Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIAO - O PORTEIRO

Estava cansada demais, para regressar a casa. Dormitei um pouco, pensava eu, quando olhei as horas, eram quase 23H00, tinha de voltar rápido, depois da meia-noite a entrada do bloco fica sob segurança de um porteiro.rnNão tinha tempo para tomar uma ducha, arrumei-me o melhor que pude, chamei um táxi e regressei ao meu apartamento.rnCheguei perto da meia-noite, passei pela portaria e tentei ir rápido, o porteiro já devia estar pronto para o serviço e eu não queria dar de cara com ele.rnChamei o ascensor e subi para o meu andar, mas as minhas intenções não deram certo, estava a abrir a porta de entrada, quando, ele surgiu do nada.rn- Que tá fazendo aqui ?rnEntupi? será que não me reconheceu ?rnQue nada Tião estava me reconhecendo e bem..rn- Ui? temos aqui um viadinho- disse rindo.rn- Sempre desconfiei de vc. ? Mas vestidinho de menina não esperava não.rnAgarrou-me um braço, dizendo ? Olha aqui viadinho, vc vai dar pra Tião.rnArmei em puta durona ? Que nada? Vc não tem nada com minha vida.rn- Hummm.. Pense bem no que diz viadinho.. disse com ar de quem ia falar sobre mim.rn- Vá viadinho? vc vai dar para Tião, não arma em durão que vai dar bronca..rnPensei este miserável é bem capaz de botar a língua nos dentes?rn- Tá.. mas hoje não.. tou cansado e preciso dormir..rn- Hummm.. vc cheira a porra? teve a dar a bunda não foi viadinho ?rn- Quero hoje e vc vai dar tá ?rn- Olha vou fazer a ronda e depois venho ter consigo.. Abra a porta se não eu dou bronca no prédio.rnAssustei-me, este filho da puta era bem capaz de o fazer.rn- Tá eu aceito, mas com uma condição? não passa daqui tá?rn- Hummmm? riu ? Descanse? eu sou um túmulo.rn- Filho da puta ? Pensei.rn- Não tive tempo de me despir e já ela batia na porta, abri e lá estava ele sorridente? rn- Hummmm, fui rapidinho, vc nem trocou de roupa.rn- Entrou, admirando o meu apartamento ? Vc vive bem viadinho.rn- Boa vida, boa grana, e dando uma de fêmea.rn- Sentou-se no sofá da sala, como se acasa fosse dele. rn- Me sirva uma bebida.rn Esteja à vontade, apontei-lhe o bar ? Sirva-se do que quiser, que vou tomar uma ducha.rn - Espere.. deixe ver vc? - Hummm maminhas, coxa grossa, bundona apetitosa, vc é mesmo uma bonequinha, viadinho, vou adorar comer vc.rn- Tome uma ducha e venha para junto de mim?. Ponha sá uma cuequinha lavada, bem sexy, hummm ? deixe ficar as maminhas, dá um ar de femeazinha apetitosa.rn- Deixei correr a água quente sobre o meu corpo, meu cuzinho ainda doía e minha vara estava bem esfolada. ? Aqueles dois.. tinham feito estragos.rn- Vesti um babydoll, as maminhas ficavam quase de fora, escolhi uma calcinha em renda, mais confortável e voltei à sala.rn- Hummmmm?.. que maravilha.. viadinho vc está muito bem.rn- Tião, por favor não me chama de viadinho.rn- Hummm? não gosta é ? ?Tá? vou-te chamar de bonequinha, gosta ?rn- É melhor sim.rn- Sentei-me ao lado dele, um pouco sem jeito, não esperava este intruso na minha vida.rn- Segurou-me uma mão e colocou sobre a calça, senti a verga dele já endurecida..rn- Bonequinha alisa ela? que está carente.rn- Acariciei a verga sobre a calça.rn- Bommm? gemia ele, abrindo as pernas.rn- Mostra a bunda bonequinha.rnLevantei-me e coloquei-me de costas para ele..rn- Hummmm, que bundão?rn-Deixe- estar assim.rnPuxou-me para ele, passou as mãos nas minhas coxas. - Porra bonequinha vc é muito gostosa.rnMeteu as duas mãos na minha bunda, apertando e abrindo as poupinhas do meu bumbum. rn-Caralho bonequinha que bundão gostoso vc tem!rn- Ajoelha e chupa minha verga.rn rnCaí de boca no cacete duro dele, comecei a lamber o cogumelo vermelho escuro, daquela enorme verga preta.rnrnSenti o gosto quente dele. ? Abra a boca bonequinha. Segurou minha cabeça com as mãos, empurrando-a de encontro à verga, começou a estocar na minha boca, cada vez mais fundo até eu ficar sem ar. rnrnQuando ele menos esperava, comecei a sugar suas bolas, gemeu forte.rnrn- Quero gozar na sua boquinha, voltei a chupar-lhe a verga. rnrnComeçou a gemer mais alto, e eu engoli a vara mais o mais fundo possível. rnrnSenti a porra quente na minha garganta, um esguicho forte e volumoso, que eu engoli.rnrnContinuou esporrando e encheu toda a minha boca. rnrnUrrava de prazer? Foda-se bonequinha? que mamada vc faz? ahhhhhh?.. deliciaaaaa?rnrnEngoli tudo, deixando a verga sem uma gota de porra.rnrnPorra, bonequinha, vc mama como um vitelinho?. Nem uma puta mama como vc.rnrnrn Fica de quatro, deixa eu ver ser cuzinho.rnrnrnColoquei-me de quatro defronte do sofá Tião, sentou-se, sá elogiava:rnrnNossa! Que rabão delicioso! Deixa eu ver esse cuzinho.rnrnrnAbri meu cu. ? Hummmm delicia, que cuzinho lindo, todo depiladinho, como eu gosto..rnrn- Foda? minha vara está pronta outra vez? Que tesão..rnrnLevantou-se, esfregou a vara entre minhas nádegas, cuspiu na cabeçorra, apontou a entrada do eu cuzinho e empurrou.rnrnMeu cu parecia estar sendo rasgado por aquela jeba negra enorme.rnrnDoía e dava prazer ao mesmo tempo.rnrnFui sentindo cada cm entrando no cu lentamente como se estivesse me abrindo.rnrn- Que cuzinho quente, apertado, hummmm. Relaxa o cuzinho pra eu te fuder gostoso, vai...rnrn-Tião? por favor? deixa ficar parada pra meu cu se acostumar com o volume e relaxar.rnrnEle assim fez e uns segundos depois, começou a bombar lentamente . Gemi?rnrnSentia aquela tora negra me abrindo o cu, entrando ate o fundo lentamente e voltando até a entrada.rnrnrn- Que gostoso! Faz tanto tempo que não fodo um cu assim. rnrnAbre mais pra eu entrar bem fundo.rnrn Agora você é minha bonequinha .rnrn Começou a acelerar apoiando na minha cintura e bombando firme que eu me contorcia de dor e prazer intenso ao mesmo tempo.rnrnFala pra Tião, tá gostoso levar minha pica até o talo no cu, tá?rnrn- Muito, hummm. Mete?mete, hummmmmm.rnrnDeu estocadas fortes obrigando-me a gritar. Tirava o pau e empurrava novamente. rnrnCom a vara toda enterrada no meu cuzinho, levantou-me, sentou-se no sofá?rnrn- Va putinha? trabalhe essa bundona na minha verga?rnrnLevantou-me as pernas, deixou-se escorregar um pouco e continou a estocar forte.rnrnDe quando em quando parava, tirava a verga e metia os dedos no meu cuzinho alargado pelo tamanho do jumento..rnrnTá abrindo.. bonequinha? Metia de novo novas vigorosas estocadas e repetia?rnrn Hummmm, que foda ta levando? tem o cuzinho bem aberto? gostusura..rnrnMetia de novo, bombava forte - Vou gozar nesse cuzão tesudo. Hummm.rnrnMetia firme e rápido, eu sentia a cabeça grossa da verga bater no fundo do cu e rnvoltar rapidamente.rnrn- Ah, caralho, ahhhhh, vou encher esse cuzinho de porra, uhhhhhhhh, ahhhhhhhhh caralho!!!rnrnSenti a verga pulsando e jorrando vários jatos de porra quente...rnrnObrigou-me a cair no chão, com a vara dentro do mim.rnrnHummmmm?.. boommmm?.. que foda deliciosa?.rnDeixou-se estar em cima de mim? o seu corpo pesado, cortava-me a respiração, sussurou ao meu ouvido?rnrn- Gostou bonequinha ?rnrnSimmm? gostei Tião? vc sabe foder uma bundinha?rnrn- Sorridente levantou-se, começou a vestir-se, olhando para minha bundinha.rnrn- Putinha? vc é mesmo putinha?rnrn- Vai dar quando eu quiser não é ?rnrn- Sim Tião.. eu dou prá vc.rnrn- Riu ? Segredo nosso não é bonequinha ?rnrn- Sim Tião?rnrn- Saiu.rnrn- Deitada no chão? a bundinha arrombada duas vezes num dia?rnrn- Estava tornando-me uma putinha.rnrn- E? estava gostandornrnrnrnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a mae ño campismocomedo a aluna no motel contotravesti bombom contos eróticosRex dando o cucontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolamulher de vertido con as pern.a reganhdacontos eroticos me encostou na paredeesposas evangélicas fudendo com entregadoresconto coroa n**** pediu gay namorofui arrumar o chuveiro do meu inguilino ele mim fez gay contoContos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennocontos cu virgem secretaria casada contoscontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicoirmatezudacontos comi a internadaesposa safada liberando geral para o sogrocontos de coroa com novinhoComtos casadas fodidas pelos empregados do maridocus rijos bom analContos eroticos chupando peito casais amigosviciada em boquete chupo pau mole contosmamando no titio contos gay inocenteespiando minha tia safada.htmlnao contar para ninguem da familia. Quando eu achei que o papo ia terminar ali, ela me fez a pergunta que levou a tudo: perguntou porque eu tinha tanta coisa sobre lésbicas incestuosas no pc? Quando ela me perguntou isso, confesso que pensei em desconversar, mas aí pensei também que ela não faria essa pergunta à toa. Aí comecei a falar que aquilo me excitava muito, que gostava de ler sobre aquilo. Sem brincadeira, acho que a gente deve ter ficado uns 10 segundos em silencio ali na cama, depois que eu falei isso. Uma olhando para a outra. Aí, ainda bem, ela tomou a iniciativa, colocou a mão na minha perna e perguntou: Você pensa em mim?  ganhei carona mais tive que engolir porracontos eróticos satisfazendo as fantasias do maridoImagem Carla danada na zoofoliafui passear nas férias e trai meu corninhoconto erotico beijei minha irma dentro do tremNo baile funk doidinha se esfregando de maisas pamteras se fudeu rola crossa no cuquando era pequena mamava na pica do meu tiopau na boca da namorada dpmamae me deu seu cuzinhoeu confesso mijoContos incesto filha calcinhaconto erotico meu cunhado fez meu cu sair sangueSou escrava sexual do meu filho ences,contos erot.Desvirginando a sobrinha de 18 anoscontos o pedreiro me fez mulhercontos eroticos tias e sogras casadasflagrei minha maé com socio de meu pai contoscontos eroticos homem barbudo e peludo fudendo bucetapor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticoscontos de coroa com novinhocomo dopar uma mulher e fazer sexo contomeu marido e o amigo dele porno contocontos eronticos tia levatou a saia de lado e setou em mimcontos eroticos com catadora de papelContos eroticos fudendo a passageiraGozei no pau do meu irmão dormindo contosSempre passo o dedo no grelinho da minha neta"que buracao" gay contovendo namorada pau grande grosso traindo gozada porra contoscomendo o cu da sogra contocontos er gozando na boquinhana frente a mamãe motel sábado padrastoconto erotico o viadinho de calcinha no asiloo padre ecoroinha no conto erotico gaycontos eróticos vovócontos eroticos eu sozinha acabei gozando na calcinhaEu e minha sobrinha de 19 anos de idade no motel conto eroticochupando a pica do padrasto conto eroticocontos eroticos gay vadiaConto de Suruba no cinemacasa dos contos de mae fudendo filho e filhacontos adoro sentar no colo sem calcinhacontos er senta devagargarota no cio brincando com cachorrominha cunhada de camisola contoscontos eroticos "cadela" "fome"Dei minha buceta para meu genro na presença de minha filha contos femininofui errabada pelo meu avopai enche a rachina da filha de leite videos porno