Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

HISTÓRIA DE UMA ESCRAVA SEXUAL

Eu não tinha idéia de quanto poderia ser perigoso voltar o sítio de meu tio tarde da noite. Achava que por ser interior era tranquilo. Me enganei.

Tinha ainda 19 anos e corpinho de violão. Aliás, corpão, pois meus 1,70m eram muito bem distribuídos. Seios fartos, bunda empinada, coxas grosas e cintura fina....gostosona mesmo.

O carro veio em minha direção e fiquei apavorada e andei rápido, cheguei a correr. Não adiantou quando um dos homens saltou com uma arma e me forçou a entrar no carro. Foram muito claros: não iriam me estuprar. Iriam me vender.

Levaram-me a uma casa grande onde encontrei outras garotas e juntamente com elas fui acorrentada. Todas nás estávamos bastante assustadas e chorávamos muito.



Dois dias depois aconteceu o leilão. Fomos colocadas lado a lado nuas. Homens e mulheres (poucas) percorriam a fila para nos inspecionar. Ao lado havia cadeiras de ginecologistas. Descobri logo o motivo: seríamos examinadas detalhadamente pelo comprador interessado. Vitor, o homem que fez o maior lance para me comprar, devia ter uns 30 anos. Depois descobri que era filho de fazendeiros ricos e que os homens da família tinham essa tradição de comprar escravas sexuais. Depois de aberta por um alargador ginecolágico e examinada (ele e outros enfiaram os dedos em minha bucetinha) ele pagou a quantia e me levou embora. Nem ao menos me vestiram.



Fui levada a uma fazenda. Fui amarrada num pelourinho e o Vitor me disse como deveria agir. Eu chorava muito e nem conseguia prestar atenção no que ele falava. Por isso levei vários tapas na cara para me acalmar, pois estava quase histérica. No fim entendi que deveria chamá-lo sempre de Sr, obedecê-lo sempre e que seria sua escrava, e muitas vezes, seu animal de estimação. A maioria das vezes fui a cadelinha dele.

Logo na primeira hora amarrada o Sr Vitor mandou chamar os empregados. Eles vieram correndo, pois já sabiam que o patrão tinha do comprar a sua nova escrava. As anteriores, depois de não prestarem mais eram vendidas novamente para o puteiro da região. A primeira noite na fazenda era uma festa para os peões. O Sr Vitor liberava que eles me apalpassem e que enfiassem dedos em mim. Ao todo tinha 4 peões. Era amarrada de pernas abertas e eles faziam essa festinha em mim.......nada de penetração, somente pegação e dedos. Eu chorava copiosamente, mas sentia a minha bucetinha quente latejar. Por isso, pois deveria ficar calada, apanhei de chicote. Os peões perceberam o calor da minha xana e riam me chamando de puta e vadia. Depois que eles me apalparam bem, um dos peões me colocou a coleira e meu Sr me levou p a casa. Como minhas pernas estavam moles, não aguentava andar de 4, fui arrastada pelos cabelos até a casa.

Em casa fui amarrada no teto. Meu Sr disse que iria sentir tudo aos poucos. Por isso nesse dia somente seria essa a minha experiência. Deixou-me lá amarrada e foi dormir. Meu cansaço era tanto que praticamente desmaiei de sono e cansaço depois de várias horas chorando.

No outro dia, ele me tirou das cordas e novamente com a coleira me levou ao quintal e me apresentou a minha “casa”. Uma casinha de cachorro. Abriu a mangueira e me deu banho como a uma cadela mesmo, não deixando de lavar a minha bucetinha e meu rabo com escova de dentes. Depois de me alimentar com frutas, ele me passou para um dos peões que me lavou por dentro do anus com enema. Sofri muito com o tubo enfiado no meu cuzinho virgem que introduziu o liquido viscoso. Depois de minha barriga ficar inchada fui levada ao banheiro onde evacuei até a alma de tanta coisa que coloquei para fora. O peão depois abriu meu rabo com o alargador e terminou a limpeza com a mangueira. Gritava muito mas, a hora da mangueira fiquei excitada, tanto que o peão me deu vários tapas nos seios pois os mamilos estavam tesos.



Depois disso fiquei pronta p meu dono.............. continua

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos amigas se mastubam juntas pela primeira vezcontos eroticos estrupei minha namorada virgem autor caiquecontos reais meu marido fez uma deliciosa DP com seu amigomorena bronzeada na locadora pornômacho casado ativo contowww.contos eroticos madrinha virgem da cu cagandofodida no onibus por coroa contospeito bicodu sexgozoucomcontos eroticos sobre virgindadecontos eroticos de avôconto erotico anal deisuco de uma magrela trepando em pornô famíliaconto o jovem roludo comeuu a.buceta de esposaComtos professoras novas casadas fodidas na sala de aula pelos alunoschantagiei a negra contocontos eróticos menininhasexo extremo com meus pais no puteiro meu pai mandou minha mãe cagar na boca dele conto eróticorossou em mim contoscontos bebendo gozo do militarrecebe conto erotico de casais de mais de quarenta anos por emaildeixa eu botar meu pau na sua bandeirinha conto eróticocasa dos contos dando pro cachorro no sitio pornocontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadaContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralconto bebado virei veadocontos eróticos da secretária cadela de coleira do patrãocontos veridico acho que o garoto comeu minha mulher a patriciacontos comiminha primacontoseroticosesposapraiacontos eroticos travesti gordaele me encoxando e eu rebolandoconto erótico pepinoContos eroticos sobre irma fazendo faxinafui bolinada na.mesa junto.com.o marido.contosmeu namo puchou meus cabelos e deu vários beijos em mim o que significa isso?contos eróticos no carro com meu paimeu professor meu namorado contos gaymeninas nova levando pica dormindo e gemendo altover contos erótico mãe gordinha concebido gostosa s*****conto clube de amamentacao de adultoseróticos ah ah aaaah chupa a minha bucetinha vai ah deliciaeu, meu marido e uma trans linda contomulhe chupa caserte do jegueo garoto tava de pau duro contos eróticoscontos de casais numbar de negaos pau grande maridp felizAbusei da minha amante bebada contosContos porno fui sodomizada por castigoconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninasMeu marido deu carona para um estranho e me insunuei pra eleloiro trepando com a faveladagozaram em minha boca durante a viagemcontos o sindicoFotos incesto espiando pai e mana familinovos contos eróticos entre namorados dpcontos dei pro meu genrocontos eroticos negao so comeu o cu da minha mulhercontos minha namorada pelada meu amigocontos eroticos corno bebe leiterasguei a camisinha sem ela perce er e gozei dentro/contosmulher delirando na foda do cavalo com eguaPorno conto filha mama pai desde pequenaesposa seria se bronzeando em casa contovideos de meninas fudedo co casoroConto gozou muita porra no meu cucontos eroticos me exibi nua pra elamulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandoamei ser estupradacomeu mae e enteada contoscontos eroticos mae e filhocontos porno eu e meu marido fomos violentadosCOnto a vizinha amamentandoconto porno eu meu marido e o sogrocontos eroticos timidas coroascontos porno amador de filha submu