Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O FILHO DO PASTOR

Olá, eu sou o Fritz tenho 19 anos e sou de Manaus-AM. Vou contar uma historia que aconteceu em 2006 comigo e o filho do pastor da Igreja onde eu frequento. Vou chamar ele de "Maurício".



Bem, eu conheço o Maurício desde 2001, quando ele e a família passaram a frequentar nossa Igreja (evangélica). Apesar disso, nunca nos demos bem.

Ele sempre foi intolerante e isso nunca me cativou. Apesar disso, era o alvo das meninas... e meninos!

Morei em Goiânia e Rio de Janeiro por quase 3 anos. Quando voltei para Manaus, em 2006, eu o encontrei. Ele estava totalmente diferente do que eu havia eperado. Bonito, jovem e atraente. Tinha 19 anos e eu tinha 14. Continuava intolerante e chato.

O tempo foi passando. Fizemos uma boa amizade. Naquele mesmo ano, em Abril, tivemos um acampamento na Igreja. Eu e ele ficamos na mesma barraca. Eu jamais imaginava o que poderia acontecer ali.



Quando chegou a noite, conversamos bastante. Diversos assuntos. Ele queria saber como era o Rio e eu contava as minhas histárias pra ele. Ele tbm contava sua vida. Depois de conversar por quase uma hora, mudamos de assunto rapidamente e passamos a falar sobre sexo.



Ele queria saber se eu era virgem e eu confirmei. Ele também me disse que era virgem. Eu achava estranho, por ele ser filho de pastor deveria ser um exemplo. Achei mais estranho quando ele disse que tinha curiosidade de saber como dois homens faziam sexo.



Eu fiquei imensamente pertubado com a historia. Sempre achei ele bonito e até me imaginava transando com ele, as vezes. Perguntava pra mim mesmo se ele era um gay, ou se fazia aquilo pra me testar. Resolvi ficar na minha, pq não sabia o que ele queria e era melhor não arriscar.



Quando fomos dormir, dividimos o colchão. Vários garotos da Igreja estavam dormindo ao nosso lado e apenas nos dois estávamos acordados. Eu imaginava como ele seria pelado. Acho que ele imaginava a mesma coisa.

Quando eu estava quase dormindo, senti a mão dele passar de leve pelo meu peito. Meu coração quase saiu pela boca. Nunca tinha feito aquilo. Maurício era apenas meu amigo, embora eu sentisse vontade de ficar com ele.

Resolvi ficar quieto. Fingi que estava dormindo. Novamente ele passou a mão pelo meu peito e desceu até minha barriga. Eu suava frio. Vi quando ele levantou a cabeça e observou o ambiente, pra ter certeza que todos estavam dormindo. Eu tinha medo de que alguem pudesse ver, mas ao mesmo tempo queria continuar com a brincadeira.



Resolvi retribuir. Passei a mão pelos braços dele, o peito e desci até as coxas. Peguei nas partes íntimas dele e senti que o pau dele estava muito duro. Ele me apalpou. Coloquei a mão dele no meu pau e falei bem baixinho no ouvido: - Quero ficar com você!



Nos beijamos loucamente. Foi maravilhoso. Eu me masturbava e ele também. Queria transar com ele, mas tinha medo de alguem ver. Eu era virgem. Apenas nos beijamos e masturbamos um ao outro, até gozar.



Quando amanheceu, não tocamos no assunto. O dia inteiro foi assim. Não falamos sobre isso. Ninguém havia percebido nada. Quando anoiteceu, esperei todos dormirem e novamente passei minha mão saliente por todo o corpo dele. Ele já tava de pau duro e eu tbm. Ele chupou meu pau até eu gozar. Não gozei na boca dele, tinha medo de ele não gostar. Gozei duas vezes com ele me chupando.

Transamos loucamente. Foi meio mecânico, pq estávamos com medo, mas rolou e foi muito bom. Transamos sem camisinha. Eu adorei a sensação de enfiar meu pau nele.

Ele queria cavalgar em cima de mim, mas não era possível. Jurou pra mim que, quando fosse em casa, iríamos terminar o nosso amor.



Quando fomos embora do acampamento, eu senti um aperto grande ao observar a barraca onde eu havia dormido dois dias. Onde havia feito amor pela primeira vez, com um amigo, o filho do pastor. Eu mal sabia que, dali em diante, minha vida na Igreja e com meus amigos iria mudar muito. Não imaginava que o Maurício iria marcar minha vida não sá por ter transado comigo naquela noite, mas por ter despertado em mim uma grande paixão. Era o início de um amor, que durou 19 meses.



Em outro conto eu revelo outros detalhes dessa histária. Foram muitas transas que vocês vão gostar. Ah propásito, se quiserem meu msn é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3titio me fez gozar com shortcontos eróticos gay sendo putinha na minha casacontos erot sogra e namorada virgempintelhos na transparencia das cuequinhascontos eroticos minha baba dormindoContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscocontos eroticos seduzi uma mulher e roubei elaconto erotico lésbicas roçando.a buceta na caracontos calcinha da minha tia coroacontos de mulher insatisfeita com maridocoroa me fudeuContos eroticos entre marido bombeiro militar e sua esposaContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocentecontos menininha curiosa safadinhaConto erótico calcinha fedidacontos eróticos fui Penha a força por doiscache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html contos eroticos meu padastro mim estropo no onibusContos comi a menininhaIrmã cuidando do irmão acidentado contos de incesto femininocontos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormircontos.veridicos erabando uma,.pretinhacontos muito grosso e grande sofriwww.conto eu vi o pedreiro mijandoconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******Contos eroticos menstruadacontos eroticos segredos de familia parte 4CONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEcontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazconto erotico pai comendo a filha mais novacontos eróticos conaNamorada boqueteira contos cabonesentei no colo do meu colega no onivus e ele ficou muito excitado contos de mulhercontos erroticos eu melava minha calsinha para meu amigo chera elavoyeur de esposa conto eroticoconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdocontos eroticos: menininhas virgens chantageadascomo fazer uma baixinha gosarzoofilia gay extraordinárias bizarrosMendigos se madturbando altotia tranzando com sobrinho cabassaocontos sexo pai chupa cona da filha cheia de porracasa dos contos putinha desde novinhalalargado na bucetacontos eróticos troca de casalcontos eróticos novinha no ônibuscontos eroticos comi o cu da minha medicalaterjadocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto minha mulher tomando sol peladamenininhas fudendo com vários cachorros contos eroticoscontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosmulher amarrada no curral para o pone com elapego teu pau e coloco no meu cuzinhoconto casada engravidou de outrocontos eróticos de patricinhas trasando com os paiscontos eroticos comi duas professorasxanimhabuceta de crente meu nome domitiliaminha mae me ensinou a ser putinha/contosscontos eróticos brincando de casinhaconto erotico sou enfermeiro e nso resisti e comi a novinha dopada no hospitalcontos minha mulata foi arronbada e curradacontos ganhei uma massagem e fiz um boqueteConto minha esposa dando pro policialcontos eroticos marido foi trabalhar e meu sobrinho me pegou no banhocontoseroticosrolacontoseróticos dei mamarcasa dos contos marido pede para esposa por uma sainha bem curta e.provocaContos eu transo com meu sogro pauzudoconto erótico sequestro relampagomanuela pedreiro contos eroticosconto erotico arrombamento