Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O NEGRINHO SAFADO MATOU AULA PRA ARROMBAR MEU CU

O NEGRINHO SAFADO MATOU AULA PRA ARROMBAR MEU CUZINHOrnrnOi pessoas! Quem já sabe minha descrição pode pular para o segundo parágrafo, que é onde inicia-se o conto. Sou mineiro, BISSEXUAL não assumido, loiro, alto, branco, pau de 16cm, rosado, grosso e cabeçudo, de onde sai muita porra cremosa. Não tenho nada de super, sou um cara normal, tenho barriguinha saliente, já que estou fora de forma. Porém, compenso tudo na cama, onde faço o que o tesão mandar, sendo bem safadinho e sem pudores. Fico e deixo o parceiro ou parceira louco de tesão. Estou sempre pronto pra arrombar um cuzinho ou uma bucetinha, nos quais meto forte e fundo, mas também com muito carinho, fazendo a putinha ou putinho gemerem, gritarem e gozarem bem gostoso. Meu rabo branco é muito volumoso, bem desenhado e afeminado, já que não tenho pêlos na bunda, que é bastante firme e com certeza o macho vai encher a mão com minha bunda gostosa e gulosa. Terei muito prazer em rebolar na cara do safado que quiser chupar meu cuzinho que é pequeno e apertado, visto que tenho estreitamento do esfíncter e portanto, apesar de meu cu já ter sido invadido, ele continua apertadinho, portanto o trate com carinho. Gosto de ser fodido bem de leve, com carinho, quero sentir a pica entrar e sair bem gostoso do meu cu. Quero sentir os pentelhos do macho roçarem meu rabo branco, sentir a barriga do safado bater contra meu bundão branco. Se me foder assim, vou gritar e gemer feito uma puta, como uma cadelinha no cio, como uma verdadeira vadiazinha, já que vou ser sua puta na cama.Meu cuzinho é muito guloso e anseia por recepcionar línguas ávidas, dedinhos exploradores e pirocas bem limpas, cheirosas, gostosas, com bastante leitinho pra jorrar no fundo do meu cu ou na minha garganta, já que tenho cede de leite-de-pau, o qual recebo entre meus lábios e engulo tudo, deixando o pau limpinho. Minha boca é bem desenhada, tenho lábios carnudos, volumosos e rosados, prontos para engolir cacete e chupar bucetinhas e cuzinhos. Mamo feito um bezerrinho, chupo os ovos, enfio o cacete todo na boca, até engasgar com a cabeça do pau batendo em minha garganta, amo fazer garganta profunda. Deixo o pau todo melado, pronto pra me fazer de fêmea, pronto pra entrar e sair do meu cuzinho, deixando-o arrombado, terei prazer em ser sua puta, sua cachorra vadia. A mesma boca que chupa pica chupa e lambe buceta. Enfio minha língua toda dentro de uma bucetinha, chupo o clitáris com força, até a vadia safada gozar na minha boca. Sorvo todo o gozo da putinha e deixo a xaninha pronta pra receber meu caralho. Também amo lamber cuzinhos e sentir o puto ou puta rebolando em minha cara, se contorcendo de tesão. Gosto de machos que gozam bastante, pois gosto de ficar meladinho de porra, senti-la escorrer por meu rosto. Gosto de sentir a porra encher minha boca e quando gozam no meu cu, gosto de senti-la escorrer pra fora, descendo por minhas pernas. Quero conhecer machos safados que queiram me foder bem gostoso e que me dêem seu leitinho quente em abundância. Quero conhecer fêmeas trepadeiras safadas que amem dar a bucetinha, na qual quero meter muito gostoso até a vadia gozar no meu pau e em minha boca. Quero conhecer casais safados pra foder a esposa ou a esposa e o marido e chupar a buceta da safada apás o maridão ter gozado nela. Quero chupar a bucetinha da esposa enquanto o marido fode meu cu. São várias fantasias a realizar e espero a cooperação dos safados e safadas de plantão. Quem se interessou é sá me adicionar no MSN ou mandar e-mail para [email protected] que terei o maior prazer em responder às mensagens e iniciar contato para, quem sabe, começar uma amizade bem gostosa. Meu pau está de pé e meu cu aberto a proposta de casais, machos e fêmeas safadas para amizade, curtição e prazer, sempre com sigilo, discrição, educação e muita putaria. Beijos do seu putinho - [email protected] dia 210912 resolvi ir a Montes Claros assistir a um filme no cinema e aproveitar e passar o fds por lá. Peguei a sessão das 21:00 e como cheguei por volta das 19:00 resolvi ficar na praça de alimentação tomando um chopp Brahma até o horário do filme começar. Já havia tomado bastante chopp quando deu invervalo de aula de uma faculdade que funciona nesse shopping e se sentou na mesa ao lado um negro não muito bonito de rosto, mas bastante gostosinho. Trocávamos olhares bem discretos até que o safadinho puxou assunto, falando do calor na cidade e tal. Conversamos por uns 5 minutos, ele em uma mesa e eu em outra, até que o convidei pra tomar um chopp. De pronto ele aceitou, dizendo que sá precisava buscar seus materiais na sala de aula. 19 minutos depois ele estava de volta e quando olhei no relágio, vi que o filme já tinha começado, então desistir de ver e preferi arriscar ficar com o negrinho safado. Ele vestia uma camisa vermelha e uma calça branca, colada, que demonstrava o volume do seu pau. Eu já olhava discaradamente pra o pau do safado e ele olhava fixo em meus olhos, passava a mão sobre o seu cacete duro sob a calça. Era 22:00 e o chopp já tinha subido, tanto em mim como nele, então fiz a proposta de sairmos dali. Ele disse que poderia ir sim, contudo deveria voltar em 40 minutos, visto que ele não mora em Montes Claros e deveria ir embora no ônibus de estudante de sua cidade. Sorri e disse que seria rápido, ele sorriu de volta e paguei a conta. Nos dirigimos ao estacionamento do shopping onde estava meu carro. Assim que ele entrou eu já abri sua calça e coloquei seu pau pra fora. Era um pau grande, grosso, da cabeça roxa. Estava duro como pedra. Me inclinei e me pus a chupar aquela vara deliciosa. Enchi minha boca com ela. Enfiava quase toda na boca. Fazia barulho chupando aquela estrovenga. Batia seu pau em minha cara espalhando baba pra todo lado. Lambia todo o seu pau, seus ovos e o safado gemia e empurrava minha cabeça enfiando ainda mais sua piroca em minha boca, me fazendo engasgar e perder o ar. Ele enfiou uma mão em minha calça e ficou cutucando meu cu. Aos poucos ele já enfiava um dedo todinho no meu cu enquanto chupava seu pau. Eu emitia grunhidos de prazer, já que seu pau estava em minha boca e não dava pra gemer, e rebolava em sua mão, fazendo seu dedo entrar ainda mais em meu cuzinho. Abri um pouco minha calça pra facilitar as dedadas em meu rabo e voltei e mamar seu cacete. Ficamos uns 19 minutos assim, visto que olhei no relágio e já eram 22:20. Falei pra ele que queria sentir sua piroca em meu cu, mas ele disse que ali não dava. Propus irmos a um hotel la práximo mas ele disse que não porque precisava ri pra casa e pegava mal dois homens entrarem em um hotel e sair 30 minutos depois. Concordei com ele e propus irmos ao bairro Major Prates, que é lá perto, onde poderíamos achar um local ermo para fodermos. Ele acietou e em 5 minutos estava eu como o carro parado em uma rua deserta, cheia de mato, depois do Major Prates, na saída para Pirapora. Descemos do carro e eu já me ajoelhei e mamei denovo sua piroca. Quando estava dura, coloquei a camisinha, besuntei a entrada do meu cu com gel lubrificante e inclinei meu corpo sobre o capo do carro, deixando meu rabo empinado e meu cu exposto. O safado veio, lambeu um pouco meu cuzinho e depois encostou a rola na entrada. Pouco a pouco aquela piroca foi sumindo dentro de mim. Eu gemia: "ai, ai, ai safado, fode meu cu, fode sua puta, mete essa rola no meu rabo", ele metia cada vez mais rápido e mais forte e mais fundo. Ele arfava, me dava tapas na bunda, me chamava de vadia, de vagabunda. Sua barriga batia em minha bunda, sentia seus pentelhos roçarem nela. Acabei de tirar minahs calças e me deitei sobre o capo do carro. O safado pegolu minhas pernas e colocou em seus ombros e socou a piroca pra dentro do meu cuzinho. Meu corpo balançava com a força de sua estocadas no meu rabo branco guloso. Enquanto ele me fodia eu batia uma punheta. O safado disse que ia gozar e se pôs a gemer alto, seu pau pulsava, até que inchou e pulsou ainda mais. O puto enchia a camisinha de porra dentro do meu cu. Assim que ele gozou também explodi de prazer, melando toda a minha barriga. Quando ele tirou a pica de mim senti um vazio, meu cu sentia a falta de sua pica. Retirei a camisinha de sua pica e a limpei, chupando-a. Seu pau voltou a ficar duro mas não havia mais tempo, tínhamos que voltar. Na volta ele foi com o pau de fora e eu fui batendo uma punhetinha pra ele. O deixei no local onde ele pegaria ônibus e fui rpa casa com seu telefone e a promessa de que vamos repetir a dose. Estou ansioso pra chegar logo o feriado do dia 12, né meu negro gato de 19 aninhos.rnrnQuem quiser contato é sá mandar e-mail ou add no msn [email protected] tesudos e tesudas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico mulher peituda transando com cavaloiquilina pagando o aluguel com o rabao contoshttp://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlcontos eróticos de bebados e drogados gaysminha amiga me levou p suruba contos eroticoscontos arrombei minha mae com mega rolaocontos putinha do matagaleu gozei na vagina de Beth minha amiga"Deflorada pelo titio parte i"cus rijos bom analerotico menininhasou rabuda contos eroticosconto eroticos comi minha tia com a calcinha na mãovidiomuher com camizomulher de vertido con as pern.a reganhdaPorno mobile boqueternometendo A lingua na xaninha da novinha contos contos eu dei pra um menino novinhoConto incesto chicotadas no rabao da filhacontos eroticos prima 32noscontos eroticos comendo noracontos fui adotadafrutaporno sou loca pa trai meu maridoconto seduzindo meucontoseroticos homemque gosta de cuspe,sebo de pau e mijocontos menage com loira e morenaconto de incesto gay :sogro home pelado com nome ketlynconto de masoquismo com meu pai me violandoporno doido costureiro medindo os seiosenfiaram uma bucha no cu do estupradorcontos meu pai me seduziucontos eroticos perigocontos eroticos casei virgemcontos eróticos de dupla penetração b*****Pedi que ela trouxesse amigas pois eu queria porra...conto erotico deidinheiro a minha maecontos eróticos adotiva novinhaconto erotico meu bezerro boqueteirodominador pé gostosoContos eróticos gay hooo isso fode meu cu fodedenis comeu minha irmã contos eróticosvendo mamãe transar no cine porno contos eroticosboa f*** mulher leva travesti para comer o maridofui na casa de massagem e fui enrabada contos eróticosenrabado na cadeia contosMe comerao quando eu era novinha conto pornominha tia mim viu de pau duro e mim deu sua buseta gostosa e boaNA BUNDA CONTOconto praia de nudismo com a esposa continuacontos minha mulher foi fodida na praça por estranhosconto erotico o soldado arrombou minha bucetacontos eu espiano minha mae peitudahomens lanbendo o xinou da mulher na cama fotosconto erótico de incesto de sobrinha e tio casa de contos sem querer me apaixoneisubrinhocontoscoroa deito e pediu pa enfia devagarsinho nu.seu.cuconto erótico dominando casada bravaContosesfregandocontos eróticos sendo tratado como mulhercontos eróticos com esposa enfiando coisas na bucetacontos eróticos de bebados e drogados gaysjanaina vem senta na picaconto erotico meu tio minha bundinha3negros-_contos eróticosconto erotico encesto.meu pequeno entiado mim comendo enquanto eu dormiacontos eroticos com fotos travesti pausuda arromba loira casadacontos fui acampa e virei cornosandalia superalta conto eróticoincesto primo bolinando prima com problema mentalconto erotico jogando game com o garotinhoconto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhascompadre taradocomo enfiar caralho na conacalcinha usada da vizinha safada contosas coroa metendo a casa do corpo da pulsocontos eroticos na praiabucetas lindasPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticoscontos carona q virei cornocontos eróticos sou mulher e de gostoso que o cara do bate-papo na minha casacontos eroticos depois daquela pica a buceta da minha esposa nunca mais foi a mesmacontos eroticos aluna e professorwww.filha caçula da cu pro pai pauzudoex cunhada safada casada com presidiáriowww.conticos eroticos comie uma novinha num dia que estava chovendoConto esposa de tampa sexo