Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PUTINHA ESTUPRADA

Oi pessoal, meu nome é Izabella, tenho 20 anos e sou de uma cidade do interior. Sou de família tradicional e rica do estado, por esse motivo não direi meu sobrenome. O fato que relato aqui a vocês aconteceu quando eu tinha 19 anos, mas primeiro, vou contar como eu sou; Morena clara, cabelos castanhos e encaracolados, na altura dos ombros, olhos azuis que deixam os homens babando, coxas bem grossas, bumbum grande e arrebitado que sempre enlouqueceu os homens, seios grandes, bocetinha bem inchadinha que sempre me rendeu comentários, sou cheinha, mas posso dizer com todo orgulho que nem no bumbum e nem nas coxas tenho uma celulite sequer graças a muita malhação. Apesar de até os 19 anos ainda ser virgem, sempre fui bastante fogosa, sempre deixei meus namorados passarem a mão em mim, principalmente no meu bumbum que eles adoravam pegar. Quando estava passando férias na capital, naquele ano tive que ir com a minha família para um hotel pois nossa casa na capital estava em reformas. Passados alguns dias, eu estava nadando na piscina com meu biquíni azul, que para as minha formas chegava a ficar bem indecente, pois meu rabão engole a calcinha do biquíni atrás fazendo com que ele fique um fio dental bem safado e na frente sá não aparece os pelinhos da minha bocetinha porque sempre depilo ela, e a parte de cima bem pequena com os seios quase saltando pra fora, nadava tranquilamente pois a piscina sempre era pouco movimentada, até que chegou um rapaz pra nadar também, ele era moreno, magro, bastante alto e com o olhar bem sedutor. Nadei ainda por uns minutos e cansada, fiquei encostada olhando para ele que nadava na piscina como um verdadeiro atleta, até que ele parou e chegou perto de mim, perguntou se eu tinha gostado do jeito que ele nadava, respondi que sim que parecia um atleta, ele me disse que já nadava a anos e que também tinha me observado e que também era muito boa na natação, e descaradamente foi logo falando que com um corpo daquele eu ganharia qualquer coisa, fiquei vermelha e sem graça e agradeci pelo comentário, disse-me também que já me observava a muito tempo no hotel e perguntou se eu tinha namorado, pois nunca tinha me visto com ninguém lá, eu disse que tinha no interior, ele disse que era uma pena porque eu era muito gostosa pra ser desfrutada por um homem sá, nessa hora minha boceta babou todinha no biquíni, particularmente adoro homens diretos, mas tinha que me controlar porque tinha namorado e queria sá perder a virgindade depois de casar. Ficamos conversando por um bocado de tempo, eu estava doida desejando aquele homem, ele me disse que seu nome era Diego, que estava passando uns dias pra relaxar mas que morava na capital mesmo, também tinha 19 anos, apesar de não aparentar de maneira alguma a idade que tinha, aparentava ter mais de 20 anos, enquanto conversávamos ele sempre passava a mão em meu rosto ou me segurava pela cintura embaixo dÂ’água, estava doida pra que ele me beijasse, não pensava no Ugo, meu namorado, não pensava em mais nada, acho que nossa conexão foi tão grande que na hora que eu pensei em beija-lo, ele mesmo o fez, nossa, que beijo sensacional, ele me segurava forte e seu beijo me tirava o fôlego, com certeza foi o melhor beijo que já me deram, ele começou a baixar uma de suas mãos e começou a passar na minha bunda, soltei um gemido abafado pelo beijo, sempre senti tesão assim, mas foi demais dessa vez, sua outra mão subiu devagar pela minha barriga e começou a acariciar o bico do meu seio por cima do biquíni, queria tirar tudo e dar pra ele ali naquela hora, mas tive que me controlar e falei pra ele parar, pois ainda era virgem, falei pra ele que precisava ir que depois o encontrava, virei de costas e ia sair da piscina, mas ele me puxou pelo braço e me agarrou de costas pra ele, senti seu pau por cima da sunga no meio da minha bunda, era grande e grosso, me subiu um calor muito forte, logo depois ele ficou roçando aquele mastro gostoso na minha bunda, com suas duas mãos ele acariciava meus seios e me beijava o pescoço, eu gemia como uma louca, nem com meu namorado eu me excitei tanto, e olhe que ele era bom, mas Diego era sem igual, senti uma de suas mãos descendo e entrando pela calcinha do biquíni, começou a masturbar meu grelo, eu gritava de tesão na piscina, não sei como ninguém veio ver o que era, mas eu não queria nem saber, tirei seu pau pra fora da sunga e fiz roçar nas minhas nádegas, como se estivesse preparando pra foder meu cu, ele me chamava de puta, vadia sem vergonha, que sabia que eu queria aquilo, que muita gente já devia ter passado a mão na minha bunda, nessa hora eu senti um arrepio pelo corpo inteiro, um calor subiu, todos os meus músculos se contraíram, soltei um gemido forte e desfaleci na borda da piscina, nunca tinha gozado tão forte, fiquei toda mole e sem forças pra nada, virei pra ele e ele me deu um outro beijo, botou o pau de volta na sunga e ficamos descansando e conversando um pouco, comentou-me que nunca tinha visto uma mulher com tanto tesão como eu e eu contei que nem meu namorado tinha me feito gozar daquele jeito, mas que não queria transar com ele (apesar de não ser o que minha cabeça dizia naquele momento), pois sá queria depois que casasse, e por incrível que pareça ele me disse que tudo bem, achei estranho pois sempre os homens querem transar depois desse tipo de sarro, ainda mais sem ter gozado, mas não reclamei, era mais fácil resistir a tentação. Depois de uns 20 minutos ele me perguntou se eu não queria ir pra sauna, concordei, adoro uma sauna, ele veio atrás de mim, percebi que ele não parava de olhar pro meu rabão e pras minhas pernas, e eu provocava e rebolava mais ainda, quando entramos a sauna já estava ligada, porém vazia, ele me agarrou e me deu um beijo, sua língua se enroscava com a minha e me deixava excitada novamente, ele puxou uma de minhas mãos pro seu pauzão e eu puxei pra fora e comecei a punhetar, tava muito duro, chegava a pulsar, eu também estava muito excitada, quando dei por mim ele tinha puxado um dos laços da calcinha do biquíni, ele estava querendo transar, eu disse que não queria, vi seu olhar mudar comigo, ele disse que eu ia dar pra ele de qualquer jeito, me jogou no chão com força, ele era magro, não achei que tinha tanta força assim, eu já estava chorando de medo, ele forçou a abertura de minhas pernas com as suas e disse que vadia não reclamava de nada, que agora eu ia ter um homem de verdade, eu estava com medo mas cada vez que ele falava isso minha boceta se melava mais e mais, senti seu pau entrar na minha boceta, doía muito, ele forçava o hímem, além de eu ser virgem seu pau era muito grande e grosso, eu chorava pedindo socorro mas era inútil, ele me deu um tapa na cara e mandou eu calar a boca, ninguém jamais tinha me batido antes, aquilo me deixou com mais medo mas também me excitou demais, ele falou: “agora você vai ver sua vagabunda, gosta de provocar e depois cai fora é? Comigo não sua vadia” e eu dizia “pára, por favor, não faz isso, eu sou virgem, aaaaaaaaaaai” quando eu disse isso ele rasgou minha boceta sem pena e disse “como você pode dizer que não gosta disso sua gostosa se sua boceta ta toda meladinha, eu sei que você ta gostando” quanto mais ele falava isso, mais eu me excitava, aquele estupro estava me excitando ainda mais por ele não parar de me xingar de vadia, puta, vagabunda, no fundo eu queria ser aquilo mesmo, seu pau entrava e saia gostoso da minha bocetinha, ele dizia que eu era muito gostosa, que minha boceta era muito apertada, muito mais de que de outras virgens que ele já comeu, quando ele disse isso eu comecei a gemer, não conseguia mais me controlar, jogava minha boceta pra cima do seu pau e dizia “Vai meu macho gostoso, meu cafetão, eu sou sua vagabunda sim, sua puta, me fode assim vai, você e esse seu pau são muito gostosos, me arromba, você não me disse que eu sou gostosa? Quero ser sá sua meu gostoso, me faz gozar como nenhum macho me fez vai, me fode gostoso, seu pau é muito gostoso” Ele fodia muito gostoso, eu estava enlouquecida, nossos corpos suavam pelo movimento da trepada gostosa e pela sauna, ele dizia: “Isso minha vagabunda, manda teu macho te foder forte vai, deixa eu te encher com minha porra quente” sinceramente eu não tava nem aí pra nada sá dizia: “goza dentro de mim meu amor, vai macho gostoso, não sabia que trepar era tão gostoso, vai, vai, me enche com sua porra meu homem, aproveita que sá você vai poder fazer isso comigo, enfia tudo dentro de mim vai, vai meu estuprador” ele começou a acelerar os movimentos dele, eu sentia que ia explodir, gemi alto, e ele explodiu dentro da minha boceta, gozamos juntos, foi fantástico, ele saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado, sua porra escorria pela minha boceta, era muito gozo, era delicioso sentir aquilo, eu não queria sentir mais nada além daquilo. Depois o safado me perguntou se eu tinha gostado, eu disse que sim, mas que tava preocupada por causa do meu namorado, ele me disse pra curtir o prazer ao invés disso, mas antes perguntou-me se eu estava no período fértil e eu disse que não, que não ia ter risco de gravidez, ele ficou aliviado e disse que eu relaxasse, pois eu era fantástica, uma verdadeira vadia na cama, me deu um beijo e disse que precisava ir, mas que me procurava em breve para mais uma aventura. Foi embora e logo depois eu sai, cansada e bem fodida, com minha bocetinha ardendo mas bem feliz, tinha perdido a virgindade pra um homem e tanto que sabia foder como ninguém apesar de ser novo. Mal podia ver a hora de ser fodida de novo por ele, na práxima vocês vêem mais, um beijão a todos. - “Essa histária foi escrita por minha namorada e repassada a mim depois que confessei que adoraria ver ela sendo fodida por outro homem”

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


amanda meu marido.é corno mesmo contoscontos a mulher policialtravesti gritando pidido porra no seu cucunhadomeu amante eu sou casada contos e videos reais caseiroscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html japinhas pirralhas fudendo a força.conto erotico tira a roupa revólvercontos eroticos. buceta virgem, só liberava cuzinhoConto erotico aproveitei e forceicontos incestos dividindo o filhoContos eroticos pais liberais.comcontos hericos de a buceta para filhoatolando nas cachora no ciocontos sexo minhas meninas do sitiocontos eroticos meu primo mauricinhopoeno cenas namoado apwrtando mordendo e chupando teta da namorada pra formar bicocontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comicontos irmâ da esposaela so faz anal cagando contoscontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comivivos magras de peitospequenos deixando gozar no peitocontos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadaContos mulher coloca silicone e vira putacontos como presenciei um cachorro fudendo uma cadela até engataresposa na praia de nudismo passa lama contoconto erotico esposa olhava por marido e gemia com cara safadamulher amarrada no curral para o pone com elacontos: safadezas de um velhocontos eroticos sou casada mas adoro pica de cavalosaluna é encoxada pelo prodessor ed fisicacontos eroticos gay femeacontos eroticos gay infanciaA primeira vez q dei meu cuzinho micheleminha namorada apertando meu pau com a sua bucetacontos eroticos eu e a minha filha somos putafui passear nas férias e trai meu corninhomeu tio safado gosta de mim ver de vestidinho curto pornocont erot recem casada um velho mecontos erotico mangueira na bucetavi meu afilhado peladonovos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadacontos buceta completamente peluda irmã de calcinha pela casaerotico meu pai me bati na cara quando gozac erotico metendo com a molecadacontos eróticos de lésbicas submissa a vizinha mandona conto de quarentona a fuder com desconhecidoBridge safadinha dando a seu marido em sua casaConto as primas na roçaContos eroticos de meninas estupradas.conto erotico dei meu cu em um.lugar inuzitadoContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocentecontos eroticos de estuprosno carnaval de ruaContos eroticos iniciando as meninascoroa raspadinha gozando contoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosgoza nuoutro egravidaloira gostosa goza sozinha comtá um poko da sua safadadecontos de coroa com novinhocontos comendo o cu da sograconto a velha bundudaganhei carona mais tive que engolir porracontoseroticos viajando com priminho no acrroconto eurotico um menino catador papelaocontos bem quente de casada e sua intida lesbicadei tanto minhA buceta no carnaVaL q to toda ardidaPapei o meu sobrinho Jorginho contos eróticos gaysContos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhocontos pornôs enteada vira égua da madrastavagina que contrai o penispiça enorme burracha anal contomeu filho me fodeu com raivacontoseroticos negaoelena senta na pica duradesde pequena pratico zoofiliacontos eroticos com mae e filho e pai assistindocontos meu genro fez virar p*** deleContos eróticos entre parentescontos eroticos: menininhas virgens chantageadascontos eroticos chantagiando a prima da mulherjaponesas babys fazendo zoofilacontos eroticos fudendo minha bisavodelicia conto heterocontos de coroa com novinhoconto erotico calcinha no varalmulhe rebola engaroto