Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O MELHOR ANIVERSÁRIO DA MINHA MULHER

Sou casado com uma linda loira natural, cabelos curtos, corpo bem malhado com pernas longas e cintura fina, seios (ah! que seios) médios em formato de peras. Helena é muito extrovertida, veste roupas transadas, bem humorada, mas em matéria de sexo é totalmente careta, sá tradicional e oral.

Mas há 19 anos atrás, no seu aniversário de 30 anos algo muito especial aconteceu.



Helena faz aniversário em 2310 e 24 19 é aniversário de Goiânia, então sempre aproveitamos o feriado para viajar e curtir seu aniversário a sás. Naquele dia ao sair de casa eu percebi que seria diferente de todos seus aniversários pois ela foi logo dizendo:

-Quero comemorar meus trinta anos dando muuuiiito, quero fazer o que nunca fiz.



Ela nunca foi de falar assim, e eu tarado já imaginei o seu rabinho virgem, o que fez meu pau endurecer na hora. Ela percebeu e começou a alisar por cima da calça (ainda nem tínhamos pego a estrada), eu tirei o cinto de segurança, abri o zíper e coloquei o cinto novamente; ela enfiou a mão dentro da cueca e ficou alisando, foi quando eu falei:



- O pessoal do Ônibus está olhando

- Maravilha, deixa eles morrendo de inveja, eu tô de carro e fazendo, eles estão de ônibus e sá olhando kkkkkk.



Dizendo isso ela tirou meu pau que já estava doendo de tão duro e começou a chupá-lo. Viajamos 330km nessa esfregação, ora eu batia prá ela, ora ela batia prá mim, até chegarmos no nosso destino, um lindo hotel à beira do Rio Araguaia, que sempre íamos fora de temporada, pois ele fica praticamente vazio. Fizemos o check-in e fomos para a piscina que estava praticamente vazia a execeção era Mara uma também linda loira, esposa do proprietário do hotel. Apesar de sempre irmos ao hotel, Mara nunca deu moral, era bem indiferente com todos e super chata com o marido e os funcionários. Ela estava com um biquini branco minúsculo e eu não consegui tirar os olhos dela.



_ Vc sempre foi tarado nessa branquela azeda né?



- Ela é bem gostosinha, mas chatinha.( já imaginando um menáge)



-É bom que vc ache chatinha porque eu não vou te dar tempo nesse feriado.



E ficamos alí tomando sol e bebendo e beliscando um tira-gosto até de noite, quando fomos ao restaurante para comer alguma coisa mais forte. A comida lá é servida em um fogão à lenha e qdo olhei para fila vi um morena lindíssima tipo índia, com cabelos longos e lisos, bunda arrebitada, cintura fina, seios médios, sá de mini saia e a parte de cima do biquini, acompanahada de um homem boa pinta, uns dez anos mais velho. não consegui tirar os olhos.



-Gostou da morena né? Tarado!

-Gostei, deliciosa.

-È, mais o maridão não é de jogar fora, e pelo jeito tem grana.



Na hora minha mente tarada imaginou um swing e disse;



- Com esses eu tinha coragem de fazer um swing

-Vc é um pervertido, vc tem coragem com qualquer um.



Fomos para quarto, transamos mais gostoso que o normal, mas nada muito especial, o melhor estava reservado para o outro dia. Acordei cedo fui tomar o café dei de cara com a morena e marido, estava maravilhosa com uma roupa branca de jogar tênis, diferentemente do jantar, ela notou e correspondeu meus olhares e flertes, acho que o marido também percebeu. Fui caminhar e fiquei imaginando como seria uma transa com aquele casal, fiquei tão animado que entrei em uma "venda" e comprei um litro de catuaba (afrodisíaco natural).

Quando cheguei ao hotel quase não acreditei quando ví Helena e sua nova amiga na piscina, Rejane a Morena. Meu Deus que delícia ver as duas conversndo alegremente. Cheguei dei um beijo na minha esposa

-Oi.

-Oi, essa é Rejane, Omarido dela está Jogando tênis com o Rui (dono do hotel)

-Oi Rejane, preferiu ficar na piscina?

-É, não tenho muito saco pra tênis, jogo sá porque o Guilherme é viciado.

-Então ele achou um parceiro porque o Rui também é, eu prefiro ficar com a minha gata.

-Isso é bom, vcs me dão lincença, vou ao quarto um pouquinho.

Falou e saiu, e eu vidrado vendo sua bunda se afastar.

- É prefiro ficar com a minha gata, safado

-Mas prefiro mesmo.



E dei um beijo nela. Helena me contou que Rejane contou que era de BelémPa, o Marido Paulista, mas que moravam em BSB, tinham muita grana, ela tinha 32 e ele 45, mas que o tempo todo ela falou mal dele,que ele não dá conta dela na cama e ele é frouxo e ela fogosa por isso ela sai com outros e ele finge que não sabe. Fiquei espantado porque se fosse outro dia Helena jamais ficaria tanto tempo conversando com uma "safada" dessas.

Aí sim eu senti que a coisa entre nás ia esquentar.



Rejane voltou com uma bolsinha de couro e disse que era seu amuleto da sorte.Pedimos umas caipirinhas, ficamos tomando junto com a catuaba que levei. Helena deitou de costas e pediu que passase bronzeador nela o que fiz de imediato, fiquei passando bem devagar, alisando bem sensual e olhando para Rejane que mordia os lábios, passei entre as coxas e fiquei encostando o dedo na xota de helena, meu pau ficou duro na hora, para minha surpresa, Mara estava do outro lado da piscina admirando a cena, com já estava alto e cheio de coragem, dei uma encarada nela e alisei meu pau ela deu um sorriso e disse sá com os lábios "safado". Rejane começou a falar mal do marido de novo foi quando Helena disse:

-O Arthur fala que mulher não gosta de pinto, gosta de dinheiro.

-Pois se vc deixasse eu trocaria o dinheiro do Guilherme pelo pau duro do arthur agora

-Se o Arthur quiser eu empresto, mas não precisa do dinheiro do arthur não kkkk.

Confesso que fiquei vermelho, e Rejane percebendo disse

-Brincadeira, empresta sá as mãos dele pra passar bronzeador em mim também

-É todo seu.

Meu Deus do céu, comecei a passar brozeador naquele corpo, aquela bunda arrebitada, aquelas coxas grosas com pelinhos fininhos e loiruinhos, cheguei a enfiar o dedo por dentro do biquine, qundo comecei a passar perto dos peitos ela levantou um pouco para que pudesse tocá-los. Era uma puta mesmo, de longe ví Guilherma chegando e avisei, aí Helena disse vamos prá piscina prá ele não ver seu pau duro. Maravilha, éramos cúmplices. Ficamos na piscina até que meu pau amoleceu, foi quando Guilherme, apo´s a ducha, se sentou na borda, eu me sentei ao seu lado e as duas ficaram dentro da piscina mascom os braços e rostos apoiados na borda, bem juntinho os 4. Comecei a passar o dedão do pé direito na buceta de Helena, Rejane viu e chegou sua buceta no meu outro pé, ficamos alí naquela sacanagem, parecia que guilherme via tudo, mas não falava e nem participava de nada. Ofereci catuaba ou caipirinha mas ele recusou e perguntou o que era catuaba, foi quando começamos a falar sacanagem, sá os 3. De repente Rejane vai mergulhando até oa outra borda e na volta sai d'agua e dá um beijo no meu pau, por cima da sunga, pedi desculpas e diz que achou ser o do Guilherme, que az uma cena de ciúmes e minha foi quando Helena me surpreedeu mais uma vez, ela foi até ele e disse prá não ficar bravo e deu um beijo na sua coxa bem práximo do seu pau, ele se levantou e bastante educadoe disse que estávamos bêbados e que não cosegueria nos acompanhar e foi para o quarto. Fiquei muito sem jeito, ainda mais quando percebi que os poucos funcionários do hotel estavam se divertindo com tudo, pois não havia outros háspedes, sá nos e os donos. As duas continuavam se divertindo e alheias a tudo, quando vi uma arrumando o biquini da outra voltei ao clima e continuamos ali, naquele sarro e sendo onservados pelos funcionários e por Mara. resolvi dar o bote.

-Não aguento mais de tesão, Helena, vamos pro quarto

-Sá a Helena? E eu?

-Não Rejane, sá você, acho que não estou preparada.Mas o Arthur merece esse presente.



Pintou um clima e Rejane falou pode ir Arthur,que já vou, mesmo confuso obedeci minha Deusa, acho que fiquei sozinho no quarto uns dez minutos que pareceram dez horas, não sabia o que fazer, e pior não sabia o que rolava lá fora. Rejane abriu a porta e fez um sinal negativo, desanimei, e ela disse

-Não teve jeito, a minha lábia é muito melhor que a sua kkkkk.

E Helena entrou.

-Não preocupa não amor, tô bem, vamos logo pro banho antes que me arrependa.



O banheiro do hotel é bem grande e ntodo aberto, com duas duchas, nessa horam meu pau já tava mais duro que pedra, e começamos a esfregar um ao outro, eu de sunga elas de biquini, Helena começou a me esfregar pela frente e a lamber e Rejane pelas costas, ambas começaram a descer e tiraram minha sunga, Helena abocanhou meu pau e Rejane começou a lamber meu cuzinho, que delícia ser chupado por duas Deusas, de repente Rejane deu um beijo em Helena que se assustou, mas depois correspondeu e ainada bateu uma siririca para REjane que gozou rapidinho e falou vaoms prá cama correu caiu de costas e começou a gritar

-Eu quero pau, quero cacete, fode minha buceta.

Rapidamente obedeci e coloquei ela na posição do frango e enfiei duma vez, Helena ficou de gatão com a xana e o cú escancarado na minha cara e com so peitos sendo chupados pela putinha da Rejane, eu fudia uma e chupava a outra, quando ia gozar Helena disse

-Pelo aomor de Deus goza na minha boca



O que fiz e ela sugou tudo, não deixou nem uma gota, enquanto eu descansava Rejane chupava minha mulher, o que me deixou com uma tesão violento, eu não acreditava.



Rejane parou e foi até o seu amuleto( bolsa de couro)



O que aconteceu depois e conto no práximo capítulo, Helena esta´quase chegando e se ela descobrir que resolvi contar ela me mata. mas aguardem pois agora que vai esquentar.



ESSE CASO É REAL SE QUISEREM PODEM ENTRAR EM CONTATO

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de genrocontos eroticos com japonesasogra loira novinha chupa maridos Eugênioconto de quarentona a fuder com desconhecidoamiguinhocontosxvidio travestiesposa taradadpcontos erticos madrinhas putasvideo sexi coiada esticada de manhã cedoBebada me bulinaram contos eroticosconto erótico Eu e minha filha damos o c* para o meu maridowww.rabudasnapraia comPornofamiliacontosconto. a sugadora de. porracomendo minha irma de seis anos contos eroticosmulheres no salão chupando e se masturbando com dançarinoContos erotico me exibi pro taxistacontos eroticos eu e minha filha somos as putas do bairro e meu marido sabeFiquei com minha sobrinha no colo a viagem toda contoscontos eróticos sogro tarado me encochou escondidogeovana tira a calcinha e da a bucetaporno doido costureiro medindo os seioscontos eroticos meu sobrinho vei morar e casa do interior pra fazer facudadecontos de casais numbar de negaos pau grande maridp felizme comeram dormindo no ônibusContos eróticos entre parentescontos/ morena com rabo fogosocontos eróticos minha esposa a bicicleta e o sobrinhotexto erotico no inverno com o enteadocontos abusadas em grupocontos flagreii meu subrinho mastubando com calcinhaesposa no motel com amigos contotirei o cabaço delecontos meu marido nem percebeuchupando o vizinho conto erotico gaycontos a filha da minha namoradacontos eroticos esfoleando o cu da filhaMinha namorada pediu um sanduíche contos eroticoswww.contos eroticos porno eu meu marido e o nosso cachorro fazendo dp zoofiliamiudinha de calcinha xvidio.commoleque no ônibus contos eróticos gayvidio porno um loko da cabeça cumeu a força uma gostosa na cademiafode a mulher do irmao para provar que ela é uma putaconto erotico sogro na piscinaporno coroa da boda mole de fiodetaoContos sou travesti muito puta mamarcontos meu cu tesudocontos de rasguei o cuzinho da minha avómulher sentando na embragem com o cu e buceta porno com homens vestindo as calsinhas abertas em baixo de rendas brancas ese mastubado com elascontos com gordinhastio vaqueiro conto gaycontos gay violentadoeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoamante da calcinha de presentecontos eróticos de infânciaConto erótico minha irmã me chamou pra ir ver a porta do guarda fato que quebrou e ela enpinou a bunda pra mimcontos eróticos morando com filhocontos eróticos de virgens perdendo o cabaço a força"limpa o pau do seu macho"minha xana piscavaconto tia gostosa de microcalcinhacontos minha mulata foi arronbada e curradaMulher trepano so com caralhudosru cdzinhacontos de pura putaria entre pais e fcontos novinha dando pra doisMinha mulher foi iniciada por um negão contos eróticosPerereca ou buceta de cunhadarelato conto: meu me incentiva a usar roupas provocantescontos eroticos pauzao do papaiver contos de lesbicaseu tinha 13 mas comeram meu cu muitas vezesvídeos porno novinha chora pq ela fala qui toi muitodei com muito amor conto separacaomulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolacoroa cintura fina e coxas largas e gordascontos eroticos com velhocontorcendo de prazer mulher com mmulherContos briga de xanasfilho tadoendo tira docu contos eroticoscontos masturbandcontos reais de casais iniciando no swingcontos eróticos escrava é putona