Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SÉRIE - UM ATIVO A GOZAR – NO MATAGAL DO PRAZER.

O sexo, o prazer, o desejo e tudo que uma noite nos deixa imaginar. Eu estava assim, sentia o prazer o e desejo fluir diante do sexo e das vontades.



Eu havia realizado meus desejos, fuder gostoso um menino novinho, o fazer gemer de prazer e de vontade, o fazer gritar na minha vara, o fazer mamar gostoso e tomar o leitinho quente.



Foi desta forma que desejei e realizei o Douglas. Ele novinho, corpo de menino e beijo de garoto, agora ele era meu, eu homem de 19 anos tinha realizado meu desejo, fuder, abrir e gozar em um rabinho de um menino, de jovem que aprendia a desfrutar do prazer do sexo, porem muito mais do que comer, enrabar e chupar todo este menino é o sonho de acreditar que sexo é um prazer mutuo.



Eu estava feliz, ia todos os dias ver Douglas e ficar com ele. Era nosso segredo, era nosso prazer, pois sua mãe a gostosa dona Sonia estava trabalhando, ela gostava e achava que eu era a melhor companhia para seu filho, que era por todos os dias beijado, abraçado, comido e arrombado por mim, ele era minha menininha, minha putinha novinha que descobria que dar cuzinho era bom, era prazeroso, gostoso.



Douglas era meu menino, porem via que sua mãe estava me dando bola, ela era bonita, gostosinha e tinha um rabo de dar gosto e super simpática apesar da idade dava pra comer, mas sabe eu tinha um caso com o filho dela, mas sentia que ela estava afim de mim.



Mas eu desejava e gozava com minha rola no rabinho de seu filho, em uma tarde de sol estava eu e ele passeando quando tivemos a idéia de entrar em um matagal para dar uma, logo adentramos em uma mata fechada e abaixei o calção e deixei ele saborear dos meus 19 cm de prazer, ele mamava gostoso, sentia sua língua deslizar diante da minha cabecinha e o prazer tomar conta, porem era de tarde e o medo de ser pego era grande, mas valia a pena. Era delirante ver aquele garoto saboreando minha vara, ele engolia tudinho e parecia estar aprendendo a cada dia mais como dar prazer a um homem, sua boca gostosa subia na direção da minha e seus lábios juntavam ao meu. O sol da tarde adentrava ao matagal e o nosso abraço se tornava mais delirante, sentir o prazer, o toque o desejo daquele que era um menino estava alem das somatárias da vida.



Ele era lindo, um olhar penetrante, uma boca gostosa e um rabinho novinho e gostoso. Ele era todo meu, e sabia fazer de uma tarde no mato algo diferente, pois sua boca, sua pele lisinha e seu corpo quente me faziam sentir prazer e desejo.



Eu tocava em seu corpo e abaixava minha mão forte diante daquele gostoso rabinho, o fazia desejar, respirar de prazer e fazia ainda aumentar minha vontade de naquele mato enrabar meu garoto.



O medo tomava conta do prazer e ele exatamente de quatro com seu short abaixados me fazia delirar, via seu buraquinho louco para ser atolado pela minha rola, o beijava na macega, passeava minha língua em seu anelzinho, e ele de repente estava pronto e sendo comido, pois minha vara começava a atolar aquele buraco gostoso, eu enfiava devagarzinho, mas loco estava metendo com força, ele gemia, gritava de prazer e eu com a mão tampava sua boca para não chamar a atenção de alguém, mas era gostoso, parecia que era a primeira vez que comia aquele rabinho, ele gostoso, novinho, gemia e gritava de prazer, uma putinha serena de prazer.



Um garoto que descobriu o prazer de dar o rabo em um mato urrava. Sentia os 19 cm de pica dentro seu cu. Era agora um viadinho formado e diplomado.



Eu gozava e enchia naquele mato em final de tarde seu cuzinho de porra, ele parecia delirar estar feliz e aberto. Eu gozava e tirava de dentro do seu anelzinho minha rola molhada de prazer.



Beijamos-nos, se abraçamos e realizamos uma fantasia, ele dava em um matagal e eu gozava e ensinava a ele que o prazer não tem limites.



Porem depois de tudo isto algo diferente estava por acontecer, ao chegar à casa de Douglas fui surpreendido por sua mãe, fui seduzido e comido por ela, mas esta foda com a velha eu conto no práximo episádio.



Continua...



-



ASS – ThyAggo



MSN:



[email protected]



---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Acesse:



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gostosao aguenta doi pipinos no cúcontos eroticos minha sobrinha bucetudafetiche mulher atola cueca no rabo do caracontos comendocontos eroticos com meninas deficientescontos casada cago no pau do negraoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadortanguinhas molhadas contos eroticos reaissandalia superalta conto eróticoconto eroticos comi minha vizinha de 7aninhoshistórias de cunhadas punheteiraContos eroticos engravideicontos eroticos meu marido me vendeucontos de coroa com novinhoconto esposa chantagemconto gay daniel e murilo me.comeramrelatos verídicos de aventuras eróticas com mendigoDividi namorado comeu buceta contosporno contos picantes de corno submissogreludinha na praia contocontos eroticos chatagiada a beber espermascontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigosconto minha noiva foi fudida pelos padrinhos na minha lua de mel no motelbucetinhas perusinhoeu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticosconto erotico safadesa no cinema com travesticontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gay caminhoneiroTrepadas no caminhao cabineComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocontos porno professora e a tiadoce nanda contos eroticoscontos eróticos amostrando fotos fudendocontos eroticos de infância mijei na bocaContos eroticoa transei cm um aduto na infanciavideoo porno da bundona de chorte de burmibaixinha bronzeada transando com homem fortaoconto erotico batendo sozinha minha siririca gozandoconto ganhando mamadeira de porraconto esposa cabeluda de óculos liberada dona rita a crente tímida contos eróticosmeteu o dedo na minha bundinha contocontos erotikos comendo o cu da minha madrinhacontos eroticos cdzinha quando era menino me vesti de menina e marquei pra dar eu queria ser meninacontos eróticos devemos dividir o mesmo quarto com um casal de amigocontos de sexos ainda dimenorvidios porno dona de casa carente gosa com seu cachorroConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmacontos eroticos padresooooooooohhhhh porra pornoMeu primo que chupa no meu paucontos de incestos mae puta e filho espertocontos eroticos tenho 23 cmcontos erotico aremei um home pra me dominar na camaxvidio negro do pau grande ofereci diero pra minha mulher troca sexocontos eróticos t******* na beira da praiaProfessora ruiva com um bunda tapa na bunda do aluno vode o aluno gostosoConto erotico muito forte meu namorado me fez de putaContos eroticos tatuagem da esposaestoria porno o sonho do meu marido e corno contos eróticos comi o cuzinho da larinha eu vi minha nova vizinha casada com seu amante eu tirei fotos dela com seu amante eu fiz chantagem com ela conto eróticocontos eroticos fudendo a mae travestipediu pra ver a buçeta da aniginhacontos de tirador de cabaçomeu primo e minha amiga contos eróticoscontos ,chuparam tanto meu pau até ru gozar na bocameu amigos me bateram e me fuderam conto gayvoyeur de esposa conto eroticopelado com uma travesti contos eróticosamarrei a gravida e mamei a força contoscontos com a visnha casada escondido oaposisoes para transa no acanpamento conto eróticosonhar q mulher está bulinando outra nulher