Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTARIA ENTRE FAMÍLIA II – IRMÃ BOQUETERA TOMOU ME

Estava tão penetrado ali descascando minha banana, com o volume da TV alto que não vi meus pais chegarem. Levei o maior susto da minha vida, meu pau que tava duraço, amoleceu na hora. E nem tinha como eu me explicar, porque eles me encontraram me masturbando na frente da minha irmã semi-nua e com um filme de putaria na TV, resultado: briga e uma boa surra. Fiquei de castigo o mês inteiro. Mas, isso não impediu de eu ainda tentar possuir minha irmã, fiquei mais safado ainda. O tempo foi passando e nada de eu conseguir comer minha irmã, nem tinha oportunidade pra isso. Tive que me contentar com punhetas, pegava constantemente as calcinhas de minha irmã e gozava nelas, enfim, isso já tava se tornando algo do tipo platônico. A mais que esperada oportunidade surgiu de novo um ano depois daquele episádio onde fui flagrado. Já estavam todos dormindo, e eu acordado ainda vendo umas revistas pornôs com a mão alisando meu pau. Voltei a dormir no mesmo quarto que minha irmã, pois depois de que tinha acontecido meus pais nos separaram de quarto. Quando estava no melhor vendo aquelas bucetudas a energia vai embora e fica um escuro total. Pensei: Puta que pariu agora que tava quase gozando. Queria de qualquer jeito gozar, eu tava louco. Aí lembrei o que tinha feito com minha irmã no ano passado, e resolvi arriscar de novo. Fui até a cama dela, tava escuro, mas o quarto não era tão grande assim. Fui alisando a perna dela até chegar onde eu mais queria enfiar meu pau, sua buceta. Ainda não tinha um pelinho sequer, fui massageando com meus dedos e com a outra mão alisava meu cacete. Aquilo tava muito bom. Algum tempo depois já estava acostumado com a escuridão e tudo ficou mais claro. Fui até a porta e a abri, pois eu queria que meus pais vissem o que eu estava fazendo mesmo tendo a certeza de que eles não acordariam, mas sá o pensamento de saber que eu iria ser surpreendido enquanto assediava minha irmã me dava mais tesão ainda. Então deixei a porta escancarada, totalmente aberta e voltei até a cama de minha irmã. Abri suas pernas, baixei a bermuda que ela estava vestido e dei um beijo em sua xaninha ainda por cima da calcinha, tudo isso bem devagar pra ela não acordar. Baixei sua calcinha, cheirei aquela coisa maravilhosa que era a bucetinha dela e passei a língua, meu pau parecia explodir de tão duro. Era maravilhoso, abri com os dedos afim de meter fundo minha língua ali na grutinha da minha irmã. Passava a língua, chegava a meter o nariz bem dentro, cuspia, lambuzava, enfim, fazia de tudo ali, e minha irmã ainda estava dormindo. Foi quando eu enfiei com tudo meu dedo na buceta que ela acordou toda assustada. Pedi pra ela não gritar, nem falar nada, ela não sabia o que era aquilo, o que eu estava fazendo. Então mostrei pra ela meu pau, duraço, embora estivesse escuro a claridade da lua iluminava bem o quarto.

Ela perguntou porque eu estava nu na cama dela, eu respondi porque estava muito calor e tava escuro então fui dormir com ela. Ela perguntou também o que eu estava fazendo no periquitinho dela, sem rodeios eu falei logo pra ela.

-Maninha, vc sabe o que é putaria?

-Não!

-Então, eu vou te ensinar. Vc quer aprender?

-Mas, o que é?

-Eu vou te ensinar, mas vc não pode falar nada pro pai, nem pra mãe senão eles vão brigar comigo. Tá bom?

Eu não sabia muito, mas tudo que sabia queria fazer ali. Então, voltei a pegar no grelinho da minha irmã, ora ela olhava pra mim, ora pro meu pau. então falei pra ela...

- Maninha, sabia que sai leite daqui?

-Sai leite, como?

-Se vc fizer assim em mim vai sair um monte de leite?

-Mas, pode tomar?

-Pode, é muito gostoso.

-Como se faz?

-Assim...

Peguei a mão dela e levei ao meu pau e ensinei pra ela como me masturbar. Ela ficou batendo pra mim e eu massageando sua buceta. Isso durou alguns minutos. Foi aí que ela falou...

-Eu não to vendo leite nenhum.

-É porque do jeito que vc tá fazendo demora mais.

-Então como é que faz?

-Sai mais rápido se tu chupar meu pau.

-Eu não vou fazer isso não.

-Por favor, se tu fizer vai sair um monte de leitinho! Faz, maninha!

Minha irmã ficou olhando por um tempo minha pica, eu peguei sua cabeça e devagar a levei em direção ao meu pênis. Ela abriu a boca e engoliu minha vara, não era muito grande na época, mas tava dura que nem rocha. Eu pegava na cabeça dela guiando o boquete. Ela mamou durante um tempo, tava demais. Ela passava a língua na cabeça, aquecia meu cacete com sua boca. Até que não aguentei e gozei dentro da boca dela. Na hora ela se assustou e tirou a boca do meu pau fazendo me suja todo com meu esperma. Eu falei...

-O que foi?

-O que é isso que saiu daí?

-É o leitinho que eu te falei, pq vc não tomou?

-Eu não sabia.

-Tu me sujou todo, agora lambe por onde caiu.

E foi o que ela fez, lambeu minha vara deixando-a limpinha, lambeu um pouco de esperma que tava em minha coxa, e lambeu também um pouco que caiu nos meus pentelhos em cima do meu pau até o umbigo.

-É bom mesmo seu leitinho.

-Não te falei? Agora vc não pode falar nada pro pai e nem pra mãe, ouviu?

-Tá bom.

-Se tu não falar eu te deixo fazer outra vez.

-Tá bom, então

Ela bocejou, percebi que ela estava com sono. Falei pra ela ir dormir e que amanhã a gente ia repetir de novo. Ela concordou e fomo dormir. Na noite seguinte repetimos a dose, durante algumas outras noites, até que tirei o cabaço da minha irmã. Mas, esta histária fica para o conto PUTARIA ENTRE FAMÍLIA III – Descabaçando a irmã



Se vc gostou comente! Tenho várias histárias que não poderei contar aqui, mas se vc quiser entre em contato comigo que, com prazer, enviarei pra vc.

E pra quem curte ver fotos de incesto entrem num blog que fiz justamente pra vc que adora uma putaria se acabar em horas de punhetas vendo fotos de sexo entre familiares!

Meu e-mail – [email protected]

Blog – http:putaria-em-familia.zip.net

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com cu ragadosporno gay cara com video game no rosto e o outro chega fode logoVideo porno de duas coroas de 45anoa saindo juntas pelaprimeira vezcontos eróticos escravo de minha irmão que devo fazer minha namorada mandou sentar na mimha pirocacontos casal com jamaicanocalcinhas sujas contos eroticos da tia safadaGoiás borracheiro conto gayvi meu genro mijando e dei pra elecontos eroticos com a diretora da escolacontos eroticos traindo na Lua de Melconto erotico flagracontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemela sentava no meu meu colo e adorava contos eroticosContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãoporno tia tica soprinho 18 anoconto erotico comendo o cu da freiraContos eroticos incesto casos reais pag 170minha esposa de shortinho na obra contomanteiga cu froxo cunhada bunda g contospornodoido dona de casa chifra rapidinha cm amigocontos novinha dando pra doiscontos de mulheres que tomaram ativador sexualCONTOS EROTICOS MARIDO BEBADO FOI ENRABADOminha sogra me come direto contocontos gay comendo o amigo rabudo em casavestida de caipira sem calcinhaContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casacontos eroticos gay abuso vizinhocontos esposa olhos vendados fudendoconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocaestou sendo chantageada mas não posso contar meu marido quantos eróticoseu, meu marido e uma trans linda contofilmadora dentro da vagina enquanto gozaconto com cunhada chantagistaa medica que gostava de zoofilia_contosconto heróico de mão de madrugada alisando minha bucetinhacontoseroticosiniciandomamei até os bicoes dela incharem contosconto erotico namoradinhos de infancianovinhas escoteiras abusadascontos de coroa com novinhoContos erótico filhinha gosta de mamar picachupando buceta com gosto como se beijase uma bocacontos palmadas empregadafilha de diplomatas contocontos tava batando uma derrepente minha prima me pegaconto sou. chupeteiravi meu sobrinho arrombar a sua namorada gostosa. conto eróticoconto erotico tem um travesti na minha familiacomi o cu da mulher do pontor e ele o meu contosconto porno moleque ruaContos eroticoss adoro trepar sem camisinhacontos eroticos cheiro de calcinhacoroa gostosa se arrumando namorada em Pouso Alegreempregadas provocantescontos provocantes videoscontos eróticos sobre tia bucetudacontos eroticos metendo na titiaputa do meu funcionário contoconto tia pelada em casanega do cu conta como deu o cu contoscontos eroticos com catadora de papelMãe mamando filho contoseroticosFui cuidar do meu sobrinho doente e transei com ele contoswww.loiras traindo com negao contosconto comi uma buceta muito apertada que doeu meu paucasada chantageada e submetida aos limites contos eroticos"klaudia kolmogorov"relatos comi a velha na marraconto erotico deidinheiro a minha maeporni contos mae da namorada na piciname masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varalmulheres loira amazonense traindo fazendosexoincesto realidade fantasias contoConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadomeu corpo que era devastado pelo seu pau ainda duro contos eróticos