Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SÉRIE - UM ATIVO A GOZAR – NO MATAGAL DO PRAZER.

O sexo, o prazer, o desejo e tudo que uma noite nos deixa imaginar. Eu estava assim, sentia o prazer o e desejo fluir diante do sexo e das vontades.



Eu havia realizado meus desejos, fuder gostoso um menino novinho, o fazer gemer de prazer e de vontade, o fazer gritar na minha vara, o fazer mamar gostoso e tomar o leitinho quente.



Foi desta forma que desejei e realizei o Douglas. Ele novinho, corpo de menino e beijo de garoto, agora ele era meu, eu homem de 19 anos tinha realizado meu desejo, fuder, abrir e gozar em um rabinho de um menino, de jovem que aprendia a desfrutar do prazer do sexo, porem muito mais do que comer, enrabar e chupar todo este menino é o sonho de acreditar que sexo é um prazer mutuo.



Eu estava feliz, ia todos os dias ver Douglas e ficar com ele. Era nosso segredo, era nosso prazer, pois sua mãe a gostosa dona Sonia estava trabalhando, ela gostava e achava que eu era a melhor companhia para seu filho, que era por todos os dias beijado, abraçado, comido e arrombado por mim, ele era minha menininha, minha putinha novinha que descobria que dar cuzinho era bom, era prazeroso, gostoso.



Douglas era meu menino, porem via que sua mãe estava me dando bola, ela era bonita, gostosinha e tinha um rabo de dar gosto e super simpática apesar da idade dava pra comer, mas sabe eu tinha um caso com o filho dela, mas sentia que ela estava afim de mim.



Mas eu desejava e gozava com minha rola no rabinho de seu filho, em uma tarde de sol estava eu e ele passeando quando tivemos a idéia de entrar em um matagal para dar uma, logo adentramos em uma mata fechada e abaixei o calção e deixei ele saborear dos meus 19 cm de prazer, ele mamava gostoso, sentia sua língua deslizar diante da minha cabecinha e o prazer tomar conta, porem era de tarde e o medo de ser pego era grande, mas valia a pena. Era delirante ver aquele garoto saboreando minha vara, ele engolia tudinho e parecia estar aprendendo a cada dia mais como dar prazer a um homem, sua boca gostosa subia na direção da minha e seus lábios juntavam ao meu. O sol da tarde adentrava ao matagal e o nosso abraço se tornava mais delirante, sentir o prazer, o toque o desejo daquele que era um menino estava alem das somatárias da vida.



Ele era lindo, um olhar penetrante, uma boca gostosa e um rabinho novinho e gostoso. Ele era todo meu, e sabia fazer de uma tarde no mato algo diferente, pois sua boca, sua pele lisinha e seu corpo quente me faziam sentir prazer e desejo.



Eu tocava em seu corpo e abaixava minha mão forte diante daquele gostoso rabinho, o fazia desejar, respirar de prazer e fazia ainda aumentar minha vontade de naquele mato enrabar meu garoto.



O medo tomava conta do prazer e ele exatamente de quatro com seu short abaixados me fazia delirar, via seu buraquinho louco para ser atolado pela minha rola, o beijava na macega, passeava minha língua em seu anelzinho, e ele de repente estava pronto e sendo comido, pois minha vara começava a atolar aquele buraco gostoso, eu enfiava devagarzinho, mas loco estava metendo com força, ele gemia, gritava de prazer e eu com a mão tampava sua boca para não chamar a atenção de alguém, mas era gostoso, parecia que era a primeira vez que comia aquele rabinho, ele gostoso, novinho, gemia e gritava de prazer, uma putinha serena de prazer.



Um garoto que descobriu o prazer de dar o rabo em um mato urrava. Sentia os 19 cm de pica dentro seu cu. Era agora um viadinho formado e diplomado.



Eu gozava e enchia naquele mato em final de tarde seu cuzinho de porra, ele parecia delirar estar feliz e aberto. Eu gozava e tirava de dentro do seu anelzinho minha rola molhada de prazer.



Beijamos-nos, se abraçamos e realizamos uma fantasia, ele dava em um matagal e eu gozava e ensinava a ele que o prazer não tem limites.



Porem depois de tudo isto algo diferente estava por acontecer, ao chegar à casa de Douglas fui surpreendido por sua mãe, fui seduzido e comido por ela, mas esta foda com a velha eu conto no práximo episádio.



Continua...



-



ASS – ThyAggo



MSN:



[email protected]



---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Acesse:



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com velhosEstouraram meu cuzinho na viagem contosContos eróticos:meu querido professorcontos eroticos- paguei minha filha pra cheirar sua calcinhacontos relatos eróticos mamãe exibicionistatravesti de vestido e botinha querendo pica na bundinhacontos eroticos estuprado por varios e ñ pude fazer nadaConto Meu Amor é um Traficante parte 3- Contos Do Prazerconto eróticos dei pra meu pai depois de casadacontos comi minha filhaconto madrasta fudida a forçacontos esposa coroa come garoto cacetudocontos eroticos de sogras velhasbrincadeiras com irmã-contosContos eroticos cegocontos eroticos sou puta os preto me comeram no matocontos eroticos de faxineiras coroas safadascontos eroticos menino inocente é enganadocontos eroticos de casais realizando fantasia com comedoras travestir mais bonitas e gostoza en imaje que se movimentacontos eróticos de negrinhas que gosta de fuder com homem brancos mais velhosconto erotico crente assanhadacontos amor gaycontos eroticos de mulheres que fuderao com negroscontos eroticos vom mulher compadre e comadre duplscontos eroticos mulhersibha do papaicontos eróticos de bebados e drogados gaysTRAVESTI CHUPÁ OUTRO TRAVESTI E BEIJO NA BOCA E FUMANDO O CIGARRO tia dando pro negao contocontos quase biconto erotico eu era virgem mas o pau erafinoContos minha doce sobrinha melsofri no pau de outro contoContos na pescaria com tios e amigos me fazen d bixinha delesme arrombaram contos eróticoseu confesso so faltei esfregar a buceta nele e ele nao me comeucontos eroticos minha mulher com roupa curta e decotadacontos eróticos comi minha sogra num domingoconto de o tenente me chupou muito gayconto erótico da esposa do meu irmãoContos eroticos pegando carona e sendo enrabada gostosocontos eroticos cornos de primascontos eroticos fomos enganados e fodidosolhei aquele pauzao do cara meu marido nao percebeudando o cu contoscontos eróticos de cunhadas e subrinhascontos de incesto setada.no colocavalo e pônei cheio de tesão tentando dar em cima da mulhercontos erot sogra e cervejafui bolinada na.mesa junto.com.o marido.contoscontos eroiticos de gente que participou do d4swingcomendo e sendo comido por hipermegadotadoconto erotico baba bate sirica espiano patroes fudendocontos eroticos chantagiando a prima da mulhercontos eroticos grinaldaconto minha tia tesuda peladaporno de vizinha e fisinhocontos eroticos sogra mijonaContos sempre fui viadinho dos homens da familiaSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininovideo pono cunhada vai a te o do cuinhado e pega cuinhada dolado mulhemulher sendo forçada a gozar com pirocada de macho amarradavai cunhadinha goza na minha bocacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandros€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritosContos eroticos transesposa na praia de nudismo passa lama contoescurdo bucetona arreganhada foto delasconto erotico pai come nora e o filha veContos heréticos quadrinhos Barneymeus patroas adoram chupar a minha bucetacontos eroticos eu minha mulher einha sovra fomos enrrabados no assaltoContos eroticos chantagem cu