Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EM UMA DISCOTECA RUSSA

Ola amigos, esse e o primeiro conto que escrevo, para relatar algo que aconteceu comigo ha um ano atras(tinha eu na epoca, 19 anos de idade) e estava morando na capital russa, Moscou. Tinha ido a Russia para estudar a cultura e a lingua local. Bem, o choque foi muito grande, a cultura russa era totalmente estranha para mim e o fato de estar morando fora de casa pela primeira vez era uma coisa totalmente nova para mim. Vivia em uma quitinete alugada, mas a historia que eu conto nao aconteceu nessa quitinete e sim em uma discoteca, na minha primeira "noitada" na Russia.

Bem, um amigo meu chamado Pavel, me convidou para uma noitada de bukhat'(chapar o coco), e como manda os bons costumes russos, nunca recuse um convite para beber. Entao marcamos de nos encontrar em uma estacao do metro (para esclarecer, meu amigo Pavel falava ingles, pois na epoca eu ainda falava russo muito mal). Nos encontramos, ele me levou para a "kvartira" dele(apartamento) e la estavam mais 3 russos, bem bebados. Resolveram fazer um desafio para o estrangeiro(eu, rsrs), me colocaram para beber vodka pura, para passar no teste, tinha que virar um copo de vodka inteiro sem pausa. Com dificuldade passei no teste, e nao aguentei mais beber vodka. Bem, eles beberam mais(russos amam bebida) e depois nos fomos todos para a discoteca que ficava a uns 19 minutos a pe do apartamento de pavel.

Chegando a discoteca, fiquei impressionado pelo alto numero de mulheres, 19 mulheres para cada homem e todas elas eram lindas e maravilhosas(eu ainda levaria 3 meses para me acostumar com a beleza russa), pedi uma cerveja e fiquei no meu canto vendo os amigos de Pavel dancando enquanto conversava com Pavel sobre a cultura e a vida russa, foi quando uma bela russa de cabelos pretos como a noite escutou a nossa conversa em ingles e quis participar : "Hello guys, do you speak English ?" Pavel olhou-me como que esperando que eu aprovasse a intromissao da mulher. Fiz sinal que respondesse, ao que ele respondeu, na sua maneira russa de ser "of course we do! - Claro que falamos!", entao ela olhou nos e perguntou se eramos estrangeiros, disse que eu era estrangeiro e Pavel era russo.

Com um movimento muito rapido, ela se colocou entre Pavel e mim e ficou olhando-me com um ar muito estranho e comecou a falar em russo comigo, disse-lhe que eu nao falava russo direito, que estava morando em Moscou a muito pouco tempo. Entao, ela me perguntou "do you want a kiss ? - Vc quer um beijo ? " respondi meio assustado "what are you talking about ? - sobre o que que vc esta falando ? " Ela entao me pegou de surpresa e comecou a me beijar, na hora estava tentando empurra-la, mas depois pensei(pq nao ? minha namorada esta a 19 horas de aviao daqui) entao a puxei e dei um beijo bem dado nela. Pavel disse que ia pegar umas cervejas e nos deixou. Entao ela me olhou apos e beijo e me disse "you know how to kiss like a french guy - Voce sabe como beijar igual a um frances" "why do you think so ? - pq vc pensa assim ? " "you kissed me as if I was la damme, you made me feel loved, russians don't kiss this way - vc me beijou como se eu fosse a dama, vc fez sentir-me amada, russos nao beijam assim" agradeci e disse-lhe que gostaria de dar muitos outros beijos, entao ela me puxou e me levou para uma messa, ao fundo da discoteca, aonde estavam suas outras amigas, quando me viram, elas se levantaram e foram pra pista dancar. Comecamos a conversar, ela me disse que se chamava Olesya, que tinha 34 anos e havia se divorciado do marido(um bebado preguicoso, como ela mesma me disse) ha apenas 3 semanas. Nao conseguia parar de olhar para seus belos olhos azuis, disse-lhe que eles eram bonitos como o ceu da minha cidade, ela entao pediu-me que contasse um pouco sobre mim. Disse-lhe que era um estudante, que estava estudando a lingua e cultura russa, tinha 25 anos(tive que mentir, nao me pediram documento na discoteca, nao poderia ter entrado), era Romeno-Brasileiro(minha mae eh romena e meu pai ucraniano, nasci no Brasil mas tenho passaporte romeno). Ela se mostrou muito interessada no Brasil, disse que sempre teve vontade de conhecer um Brasileiro, que achava a lingua portuguesa muito bonita e era fan do Kaka. Entao, eu lhe perguntei pq havia me beijado quando soube que eu era estrangeiro, e ela me disse que havia me beijado pq gostava de experimentar coisas novas e internacionais. e passou a lingua entre os labios, nesse momento entendi(ela quer sexo), entao, comecei a passar a mao em sua coxa e ela se aproximou mais de mim, e nos beijamos enquanto eu passava a mao em sua vagina por cima da calcinha e minha outra mao apertava o biquinho do seu seio esquerdo de leve. Ela comecou a passar a mao em meus cabelos e a dizer coisas sacanas em russo no meu ouvido, soh entendia algumas coisas como "puta" "pinto" "querer"

e isso me deixou louco, puxei a calcinha dela pro lado e comecei a colocar o dedo indicador na de leve em sua vagina, ela me disse para parar, pq as outras pessoas tavam nos olhando. entao eu disse para irmos para um lugar mais calmo, e ela me disse que tinha uma ideia e me puxou pela mao, quando dei por mim, estavamos no banheiro feminino, ela entrou em uma das cabines do canto comigo e trancou e me disse para terminar o que eu tinha comecado, que ela estava louca de tesao e queria transar com um rapaz mais novo vindo do outro lado do mundo. Eu nao perdi tempo, tirei a calcinha dela, cheirei e disse que tinha um cheiro de putinha safada querendo levar no cu, ela me disse que sim, que estava doida pra dar o cuzinho, que tinha 2 meses que ela nao dava.

Apos cheirar a calcinha dela, abaixei e comecei a chupar aquela buceta linda e depilada(acho que ela havia se depilado ha poucas horas, como que estivesse prevendo que algo aconteceria), eu chupei, dei mordidinhas, coloquei um dedo, tirei e disse para ela chupar e sentir o gostinho da bucetinha dela. Ela fez umas coisas com a lingua e meu dedo que me deixaram muito tarado. Fiz ela chupar meu dedo indicador e comecei a passar o dedo no cuzinho dela, ela gemia muito alto e eu dizia para ela "tiho, tiho" - "baixo,baixo". E isso fazia ela ficar mais louca ainda, pedia para eu repetir essa frase "pomolchi suka, ili budu tebya bit' "(que depois vim a descobrir que significa "cale-se puta, ou eu vou te bater). Ela acabou gozando na minha boca e me disse "now that's your turn - agora eh a sua vez" e trocamos de posicao, eu sentei na tampa do vaso e ela tirou minhas calcas e comecou a me pagar um excelente boquete, lambia a cabecinha com muita habilidade, eu estava quase gozando quando disse para ela parar um pouco(nao tinha muita experiencia) e trocar de posicao, coloquei ela de quatro no vaso sanitario com a bundinha voltada pra mim, e comecei a meter a lingua bem fundo naquele cuzinho lindo(era a primeira vez na minha vida que eu ia comer um cuzinho, minha namorada nunca tinha me dado, dizia que achava sexo anal sujo e bla bla bla). Quanto mais eu lambia, mais alto ela gemia e chorava e dizia para eu meter logo, continuei chupando e esfregando um dos dedos em seu clitoris ateh que ela teve orgasmos multiplos(nunca tinha visto uma mulher gozar tanto). Peguei entao o meu pinto e coloquei a cabecinha de leve na entrada do seu cuzinho, Olesya dizia com uma voz de puta "fuck me, fuck me please", e for atendida, com uma estocada so, eu coloquei todo o meu pinto no seu cu, nao vou contar uma historia mentirosa sobre meu pinto, ele nao tem 29 cm, ele eh um pinto classico, digamos, 17x5. Olesya gemia muito enquanto eu a penetrava, entao, para que ela gemesse menos, eu coloquei uma das minhas maos em sua boca, e aproximei o meu corpo do seu corpo quente e lhe disse coisas melosas em seu ouvido, que ela era linda muito gostosa e que tinha um cu maravilhoso, que eu estava adorando fode-la(e estava mesmo). depois eu gozei dentro dela.

Passamos mais uns 19 minutos nos beijando, como se fossemos namorados. E decidi lhe contar "meia-verdade", disse-lhe que eu nao tinha 25 anos, mas que tinha 18, e ela me disse "sim, eu ja sabia que vc era mais jovem, e foi por isso mesmo que eu quis dar pra vc, pq eu adoro dar pra garotinhos malvados como vc, que querem foder velhinhas safadas como eu". Dizendo isso, ela se levantou do meu colo, vestiu-se, colocou um dedo no meu nariz e me disse "good job, thank you - bom trabalho, obrigada" e foi embora. Fiquei mais 0 minutos na cabine, bobo, nao acreditava que tinha transado com uma mulher bem mais velha do que eu e que tinha comido um cu pela primeira vez. Vesti-me e sai da cabine bem rapido, para nao me esbarrar com nenhuma mulher no banheiro. Encontrei Pavel e seus amigos dancando com umas russinhas e disse a ele que eu ja estava indo embora, me despedi e fui embora, correndo, peguei o metro ainda aberto(ele fechava as 01:00, peguei as 12:30, sai cedo da discoteca), cheguei em casa, deitei-me e a noite toda fiquei repassando as cenas da discoteca, incredulo. Apos esse dia, passei a sentir atracao especial a mulheres mais velhas, e depois, escreverei mais contos sobre as minhas aventuras :D



Obrigado por lerem o meu conto.



mandem-me comentarios sobre esse conto para o meu e-mail

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos casal Passei a noite no autorama no IbirapueraContos eroticos incesto meu maridocontos coroas as quetasConto gay o pastorcontos porno gay sobre conhadosorando outros peitões da bundona gostosacontos eroticos a calcinha da patroavidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusputa entra em desepero ao gozar esegerada mentebrincando com maninho acabou em sexomeu irmão me convenceu contoscontos tio negão come o c* da sobrinha Rosanacontos esposas na praiaCOnto leite de cunhadaestiquei os peitos da gostosa contosmuitus contus estupro na favelacontos hot festa no iateContos erotico de garotinha estupradas.mulher sobe em cima da pica do manequimOlá , meu nome é Tati sou morena , alta , magra , pois bem , vamos ao contocontos eroticos de estrupamendoconto erotico minha irma fedorentacontos eroticos minha meu tio e o dono da minhaconto.erotico..casada.18..anoscontos d zoof pegei minha sobrinha c um cachorroa gostosa minha madrasta me vigiando com me masturbandocontos eroticos ijui rscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Minha filha se ensinuava pra mim gostosaa pra mim comtosrelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delaContos eroticos primeira vez no puteirocontos eróticos debaixo da varameu namorado pediu um tempo fiu pra balada e aprontei conto eróticoschupando a esposa gozada de biquininhoconto erotico mulher fodendo com varios vizinhosxvideos gay mostrando a rola pra sala interirapessoas fazendo sexo gostossoooocontos eroticosmeu namorado me encoxando camisinhaa buceta de Qierçiaconto conto erótico e história comendo a mulher do meu amigo analo vento levantou meu vestido contos eróticosprima baby doll contoscontos eróticos namorada outracontos-gays sou gay e fui arrombado pelo pauzao grosso e grande do meu patraodando banho cacula conto eroticos gaycontos eroticos meu irmãominha esposa escolheu vibradorcontos eroticos deixando titios chupar minha bucetinhaconto coroa n**** pediu gay namoroContos eroticos gosto de estupro seioscontos e fetiches minha enteada minha perdiçãopapai voce me acha bonita contos eroticosconto erotico lésbicas roçando.a buceta na caraConto erotico comi minha aluna virgemcontos eroticos levei rola com meu marido en casaConto irmaos gemeos de 15 outro 18 novinhoshttp://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlcontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos amiguinhascontos paguei mais comi a putaboqueteira gaucha contoConto erotico orgis sogra veiacontos saia sem calcinha escada engoli porracomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandecontos eroticos peguei minha cunhada dormindopapai me ensinado mamar contosconto erotico gay viciei na porracontos eroticos casada estuprada na estradaContos eróticos te amo tioesposa rapaziada contoscontos erótico ele derrubou com a esposa juntopunhetabdo no hospitalFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalcontos eróticos gay foi no sítio é achou uma calcinhaMamando o netinho contoseroticoscontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheirarcontos eroticos cornos que nao desconfiaconto erotico do garoto ricardo fodendo titio