Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRESA PELO MEU MARIDO E CHUPANDO SEI LÁ QUEM!

Olá, posso dizer que meu nome é Sabrina, embora vocês já devam imaginar que é um nome fictício... mas podem me chamar assim!



Sou branquinha, cabelos longos, lisos e pretos. Tenho 1,75m de altura, olhos castanhos e magra, com seios pequenos e bundinha redondinha. O fato que irei contar aqui, aconteceu há 2 meses atrás.



Sou casada há 4 anos (tenho 27) e meu marido é meio louquinho. Ele é o tipo de homem que gosta de ser corno – e claro, eu me aproveito disso, já que satisfaz completamente meu desejo. Já havíamos realizado várias fantasias, como swing e ménages (com outro homem e outra mulher). Mas o sonho dele mesmo era me ver com vários homens. Ele sempre foi louco por isso. E ele realizou o desejo dele em grande estilo!



Explico agora o que aconteceu:



Num sábado à tarde, assim que ele voltou do trabalho, fizemos o que fazemos todo sábado. Almoçamos e deitamos no sofá para assistir TV e conversar. Nessa conversa falei empolgada sobre à nossa ida ao Marrakesh programada para aquela noite, que já havíamos combinado no início da semana.



Foi então que ele me “desapontou”. Me disse que não iríamos mais sair naquela noite. Que ele estava querendo ficar em casa mesmo. Fiquei muito chateada, pois estava ansiosa aguardando pelas delícias que imaginei que aconteceriam naquele sábado. Questionei ele o porque daquilo, já que tudo estava combinado há dias. Admito que estava sentindo até mesmo um pouco de raiva, pois achava que ele estava começando à mudar e talvez desistindo daquelas loucuras todas que tanto me satisfaziam.



Vendo minha insatisfação, ele simplesmente se limitou à dizer: “temos uma coisa melhor que isso pra fazer essa noite”. Quando perguntei o que era, ele apenas me disse: “é surpresa”.



Fiquei a tarde toda louca, imaginando o que aconteceria à noite. E ele não me dizia nada! Por volta das 21 horas, comemos uma pizza e deitamos no sofá novamente. E ele quieto, como se tivesse esquecido o que havia dito. Eu já estava começando a ficar impaciente! Meu marido estava me deixando louca – e eu adorando e ficando cada vez mais excitada com aquilo!



Eram quase 22 horas quando ele se manifestou. Pediu para eu tomar um bom banho, ficar bem cheirosa. Também pediu para eu me maquiar muito bem e disse que iria deixar a roupa pra eu me vestir em cima da cama. E que eu tinha até as 23 horas pra ficar pronta!



Tomei um belo banho e, quando saí do banheiro, encontrei em cima da cama minhas roupas. Uma mini saia de pregas preta, uma calcinha vermelha fio dental e meu par de botas de salto alto com cano longo. Apenas isso. Sem nenhuma blusa. Me vesti e saí do quarto à procura dele. Ele estava na sala, sozinho, tranquilo... tomando sua cerveja e assistindo televisão.



Quando me viu, levantou, me deu um belo beijo e disse que eu estava linda. Me levou de volta para o quarto e me deitou na cama. Começou a me beijar loucamente, chupando meus seios e repetindo o quanto eu estava gostosa. Começamos a nos pegar gostoso e ele então me deixou na cama e pegou nossa algema na gaveta. Pediu para eu me sentar no chão, e me algemou nos pés da cama! Puxou minha calcinha de lado e começou a me masturbar deliciosamente enquanto me beijava! Ficou me masturbando por algum tempo e eu imaginando o que estava por vir. Foi então que tocou nosso interfone. Eu disse “merda! Quem será enchendo o saco à essa hora? Deixa tocar!”. Ele se levantou e disse: Â“É a sua surpresa! Já volto!”



Quando estava na porta do quarto, ele se virou pra mim, abriu sua gaveta, pegou uma de suas gravatas e voltou para cima de mim. Usou a gravata pra vendar os meus olhos e quando perguntei o porque daquilo ele me respondeu que era pra eu ficar quietinha, não dizer uma palavra, não me mexer e nem tentar tirar a venda, pois ele já voltaria.



Não sei quanto tempo fiquei ali, sozinha e excitada, mas me pareceu uma eternidade! Depois de algum tempo, escutei a campainha do nosso apartamento e então ouvi algumas vozes cumprimentando o meu marido! O que diabos ele estava tramando? Quem havia chegado?



O fato é que mesmo apás isso, ele ainda demorou para voltar ao quarto. Eu já estava quase chamando por ele, pois percebia que ele estava cochichando com quem quer que fosse que tivesse chegado, mas parecia que havia me esquecido. Eu ali sentada no chão, de saia e peitos de fora, algemada e vendada, e ele na sala com sei lá quem!



Foi aí que escutei a porta do quarto se abrindo. Ele disse: “Vocês já sabem! Nenhuma palavra de agora em diante!”



Perguntei à ele o que estava acontecendo... e ele respondeu pra eu ficar quietinha, que minha surpresa havia chegado! Logo em seguida, meu marido colocou seu pau em minha boca e comecei a chupá-lo. Ele veio em meu ouvido e disse: “Hoje você vai chupar muito, até cansar a boca! E vai engolir muita porra!”



Continuei a chupar gostoso quando então ele disse: “hoje vocês vão ver como ela chupa gostoso! E lembrem-se de não dizer uma palavra!”. Fiquei louca de tesão! Ele tirou seu pau de minha boca e me falou que haviam mais cinco homens no quarto e que eu iria chupar todos eles até cansarem!



Eles foram revezando em minha boca, e eu chupando deliciosamente todos aqueles cacetes! Eles obedeceram à meu marido e não ouvi nenhuma palavra deles – apenas gemidos! Eu estava adorando aquilo, mas também estava curiosa pra saber como eles eram! Pedi à meu marido para tirar minha venda e ele falou:



- “Não vou tirar nada, sua vadia! Hoje você vai apenas chupar todos eles, pois eu já comentei com eles o quanto você chupa gostoso! Você vai fazê-los gozar na sua boca e vai engolir tudo!”



- “Tira minha venda, amor! Quero ver quem eu estou chupando! Quero ver a cara deles!”



- “Já disse que você não vai ver nada! Vai continuar aí quietinha vendada! E quer saber o que mais? Não tem nenhum estranho aqui! Todo mundo que está aqui dentro você conhece pessoalmente!”



- “Você é louco!!! Quem está aqui? Quero saber quem eu estou chupando!”



- “Você quer saber mesmo?”



- “Quero!”



- “Então vou te dizer! Dois deles são amigos meus... e os outros três são amigos seus! Talvez até alguém do seu trabalho, quem sabe...” E ele riu. “Agora fica quietinha e volta a chupar como a vagabunda que você é!”



Um deles enfiou o pau na minha boca de novo (não era o meu marido) e voltei a chupar.

Meu marido continuou falando, me chamando de vadia, vagabunda, puta e biscate! E eu amando aquilo! Que homem que me casei!!



Aos poucos, todos eles foram gozando em minha boca. E como meu marido mandou, fui engolindo tudo! Quando todos estavam saciados, meu marido me disse: “Agora vou sair com eles tomar uma cerveja! Não saia daí! Quando eu voltar vou te comer bem gostoso e quero te encontrar do jeito que você está! Daqui uma hora estou de volta. Ah, e antes de irmos embora, eu quero que você agradeça à eles pela noite!”



- “Obrigada!”



- “Assim não! Agradece direito sua vagabunda!! Fala obrigado pela porra que te deram!”



- “Obrigada por toda a porra que engoli!”



- “Assim está melhor! Até mais tarde!”



Ele saiu mesmo, e me deixou sozinha... Não sei ao certo se ele voltou mesmo em uma hora. Mas a verdade é que fiquei mesmo ali, quietinha. A algema que temos é aquelas de sex shop. Com aquela trava de segurança. Mesmo assim, não me arrisquei a me soltar, pois não queria desapontá-lo. Ele demorou, mas não sei quanto.



Quando voltou, estava sozinho. Tirou minha venda, soltou a algema e começamos a transar. Embora eu tenha perguntado, ele se recusou à dizer quem tinha vindo em casa. Disse apenas que era verdade, eu realmente conhecia aqueles homens. Mas que não iria me contar quem eram. Aquela informação iria ficar por conta da minha imaginação.



Foi o melhor final de semana que já tive, sem dúvida nenhuma. Transamos muito, loucamente! Na segunda-feira fui trabalhar meio sem graça. Percebi vários homens me olhando diferente, nitidamente comentando sobre mim. Mas eram muitos. Muito mais do que cinco. Na verdade, acho que todos os homens do meu trabalho estavam diferentes, olhando pra mim e rindo.



O fato é que essa loucura toda aconteceu há dois meses. E até hoje não sei de quem era toda aquela porra que engoli!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos filha rabudaamelhor buseta de bashia do mundo gosanochupando buceta soltando fumaçaPirocada sexo gay velhos tara contos veridicosfoto travesti deitada na cama de pau duro e sua amiga casada mamando no seu cassetede santinha a putinha e um pulo contos eroticosContos eroticos mae inociando filho novinho conto realcontos eróticos - madrugada no clube de águas quentes contos eróticos ajudei minha tia limpa a casameu namorado pediu um tempo fiu pra balada e aprontei conto eróticosconto desde pequena participo de orgias com minha familiacontos eroticos gozei quando as duas picas entraram no meu cucontos eroticos - minha mãe e o transcontos eu e minha nora vomos enrabadas na praiacontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosascontos eróticos chupei a b***** da éguaConto eu e meu marido bebemos muita porra fresquinhacontos erotico gay negro dando pra branconegao arombo cu da sogracontos gays inicio da puberdade.contoseróticos sexo comestranhoeu confesso so faltei esfregar a buceta nele e ele nao me comeuestupraram minha esposa contoiquilina pagando o aluguel com o rabao contoscontoseroticoscagandocontos eroticos reais padrecontos eróticos casada não resistiu e traiumeu sogro me trancou a xana contos pornonegao deu o cu contos gaybucetas carnudas grandes beicos casadas cornosComo posso acaricialo com tesaozoofilia tesourasendo chatagiada a fufer contos por amigolesbicas presediarisbatendo uma punhenta para o marido sem calcinhafui arrombadacontos eroticos e minha mulher e uma amiga convencida a chupar bucetaporno gay interracial com macaquinho gulosoninfeta cintura fina bunduda belo par de seioscontos de coroa com novinhocomendo o cu da lais e amiga olhando mulheres peladas com muita manteigaporno contos massgen na tia gostosapornodoido transando com mulher peituda e fim de noite espíritacontos saia sem calcinha escada engoli porracontos eroticos putinha famíliacontoseroticos assaltocontos de casadas que se entregam a outro homemComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocontos casada cago no pau do negraocontos mulher infiel marido atento incestoConto irmaos gemeos de 15 outro 18 novinhosconto cavala loca por sexoconto estagiaria virgemcontos eroticos transformado em putadona florinda so ela dona florinda vaginacontoseroticos comeu a namorada de calcinha fio dentalContos.encesto.so.com.mae.cu.com.batataSiririca contosminha enteada um tesaozinhosou puta e pratico zoofiliacontos eroticos familia unidacomendo cusinho da baba da minha.sobrinhaContos erotico Minhas mamas doem muitoconto erotico perdi minha namorada virgemcontos eróticos gay encarado na escolacontos eroticos. a1 vez da bichinhacasada tarada por caninocontos eroticos tia primo e euconto moreno heteroconto comi minha mae quando tinha dez anoscontos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos eroticos de estuprosno carnaval de ruaContos eroticos sogra coroa