Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ADOREI DAR PRA UM VELHO

Lendo os contos deste site tomei coragem para contar uma experiência que tive, tomara que gostem!

Meu nome é Cristina, tenho 19 anos, meus pais sempre foram muito liberais, saio sempre que quero e sempre durmo na casa de amigas pois moro muito longe e não tempo ônibus durante a noite. Por intermédio de uma prima eu conheci Flávia, uma moça muito bonita que mora com o pai viúvo, ela também sai tanto quanto eu, em uma noite dessas saímos pra dançar, perdemos a noção da hora e eu acabei tendo que dormir na casa dela, chegando lá foi o pai dela quem abriu a porta, era um homem por volta dos 50 anos, tinha uma barriga de cerveja e uma barba branca muito mal feita, enfim, não era um homem nada atraente que se chamava Francisco, entramos, Flávia foi tomar banho e sugeriu que eu ficasse vendo TV com o seu pai que assistia um desse filmes de fim de noite. Eu sentei ao seu lado em um sofá simples, o que me chamou atenção foi o modo que Francisco olhava pra mim, ele me devorava com os olhos, eu estava com uma mini-saia preta e uma blusa também preta que ressaltava os meus seios bastante volumosos, ele se esforçava para olhar dentro da minha blusa sem disfarçar, aquilo me deu um certo desconforto que foi dando lugar a um tensão que eu não sabia explicar, um velho gordo estava me olhando e minha buceta estava até pingando de tesão, eu me inclinei um pouco para que ele conseguisse ver mais dos meus seios quando Flávia saindo do banho, me chamou, dizendo que iria me emprestar uma roupa para que eu tomasse banho também e entrou no quarto em seguida, Francisco olhando pra mim disse que estaria ali vendo TV a noite toda caso eu quisesse voltar. Eu foi tomar banho e em baixo da água fiquei pensando naquele velho me comendo com os olhos, minha buceta começou a latejar, me masturbei demorando um pouco pois quando fui me deitar Flávia já dormia com minha cama arrumada no chão. O som da Tv que eu ouvia vindo do andar de baixo me deixava ainda mais excitada, Flávia havia deixado para mim um pijama de duas peças, camiseta e short curto, sem calcinha puxei o short pra que ele ficasse ainda mais curto e vesti a camiseta sem sutiã, descia queimando de tesão, me sentei novamente no mesmo lugar e aquele velho novamente começou a me olhar, eu olhei para o volume em suas calças e pude ver o pinto duro que força contra a bermuda de jeans surrado, ele levou a mão até minha perna e seu toque me causou arrepios, acariciou minha buceta molhadinha que lhe deu ainda mais tesão, ele me surpreendeu quando tirou pra fora um pinto duro e grande, o maior e o mais grosso que eu já havia visto, não pensei duas vezes caí de boca no membro moreno, chupava como uma criança, primeiro acabeça onde eu fazia movimento circulares com a língua, e depois o resto que sá cabia em minha boca até a metade, era um gosto maravilhoso, ele puxava meus cabelos gemendo e se contorcendo, ele me fez levantar e retirou minha camiseta chupando meus seios até ficarem doloridos, com uma mão ele se apoiava no sofá e com a outra acariciava enfiando o dedo no meu buraquinho, era tudo maravilhoso, e ficou melhor ainda quando ele disse que queria me ver rebolando no cacete dele, eu sentei no colo daquele velho encaixei a cabeçona do pinto na entrada da minha buceta, fui soltando o corpo devagar, aquele cacete foi entrando, forçando passagem, eu sentiu aquele puto daquele cassete dentro de mim e uma dor que me fazia gemer, mas o tesão era muito maior, não foi necessárias mais de cinco ou seis metidas eu gozei e vendo que eu me contorcia e gemia ele gozou também, eu me levantei com a porra dele escorrendo péla minhas pernas, fui ao banheiro e me limpei, cansada de tanto tesão entrei no quarto devagar e quando me deitei na cama Flávia saltou da cama ascendendo a luz, eu assustada me sentei de novo, se aproximou de mim e perguntou, você deu pro meu pai? Eu meio sem graça respondi que sim! Ela me olhou com um olhar sapeca e disse, então agora vai ter que dar pra mim também!!! De início aquela idéia era absurda, mas olhando pra aqueles seios durinhos e aquelas pernas grossas a idéia começou a ficar agradável, mas isso é uma outra histária!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vestida de caipira sem calcinhapapai enfia no meu cuzinhominha tia coroa crente de 57 anos contofortisinhodei a buceta no trabalho. contos.contos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeucontos veridico me arrombaram, mas me vinguei do meu maridocontos eroticos elizandracontos erotico a 1 de una solterona com um menino de 15contos de sexo com novinhas trepando com advogadosContos eróticos picantes pecadoscontos esposa da o cu no acampamento ao lado d marido no escurocontos eroticos na igrejacontoa eroricos minha mulher meu inimigoConto de sexo me venderamcontos mulher coloca silicone no peito e na bunda para ficar gostosaZoofilia contos menininha chega do colégio animaiscontos eroticos minha amante nao queria no cuzinhomeu pedreiro gostosoler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homenscontofudi minha cunhadaContos na pescaria com tios e amigos me fazen d bixinha delesconto erotico sou vaca leiteira eu gostoContos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparemcomi esposa do meu amigo de trabalho contos eróticosconto minha mostroucache:BEpQkv0OPJUJ:idlestates.ru/conto_4507_eu-o-namorado-corno-e-sua-namorada.html contoseroticoscabacinhozoofilia negao comenorme pau deixando putia loucaconto com cunhada chantagistacontos na barraca traiConto porno de marido e sogrocontos de professor e alunaConto erotico de mototáxi com a picona e meninascontos sou baiana e adoro paus grandescontoseroticos.site/buscar-conto?busca=Comendo+o+cuzinho+virgem+da+sogra+gays chupando cu de macho caretacontos eróticos cadela e putona famíliascontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balafodo meu sogro todo dia com meu pauzao contoxanimhagays chupando cu de macho caretacontos padrasto e enteadaContos eróticos transei com a mãe casada do meu melhor amigotocando punheta no maracanaeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaTodos adorao meu cuzinho contos eróticosVedeos de homens com crosdresseresTreinamento de cachorros para zoofiliaAna tia só de camisola transparentecontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludapenis entandrocondos erodicos depilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana Conto erotico minha esposa e o pau enorme do nosso cachorrocomtos de fodas com travetis e mai e pai e filhosdei o cu po meu pone contos eroticos pornoele pega ela nos ombros pra chupar sua bucetatrai meu marido com um moto taxi contoconto na festa aqui em casa meu primo comeu minha maesurprendida pela minha amiga lesbica contos eroticossexo aos14 pornodoidominha nora gostosa+contosminha esposa escolheu vibradorcontos eroticos de gay rabuda sendo arrombadoConto carona de trabalho leva amiga da minha mulhercalcinhas usadas da minha tia contosconto erotico trabalho sala reuniaoconto de rasgou meu cu com a pica grandeContos eroticos velha cavaladia dos namorados incesto contocontos eróticos de novinha dando para garanhãocomedo prima emquado os tios n taflagrei minha esposa dado para nosso filho cotos eroticoafastou as carnes do cu piça perfurou minhas entranhas contoscontos eróticos me bater castigoso puta e dei gostoso a xana contos eroticosamigo do meu marido dano de bom frenre dele e mim chatagiado contos eroticoContos eroticos casais e pintudos fantasiascontos pornos irmas cadelascontos de sexo depilei minha bucetaconto garoto esperimentei da cucontoseroticos paguei para estruparem minha mulhercomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualcontos eroticos com giuliaDeixando a novinha laceadavoyeur de esposa conto eroticocontodeputajapinhas pirralhas fudendo a força.