmo a sensação de ter o reto cheio de cacete, outra vez ficou para outro dia.

Este dia veio, arrebitei a bunda para o Paulo, lá no quartinho. Desta vez o pintão dele foi no fundinho de minha bundinha tenra e branquinha, quase sem dor sá sentia gostoso. Daí em diante levei muita porra na bundinha e viciei no vai e vem em meu rabinho, aprendi a gozar e esporrar com o pinto na bundinha, adorei e gosto ate hoje. Assim o tempo foi passando, eu e Paulo cada dia mais entrosados nos divertia-mos e fomos selando uma amizade forte e intima. Mas tivemos muitos incidentes que gostaria de contar noutros contos.

Escrevam, eu, o Pedro e minha esposa Paula somos um casal casado, bissex (os dois) e queremos conhecer pessoas liberais [email protected] - Beijos e abraços.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha esposa tem 1.60cm d bunda enorme contosminha cunhada quis que eu a visse nuacontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetacontos eroticos minha mae puta e filho viadocontos enrabada no trabalhadocontos eroticos me mastubo brechando minha vizinhaaconto de sexo agrentou duas pica no cucontos eroticos de quata feira de cinzaSexxu videu erica cazada jua da baiaconto eroticos comendo a irma de perna quebradacontos eroticos assistiu escondidoVer buceta mulhere mas buntuda do mundo gorda acima de 100kg rebolando o bumbum bem gostosoconto erótico minha mulher me ofereceu sua amiga travestixcontos eroticos.com casada gostosona deficienteContos eroticos selvagem esposamasturbando com obras em xasa contoolhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeuContos namorada e o velhocontos eróticos contei que fiz dp com negrosconto peguei no bulto do amigoConto fio dental taradoContos gay carnaval em Veneza enfiado a buceta na grafi de cama xvidioconto enfiado tudo no rabinhocontos eróticos de minininhas que adorava ser abusada dormindomeu ex tem ficou duro eroticos contoscalcinhas sujas contos eroticos da tia safadapivete x e minha esposa contosconto esposa no cinesou apaixonado pela minha mãe sexo incesto contos novoscontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequesContos eróticos gay primosContos um garota me ensinou oque era uma punhetaxvidio transas arrecei casadoscontos eroticos lesbicos mulatas casadas biCarona andarilho sexo gaymulhe chupa caserte do jeguetraicao consentida trai meu marido com uma mulherminha primeira traiçãofilme porno tia gostosa faz uma viajem dormi com saudade do sobrinho da cudei a buceta no trabalho. contos.vídeos porno negras barriguda caidaporno contos eróticos eu ea minha esposacontos eróticos do game com medo a namoradamulher gritando muito cm dor porrnodoidoContos eroticos sem camisinha cdzinha gostosamae e filha sendo arrombadas contocontos erotis orgia biContos eroticos iniciando as meninasconto erotico olhando a bucetinha da minha irmazinha dormindorabinho impinadinho em fio dental da irmacontos erotico chifrei meu marido e me flagrou vai mete seucontos eróticos de bebados e drogados gayssubindo na escada de saia para ajuda pintor pornomandou fotos nua e recebeu chantagemcontos gay ensinando punhetacontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos eróticos esposa e um amigo gaychupando o pau e.lambendo o cinema caracontos porno o bandido arrombou o cu do meu maridocontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delaContos erótico de cdznha verídicocontos eroticos comi minha madrinha na cama do meu padrinhomenina assanhada contoscontos eroticos minha baba dormindoContos mulher coloca silicone no peito e marido vira cornoPorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paiscontos eroticos real novinhacontoa cu pra o velhocontos no orfanato gayContoseroticos estuprando VitóriaPorno conto sala de bate papo minha sogradepois de mais de 20 anos casados minha esposa topounamorada de calnsinha centou na picacontos eroticos dopando primasfui currada na frente do meu maridorola na madrinha/contoDesvirginando a sobrinha de 18 anoscotos heroticos gay me comeu no rio