Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O PAI DO MEU IRMäO

Antes de escrever qualquer coisa quero deixar bem claro que nunca comi e nem quero comer a minha mäe, mas näo posso esconder que ela sem mim näo existiria como mulher (sexualmente) falando...



A minha mäe cortou um dobrado com o meu pai nos primeiros anos de casada... Meu pai era um beberräo do tipo beber, cair e ser carregado pelos ``amigos`` A minha mäe aguentava calada, pois, meu pai era muito nervoso e ela näo tinha nenhum parente por perto...



Na ëpoca eu tinha 9 para 19 anos e sofria junto com ela, pois, eu tambëm näo gosatva de ver meu pai chegar quase todas as noites carregado por "amigos"... e quase sempre por um (amigo) chamado jurandi... Os dois eram como unha e carne viviam junto o tempo todo... meu pai faltava pouco dormir com o jurandi...



A minha histãria de cumplicidade com a minha mäe teve inìcio numa dessas noites de bebedeiras do meu pai com o tal de jurandi... Nessa noite eles näo sairam para beber, eles beberam em casa, na varanda dos fundos, eles bebiam e ouviam umas musicas horriveis, enquanto eu e minha mäe assistia-mos tv na sala... Notei que jurandi passou a trazer tira gosto e que a cada vez que trazia, ele olhava para minha mäe com uma cara estrnha... Näo posso deixar de descrever a minha mäe (1,60 - 55 a 60 kg - olhos verdes - ruiva - um rosto de boneca - cinturinha e bunda grande)na época...



A noite foi se passando e a minha mäe colocou uma camisola para dormir... ela me levou para sua cama e acabamos pegando no sono... acordei e fechei os olhos rapidamente como que fingindo estar dormindo e com os olhos seme-serrados, vi, acrditem se quiserem o jurandi sentado na beira da cama acariciando abunda minha mäe... A minha vontade era pular em cima do jurandi,mas ao mesmo tempo eu gostava do que via... derrepente minha mäe deu um pulo da cama e perguntou se ele havia perdido o juizo... Continuei fingindo que estava dormindo... escutei quando jurandi falou com minha mäe que já havia colocado o meu pai no sofar da sala e que ele dormia feito uma pedra... Minha mäe irritada falou umas besteiras com jurandi me lembro que ela disse( já tenho problemas demais com um cachaceiro) Jurandi sem perder tempo emendou( sá que esse cahaceiro aqui, bebe e näo cai pelas ruas e se tiver uma xota carente, fode a noite inteira)...



A minha mäe pediu a Jurandi para ir embora e lhe acompanhou até a porta dos fundos (da varanda que rolou a bebedeira) notei que minha mäe demorava a voltar entäo levantei sorrateiramente e fui espiar o que acontecia... Jurandi engravatava a minha mäe com uma das mäos e com a outra libertava a piroca... É bom lembrar que o Jurandi era um cara muito forte e grandalhäo era o triplo do meu pai... Num movimento brusco Jurandi baixou minha mäe pelo pelos cabelos até a aultura da cintura esfregando a piroca na cara dela (amigos leitores que piroca)... Mesmo com medo da minha mäe sofrer alguma coisa, eu näo coseguia parar de gosatar, e com o passar dos minutos notei que mamäe estava um pouco mais entregue e fazendo o que Jurandi pedia (chupa aqui, chupa ali,etc)...



Jurandi deitou mamäe sobre a mesa que beberam, tirou-lhe a calcinha e chupou a sua buceta durante um bom tempo, minha mäe gemia de prazer... eu ouvia o salivar e os chupöes estalados da boca do Jurandi... Derrepente ele se levantou acariciando a piroca posicionou-se no meio das pernas de mamäe esfregando a piroca na buceta... ouvi a minha mäe pedindo para colocar com carinho... Pedido feito, pedido aceito!!! Jurandi empurrou a tora bem devagar até onde coube (sobrou piroca) e foi almentando o ritimo aos poucos... pegou ela por traz... e de tudo quanto foi jeito... mas o momento que eu mais gostei foi quando ele a pegou de frente segurando-a pelas ancas e no colo, ela pendurada na nuca dele... as estocadas foram foram ficando mais forte, a minha máe pedia para parar, mas quanto mais ela pedia mais forte e fundo ele metia...Jurandi foi diminuindo o movimento e almentando os gemidos minha mäe tentou tapar a boca dele, o que foi em väo, o homem parecia um urso enfurecido... deu umas duas estocads mais fortes e profundas e parou... Ele colocou a minha mäe no chäo, ela estava com as pernas bambas e de sua buceta escorreu um mar de porra...



Jurandi havia me visto naquela noite, tanto que conversamos eu, ele e a minha mäe sobre o acontecido e o que aconteceria... depois de trinta anos, eu tenho quase duas certezas... de que jurandi mudou a maneira de pensar da minha mäe quanto a fuder com outros homens e de que Jurandi à engravidou e é o pai do meu irmäo marcio...









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos minha irmã minha putacontos eroticosTravesti com homescontos eroticos levei rola com meu marido en casacontos eroticos casal biminhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasvelha peituda cheia de celulites contominha cunhada de camisola contosContos gay carnaval em Veneza contos eroticos paguei as dividas da minha funcionária noiva rabudadei o cu na fazenda contosmeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazerfazendeiracontoseroticostica dani buceta gistosacavalo estocando muito forte na putacontos eróticos de comendo a tia e ela entregando as filhas gostosasconto erotico raquel morena deliciosaescurdo bucetona arreganhada foto delasconto erotico com o velho padrinhofui chupadocontos flagrei minha irmã e seu filhocontos dando para minha familia parte 2contos erticos madrinhas putasrecebru varias calcinha de presente contos eroticocontos apostando uma encoxadaWww contos d putas casada d juazeiro ba.componou.entre.aesposa.io.marido.ia.buceta.peitanocontos eroticos de negros na praia de nudismoContos eróticos: boquete quando pequenacontos eroticos enganoconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viiContos Comendo A filha da amigacontos erotico ela trai o maridochute no saco contos pornocom jeitinho meu filho me convenceu a chupar seu paufiquei bem machucada por fuder com cachorro enorme contos de zoofiliapassivosrj sexoconto erotico: meu desejocontos eróticos esposa de 60anos com farra na camahomen preto com olhos castanhos peladinhosfiquei d calcinha e logo me comerao contos eroticoscomendo a tia de pois de beber um vinhoconto gay acordado pelo dotadoContos erotico orgia no meu cuconto gay muleke do cuzinho raspadinhocontos eroticos minha baba gostosa perdendo minha virgindadeamigos sexo troca troca contostraiminha namorada com o pau na cara contos relatos estorias eriticosconto de mulher transando com meninos novinhoscutuquei a buceta da mamae contosdrogada conto eroticocontos de i****** f****** minha sobrinhacontos de sexo com vovoconto erotico prima francinicontos eróticos sobre sobrinhabucetudacontos eroticos padastro com indiadacontos estava louco pra dar o cu acabei dandoconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada contos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco meu subrinho enfiou o dedo no meu cu contoporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetacontos eu espiano minha mae peitudacontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com ela okinawan gélico pornôesposa taradadpasgostosas ticoscasa do conto màe rabuda da troco com filho incestocontos eroticos, venerava meus mamilosconto coroa chupando piroquinhaarranquei o cabacinho de 11 aninhos contoslanbinda na xana hetai gritaconto coroa chupando piroquinhaO pau preto e o cabacinho contos eróticossuco de uma magrela trepando em pornô famíliaContos e roticos com gemeos i denticosconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhaconto erotico gay no nordesteloiras fudendoconto eróticowww.goroa nis Sogra fudendominha mulher enrabada na boateconto erótico meu padrinho me estuproucontos-você mete teu pau no meu cuzinhocontos eroticos buceta peludaencoxando coroa casada em Jundiai conto realbucetas no bairrofazendinhacontos esquentando a relaçãocontos: safadezas de um velhoConto prima me flagrouve molge dano cu mexeno no pau gozano no paimetendo devagar na buceta da minha irma dormindo no escurosexo gemidossscontos/o dia em que esfolei a cona da minha filhacontos eroticos estupradas por animaisporno meu marido me levou no swing so para ver outro gozar na minha bucetao negão comeu o meu marido contos eróticoscontos eroticos com dialogo molestada pelo patrao