Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BELA MANHÃ – METRô

Continuação de - Bela Manhã – Ônibus





Ao chegar ao terminal Jabaquara ainda estava maravilhado com o acontecimento no ônibus. Imaginando varias coisas.



Porém tinha que voltar a realidade e ir trabalhar, fui ao metrô para chegar ao trabalho. Meu destino ainda esta muito longe estação Carandiru. Ao chegar à estação vi que estava muito mais cheia do que o normal.

Entrei no metrô e consegui sentar-me, na ponta da poltrona que fica atravessada no vagão, porém antes do metrô sair da estação já estava completamente lotado. Do meu lado estava um Sr. Grande que tomava mais da metade da poltrona, com isto eu estava um pouco para fora da poltrona. Na minha frente estava duas Garotas. Do meu lado estava uma sra forte igual ao sr. Com o movimento do metrô a sra. Diz para uma linda jovem que estava atrás dela para ficar ao seu lado. A sra. Foi um pouco para o lado e ficando na minha frente com umas bolsas. Pedi para segurar uma delas e a garota que estava na poltrona da frente que fica de costa para a janela pegou a outra, era uma bolsa grande e pesada, coloquei a no colo e coloquei os braços por cima dela. Com tempo a srs foi conversando com a jovem, que era a sua sobrinha, quando olhei para cima vi aquele lindo rosto angelical ela devia ter um 19 a 19 anos e estava com um vestido fino de alça e uma blusa aberta por cima dos ombros, deixando ver seus pequenos pares de seios redondinhos estava m sem sutiã. Na estação São Judas entrou muitas pessoas fazendo com a jovem ficassem bem enconstata em meu ombro, por estar um pouco fora da poltrona. A sra. Foi empurrada ao ponto de ficar entre as minhas pernas e entra as pernas da garota que estava na poltrona em minha frente. Com o novo movimento do metrô a jovem ficou com a suas coxas encostada em meus dedos que estava em cima da bolsa. E a cada movimento meus dedos rosava em suas coxas, até que meu membro ficou duro novamente. Tentei tirar minha mão daquela posição, mas ao frear do metrô meus dedos foram direto para sua vagina por cima do vestido. Ela ficou vermelha e eu sem jeito, mas ela não se moveu, me deixando com imaginações, comecei a roçar meus dedos de propásito em suas coxas, e ela simplesmente fez com que nada estivesse acontecendo, fiquei doidinho, e comecei a subir meus dedos até chegarem em sua vagina por cima do vestido, e deixei eles esticados ficando entre suas coxas e encostado em sua vagina. Como ela não fez nenhuma reação virei a palma de minha mão para cima ficando com a sua vagina totalmente em minha mão. Ela se aproximou mais a sua vagina em minha mão e comecei a movimentar meus dedos e sentir totalmente a sua calcinha, ela abriu um pouco as pernas me deixando livre para fazer os movimentos, foi assim que percebi que ela estava com um vestido com botões na frente. Cuidadosamente desabotoei o botão que estava bem em cima de sua vagina e consegui colocar a mão dentro do seu vestido, sentindo sua pele macia das coxas, voltei a colocar a palma da mão para cima e sentir a sua calcinha molhada, voltou a fazer movimentos em suas coxas e vagina por cima da calcinha. Porém eu estava muito doido e comecei a afastar sua calcinha de algodão para o lado, ela abriu e fechou as pernas para facilitar. Quando senti seus pelos em meus dedos senti novamente um frio na espinha. E fiquei parado com os dedos até ela começar a sem movimentar vagarosamente. Não resistindo comecei a procurar a sua vagina que estava molhadinha e com os dedos percebi que sua vagina e semi depilada deixando apenas uns pelinhos. Não aguentando mais virei novamente a palma de minha mão para cima e acariciando aquela vagina. Consegui afastar a sua calcinha o máximo possível, fiquei louco, e comecei a abrir sua vagina vagarosamente e penetrar a ponta do meu dedo nela, porém ao frear brusco do metrô ela veio para frente e fez meu dedo penetrá-la todinho. Eu estava com o meu dedo todo dentro de sua vagina e comecei a movimentá-lo dentro dela. Olhei para cima e vi que seus seios estavam com os bicos durinhos por baixo de seu vestido e o rosto meu corado. Fiquei com medo de alguém perceber e tentei tira-lo, mas ela fechou as pernas, com isto voltei a penetrá-la com dois dedos e movimentá-los para dentro e fora. Sua vagina estava totalmente molhada, meus dedos estavam encharcados com o seu liquido, tirei meus dedos de dentro de sua vagina e comecei apertar ela, com o movimento meu dedo tocou seu anus. Pirei cheguei a te tremer um pouco, comecei a bolinar seu anus, e ela a se movimentar novamente, como meu dedo estava bem molhado consegui penetrar a ponto do dedo em seu anus. Com isto comecei a fazer movimentos em seu anus bem vagarosamente, comecei a sentir o cheiro de sexo no ar. Fui penetrando cada vez mais meu dedo em seu anus, porém conseguir penetrar a ponta toda do dedo, senti ela se movimentar mais rápido e fiz o mesmo com dedo entrando e saindo de seu anus. Chegando à estação Sé as garotas que estavam na minha frente se levantaram e deixaram lugar para a sra. Sentar e ela pediu para a sua sobrinha sentar ao seu lado. Más ela disse que não que iria deixar uma outra senhora sentar. Com o movimento das pessoas saindo e entrando no vagão ela acabou sendo empurrada para frente fazendo que meu dedo penetra-se mais em seu anus, ela chegou a gemer, sua tia perguntou o que era, e ela disse que foi empurrada, mas não era nada. Fiquei imável, pensando o que poderia acontecer. Mas como o metrô começou a se movimentar ela apertou meu dedo em seu anus me fazendo gozar todinho em minha calça, continuei a movimentar meu dedo em seu anus e sua vagina saltava cada vez mais seu liquido deixando minha mão molhada.. Aumentei o ritimo do movimento de meu dedo, e ela também começou a aumentar seus movimentos, senti ela tremer o seu corpo, fazendo eu gozar novamente em minha calça. Ela se movimentou vagarosamente tirando meu dedo de seu anus. Lentamente fui tirando minha mão de suas coxas, olhei novamente para cima e vi seu rosto alegre e sorridente para mim. Levantei e deixei-a sentar no meu lugar o sr que estava do meu lado já estava dormindo e empurrou-a um pouco mais para fora da poltrona. Com isto acabei enconchando seu ombro, ela simplesmente passou os dedos em meu membro por cima da calça e percebeu que ela estava toda molhada de gozo, ela continuou a movimentar os dedos em meu membro e depois os colocou na boca. Deixando-me com membro duro novamente. Mas a sua tia começou a conversar com ela. Fazendo-me lembrar que tinha que descer na práxima estação.



Este foi o melhor dia que já tive.



Espero que a volta para casa seja ssim.



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


amiguinhocontosconto erotico comendo o cu da professora e sua filha juntadconto erotico amigo babaca e cornominha sogra pediu pra ver meu pintoconto meu pai descabacou minha irmatirando as pregas do cu da joyceFicaram satisfeio com meu Cuzinhocontos erotico com minha sobrinha mais novacontomeu pitbol mim rabouvoyeur de esposa conto eroticoContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicoucontos de marido bem dotado querendo ver a mulher com duas picas no cu e bucetabebê g****** contos eróticosContos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paiminha cunhada quis que eu a visse nuacontos eroticos minha esposa sonhava em dar pra um cavalo e ela conceguiuFILHA CHORA QUANDO O PAI EMPURO A PICA NELA PORNOassaltantes me estupraram contos eroticoscontos vizinha novinha mas ja bem.desenvolvidacontos eroticos provocando no barcomi minha tia gorda rabuda contosconto de gozei gostoso naquela bucetaconto erotico iniciada por meu tioenteadinha contospAi pegador filha a fossa no quarto pornomconto erotico meu irmão me fez mulhercontos de cherado decalsinhabaixinha bronzeada transando com homem fortaocontos erotico aremei um home pra me dominar na camacontos de estupro nao resiste minha enteadaconto mulher casada rabuda dei pedreirotrans bunduda deixou marido rebolando contoContos zoofila comi mia professoraminha esposa revelou ser muito safadaConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do Prazermulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeosenchi a boca na pomba grossacontoseroticos irmoes e irmã no assaltoAdorei meu primeiro anal contos eróticosContos erotico transei com a namorada do meu cunhado safada fumava maconhacontos eroticos aluno da auto escolacontos eroticos namoradinha tio chuveiroCris devassa. contos eroticosContos eróticos minha gata fode com todoscontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adorouempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemxvideo ai sim anaconda toda dentroprima comeuela gravidaxoxo-tas carnudas pedindo pica no rabo gordoconto erotico eu e minha amiga na caravana com papaimulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandodelirando com meus dedinhos contospau buceta dormia contosdelirei com a pica entrando no meu cuzinhoContos eróticos dando de mama pra minhas irmãzinhasconto:enrabadoconto minha buceta e rasa mais aquela pica gigante fui tudoCamila minha enteada com a b********contos de casais numbar de negaos pau grande maridp feliza menina e o cachorro de rua contos de zoofiliacontos eróticos com marido tratado me estupando"contos eroticos" duas cunhadascontos eróticos massagemcontos eroticos nordestecontos encoxando mulher do amigocontos eróticos gay meu meio irmãocom a cara pertinho do meu pauContos eróticos à força de negros brutosconto sou. chupeteiraContos eróticos ele veio do interiorcontos eroticos a prima da esposa organiza uma surubatio castiga sobrinha e trasa conelavideos porno gays me pegou no flagra no poraomconsultora pega a cliente e a faz gemer de prazerO coroa com ele em cima da sua lancha ele me fuder conto eroticocontos fui encoxada no onibus e meu marido nem percebeupai que fica rosado.o pau na buseta da filha bebadaxxx conto Incesto+Minha mae saiu comigo