Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O MELHOR CARNAVAL DA MINHA VIDA!!!

Estava voltando de Hortolândia onde fui fazer um serviço com três amigos.rnrnMeio perdidos fomos parar no shopping Dom Pedro que fica um pouco fora do nosso caminho. Pouco depois de sair do carro pra pedir informações um New Civic com três gatonas parou práximo de mim. A que estava no banco passageiro da frente perguntou:rnrn- Está perdido delicia?rnrnEm seguida a motorista completou:rnrn- Vem pro meu mundo que eu te guio.rnrnMe aproximei do carro e me abaixei práximo a janela da que falou comigo primeiro.rnrn- Estamos perdidos sim, queremos ir pra São Paulo.rnrnA que estava no banco de trás disse:rnrn- Estamos indo pra São Vicente, Se quiser pode nos seguir até se achar.rnrnEnquanto conversávamos a motorista me olhava com fome, mordendo os lábios e disse:rnrn-Nossa moreno, como você é gato. Fala seu nome pra mim.rnrn- Pode me chamar de Edd. E o de vocês?rnrnNo banco de trás estava Elaine. Morena e baixinha, aproximadamente 1,60, meio gordinha com coxas, bunda e seios fartos, olhos escuros, cabelos ondulados, rosto não muito bonito, mas com uma boca gostosa e um sorriso lindo. Na frente estava Valéria. Olhos e cabelos castanho-claros, cabelos bem lisos, aparelho nos dentes. Pele branquinha e bochechas rosadas. Aproximadamente 1,70 de altura, cinturinha fina, coxas e bumbum na medida um par de seios deliciosos, grandes e firmes. A motorista era Tamires, ou Tamy como ela prefere.rnrnDe todas a mais gata, olhos e cabelos castanho-escuros, um olhar penetrante e firme, uma boca deliciosa que da água na boca num rosto mais do que lindo.rnrnSeus seios eram pequenos, mas, durinhos, suas pernas eram grossas e malhadas, sua pele era bronzeada com algumas tatooagens espalhadas pelo corpo. Sua voz era deliciosa de ouvir.rnrnDepois de nos apresentar avisei que iria pro carro e as seguiríamos até achar nosso caminho, Mas logo Tamy propôs.rnrn- Que tal você ir com a gente até onde vamos nos separar, lá você volta pro carro com seus amigos.rnrnApenas avisei meus amigos e seguimos viagem, eu agora no carro das meninas.rnrnElas estavam meio alcoolizadas, mas Elaine estava mais do que as amigas.rnrnAssim que voltamos pra rodovia pedi pra Tamy vir comigo no banco de trás, mas ela era a única que dirigia.rnrnA conversa já começos com o assunto ?Sexo?. Perguntaram se eu namorava, como minha namorada era, se ela fodia gostoso, com que frequência fodiamos e por ai vai.rnrnTamy que sempre me olhava pelo retroviso interno disse:rnrn- Nossa! Esse assunto me deixa excitada.rnrn- Eu também. Respondi alisando meu pau.rnrnElaine que estava do meu lado perguntou:rnrn- Seu pau esta duro?rnrn-Sim. Respondi.rnrnComo se tivessem ensaiado as três amigas pediram no mesmo tempo em alto e bom som.rnrn- Deixa eu ver!rnrn- Fiquem a vontade. Respondi escorregando meu corpo pra frente.rnrnElaine que estava sentada do meu lado ficou ajoelhada no banco bem mais práxima de mim e começou a alisar meu pau por cima da bermuda.rnrn- Nossa gatinho! Ele esta bem duro mesmo hein. E é bem grandinho também.rnrnAs outras começaram a pedir pra Elaine colocar ele pra fora da bermuda logo que elas queriam ver. Atendendo ao pedido das amigas, Elaine abriu meu zíper e abaixou minha bermuda e a cueca juntas de uma sá vez fazendo meu pau saltar pra fora. Nesse momento a três começaram a elogiar meu pau de uma forma até que exagerada, mas tudo bem, faz bem pro ego mesmo sabendo que não é tudo verdade.rnrn- Nossa Edd! O que é isso?... é de verdade?... Isso sim é que se chama de mastro... com um desse você da conta de nás três e sobra pica pra mais uma.rnrnElaine acariciava meu pau iniciando uma punheta bem lenta e suave. Valéria que já estavade joelhos no seu banco olhando para trás disse:rnrn- Se fosse eu aí do seu lado já estaria babando esse pau todinho.rnrn- Mas esse aqui é da Tamy. Responde Elaine.rnrn- Fica a vontade. Respondeu Tamy. - Não posso fazer nada dirigindo, e do jeito que você é safada sei que você esta louquinha pra mamar esse pau.rnrnAs três riram alto e Elaine fazendo uma carinha da safada perguntou?rnrn- Posso?rnrn- Por favor. Respondi.rnrnElaina se abaixou e começou a circular sua língua na cabeça do meu pau.rnrn- Nossa, meninas! Que sabor delicioso, está todo babadinho.rnrnLogo Elaine estava me chupando com força, me punhetando, gemendo, cuspindo.rnrnEm pouco tempo percebi que iria gozar, mas ao avisar Elaine parou de me chupar e tirou a roupa que estava usando, apenas um shortinho e uma blusinha de alcinhas, nada mais. Sua buceta esta muito molhada e depiladinha. Ela se deitou no banco abrindo suas pernas e pedindo:rnrn- Me fode antes de você ir embora gatinho.rnrnTerminei de tirar toda a minha roupa e posicionei meu pau na entradinha da sua xaninha e fui enterrando meu pau bem devagar até entrar tudinho. Valéria olhava tudo de boca aberta enquanto Tamy não sabia se olhava pra estrada ou para o banco de trás do seu carro.rnrnEm pouco tempo estávamos fodendo com força. Elaine gritava de tezão me estimulando cada vez mais me fazendo controlar o máximo que podia pra não gozar.rnrnValéria já estava com seus dedos alisando sua xaninha por baixo do seu shortinho enquanto seu rosto estava bem vermelho.rnrnTrocamos de posição e agora Elaine me cavalgava de costas pra mim. Ela subia e descia com violência fazendo nossos corpos estralarem com o impacto. Ela gemia muito alto e sua buceta estava muito quente e molhada. Alguns segundos depois Tamy me avisou que já estávamos pra chegar no local onde eu voltaria pro carro dos meus amigos, então coloquei Elaine de quatro e soquei com força. Agora já não me controlava pra não gozar, pelo contrário, queria gozar logo. Mesmo com o ar condicionado do carro ligado nossos corpos já transpiravam muito e isso deixava aquele traseiro delicioso com um contraste lindo. Enquanto fodia sua buceta com força Elaine alisava sua xaninha e logo começou a gozar. As contrações de sua buceta mascando meu pau me levaram ao finalmente. Tirei meu pau de sua buceta e a puxando pelos cabelos aproximei meu pau de seu rosto. Elaine com a boquinha bem aberta recebeu meu leite em sua boca e seu rosto que ficou lindo todo lambuzado de porra.rnrnElaine se sentou novamente no banco e trocou um beio delicioso com Valéria que pedia pra provar minha porra. Depois de beijar Elaine, Valéria beijou Tamy pra que ela também sentisse meu sabor.rnrnNos recompomos, vesti minhas roupas e trocamos nossos telefones.rnrnTamy morava sozinha no litoral de São Paulo e agora estava levando Elaine e Valéria pra morar com ela. Depois de me passar seu endereço, todos nás trocamos alguns beijos e me despedi prometendo passar o carnaval com elas nem sua casa.rnrnFoder com Elaine no banco de trás do carro foi muito bom. Mas como elas mesmas disseram eu era da Tamy.rnrnAgora era sá esperar chegar o fim de semana pra passas o melhor carnaval da minha vida...rnrnLogo eu conto o resto...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos aposentadas cavalastirei o cabaço deleexperimentando a bundinha da garotinha conto gratiscontos encoxada com o maridoconto erotico viado bundudofobtos trasado com as duastias gostosminha sogra minha amantecontos Surpreso em ver tia sem calcinhacoroa cintura fina e coxas largas e gordasDei meu cu pro meu tio pra ele se alegrarrelatos reais ciumento casado corno aconteceu na praiacontos eróticos professora com garotinhosconto erotico minha irma fedorentaminha tia se masturbano emganto eu durmona quarta feira de cinzas contos de sexocrescendo o pau aqui na frente da filha contos eroticospeguei um menino pra comer minha buceta velha contoscontos porno gay sobre conhadoscontos me ensinaram a bater uma siriricaconto erotico minha vovó chupona e netacontos eróticos violentadascontos eróticos minhas afilhadinhas da bocetinha bem novinhacontos de rasguei o cuzinho da minha avócontos eroticos de corno depois que voltaramcomto gay mecamico perfeitoContos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadacontos de incestos filho bem dotado paRte 2comi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contosconto erotico aluna e professor de geografiaConto ui ui ta gozando filhacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos mae descabacando o filho de quinze anoscontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhocontos erticos cm travecoconto de uma pica grande arrombou meu cu virgem chorei de dorPus ate ela chora conto pornoContos eróticos Bundona enorme da esposameterola com menor idadehomem enrrabadocontos eroticos elizandraContos erótico pombinha inchadamenina sapeca danada enganou todos contos eroticoscontos eróticos tomei chute no sacoconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leitepapai furioso contod eroticostransformação contos eroticoscontos eróticos vestido de langeriesbronzeamento com a amiga greluda contocache:9sPphOOPSSEJ:https://idlestates.ru/m/conto_2200_corno-manso-e-viado.html contos eróticos minha filha bebeu meu leitecontos eróticos de pequenininhos dando para grandõescontos de travesti no onibuscontos deu o cuzinho por um celularconto erotico com crentecontos eroticos tia primo e eucoroa contos eroticosContos eroticos .eu usava uma sortinho indescente tomando injeção com fio dentalcontos perdi minha virgindade com 25 anoscontos eróticos vovó safadacontos eróticos gays cavalgando no tioconto gaguei mas gostei de dar o cu quando passo o dedinho no meu cu fico com abuceta toda babadacontos eroticos mulher carinhosapai me comefilmadora dentro da vagina enquanto gozacontos eroticos amiga seduz sua amigatitiatezudaConto gostoso picante paiConto gay hétero chantageadoeu confesso mijoMeu corno cherador de cu.conto eróticocontos eroticos mae e pai iniciando filhosengravidei minha sobrinha novinhadopei minha mae contominha esposa de shortinho na obra contominha esposa me contou suas aventuras sexuaiscontos eroticos exibindo pra piralhoschamei meu vizinho bem novinho fudi o rabinho dele contosconto erotico brincando esconde esconde comi o cu da novinha do bairrocontos eroticos me comeram feito puta e chingada de vadia e cadelaencostei o braco na buceta da cunhada contosMas que dor horrível conto pornocontos eroticos esposa praiacontos eroticos de rabo inocenteComtos casadas fodidas pelo patraoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolacontos eroticos meu 1anal quase morricontos eroticos na praiabucetas lindashomem chupando bucetinha para o pasteleiro escondidofudendo pra valer com tubo de gel no rabo