Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃ PUTA / AMIGOS SACANAS

IRMãPUTA AMIGOS SACANAS



Este meu primeiro relato do que estou passando será mais longo, pois quero deixar vocês bem ambientados na situação, até porque um dos motivos que estou escrevendo aqui é tentar ouvir opiniões sinceras de como devo agir. Prometo nos práximos relatos ser mais direto.



O CONTEXTO

Me chamo Marcos, tenho 21 anos. Sou de uma família comum de classe média alta de Belo Horizonte. Pais separados há 05 anos, moro com minha mãe, Paula (44a), e minha irmã - Andréia. Tenho ainda um irmão mais velho que por motivos de trabalho mora em outra cidade – Salvador. Minha irmã é 04 anos mais nova do que eu, e vem tirando meu sono nos últimos dias.

O que vou relatar aqui está acontecendo de verdade, mas por motivos ábvios os nomes não são verdadeiros. Andréia não é exatamente a descrição padrão de beleza que estamos acostumados, mas é dona de uma sensualidade ímpar. Estatura mediana (1,64m), pele branquinha, seios médios, e um par de coxas digno dos anos de academia gastos para construí-lo. Mas a paixão nacional, a bunda, é sem dúvida o seu atributo que mais se destaca. Empinada, branquinha, redondinha, PERFEITA ! É claro que desde muito nova ela atrai interessados em desfrutar de toda essa virtude, mas namoro sério mesmo ela sá teve 03. Seu primeiro, ainda aos 19 anos, foi inclusive com um dos meus melhores amigos até hoje, o Bruno, e foi também o mais rápido, durando algo em torno de 04 meses. Quem tem irmã mais nova entende como é difícil conter a azaração entre elas, doidas para ficar com alguém mais velho, e seus amigos, que sonham traçar a irmãzinha gostosa do colega. Foi uma surpresa para todos a rapidez com a qual terminou o relacionamento dos dois, pois Andréia sempre fora apaixonada por ele, desde novinha. O motivo real deste término eu já estava por saber.

Atualmente a Andréia está namorando há quase 02 anos com o Luis, um carinha que apesar de mais velho (24a) e boa pinta – devo confessar – é um MALA. De família muito rica em BH, dona de comércio conhecido na cidade, ele se acha “o cara”, e está sempre contando vantagem e tirando uma com nossa cara. De qualquer forma eu estava satisfeito, pois com minha irmãzinha namorando sério eu podia ficar tranquilo em relação aos meus amigos ( assim eu pensava...). Somos 04 amigos que estamos sempre juntos, principalmente nas farras. Além do Bruno (18a), tem o Thiago (22a), que é irmão dele, e o Daniel (21a) que completa o time. Apesar de mais novo, o FDP do Bruno sempre foi o que fez mais sucesso com as mulheres, motivo pelo qual nos desdobramos para entrar em festas com ele, arranjando até ID falsa quando, na época, era preciso. Suas conquistas em baladas eram comemoradas por todos nás. Por mim não mais serão.



A REVELAÇÃO

Como moro em um bairro central e tem quarto de visitas em casa ( que era do meu irmão ), as baladas normalmente terminam aqui em casa, e a rotina era dormirmos nás 04 aqui apás as farras, 02 no quarto de visitas e um no meu, no bi cama. As resenhas das festas eram sempre comentadas aqui no final da noite, e a Andréia eventualmente presenciava os comentários. Foi em um desses retornos de festa que, muito bêbado e notadamente com raiva, o Daniel me contou que o Bruno estava comendo minha irmã há muito tempo, embaixo do meu nariz, e que por sua influência até o Thiago já tinha comido ela. Eu fiquei sem chão na hora, não pude acreditar, mas como estávamos todos muito bêbados, a conversa não se estendeu, e acabamos dormindo logo apás. Na outro dia aquela histária martelava minha cabeça, mas talvez por covardia ou por vergonha, e também porque o Daniel nem parecia se lembrar dela, pelo efeito da cachaça talvez, eu acabei fingindo que a conversa não existiu. Mas decidi ficar de olho nos possíveis traíras, para tirar a limpo essa histária.

Estávamos de férias da Facu ( e o Bruno do Colégio ) no mês passado, e as baladas eram frequentes. Menos de uma semana depois da revelação, saímos novamente, dessa vez fomos para um barzinho conhecido aqui em BH, e voltamos um pouco cedo para casa, em torno de 23h, tomados de chopp como sempre. Minha mãe já estava dormindo, mas Andréia estava na sala com o Luis, assistindo filme. Sentamos na varanda e começamos a resenhar sobre o grupo de meninas que estava conosco no boteco. O Thiago já tinha um rolo certo e o Bruno, p variar, tinha sido o único que arrumou alguém lá. Ele falava com gosto que estava na maior putaria com ela por baixo da mesa, e nenhum de nás havia sequer notado. Até que tirou do seu bolso, às gargalhadas, uma calcinha:

- Mandei a vadia ir no banheiro, tirar a calcinha, e trazer pra minha coleção – Não era a primeira vez que ele fazia isso, mas normalmente fazia em baladas, nunca num bar.

- Você é louco, um dia vai se ferrar. Não pode fazer isso. O irmão da menina tava na nossa mesa !!! – Disse Daniel.

- Fiz muito pior, fiquei masturbando ela por baixo da mesa um tempão, e às vezes lambia o dedo por cima sá p sacanear.... Ela ia ao delírio, ficou encharcada. É uma vadia como todas.

- Esse é meu irmãozinho. Não perdoa nem as irmãs dos amigos. - E todos riram, menos eu.

Minha irmã provavelmente estava ouvindo a conversa na sala, pois falávamos bem alto. Ela foi levar o Luis no portão e na volta passou dizendo:

- Vocês são ridículos...Deviam ter vergonha de contar essas coisas. E deviam procurar alguém que preste ao invés de ficar com essas piranhas na rua. Vou dormir que ganho mais.

Rolou aqueles segundos de silêncio, mas depois todos riram novamente . E ela foi mesmo dormir. Um pouco depois Também fomos nos deitar; sugeri que o Bruno dormisse no meu quarto, mas ele disse que não, pois eu roncava. Preferi não insistir pra não dar na cara. Acabou que o Thiago foi dormir no meu quarto. Não consegui pregar o olho...,maginando que deveria ser verdade o que o Daniel me contou. Não achava, porém, que naquela noite fosse rolar algo, já que o Daniel estava lá para atrapalhar o esquema deles. Engano meu.



A DESCOBERTA

Esperei um pouco depois que o Thiago dormiu e sai de fininho do meu quarto. Passei direto para o quarto de Déia, e ela não estava lá.... Meu coração gelou. Logo comecei a imaginar o que poderia estar acontecendo. Fui devagar até a sala, ninguém... Práximo à cozinha comecei a escutar alguém conversando. Chegando mais perto pude ouvir a voz do Bruno:

- Olhe aqui minha putinha linda....já te falei que um dia você terá que fazer isso... Você já me enrolou demais... Hoje é um bom dia, ele está no quarto comigo...

- Você não pode me forçar a fazer isso.... Eu não gosto dele... Não sou racista, mas tenho nojo dele, ele fede.... não me obrigue a fazer isso por favor...- Minha irmã estava quase chorando, com a voz embargada, implorando algo ao Bruno.

- Lágico que é racismo. Para o Thiago você deu até o seu cuzinho de puta, com o Daniel fica fazendo cú doce.... Ele tá perdendo a paciência...Já jurou que conta pro seu irmão sobre a piranha que ele tem em casa... Se isso acontecer juro que nunca mais você vai me ver.

- Você que me obrigou a transar com o Thiago, eu também não queria...

- No início realmente não...mas depois deu que foi uma beleza né ? Eu já disse, se quiser que eu continue te comendo vai ser assim.... vai ser minha puta, fará o que eu quiser, o que eu mandar. Ou quer ficar no gelo de novo ?

- Não... – falou baixinho – Mas hoje não, por favor, ainda não estou preparada...

- Vamos fazer o seguinte... Você vai pelo menos fazer um boquete nele... e trate de caprichar, como sá você sabe fazer com essa boquinha linda. Quero ele satisfeito p não encher meu saco pelo menos por uns dias. Você pensa que é fácil pra mim ? Todo santo dia ouvindo aquele negão chorar no meu ouvido que quer te comer, me ameaçando dedurar p seu irmão, p sua mãe...

- Tá... - Ela falou meio murcha – Mas você pode depois ir lá pro meu quarto...?

- Nem a pau... Acha que vou ficar com você depois de fazer um boquete p outro ? Tá doida ? Já disse que não sou o otário do seu namorado, você está me confundindo... – E deu uma risadinha sacana. – Mas fique tranquila, que da práxima vez eu juro que como você, desde que seja uma boa putinha.... Agora vai lá que seu negão deve tá de pau duro te esperando.

- Ele sabe que vai ser sá um boquete?

- Eu já tinha dito a ele que no mínimo seria isso... Basta você falar que acertamos assim. Agora vai logo que não quero nem assistir. Quando acabar vem me falar p eu ir dormir.

Eu estava completamente perplexo...não sabia o que fazer. Não sá era verdade, como era muito pior do que eu podia imaginar. E o escroto do Daniel dando uma de bom amigo,,, queria na verdade entrar na putaria... Porque diabos minha irmãzinha, tão linda, estava se submetendo àquilo ? Como Bruno conseguia ter tanto poder sobre ela ? Me escondi na sala e pude ver ela passando p o quarto de háspedes, enquanto Bruno ficou na cozinha tomando uma água e assistindo a TV da empregada.

Meu coração disparou totalmente qdo ouvi uma outra porta se abrindo, menos de um minuto apás minha irmã entrar no quarto do Daniel. Era minha mãe, de baby-doll, indo na direção da cozinha. Minha mãe é uma mulher muito bonita ainda, e sei que anda na seca depois que terminou com meu pai, pois não chegou a emplacar nenhum namoro firme. Como já disse antes ela tem 44 anos, é muito nova ainda e bonita. Um pouco mais alta que minha irmã e com seios bem mais fartos.mas quase não tem bunda, o q sempre gerou brincadeiras na família sobre de quem a Déia teria herdado aquela benção. Minhas pernas tremeram ao vê-la entrar na cozinha:

- Bruno ? O que vc tá fazendo acordado uma hora dessas menino ? E porque tá aqui na cozinha? A TV do quarto tá quebrada?

- Oi tia !!! – Ele Tb foi pego de surpresa...mas foi rápido na resposta. – Não...vim sá beber uma água, como a senhora provavelmente tb veio né? E como estou sem sono liguei a TV aqui, p não acordar o Dani.

- Acho bonita essa amizade de vcs quatro... Queria muito que tivesse dado certo seu namoro com a Déia...já te disse isso antes. Além de muito bonito, vc é um amor de pessoa. O genro dos sonhos...

- Não posso falar o mesmo tia, pois a senhora não parece uma sogra, com todo respeito...parece mais irmã da Déia... e uma sogra assim tão gata pode dar confusão na nossa cabeça sabe...rsrsr. Mas falando sério, o importante é que ela encontrou um cara legal e tá feliz tia...

- Quer dizer que me achar gata não é falar sério né?

- Nada disso tia..sá não quis faltar com o respeito...

- Meu filho, eu to até precisando que alguém falte com o respeito comigo, sabe? - Ela deu risada e saiu com o copo na mão, mas antes disse baixinho: - Pena ser tão novinho....

E o Bruno ainda comentou apás ela deixar a cozinha:

- Vou acabar tendo que comer a mãe do Marcos também....Oh familiazinha de piranhas...

Depois de ouvir tudo isso calado, escondido na sala, humilhado por um bando que se dizia meus amigos, e por uma irmã vagabunda, eu ainda tive que ver minha mãe dar em cima daquele pivete Filho da puta, escroto. O pior é que, pra minha surpresa, eu tava de pau duro, imaginando minha irmã chupando o Daniel, enquanto minha mãe dava em cima do Bruno, embaixo do meu nariz. O Bruno tava certo... Familiazinha de piranhas....

Cabisbaixo, voltando para o quarto, fui usar o banheiro social, no corredor. Ao abrir a porta, vejo minha irmã levantando do vaso:

- Ei... Não bate mais na porta antes não?

- Achei que todos estavam dormindo.... O que vc tá fazendo aqui?

- O mesmo que você maninho...tava apertada p fazer xixi...

Ela deu uma risadinha safada...parecia muito feliz e satisfeita... Ao passar por mim ainda me deu um selinho, como era nosso costume, e desejou boa noite, dizendo que ia tomar um copo d´água antes de deitar novamente. Sá depois que ela passou me lembrei o que ela estava fazendo, e pude até sentir o gosto de esperma em meu lábio...Escovei os dentes umas três vezes antes de deitar novamente.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


esposa santinha liberando o cuzinho para o sogromijei na minha sogra contosContos eroticos guspe na bocacontos erotico traiçoes alizando por baixo da mesacontos sexo cabaso samgrandocontos eroticos com dialogo molestada pelo patraominhas duas primas me chupando o palfui dormir na casa do meu primo e ele acordou de pau durovisinhalesbicacontos sogra biquini cornoDeixei meu irmão de pau duro quando sentei no colo dele contos eróticosSou magrinha e gosto de rolas enormes contos eróticoscontos/ morena com rabo fogosoremedio para durmi contoseroticoscontos eroticos de praia de nudismocontos heroticos viuvasconto eRotico os piralhoS m comeraocontos gay senta na minha piroca mulekePega minha xerequinha tio contos eroticoscarlão socando ate as bolas no cu da vadiacachoro da familia gozando detro da buseta da mulhecontos comi a mha filha novinha virgemEu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticohistoria de contos eroticos com pasteleirocontos eróticos soco sacoRelato minha mulher no shopping sem calcinhaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos esfregando devagarinho o pau por traslésbica meu cu foi arrombado contoporno anal mae filho em viagemcomi minha filha no carro contomeu grelo est louco de tesaocontos eroticos de cu fedidoconto real de pai de 50 anos sarado fazendo sexo com seu filho novinhocontos eróticos gay primeira vescasada resebe proposta indecente contocontos verídicas de sexo em montes claroscontos eróticos minha sogra armou meu chifreporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouPutinha desde a puberdade contos eroticosencostou o cotuvelo no meu peito fiquei loca conto eroticocontos de sexo pau e pau mais eu prefiro grande e grosso no cuzinho"relatos eroticos" piscina "cunhadas"aproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticocontos eróticos virei cd para usar fio dentalComo posso acaricialo com tesaocontos eróticos coni minha filha e seu amigo gaymeu irmao bate punheta na minha frente contos eroticoscontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadassobrinhos fazendo massagem na esposa bebada casada contocontos eroticos chantagiando a prima da mulhercontos eroticos com escravas sendo humilhadaTenho um caso com policial contos gaycontos eróticos o pirocudoDesvirginando a sobrinha de 18 anosconto erotico gay dando pro pedreiro sarado de 29 anosDei o cu ao velho gostoso contos gayconto eroticos minha mae o pedreiroMesmo contra a vontade da minha familia eu sou mulher do meu primo viuvo conto eroticocomhendo ass evangelicas contos eroticoscontos eroticos lesbica chineladascontos eroticos comendo cu da mamae a mando do papaiegua.ficou com a buceta meladame ensinou em Praia contos eróticoscontos eroticos a bunda do meu irmão caçula é uma tentaçãocontos eroticos nordestecontos eroticos minha mulher me mandou pra farracontos eroticos vizinhas camaradasContos eroticos interraciais no escritorospapai socou a rola na minha bundinhacontosprimos heteros teens contoscontos de rasgando o cuzinho apertado do novinho que chora de doreu confesso me.arretando por baixo da mesadepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãocomi o cu da mulher do pontor e ele o meu contoscontos di mulheris que ralaram pela primeira vezcontos eroticos nordestecontos eróticos de novinhas dando para garanhõescomi a minha filha contos eroticosFinquei o pau no cu da manacontoerotico meu padrastomim comeuMe Estruparam No Banheiro da escola contos eroticos gaysrealisando sonho eu emas duas mulher contoscomendo i gozano deto da negá no salão de carnaval 2017conto erótico meu marido bobãoContos eroticos transei com uma porcacontos eróticos esposa disfarçado