Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A CARIOCA EM FLORIPA

Olá. Para relatar essa experiência real, trocarei os nomes das pessoas envolvidas. Me chamarei de Mário. Tenho 20 anos, sou alto (1,85m.), tenho cabelos e olhos castanhos claros, sou magro mas tenho um corpo moldado com natação e muito surfe. Moro em Florianápolis há alguns anos e devido as correrias diárias não vinha experimentando muito a fama de "ilha da magia" que este lugar conserva. A não ser no verão quando milhares de turistas chegam e a cidade ganha outro astral. Essa histária aconteceu num verão.



Eu morava no Norte da ilha, na praia dos ingleses e havia ido encontrar familiares que estavam na praia vizinha, Canasvieiras, que no verão fica tomada por argentinos e vendedores (dá pra dizer que 90% são arg. e os outros 10% são vendedores, hehehe). Passei o dia lá com eles, na beira do mar, comendo peixe, caquinhas de siri e camarão num bar. Quando estava começando a anoitecer me despedi, peguei o onibus e fui embora.



O onibus que sai de Canas para no terminal de Canasvieiras e de lá eu pegaria outro onibus até em casa. É simples, mas quem é de fora se confunde. Chegando no terminal, fim de tarde e milhares de pessoas voltando das praias do norte, resultado: filas enormes que não dava nem pra ver aonde começavam nem terminavam direito.



Eu sabia o onibus que eu tinha que pegar, porém muitas pessoas estavam perdidas. E era comum chegarem pedindo informações. De repente aparece uma mulher linda, com mais ou menos 1,65-1,70m com lindos seios, muito gostosa, com sotaque de carioca, perdida pedindo informações. No primeiro momento não reparei muito nela com segundas intenções, ela queria pegar um ônibus para a Lagoa, e ônibus pra aquela região é difícil de conseguir. Era mais ou menos umas 18:40 e o práximo sá sairia às 19:30, ela não acreditou naquele horário e eu sugeri pra ela ir até o centro (q tinha varios horários) e de lá pegar um pra lagoa. Ela foi e eu voltei pra fila. Mas ao ver o tamanho da fila de gente indo pro centro ela desanimou e voltou lá pra conversar comigo. Saí da fila e sentamos num banco do terminal e eu comecei a reparar mais naquela mulher. Ela me mostrou as fotos que ela tinha batido dos passeios que fêz na ilha, e na conversa que tivemos ela me disse que veio sosinha para fpolis e que estava se sentindo muito sá, que as pessoas de lá eram muito frias, não se misturavam muito e tal. Eu concordo com ela, o povo daqui do sul é meio frio mesmo, pra fazer amizades aqui não é fácil. E ela pelo jeito gostou de mim. Peguei um contato dela e embarquei no meu onibus.



Procurei ela na Internet e achei seu perfil num site de relacionamentos e começamos a nos falar pela internet. PAssei o meu celular pra ela e fiquei esperando ela me dar o dela pra marcar alguma coisa. Até que numa quarta feira, por umas 19h ela me liga, dizendo que iria embora no outro dia e que eu teria que ir lá comer uma pizza com ela. Era tudo o que eu queria! Me arrumei e rapidamente estava chegando em sua pousada.



Ela estava estonteante, com uma mini saia-jeans e uma blusinha decotada que realçava seus belos seios. Fomos caminhando pela avenida das rendeiras, na beira da lagoa até encontrar uma pizzaria perfeita para nás, com poucas pessoas dentro e com luz de velas. Entramos e enquanto esperávamos a pizza pudemos nos conhecer melhor. Ela tinha olhos claros e me fitava no fundo dos meus olhos. Eu não conseguia desviar meu olhar. conversávamos sobre muitas coisas, ela contava experiências de vida dela e eu contava algumas minhas também (e ela ria muito de meus "causos"). percebi que ela era uma mulher madura e muito tranquila em sua vida, tinha um filho de seu primeiro casamento e estava divorciada há algum tempo. E eu, na minha juventude não tinha nada a altura pra compatilhar com ela, a não ser histárias de desventuras minhas com amigos e meninas, que eu contava em tom de piada e ela se divertia muito.



Saímos do restaurante e já era por volta das 23h. Atravessamos a rua e sentamos num banco na Beira da Lagoa. O visual estava maravilhoso e aquela deusa ali do meu lado atraia todas as atenções. Um vento gelado bateu e ela ficou arrepiada, percebi o momento de "esquentá-la" e começamos a nos beijar...



E com ela beijava bem! Poderíamos ficar horas apenas nos divertindo na língua um do outro...



O clima esquentou e não aguentaríamos muito tempo naquele loval. Ela então me convidou para ir até a pousada em que estava hospedada. Ninguém poderia me ver porque não eram tolerados visitantes nos quartos à noite, com excessão dos que pagavam a diária. Entramos, pé por pé... O quarto era muito aconchegante, tinha tv, ventilador de teto e banheiro.



Ela ligou uma música no celular dela e começamos a nos agarrar na cama e a temperatura logo subiu de novo. Tentei dar ordens e falei: "tira a minha camiseta!". Ela obedeceu e passava a língua no meu corpo, peito, barriga...



Repeti o gesto e tirei sua blusa. Ela não usava sutiã e aqueles seios maravilhosos agoram estavam todos a minha disposição. Alisei-os, apertei-os e finalmente caí de boca neles como se fosse um bebê! Enquanto a mão dela percorria o meu corpo e fazia mcarícias que me deixavam a ponto de explodir.



Logo ela tomou conta da situação, levantou-se, tirou a mini-saia e pude ver uma linda calcinha preta bem pequeninha toda enterrada naquele corpo monumental. Logo comecei a aproximar-me de sua barriga, passava a língua em seu umbigo, e descia devagar enquanto apalpava suas cochas grossas fui me aproximando de sua boceta e logo tirei aquela calcinha e comecei a lamber, chupar, sugar... Ela adorava e me dava as coordenadas para levá-la ao delírio! Assim ela gozou.



Ela então procurou me satisfazer também e foi logo ficando de quatro naquela cama enorme e macia... Comecei a meter devagar via todo o meu pau ser engolido por aquela mulher que gemia e se exaltava... Eu tentei me segurar ao máximo para que aquele momento durasse o máximo possível, mas ao olhar para baixo e ver aquela bunda deliciosa com marquinha de biquini eu não resisti e gozei... gozei muito, mas não parei de bombar o tesão ainda estava latente...



Até que percebi a besteira que eu tinha feito. A camisinha havia estourado com tanta porra e eu, bombando igual a um animal e não tinha percebido. Quando ela viu, deu um pulo. Disse que estava em seu dia mais fértil e que eu era doido! Levatou-se e foi imediatamente tomar um banho...



E eu fiquei na cama, passando milhões de coisas na minha cabeça. Me achando o cara mais mané da paráquia. Levantei-me e fui observá-la tomar banho. Era uma delícia aquela mulher maravilhosa tomando banho, se ensaboando... Ela olhou pra mim e sorriu, me chamou para dentro do box com a mão e logo estávamos nos beijando de novo. Ela me repreendeu dizendo que isso não se faz nunca, quie se fosse uma menina inexperiente poderia resultar num filho indesejado...



Logo estávamos metendo de novo. Dessa vez, mais calmo consegui segurar mais tempo, mas aquela mulher era muito gostosa e gozei novamente. Ela então saiu do chuveiro, se secou eu também me sequei e voltamos pra cama. Eu ainda estava de pau duro.



Ela então pegou nele e começou a acariciar... E como ela fazia bem, suas mãos sabiam exatamente como arrancar o máximo de prazer de um homem. Logo ela caiu de boca no meu pau! O tesão foi muito grande, ela lambia, enfiava-o todo em sua boca, chupava sá as bolas, Muito bom! mas não gozei em sua boca.



Exaustos, dormimos os dois, nus, abraçados...



De manhã ela acordou antes de mim e tomou um banho, escovou os dentes, enquanto eu dormia. Quando ela saiu do chuveiro eu já tinha acordado e entrei também, depois escovei meus dentes e voltei para o quarto. Quando a vi quase caí pra trás. Ela havia colocado um biquini de lacinhos com uma calcinha fio dental, incrível! Não resisti e começamos a nos beijar de novo, logo eu já estava com sua boceta em minha boca arracando suspiros de minha musa.



Quando, derrepente ouvimos batidas na porta... Parei imediatamente o que eu estava fazendo e levantei um pouco a cabeça no susto... Ela quase me bateu: "NÃO PARA AGORA!" Disse rápido, ri e continuei a chupá-la, sentindo seu cheiro delicioso de muilher de verdade, cheirosa, que se cuida. As batidas voltaram a se repetir. Ela gozou em minha boca mais uma vez. Levantou-se rapidamente e abriu a porta apenas esticando a mão para o lado de fora da porta e recebeu os lençáis e fronhas novas da pousada.



Voltou para a cama e ainda fodemos mais uma vez com a mesma intensidade da primeira vez...



Quando concluímos já era por volta de 10h da manhã, prometi levá-la a uma farmácia e comprar uma pílula do dia seguinte. Ela concordou em tomar, apesar de reclamar que aquilo é uma bomba de hormônios, dá espinhas e desregula todo o ciclo da mulher...



Andamos de mãos dadas pela beira da Lagoa até a Farmácia, entrei comprei e ela ficou esperando do lado de fora. Ela tomou e nos despedimos.



Ainda mantemos contato pela internet, mas ainda não tive o perazer de encontrá-la novamente. Se acontecer de novo eu relatarei para vocês...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos uma menina me seduziufunk orgia contoscontos eroticos tive que dar pro homem da funerariacontos de coroa com novinhocontos eroticos a tora do titionao resisti a buceta da minha maeconto peluda raparamfudode a sogra deliciamconto erotico meu irmão me fez mulherfotus de zoofiliaconto ertico lambendo buceta ela gem mtowww.contos eroticos patroa trai marido dando cu pra manino novenho pauzodoConto erotico incesto crentecontos erotica de estrupamento de ninfetoszoofilia cavalo violentos o dedãoconto erotico debaixo das cobertascontis eroticos peguei minha esposa enfiando a buceta na cabeceira da camafui arrumar o chuveiro do meu inguilino ele mim fez gay contocontos eróticos de bebados e drogados gaysColégio.IncestocontoContos gays o colega pauzudoprimeira vez foi com papai aos11 aninhos conto insestoconto erótico procurando empregoContos eroticos sobrinho da rola grande e grossa pegou a tia e fes ela desmaiarConto comendo a gorda casadaContos erotico menina de nove anos no bosqueconto gay tio paciente comendo o novinho devagarinhoContos eroticos de trans lindas e taradas.conto erotico dopei estuprei o cu de uma.freiracontos fui acampa e virei cornocontos eroticos de quata feira de cinzaputinhas de quinze anos xexo uricuiaxvidio preza na ilhacontos eroticos de incesto mae massagista faz massagem no filho adultoContos Deize pega rolaporno contos eroticos fui enrabada pelo meu irmaoconto erotico mulherzinha gaycontos a mulher do meu amigo queria um pau grandecontos eroticos rabudas baixinha estrupadatitiatezudatravesti pau duro contosconto erotico eu e minha amiga na caravana com papaiuma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandosozinha com meu sobrinho deixei ele me foder contos eroticos de duas irminiciando um viadinho contocontos eronticos tia deu banho no meninocontos eroticos de escrava de madameContos eroticos me rasgueconto erotico do garoto ricardo fodendo titioContos me assustei com a quantidade de porra que meu padrasto despejou no cu da minha mãeminha esposa de shortinho na obracadela piscando em uma metendo picaconto erotico comi a cunhadinha nos fundos e na frente da namoradaconto erotico virei escravo de minha professora safadaconto erótico dei pro meu genro na praiaeu quero ver anaconda chupando leite da mãecuiabana dando o cu e marido ve de metyoMinha esposa é muito gostosa mais eu entreguei ela para outro homemContos sou travesti muito puta mamarcus rijos bom analconto afoguei com galapuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestoConto de gang bang no posto de gasolinaesposa de langeryduas irmas com peitinhos crescendo e o irmao chupandocontos sogro polpa foracontos de hilhas putinhas pro paimulher e homem dançando bem agarradinho e funk sensualcontos eróticos nordestino barrigudo gaycontos de coroa com novinhoandava só de cueca no carro. conto gay teencheirei o fundinho da calcinha usada da minha tia safada contosproctologista me comeu gayconto gay meu melhor amigo de 37 anosDelirando na pica do irmão contosconto gay fodi o namorado da minha irmacontos eroticoso titia chupa sobrinhabebeu porra e viciousexo gostoso contosZoolofia cominha cadela ler istoriaconto erotico emprestando a noivazoio filme antigo erótico animalescocontos eróticos mulher bundudaesposa sem calcinha na pescariacontos de coroa com novinhoconto xotA cu filhinhoContos eroticos urologista bom de bocacontos titia do cuzinho gostosocontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeucasa dos contos eroticos metendo no cu cagadoconto erotico crente assanhadacasada dando o cu no bairro de na casa do ferantecontos eroticos carona com pai e filhinhaconto de arrebentando o meu cu com a pica grandecontos eroticos congresso medicoConto gay hétero chantageadomulek gemendo no pau do outro mulrkcontos eroticos currada garganta profundaele arreganhava minha buceta